Páginas

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Está na hora de assumir sua posição!


Jó 33.4: “O Espírito Santo me fez, e o sopro do Todo-Poderoso me dá vida”.

1 Coríntios 3.16: “Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito Santo habita em vós?”.

Romanos 8.14: “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus”.

Para ser filho de Deus, ter autoridade sobre as situações, passar pelo dia mal com paz no coração, passar pelo deserto sem ficar traumatizado, é necessário ser dirigido pelo Espírito Santo. Quem não é dirigido pelo Espírito Santo não está na condição de filho, mas de criatura.

Para ser dirigido pelo Espírito Santo, você precisa buscar ter comunhão com Deus, ter uma vida de oração. O que eu mais tenho visto são pessoas que têm uma vida de murmuração, que são guiadas por fofocas e pensamentos que não as levam para lugar algum!

Como alguém que trai, que vive na prostituição, que vive fazendo falcatruas e que abandona os filhos pode falar da sua família ou, até mesmo, te aconselhar? E, ainda, vem com aquele papo, “Se eu fosse você...”. Parece até piada, não é mesmo?

Como que alguém que não tem domínio sobre os próprios sentimentos e que, na primeira dificuldade, já se apavora pode dizer o que é melhor para você?

Como alguém que, ao passar por uma enfermidade, entrega os pontos, pode trazer uma palavra de vida?

Alcançamos autoridade, quando nos fortalecemos no Senhor e resistimos às investidas do nosso inimigo!

Hoje, eu quero te perguntar: O que tem dirigido sua vida? São os problemas, os traumas, as frustrações ou os diagnósticos? Quem é o senhor da sua vida?

Sabe, eu conheço pessoas que passaram por tratamentos médicos e foram evoluindo com o tempo. Com o bom resultado, a motivação aumenta! Depois de algumas semanas, vem aquela bagatela de exames. Ao perceberem que apenas um deles apresenta uma complicação, o desespero já começa a consumi-las, de tal forma, que elas acabam voltando para a estaca zero.

Existem pessoas que se desesperam por causa de problemas financeiros. Quantos casamentos não acabam por causa de dinheiro? Isso é um absurdo! Casamento é aliança, em que um fortalece o outro, um apoia o outro e, desta forma, todos os problemas são superados!

Muitas até deixam de cumprir seus votos com Deus!

Quando o teu Senhor é o Todo Poderoso, aquele que nos amou, de tal forma, que enviou o seu único filho, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna, não tem como você se perder nas loucuras deste mundo.

Para superar esta situação difícil, você deve ser cheio do Espírito Santo. Como fazer isso? É muito simples. Ao acordar, busque ao Senhor. Tenha um tempo de oração, faça da sua casa um ambiente de adoração, leia a Bíblia, nem que seja um capítulo por dia, vá para a igreja! Não se esqueça de que você é templo do Espírito Santo.

Não se deixe vencer pelo mal, mas vença o mal com o bem!


Pense nisso!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

O poder da oração!


Mateus 7.7: “Pedi, e darse-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á”.

Qual oração funciona? Não foi exatamente esta pergunta que me atormentava, mas sim o inconformismo diante de uma enfermidade. A pessoa, que por um lado tinha vitórias, pois teve melhoras e reações que surpreendem até os próprios médicos, em contrapartida, se mantinha cativa, afastada, impotente!

Realmente, eu precisava que Deus falasse comigo. E, em meio ao clamor e à oração, buscando a Deus para que me ensinasse qual oração, como orar para alcançar esta cura – porque era um caso irreversível, incurável – o Espírito Santo vem e me ensina, começando com uma pergunta: “Qual oração se deve orar para que o enfermo seja sarado?”.

Tiago 5.14 a 16: “Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo, em nome do Senhor. E a oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica dos justo”.

Eu, de pronto, respondi: “A oração da fé, Senhor!”, citando logo o trecho da Palavra de Deus que eu tenho não só decorado, mas também praticado. Então, o Espírito Santo, com a unção que vem d´Ele e que nos ensina todas as coisas (1 João 2.27), continua a me falar: “Então, ore mais esta oração, a oração da fé! Não deixe o seu coração se abater ou entrar em dúvidas por causa da demora, da piora do quadro, ou mesmo da falta de recursos, de estímulos e esperanças vindas dos homens.”.

E aí o Espírito Santo me ministrou, através de uma parábola, como Jesus fazia com os seus discípulos, usando fatos do cotidiano...

Veja bem... Se você quiser se comunicar visualmente e oralmente, através da internet, com alguém que está do outro lado do Mundo, seu computador precisa ter pelo menos um megabyte de conexão, ou seja, cerca de 1.000.000 bytes.

Ok, Bispa, mas o que isso tem a ver com a oração e a cura que eu preciso? Tem tudo a ver! Sabe por quê? Porque a oração do justo é eficaz e tem poder!

Então, não é que sua oração não foi respondida ou que você não orou com fé... É que, apesar de poderosa, sua oração tinha apenas um byte, precisava de mais 999.999... Se você perseverar na oração e não abrir mão do seu milagre, vai encher o incensário, como está escrito em Apocalipse, e a resposta virá.

Apocalipse 5.8: “E, quando tomou o livro, os quatro seres viventes e os 24 anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma harpa e taças de ouro, cheias de incenso, que são as orações dos santos”.

Apocalipse 8.3 a 5: “Veio outro anjo e fiou de pé junto ao altar, com um incensário de ouro, e foi-lhe dado muito incenso para oferecê-lo com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro, que se acha diante do trono; e da mão do anjo, subiu à presença de Deus a fumaça do incenso, com as orações dos santos. E o anjo tomou o incensário, encheu-o do fogo do altar e o tirou da terra. E houve trovões, vozes, relâmpagos e terremoto”.

Pode ser que faltem 999.999 bytes. Mas pode ser que faltem apenas dois ou três!

Hebreus 10.35 a 9: “Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande garladão. Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará; todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. Nós, porem, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma”.

Persevere! Clame! Ore! Creia! Não abra mão do seu milagre! Esta cura pode não ter aqui, na esfera humana, mas tem no Reino dos Céus e só os que se esforçam se apoderarão dela.

Não sei se o seu desafio é uma doença incurável, uma situação emocional, que parece não ter solução.... Não importa, creia até o fim!

Você foi chamado para ser aquele, que pela perseverança, alcança a promessa.


Pense nisso!

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Quem procura culpados não encontra solução


Lamentação 3.21: “Quero trazer à memória o que me pode dar esperança.”

Sabe, eu tenho uma experiência muito forte com este versículo. Era uma situação em que eu estava enfrentando de muita angústia, amargura e depressão. Aparentemente, não tinha justificativa para eu estar assim. Minha família estava muito bem, meus filhos cheios de saúde, eu vivia, alias, vivo até hoje com o homem que eu amo!

Busquei de diversas formas entender a origem daquela dor. Até que decidi buscar respostas no Senhor. Orei, clamei e tive uma experiência muito forte com a Palavra de Deus, que transformou a minha forma de pensar e, por consequência, meus sentimentos.

Hoje, eu quero te perguntar: Será que estes pensamentos que você está nutrindo podem te ajudar?

Sabe, foi esta a chave que eu encontrei em Deus. De só pensar naquilo que pode me ajudar e me fortalecer.

Aqueles pensamentos que não te ajudam, deleta! Pense em solução, não nos problemas!

Quando você viver alguma situação difícil, lembre-se do quanto Deus já te abençoou, das orações atendidas, dos livramentos, de todas as vezes que você achou que não daria certo, mas deu!

Sabe qual é a origem da amargura? As lembranças ruins que, sem perceber, nós nos condicionamos a reviver. Acabamos nos sentindo do mesmo jeito! É daí que vem o ressentimento.

Vou citar um exemplo! Quando alguém te trai, você “perdoa”, aceita aquela pessoa de volta, os anos passam, mas dentro de você nada mudou! Fale a verdade: parece que você está sendo traído todos os dias. Aquela dor te consome e você não consegue se conter... Daí, vêm as brigas, as indiretas... A desconfiança é maior que o perdão. Você nem dá oportunidade da pessoa mostrar que está arrependida.

Sabe, isso é uma prisão emocional! O inimigo se aproveita disso e começa a colocar situações que te deixam mais atormentado ainda. Em nome de Jesus, isso está quebrado na sua vida! Você é livre para ser feliz, para amar e ser amado!

Quero deixar outro conselho para você! Procure uma igreja. Em Mateus 16.18, está escrito que contra a igreja as portas do inferno não prevalecem.

A igreja é um ambiente de fé, em que todos buscam o mesmo propósito. Não importa se é gordo, magro, alto, baixo, criança, adulto, rico, pobre... todos têm o mesmo objetivo: alcançar, pela fé, e se encher da graça de Deus.

Saia dos ambientes de acusação! Busque ambientes favoráveis ao milagre.

Quero voltar à questão do ressentimento. Sabe o livro de Lamentações? Foi escrito pelo profeta Jeremias, em um momento de muita dor e, ao mesmo tempo, com a preocupação de cuidar do restante do povo, que sobreviveu à destruição de Judá, por Nabucodonosor, rei da Babilônia.

Jeremias estava arrasado com a invasão de Nabucodonosor, rei da Babilônia, mas o Senhor disse-lhe: Traga à lembrança aquilo que te dá esperança.

Hoje, você vai tomar uma posição! Vai dar um basta nestes sentimentos e pensamentos destrutivos.

Curtir e cultivar essa amargura só vai trazer enfermidade para sua vida. Você sabia que a mágoa pode provocar câncer? Isso é cientificamente comprovado!

Você não será mais uma pessoa doente, pelo contrário, vai reavivar sua fé, sabendo que Deus vai te justificar!

Em vez de lamentações, você terá em seus lábios cânticos de alegria! Em vez de procurar culpados, você vai buscar a solução, que está em Jesus Cristo.


Pense nisso!

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Não é o fim da linha!


Salmos 31.1 a 5 e 14. “Em Ti, Senhor, me refugio; não seja eu jamais envergonhado; livra-me por tua justiça. Inclina-me os ouvidos, livra-me depressa; sê o meu castelo forte, cidadela fortíssima que me salve.

 Porque Tu és a minha rocha e a minha fortaleza; por causa do Teu nome, Tu me conduzirás e me guiarás. Tirar-me-ás do laço que, às ocultas, me amarram, pois Tu és minha fortaleza. Quanto a mim, confio em Ti, Senhor. Eu disse: Tu és meu Deus.”.

Davi estava passando por uma situação desesperadora quando escreveu este Salmo. Talvez, hoje, você esteja passando por lutas, dificuldades e esteja, literalmente, encurralado. Parece que a única solução é desistir! Desistir da reconciliação do casamento, desistir dessa porta de emprego, desistir da salvação dos seus filhos, desistir da cura desta enfermidade...

Mas você não vai fazer isso! Deus não te deu espirito de covardia, mas de ousadia e de moderação. Você vai passar por isso de cabeça erguida e com os ânimos equilibrados.

Não se sinta impotente diante de uma notícia ruim ou por que as coisas não aconteceram da forma que você idealizou! Deus te fez livre!

Você é livre para entregar os seus dias nas mãos do Senhor e de descansar na sombra do Onipotente! Ele está no controle de tudo! Deixe que Ele dirija sua vida, ainda que o caminho esteja cheio de pedras e obstáculos.

Peça sabedoria, graça e alegria. Sabe, não existe alegria maior do que estar na presença do Senhor.

Anime o seu coração! Não murmure, louve, porque Deus habita no meio dos louvores. Em vez de criar um ambiente de briga, confusão e insatisfação, crie um ambiente para o Senhor agir. Quem faz o clima somos nós! Mesmo que você esteja no deserto creia no Senhor, porque haverá água! Haverá provisão!

O que você está passando é só uma fase, para que amanhã você viva o melhor! Você vai olhar para traz e pensar: O que eu vivi não passou de uma leve tribulação, perto da glória que tem se manifestado!

Tempo de guerra não é tempo de chorar! Na guerra, buscamos forças para lutar, resistir e vencer! Depois, na hora de comemorar, você pode até chorar de alegria!


Pense nisso!

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Quais são suas motivações?


Hoje, eu quero falar sobre motivações. O que são motivações? São impulsos internos que nos levam a tomar uma determinada atitude. Elas estão intimamente ligadas aos nossos interesses e intenções.

Ou seja, por melhores que sejam suas atitudes, isso nem sempre significa que suas intenções são boas e, mais cedo ou mais tarde, elas virão à tona, ou serão o seu destino! Por isso, tome muito cuidado!
 
Sabia que, muitas vezes, nos tornamos reféns das motivações dos outros? A resultante disso pode ser uma decepção, principalmente quando depositamos nossas esperanças em pessoas ou em grandes instituições. Mas o que determina o fim dessa história é a nossa atitude diante das provocações e perdas.

Vou citar um exemplo clássico deste tipo de relação: Saul e Davi. No “Pensamento do Dia” de hoje, vamos falar sobre isso.

1 Samuel 18.17 a 19: “Disse Saul a Davi: Eis aqui Merabe, minha filha mais velha, que te darei por mulher; sê-me somente filho valente e guerreia as guerras do SENHOR; porque Saul dizia consigo: Não seja contra ele a minha mão, e sim a dos filisteus.  Respondeu Davi a Saul: Quem sou eu, e qual é a minha vida e a família de meu pai em Israel, para vir a ser eu genro do rei? Sucedeu, porém, que, ao tempo em que Merabe, filha de Saul, devia ser dada a Davi, foi dada por mulher a Adriel, meolatita.”

Queridos, Saul era uma pessoa totalmente perturbada. Ele armou uma cilada para Davi, porque se sentia ameaçado por ele. Saul não estava preocupado em vencer a guerra, ele queria matar Davi. A intenção não tinha nada a ver com o discurso!

Davi foi para a guerra, deu o melhor de si, arriscou sua vida e o que aconteceu? Em vez de receber a filha de Saul, que era a recompensa por sua fidelidade ao rei, viu Saul entregando-a para outro!

Quantas vezes, Satanás já preparou armadilhas semelhantes para você? No trabalho, na família ou no casamento?

10, 20, 30 anos de casado, ou até mais... Você orou, se preparou, conquistou, sonhou, desejou, construiu... para vê-lo com outra... Ou Tantos anos de dedicação e fidelidade, para você simplesmente ouvir da sua esposa: Eu não te amo mais!

Ou então, você se dedicou ao trabalho, mas do que se dedicou a própria saúde.... Fez horas extras, deu o seu melhor, investiu seu tempo, investiu dinheiro em formação, para ser simplesmente mandado embora.

Essa frustração que sentimos é o terreno fértil para o inimigo agir e abalar a nossa fé, fazendo brotar o pior de nós! Ele quer te mostrar que ser errado vale a pena, e ser honesto é perda de tempo!

Você vai à igreja, mas deixou de ter sonhos, de ter fé. É algo tão sutil que você nem percebe. Primeiro, você deixa de se relacionar com as pessoas que te levam mais perto de Deus. Depois, deixa de ir à igreja, deixa de ouvir louvores, deixa de orar...  e corta, literalmente, sua relação com o Senhor.

Saul era inimigo de Davi. Imagine o homem “mais poderoso” da terra estar contra você. Mas ele não quer somente te deixar humilhado, quer te matar! Sabe qual era o problema de Davi? Ser bom demais. Isso incomodava Saul.

Davi, no meio de tanta injustiça, em vez de abandonar tudo, ficou mais confiante e mais motivado: Isso aconteceu, porque Deus permitiu e Ele tem o melhor mim! No tempo certo, eu vou colher os meus frutos!

E foi assim mesmo... Saul armou outra armadilha para envergonhar Davi: Se você trouxer 100 prepúcios dos filisteus, te darei minha outra filha.

 Que desafio necessário! Para isso, Davi tinha que matar 100 filisteus! Com certeza, na cabeça de Saul, Davi morreria ou não conseguiria nem a metade...

Mas sabe o que Davi fez? Foi à luta e conseguiu 200, o dobro! Davi não era um cara cheio de crises e melindres. Ele não deixou nada abalar suas motivações! Pelo contrário, mostrou quem ele realmente era: um guerreiro! Ele foi honrado e o melhor de tudo, a outra filha de Saul o amava verdadeiramente!
Quando tirarem tudo o que você tem, faça o dobro! Deus é contigo e Ele te justifica!

Quero finalizar o Pensamento de hoje, com 1 Coríntios 15.58 “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão.”.

Que a sua motivação seja agradar ao Senhor! Dessa forma, você nunca será frustrado ou envergonhado.


Pensem nisso!

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

O que fazer quando estão falando mal de você?


Neemias 6.3: “E enviei-lhes mensageiros a dizer: Faço uma grande obra, de modo que não poderei descer; por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse, e fosse ter convosco?”.

O Senhor chamou Neemias para reconstruir os muros de Jerusalém, e, quando os opositores da obra souberam que o muro tinha sido edificado e que nele não havia nenhuma brecha, tentaram intimidá-lo através de uma conspiração. Eles diziam: Venha ao nosso encontro. Estamos nas aldeias e temos uma coisa muito importante para te dizer. Você não tem noção do que as pessoas estão falando ao seu respeito!

A conspiração era tão grande, que eles contrataram Noadia, uma profetiza, para falar “em nome de Deus”, para que Neemias ficasse preocupado com os comentários e deixasse a obra de lado.

Que crueldade! Sabe qual foi a reação de Neemias?

Através de seus mensageiros, ele deu o seguinte recado: Estou fazendo uma grande obra e não posso parar!

As pessoas não se limitam em apenas falar mal de você, mas fazem questão de mostrar isso! Sabe por quê? Para te intimidar, te desviar do foco, para te desestruturar, para te fazer perder a linha!

Neemias estava cercado de inveja. Os vizinhos queriam, de qualquer jeito, paralisar a obra. Enquanto Neemias motivava o povo, eles colocavam empecilhos.

 A Palavra de Deus nos adverte em relação a pessoas assim.

2 Timóteo 3.1 a 5: “Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te."

Por isso, nestes casos:

1- Fuja! Se puder, delete de todas as redes sociais

Já percebeu que quando você está feliz e bem resolvido, sempre aparece alguém no Facebook com indiretas para, literalmente, azedar seu dia? Você não precisa de amigos assim. Alias, quem disse que isso é amizade?

2- Ocupe-se com a obra de Deus, com sua família e com seu trabalho!

Faça o dobro! Sabe, ninguém tem inveja ou fala mal de derrotados! Estes, eles já ignorara, faz tempo!

Em Neemias 4.8 e 9, está escrito: "E ligaram-se entre si todos, para virem guerrear contra Jerusalém, e para os desviarem do seu intento. Porém nós oramos ao nosso Deus e pusemos uma guarda contra eles, de dia e de noite, por causa deles.".

3- Ore, jejue e coloque esta situação diante do Senhor

A vingança pertence a Deus. Sabe, o fato de você continuar de pé, firme e inabalável já é uma grande vingança e uma prova, incontestável, de que maior é aquele que está em você.
Isso foi exatamente o que Neemias fez.

Neemias 4.3 a 5: “E estava com ele Tobias, o amonita, e disse: Ainda que edifiquem, contudo, vindo uma raposa, derrubará facilmente o seu muro de pedra. Ouve, ó nosso Deus, que somos tão desprezados, e torna o seu opróbrio sobre a sua cabeça, e dá-os por presa, na terra do cativeiro. E não cubras a sua iniquidade, e não se risque de diante de ti o seu pecado, pois que te irritaram na presença dos edificadores.”

4- Lance toda sua ansiedade diante de Deus e clame até que a paz do Senhor invada seu coração.

Isso te protegerá e te ajudará a realizar, sem alteração de ritmo ou de ânimo.

Filipenses 4.5 a 7: “Seja a vossa equidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor. Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.”

5- Confie na justiça de Deus!

Não permita que isso contamine seu coração. Tenha consciência de que quem quer falar mal de você não vai mudar de opinião com suas explicações ou com os seus revides.

Romanos 8.31 a 33: “Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.”


Pense nisso!

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Quando estamos sem forças para continuar...


Hoje, quero te convidar a meditar comigo em 1 Samuel 21.

Queridos leitores, muitas vezes, quando a gente menos espera, nos encontramos no meio de uma guerra. Davi estava enfrentando sua segunda guerra, foi uma verdadeira loucura.

 A primeira guerra, para quem não sabe, foi contra os filisteus, quando Davi enfrentou um gigante imenso! A segunda foi a guerra da inveja e da perseguição. Detalhe: foi uma batalha sem motivos.

Sabe qual é o motivo das suas guerras? É a manifestação de um espírito de loucura. Às vezes, se levanta na sua casa, usando pessoas que você ama. Sabe aquelas pessoas que você nunca imaginaria que poderiam se levantar contra você e, de um dia para o outro, ficam com inveja? É uma coisa doida mesmo!

Inveja não é só a vontade de ter algo igual, é não aceitar que a outra pessoa tenha e querer sua destruição. Foi dessa forma que Saul, o “poderoso da terra”, se levantou contra Davi. Sabe o que Davi fez? Saiu correndo, fugiu!

No meio da fuga, Davi enfrentou dificuldades e passou fome! Ele não tinha nem forças para enfrentar o que viria pela frente! Mas o Senhor o justificou!

Aprenda uma coisa: contra a inveja, quem faz a justiça é o Senhor! Ele advogou a causa de Davi e o livrou daquela perseguição e do espirito de inveja... Sabe o mesmo espírito que se levantou contra Jesus Cristo e o levou para a cruz?

Talvez, hoje, lendo essa mensagem, você esteja passando por isso e esteja sem forças. Talvez, hoje, você esteja pensando: “Deus, eu não aguento mais lutar! Eu não tenho mais esperança! Eu não consigo enfrentar, não consigo enxergar um futuro!”.

Quem sabe você até esteja com vontade de morrer! Não que você esteja com um espirito de suicídio. Mas, você ora: “Por que o Senhor não me leva logo? Eu já fiz tanta coisa mesmo. Eu não vejo mais sentido na minha vida!”.

Olha, se você não tem forças e armas para lutar, vá para a Casa do Senhor. Sabia que foi isso que Davi fez? Na Casa de Deus, ele comeu o Pão Sagrado, o Pão da Proposição! O que é Pão da Proposição? É o pão com propósito! Davi estava com o propósito de se alimentar, renovar suas forças e de aprender, que na Casa do Senhor, sempre há alimento!

Da mesma forma, há pão com propósito na Casa de Deus para a tua vida. Propósito de restaurar suas forças, teu ministério, de te dar uma família, de te curar emocionalmente, de restituir sua profissão…

Na Casa do Senhor, há armas que te ajudam a derrubar gigantes. Uma delas é a espada, que é a Palavra de Deus. Hoje, você vai sair com essa palavra, vai intimidar e derrotar seus inimigos, trazendo honra para sua vida. Isso não vai ficar assim!

Não se deixe abater! Não se deixe derrotar! Não se deixe dominar pelos seus sentimentos! Aprende uma coisa: vida espiritual não é sentimento, é espírito. Às vezes, você não está sentindo nada e acha que Deus não está se movendo na sua vida. O coração do homem é enganoso! Cuidado para não ser enganado por você mesmo!

Você está se enganando com essa compaixão, com essa desilusão, com esse desânimo, com essa falta de vontade! Isso está quebrado, em nome de Jesus!

Levante-se, porque na Casa do Senhor tem uma palavra, que te dará uma direção; o Pão, que te dará força e a arma, que de dará a vitória! Venha Renascer em Cristo!

Pense nisso!