Páginas

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Morte na panela!

2 Reis 4: 38 a 44 “Voltou Eliseu para Gilgal. Havia fome naquela terra, e, estando os discípulos dos profetas assentados diante dele, disse ao seu moço: Põe a panela grande ao lume e faze um cozinhado para os discípulos dos profetas. Então, saiu um ao campo a apanhar ervas e achou uma trepadeira silvestre; e, colhendo dela, encheu a sua capa de colocíntidas; voltou e cortou-as em pedaços, pondo-os na panela, visto que não as conheciam.

Depois, deram de comer aos homens. Enquanto comiam do cozinhado, exclamaram: Morte na panela, ó homem de Deus! E não puderam comer. Porém ele disse: Trazei farinha. Ele a deitou na panela e disse: Tira de comer para o povo. E já não havia mal nenhum na panela.
Veio um homem de Baal-Salisa e trouxe ao homem de Deus pães das primícias, vinte pães de cevada, e espigas verdes no seu alforje. Disse Eliseu: Dá ao povo para que coma.

Porém seu servo lhe disse: Como hei de eu pôr isto diante de cem homens? Ele tornou a dizer: Dá-o ao povo, para que coma; porque assim diz o SENHOR: Comerão, e sobejará.
Então, lhos pôs diante; comeram, e ainda sobrou, conforme a palavra do SENHOR.

Qual palavra você tem escutado? Qual é o som que tem dirigido sua vida?

A passagem que acabamos de ler mostra uma situação de crise. O profeta Eliseu, chegando no acampamento de 100 homens, viu que eles não tinham nada para comer. A situação era de muita miséria.

Então, Eliseu disse: “Coloque a panela no fogo e faça um cozinhado!”.  Em vez de pegar aquilo que eles já tinham – porque achavam que, no futuro, faria falta –, eles saíram procurando e trouxeram qualquer coisa para o profeta.

Sabe, é como algumas pessoas que dizem: “Olha, eu acredito em Deus!”, mas não oram, não têm tempo nem tempo para ler um Salmo por dia, não vão à igreja...

São pessoas relaxadas e que não têm compromisso nenhum com aquilo que acreditam.

Ao colocar os ingredientes na panela, aqueles homens começaram a gritar: “Morte na panela!”.

Sabe, queridos, desta história, podemos tirar grandes lições.

1ª lição: Quando você entrega qualquer coisa para o Senhor, a morte entra na tua panela, porque o que repreende a morte são os dízimos e as ofertas.

É o que está escrito em Malaquias 3: 10 e 11:  “Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida. Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.”.

Entregue um tempo do seu dia a Deus, vá à igreja, experimente orar nem que seja cinco minutos por dia! Você vai ver a diferença que isso pode trazer para sua vida.

Nos seus momentos de oração, ajoelhe-se, desligue-se de tudo a sua volta e abra o seu coração. Como você quer que o Senhor fale com você, se você não O busca?

Experimente ler um Salmo por dia, isso vai iluminar o seu dia, vai te motivar, te edificar e te curar!

Depois que gritaram “Morte na panela!, Eliseu disse: “Trazei farinha”. Depois de recebê-la, ele a colocou na panela.

Sabe, queridos, depois que aquele oferta foi entregue já não havia nenhum mal naquela panela!

Faça esta experiência, e, na sua casa, vai começar a jorrar bênçãos de Deus. No lugar das brigas, das loucuras, virá um tempo de paz e harmonia. Em vez de cooperar para a destruição, você fará da sua casa um ambiente de louvor.

2ª lição: Quando andamos embaixo da direção de Deus, vem a multiplicação!

Foi o que aconteceu em 2 Reis. Eles estavam precisando de suprimento. Veio, então, um homem de Baal-Salisa e trouxe ao profeta pães das primícias.

Aqueles pães não eram suficientes para alimentar aqueles cem homens, mas, debaixo de uma palavra profética, sobejaram.

É assim que a gente vive multiplicação nos dias de crise: com jejum, oração e buscando a Deus!

Deus tem um plano para sua vida, e Ele vai começar tirando a morte da tua panela.


 Pense nisso!

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Não desista dos seus sonhos!

Salmo 23: 1 “O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará”.

Estamos correndo atrás da realização dos nossos sonhos. Só que, no meio do caminho, aparecem aquelas situações da nossa realidade que nos deixam desesperadas. A questão é: Como lidar com elas?

“Ah, meu Deus, que muralha é essa na minha frente bem agora?”; “Que notícia doida é essa que me aparece assim, do nada, sem motivo?”; “Como vou perdoar esta traição?”; Como faço para orar, se a minha cabeça não para?”.

Queridos, seja qual for a situação, não entregue os pontos! Não desista, não retroceda. Seja forte! Não pare de andar, mesmo quebrado, mesmo machucado! Busque a Deus e renove-se na força de Seu poder, revestindo-se de toda a armadura do Senhor, para poder ficar firme contra as ciladas do diabo (Efésios 6: 10 e 11).

Tomar posição e invocar as promessas de Deus, que estão em Sua Palavra, é a espada que irá acabar com o inimigo! Acredite! A certeza da promessa e da vitória vai te alimentar. Está na hora de você entender certas coisas. Está na cara que Deus vai te dar um emprego, um ministério, uma família...

Claro que vai! Está na cara que Deus vai te dar roupa. Está na cara que Deus vai te prosperar. Está na cara que você vai casar, só você mesmo não enxerga! Não tem espelho espiritual na sua casa? Você não tem Bíblia, não? Não tem o Salmo 23 na tua Bíblia para você enxergar que o Senhor é o teu pastor, e nada te faltará? 

Agora, vai ter que passar pelo desafio, derrubar a muralha, vencer o gigante, destruir o ‘cananeu canibal’, antes que ele te devore. Quer um conselho? Eu passaria por isso em jejum, orando, porque, em situações como estas, o melhor é deixar a carne para lá e deixar que o Espírito te conduza. 

Por isso é que o Senhor fala para não olharmos nem para a direita e nem para a esquerda. Ele também disse: “Escreva a minha Palavra no meio da testa. Deixe-a na tua boca, guarde-a no teu braço, coloque-a na tua mão, amarre-a com uns cordõezinhos na tua roupa para, quando for andando, lembrar!”.

Quando você esticar a mão, vai lembrar que o Senhor é o teu pastor, e que nada te faltará, entendeu? Quando for para o trabalho, você vai lembrar de novo: “O Senhor é meu pastor, e nada me faltará!”. Quando ouvir um desaforo…. “O Senhor é meu pastor, e nada me faltará!”. Isso é andar pela fé!

Andar pela fé é ter experiências com Deus. A fé traz experiências, sabe por quê? Porque ela desafia os teus limites e faz você realizar o que não conseguiria normalmente. Ela faz você enfrentar o que você morre de medo. “Mas, Senhor… logo isso o Senhor foi me pedir para fazer? Senhor, eu sou mulher.”. E o Senhor vai falar: “Ah, é? E, desde quando, eu faço acepção de pessoas? Você acha mesmo que só porque é mulher, não vai acontecer nada? Ah, você se enganou, viu?”.

Esta na hora de você entender que vai precisar batalhar pela tua fé, batalhar por aquilo que você crê, batalhar por aquilo que você sonha. Este entendimento te liberta das frustrações e medos que você tem em relação a Deus, por causa de todas as orações, votos e jejuns que você fez, e Ele não atendeu do jeito que você queria.

Batalhar pela fé quer dizer, em suma, não se arruinar ou se esconder atrás de desculpas antes de olhar para o sacrifício de Jesus na cruz feito por amor a nós e se animar, acreditando na Palavra de Romanos 8: 32 “Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas O entregou por todos nós, como não dará juntamente com Ele, e de graça, todas as coisas?”.

Não tire conclusões precipitadas! O fato de você passar um tempo de perdas não significa que Deus não te ama mais ou não se importa com você. Antes, neste tempo, comece a semear seu futuro com atitudes de fé.


Pense nisso!

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Com quem você tem comunhão?

Romanos 8: 6 a 8 “Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz. Por isso, o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.”

O segredo para viver de bem com a vida em toda e qualquer situação está na sua comunhão com Deus.

Quando você não está conectado com Deus, você perde o brilho e se torna uma pessoa amarga, frustrada, dura, incrédula e debochada!

O que adianta ser debochado se isso não traz solução para sua vida? Criticar a fé dos outros não te torna uma pessoa bem-resolvida!

Sabe por que você está debochando? Porque, de alguma forma, você foi machucado, foi magoado... Ou, então, você é uma pessoa infantil, não tem noção das coisas. Fala e age sem pensar! Desta forma, você está eliminando o único caminho que te leva a Deus! Ou você acha que todas as estradas levam para o mesmo lugar?

O único caminho que nos leva a Deus é Jesus Cristo. E a nossa comunhão com Deus nos fortalece, nos restaura, nos edifica.

O que é comunhão? É o que há em comunhão entre duas ou mais pessoas. É o ato de realizar ou desenvolver alguma coisa em conjunto!

O que você tem em comum com Deus?

Você sabe qual música que Ele gosta?

Sabe, o nosso relacionamento com Deus é igual ao de um marido com sua esposa! Eu sei qual é a música favorita do meu marido, por exemplo!

Você tem um tempo que é só seu e de Deus?  Você sente falta d’Ele? Você vai aos locais que Ele gosta?

O que você faz em conjunto com Deus? Eu faço a obra!

Ou será que você tem tudo a ver com pensamentos que te destroem? Ou tudo a ver com sentimentos que te matam? Ou tudo a ver com palavras que roubam a paz de quem ouve?

Na Bíblia, está escrito que quem rouba, mata e destrói é o diabo.

Se você está agasalhando estes sentimentos assassinos, estas atitudes destrutivas e estas palavras que destroem o dia de quem as ouve, então, você está cooperando para que as forças do mal arrebentem com sua vida e com a vida dos outros.

Nas redes sociais, o que eu mais vejo são pessoas destruindo a vida dos outros. Julgam, criticam, fazem comentários maldosos. Como se elas não precisassem também da misericórdia de Deus. Elas se esquecem de que, com a mesma medida que elas medem os outros, elas serão medidas também. 

Vamos supor que você não tenha cometido o erro daquela pessoa que foi alvo dos seus julgamentos, mas você comete outros pecados, como, por exemplo, a mentira! Imagine se você julgado com o mesmo peso? Por isso que sua vida não vai pra frente! Você coopera para que o mal se manifeste, e não para que o bem prevaleça!

A partir de hoje, você vai deixar de ter tudo em comum com o que rouba a paz, destrói a vida de alguém, com o que mata o seu futuro e a sua esperança.

Clame para que o Senhor mude sua história e para que você tenha uma nova maneira de caminhar.

Se você fizer isso, o mesmo espírito de vida, que ressuscitou Jesus dentre os mortos, vai te tirar desta morte, desta destruição, e te dar uma vida plena com Deus.


Pense nisso!

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

O perdão é o caminho para a liberdade!

Mateus 18: 23 a 35 “Por isso, o reino dos céus é semelhante a um rei que resolveu ajustar contas com os seus servos. E, passando a fazê-lo, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos. Não tendo ele, porém, com que pagar, ordenou o senhor que fosse vendido ele, a mulher, os filhos e tudo quanto possuía e que a dívida fosse paga.  Então, o servo, prostrando-se reverente, rogou: Sê paciente comigo, e tudo te pagarei.

E o senhor daquele servo, compadecendo-se, mandou-o embora e perdoou-lhe a dívida. Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem denários; e, agarrando-o, o sufocava, dizendo: Paga-me o que me deves. Então, o seu conservo, caindo-lhe aos pés, lhe implorava: Sê paciente comigo, e te pagarei. Ele, entretanto, não quis; antes, indo-se, o lançou na prisão, até que saldasse a dívida.

Vendo os seus companheiros o que se havia passado, entristeceram-se muito e foram relatar ao seu senhor tudo que acontecera. Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse: Servo malvado, perdoei-te aquela dívida toda porque me suplicaste; não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu conservo, como também eu me compadeci de ti?  E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse toda a dívida. Assim também meu Pai celeste vos fará, se do íntimo não perdoardes cada um a seu irmão.”

Sabe, muitas coisas na sua vida não vão para frente, estão retidas, porque o lugar da bênção está sendo ocupado pelo ódio, pela mágoa e pela falta de perdão.

É complicado e muito difícil perdoar quem nos fez mal ou quem prejudicou alguém que amamos. É triste ser vítima de atos de ingratidão e de injustiça.

É triste ver aquele relacionamento que você tanto investiu acabar, porque, para aquela pessoa, não é mais conveniente estar ao seu lado.

Eu não sei o que aconteceu com você.  O que eu sei que é que você pode até ter razão para não querer perdoar, mas você precisa ter um movito maior para sair de tudo isso! Um deles é a sua liberdade! Talvez a pessoa que te prejudicou não mereça perdão, mas você merece ficar livre deste tormento.  Você sabia que a falta de perdão nos deixa nas mãos dos atormentadores?

Na Bíblia, há um exemplo clássico deste tormento. Em Hebreus 12, nós vemos a história de Jacó e Esaú. Eles eram irmãos gêmeos. Esaú nasceu primeiro e teria que, teoricamente, receber o direito de primogenitura, mas Deus havia escolhido Jacó.

Esaú ficou tão descompensado que não conseguiu usufruir as bênçãos que já havia recebido de Deus, e eram muitas! Ele ficou enlouquecido e tomado pelo ódio!

Ele buscou o lugar do arrependimento, mas não encontrou, porque, no fundo, nunca conseguiu perdoar o irmão.

Sabe, não podemos esquecer de que o trabalho do diabo é matar, roubar, destruir e te amarrar em sentimentos e situações que te impedem de viver o grande do Senhor, são verdadeiras cordas infernais.

Sabe, além da falta de perdão, existem outras situações que nos mantém acorrentados:

1ª) Achar um culpado.

Quem acha um culpado não encontra solução! Em vez disso, deseje perdoar!

2ª) Acusação.

Isso ocorre quando não sentimentos dignos de progredir, por causa dos erros do passado!

Hoje, você vai quebrar estas cordas infernais! Chegou a hora do basta!

Saia desta situação e venha renascer em Cristo. Entregue sua vida a Ele. Ele vai te salvar deste ódio, desta amargura, desta acusação, deste tormento... e te dará um novo caminho.


Pense nisso!

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Deixe que o seu trabalho fale por você!

O Pensamento do dia de Hoje está em Eclesiastes 5:2 e 3O contexto desta passagem diz assim: Economize nas palavras, porque dos muitos trabalhos, vêm os sonhos, e do muito falar, as palavras tolas.

Talvez, você esteja sofrendo algumas injustiças no seu trabalho. Talvez seja a falta de reconhecimento e de valorização por parte dos seus chefes.

O que fazer em situações como essas? A melhor alternativa é caminhar na contramão da ação que vem para te destruir. Em vez de ficar desmotivado e entregar os piores resultados, você vai fazer o melhor! Vai fazer com que o seu trabalho apareça. Desta forma, você denunciará a mediocridade e o relaxo das pessoas que estão a sua volta ou acima de você.

Desta forma, você chamará a atenção daqueles que te lideram. Eles te darão mais responsabilidades, porque você vai se apresentou como uma pessoa digna de confiança e disposta a trabalhar.

“E se eu nunca for reconhecido, Bispa?” Sabe, queridos, aquele que trabalha com toda sua força, com todo o seu coração, ainda que não seja reconhecido pelo chefe, será reconhecido pelos colegas de trabalho. Um bom profissional nunca passará despercebido.

Olha, eu já perdi a conta de quantos testemunhos eu recebi de pessoas que estavam procurando emprego e que, pelo grande profissionalismo que tinham nas outras empresas, foram lembradas pelos antigos colegas de trabalho. E estes mesmos colegas as indicaram para cargos melhores!

O que eu tenho pra te dizer hoje é que vale a pena semear! Vale a apena pagar o preço!

Não é só por que você está em um ambiente de comodismo que você vai agir da mesma forma! Seja produtivo, aja diferente, mas sem falar! Deixe que seu trabalho fale por você. Pessoas que tumultuam, criam escândalos e que reclamam são mal vistas. Este movimento gera rejeição. Mas, se você for participativo, produtivo e apresentar novas ideias, você será reconhecido!

Faça do seu trabalho o seu argumento.


Pense nisso! 

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Saia da escuridão!

Atos 26: 12 a 19 “Com estes intuitos, parti para Damasco, levando autorização dos principais sacerdotes e por eles comissionado. Ao meio-dia, ó rei, indo eu caminho fora, vi uma luz no céu, mais resplandecente que o sol, que brilhou ao redor de mim e dos que iam comigo.  E, caindo todos nós por terra, ouvi uma voz que me falava em língua hebraica: Saulo, Saulo, por que me persegues? Dura coisa é recalcitrares contra os aguilhões.

Então, eu perguntei: Quem és tu, Senhor? Ao que o Senhor respondeu: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Mas levanta-te e firma-te sobre teus pés, porque por isto te apareci, para te constituir ministro e testemunha, tanto das coisas em que me viste como daquelas pelas quais te aparecerei ainda, livrando-te do povo e dos gentios, para os quais eu te envio,  para lhes abrires os olhos e os converteres das trevas para a luz e da potestade de Satanás para Deus, a fim de que recebam eles remissão de pecados e herança entre os que são santificados pela fé em mim. Pelo que, ó rei Agripa, não fui desobediente à visão celestial...”

Paulo ia para Damasco disposto a dar carta de prisão para aqueles que confessavam o nome de Jesus. Em atos 9, está escrito que ele respirava ameaças e morte.

De repente, no meio do caminho, ele viu uma luz e ouviu a voz de Deus, que o enviou para pregar o evangelho.

Aquela experiência mudou a vida de Paulo e o transformou em um novo homem. Aquele que perseguia os cristãos tornou-se um dos maiores pregadores da história.

Hoje, eu quero te perguntar: Quais vozes você tem escutado? As vozes que te tornam uma pessoa amarga, incrédulo, estressada, desanimada, enlouquecida...?

O que você enxerga para o seu futuro?

Sabe, está na hora de você ter uma experiência com Deus!

Sabe o que você precisa para sair desta depressão? Ouvir a voz do Espírito Santo e receber luz no seu interior, porque seus pensamentos e sentimentos têm te colocado em ambiente de trevas.

Hoje mesmo, você vai levantar sua mão e orar: “Senhor, derrama sua luz na minha vida e me dê a visão que me liberta desta morte, deste medo, destes pensamentos de destruição e destes sentimentos de morte!”.  Abra o seu coração! Se você fizer isso, você será liberto!

De repente, assim como Paulo, você pode estar trilhando o caminho errado e alimentando sentimentos de morte, mas está luz vai te tirar das trevas!

Clame por Jesus, e sua vida será transformada! 

Pense nisso!

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Quando chega o dia da despedida...

João 14: 16 a 18 “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós. Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros.”

Sabe, queridos, há dias de despedida, eu costumo dizer que são dias de “até breve”. Eu aprendi que quem teve que se despedir de alguém, na verdade, não perdeu esta pessoa para sempre! O que a vida juntou a morte não tira!

O som da risada daquela pessoa, aquela luz que aquela pessoa tinha... ficarão dentro de você. O que acontece é que você não vai mais conviver com aquela pessoa, porque ela já completou sua missão aqui na terra.

Deus sabe que, junto com as lembranças, fica uma dor inexplicável, uma dor que parece ser incurável. A questão é: como conviver com isso?

Sabe, Satanás é oportunista. Quer fazer desta situação de despedida o seu deus. Ele quer que a pessoa que foi o motivo da sua alegria seja o motiva da sua dor, da sua enfermidade, da sua loucura... Não deixe isso acontecer!

Clame por Jesus Cristo. Ele é o Salvador! Ele vai te salvar do poder da morte, do poder destruidor de uma separação!

Não permita que aquilo que te abençoou tanto e te deu tantos momentos de felicidade, que era a luz nos seus olhos, venha a ser trevas na sua vida. Não deixe que Satanás transforme aquela alegria em uma desgraça!

Entregue sua vida para Jesus! Ele vai te ensinar a caminhar sem esta pessoa, vai Te ensinar a ter novas alegrias, vai Te ensinar a viver este novo tempo da melhor maneira possível.

Invoque pelo Espírito Santo, o nosso consolador! Abra seu coração para receber este consolo!

O Senhor vai derramar o espírito de ressurreição vida (Romanos 8). Este espírito não é para quem deu um “até breve”, porque esta pessoa já está nos braços do Pai. Mas este espírito é para quem ficou!

Venha renascer em Cristo! Entregue está situação ao Senhor, e você receberá a paz que excede todo o entendimento e forças para seguir em frente.


Pense nisso!