Páginas

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Quando colocamos tudo a perder!

Hoje, eu quero falar com vocês sobre ansiedade! Eu vou usar como base uma das parábolas de Jesus mais conhecidas, a do Filho Pródigo.

Lucas 15:11 a 32 “ Continuou: Certo homem tinha dois filhos; o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me cabe. E ele lhes repartiu os haveres. Passados não muitos dias, o filho mais moço, ajuntando tudo o que era seu, partiu para uma terra distante e lá dissipou todos os seus bens, vivendo dissolutamente. Depois de ter consumido tudo, sobreveio àquele país uma grande fome, e ele começou a passar necessidade. Então, ele foi e se agregou a um dos cidadãos daquela terra, e este o mandou para os seus campos a guardar porcos. Ali, desejava ele fartar-se das alfarrobas que os porcos comiam; mas ninguém lhe dava nada.

Então, caindo em si, disse: Quantos trabalhadores de meu pai têm pão com fartura, e eu aqui morro de fome! Levantar-me-ei, e irei ter com o meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus trabalhadores. E, levantando-se, foi para seu pai. Vinha ele ainda longe, quando seu pai o avistou, e, compadecido dele, correndo, o abraçou, e beijou. E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho.

O pai, porém, disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés; trazei também e matai o novilho cevado. Comamos e regozijemo-nos; porque este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado. E começaram a regozijar-se. Ora, o filho mais velho estivera no campo; e, quando voltava, ao aproximar-se da casa, ouviu a música e as danças. Chamou um dos criados e perguntou-lhe que era aquilo. E ele informou: Veio teu irmão, e teu pai mandou matar o novilho cevado, porque o recuperou com saúde.

Ele se indignou e não queria entrar; saindo, porém, o pai, procurava conciliá-lo.  Mas ele respondeu a seu pai: Há tantos anos que te sirvo sem jamais transgredir uma ordem tua, e nunca me deste um cabrito sequer para alegrar-me com os meus amigos; vindo, porém, esse teu filho, que desperdiçou os teus bens com meretrizes, tu mandaste matar para ele o novilho cevado. Então, lhe respondeu o pai: Meu filho, tu sempre estás comigo; tudo o que é meu é teu. Entretanto, era preciso que nos regozijássemos e nos alegrássemos, porque esse teu irmão estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado.”


A culpa sempre traz ansiedade e preocupação. É uma verdadeira loucura!

De repente, você não se deu conta do casamento abençoado que você tinha e, por causa de uma ilusão, jogou tudo para o alto... De repente, você não se deu conta da importância do ministério para a sua vida e, por causa de alguns conflitos, abandonou tudo... De repente, você não se deu conta do emprego abençoado que você tinha e, por causa de um descontentamento, saiu chutando o balde...

Diversas situações nos trazem sentimentos de culpa, mas sabe de uma coisa? Só sentimentos de culpa não te levam para lugar algum... Como eu havia citado anteriormente, eles ainda vêm acompanhados pela ansiedade! É um tormento descomunal!

A culpa ter faz sentir indigno de se aproximar de Deus. Você acaba se projetando no mal. Para você, é o fim da linha!

O sentimento de culpa precisa produzir em você o arrependimento. O arrependimento começa quando você para de se justificar: “Errei por causa disso!”...  “Errei por causa dele!”... “Errei por causa daquilo!”... “Fui enganado!”...  Mas você errou e ponto!

Seja prático: “Senhor, errei! Lave-me com o Teu sangue. Tenha misericórdia da minha vida. Senhor, me dê graça e forças para voltar!”.

Você errou como: mentindo, roubando, se prostituindo, prejudicando seu colega de trabalho? Então, é isso que você vai falar!

O arrependimento começa quando assumimos os nossos erros e confessamos ao Senhor. O próximo passo é ter atitudes de arrependimento!

Aquele jovem se humilhou para o pai. Sabe, muitas vezes, a gente subestima o poder da graça e do amor! Quem deu seu único filho já se entregou faz tempo. Na Palavra, está escrito que aquele que não poupou seu único filho, como não nos dará, junto com o Espírito Santo, todas as coisas? Não é só ser restituído, mas é receber uma transformação completa!

É ser transformado para não cair mais neste abismo e fazer deste erro uma oportunidade de ser restaurado, transformado e restituído.

Aquele moço assumiu seus erros e se humilhou: “Eu quero voltar, mas eu não mereço ser tratado como filho. Trate-me como um servo! Perdão, pai!”.

Sabe o que aconteceu? O pai o recebeu de braços abertos e com uma grande festa.

Aquele jovem recebeu roupas novas e um anel de autoridade! Autoridade para não cair mais, autoridade para assumir seus erros e autoridade para vencer a culpa!


Livre, perdoado e restituído, você passa a ter certeza de um futuro abençoado! 

Pense nisso!

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

A soberania de Daniel

Olá, tudo bem? Nós estamos fazendo o Jejum de Daniel, desde o dia 13 de janeiro! São 21 dias de consagração. Você pode começar agora mesmo! Jejuar com a igreja é uma grande benção.

Hoje, eu quero falar um pouco do contexto de Daniel, no período em que ele decidiu fazer o jejum. Daniel era de família nobre. Ele e outros jovens foram levados para a Babilônia, para servir o reino.

O local já havia passado por vários imperadores e fortes governantes. Por conta disso, era um ambiente de muita intranquilidade, porque os maiorais, simplesmente, caiam do dia para a noite. Foi o caso de Nabucodonosor, Nabonido, Belsazar, Dario e o próprio Ciro.

Em meio a essa loucura, qual era a segurança de Daniel? Sua comunhão com Deus!

Cada um destes imperadores passou, mas Daniel permaneceu e presidiu sobre a Babilônia em todos estes impérios. O que é uma coisa muito incomum.

Quando duas empresas se fundem, a que domina, que é a que comprou a companhia que estava mais defasada, acaba demitindo os novos colegas de trabalho, principalmente aqueles que estão em cargos de confiança. Raramente, alguém se salva. A empresa “dominante” já vem com o seu staff e impõem um novo ritmo.

Daniel conseguir manter um cargo de confiança durante muitos impérios. Quais eram seus diferenciais? Sabedoria e comunhão com Deus! Essas duas marcas o cobriram de honra, império atrás de império.

Neste cenário de perturbação, Daniel teve uma visão, um sonho, um pressentimento... que ele sabia que vinha de Deus, mas não tinha a revelação.

O que seria agora? Cova dos leões? O que seria agora? Fornalha de fogo ardente? O que seria agora? Um rei que teve um sonho e queria que alguém o revelasse? O que poderia vir agora?

Então, ele pegou essa perturbação, essa incerteza, e se absteve dos manjares do reino, de comidas consagradas, daquilo que poderia trazer qualquer tipo de prazer e buscou a Deus.

Ele sabia que somente o Senhor poderia protegê-lo de tudo. Sabe de uma coisa? O problema não é o problema em si! O problema é o que se passa no nosso campo de batalha, ou seja, nossa mente: temores, traumas, loucuras e, até mesmo, aquilo que o problema nos faz enxergar de mal.

Daniel não se conformou com isso e se valeu da arma espiritual do jejum. E é isso que nós estamos fazendo. Nós estamos consagrando todos os tipos de doce e todos os tipos de carne. Estamos fazendo refeições à base de alimentos naturais. Nós também estamos nos abstendo de tudo aquilo que pode no distrair e roubar o nosso tempo! É menos de tudo e mais de Deus! É menos de tudo e mais igreja, mais louvor, mais adoração, mais oração, mais consagração, mais Palavra de Deus...

A nossa solução está naquele que é caminho, verdade e vida: Jesus Cristo!

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Sete aspectos importantes sobre o jejum

Hoje, eu separei um tempinho para falar com vocês sobre jejum! Na Igreja Renascer em Cristo, estamos fazendo o Jejum de Daniel. Estamos consagrando, durante 21 dias, todos os tipos de carne e todos os tipos de doce!

É claro que jejuar envolve muito mais do que se abster de algo. É um período de oração, de santificação e de buscarmos mais ao Senhor!

Muitas pessoas têm me perguntado sobre a importância do jejum. Eu separei alguns aspectos que a Bíblia nos mostra.

1º) Jejum é uma arma espiritual

Daniel 10:1 a 3 e 12 a 14 “No terceiro ano de Ciro, rei da Pérsia, foi revelada uma palavra a Daniel, cujo nome é Beltessazar; a palavra era verdadeira e envolvia grande conflito; ele entendeu a palavra e teve a inteligência da visão. Naqueles dias, eu, Daniel, pranteei durante três semanas. Manjar desejável não comi, nem carne, nem vinho entraram na minha boca, nem me ungi com óleo algum, até que passaram as três semanas inteiras. Então, me disse: 

Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia. Agora, vim para fazer-te entender o que há de suceder ao teu povo nos últimos dias; porque a visão se refere a dias ainda distantes”

O jejum de Daniel o livrou de todos os tormentos e lhe trouxe revelação.

2º) O jejum é usado para buscamos maior intimidade com Deus

3º) Jejuamos para nos purificar e nos santificar

4º )Através do jejum, mostramos nossa dependência de Deus

2 Crônicas 20:3 “Então Jeosafá teve medo, e pôs-se a buscar ao Senhor, e apregoou jejum em todo o Judá.”

Esdras 8:21 “Então proclamei um jejum ali junto ao rio Ava, para nos humilharmos diante do nosso Deus, a fim de lhe pedirmos caminho seguro para nós, para nossos pequeninos, e para toda a nossa fazenda.”

5º) O jejum não deve ser usado para causarmos uma boa impressão aos outros

Mateus 6:17-18 “Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, para não mostrar aos homens que estás jejuando, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.”

Nesta passagem, fica claro que o jejum traz recompensa aos que o praticam! Mas essa não pode ser a nossa motivação! O jejum é uma oferta de amor!

No caso do Daniel, vemos que ele ficou mais forte e recebeu revelações profundas.

6º) Devemos buscar fazer o jejum que agrada ao Senhor

Isaias 58:3 a 14 “dizendo: Por que jejuamos nós, e tu não atentas para isso? Por que afligimos a nossa alma, e tu não o levas em conta? Eis que, no dia em que jejuais, cuidais dos vossos próprios interesses e exigis que se faça todo o vosso trabalho. Eis que jejuais para contendas e rixas e para ferirdes com punho iníquo; jejuando assim como hoje, não se fará ouvir a vossa voz no alto.

Seria este o jejum que escolhi, que o homem um dia aflija a sua alma, incline a sua cabeça como o junco e estenda debaixo de si pano de saco e cinza? Chamarias tu a isto jejum e dia aceitável ao Senhor? Porventura, não é este o jejum que escolhi: que soltes as ligaduras da impiedade, desfaças as ataduras da servidão, deixes livres os oprimidos e despedaces todo jugo? Porventura, não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres desabrigados, e, se vires o nu, o cubras, e não te escondas do teu semelhante?

Então, romperá a tua luz como a alva, a tua cura brotará sem detença, a tua justiça irá adiante de ti, e a glória do Senhor será a tua retaguarda; então, clamarás, e o Senhor te responderá; gritarás por socorro, e ele dirá: Eis-me aqui. Se tirares do meio de ti o jugo, o dedo que ameaça, o falar injurioso; se abrires a tua alma ao faminto e fartares a alma aflita, então, a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia.

Senhor te guiará continuamente, fartará a tua alma até em lugares áridos e fortificará os teus ossos; serás como um jardim regado e como um manancial cujas águas jamais faltam. Os teus filhos edificarão as antigas ruínas; levantarás os fundamentos de muitas gerações e serás chamado reparador de brechas e restaurador de veredas para que o país se torne habitável. Se desviares o pé de profanar o sábado e de cuidar dos teus próprios interesses no meu santo dia; se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do Senhor, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs, então, te deleitarás no Senhor. Eu te farei cavalgar sobre os altos da terra e te sustentarei com a herança de Jacó, teu pai, porque a boca do Senhor o disse."

7º) As bênçãos descritas no livro de Isaías

1- Romperá a tua luz como a alva;

2- A tua cura brotará sem detença;

3- A tua justiça irá adiante de ti;

4- E a Glória do Senhor será a tua retaguarda;

5- Então clamarás e o Senhor te responderá;

6- Gritarás por socorro e o Senhor dirá: Eis-me aqui;

7- A tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia;

8- O Senhor te guiará continuamente;

9- Fartará a tua alma até em lugares áridos;

10- Fortificará os teus ossos, serás como um jardim regado e como um manancial cujas águas jamais faltam;

11- Os teus filhos edificarão antigas ruínas;

12 Levantarás os fundamentos de muitas gerações;

13- Serás chamado reparador de brechas e restaurador de veredas para que o país se torne habitável;

14- Então, te deleitarás no Senhor: Eu te farei cavalgar sobre os altos da terra e te sustentarei com a herança de Jacó, teu pai, porque a boca do Senhor o disse.

Pense nisso!

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Não é questão de necessidade, é questão de fé!

Hebreus 11:6 “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam.”

O que Deus me ensinou, ao longo de todos esses anos dedicados ao ministério, é que quem vive milagres não é aquele que precisa, mas aquele crê!

Muitas vezes, nós questionamos: Senhor, essa pessoa recebeu tantos milagres, mas aquele que está em uma condição muito pior não recebe nada! Isso é injusto! Por que isso acontece?

Isso acontece, porque o outro não quer depender de Deus ou, simplesmente, rejeita as oportunidades que o Senhor entrega! Quer viver milagres, mas não quer ter relacionamento com o Deus do milagre! Isso não existe! Um depende do outro! Alias, eu não sirvo a Deus pelo que Ele pode me dar, mas pelo o que Ele é! Não é uma relação de troca, é uma relação de amor!

Voltando ao assunto... Eu aprendi que o milagre vem através da transformação que a fé já produziu em nossas vidas.

Tem gente que faz tanta loucura por causa das drogas ou por causa de um relacionamento, e, no final, acabam destruídos.

Assim como tantas escolhas ruins, a fé também traz consequências! A diferença é que ela só traz coisas boas: livramento, paz, domínio próprio, milagre, além do conselho e consolo do Espírito Santo.

Quando fazemos um voto, jejuamos, nos consagramos... estabelecemos uma aliança com Deus! Aliança envolve reciprocidade, envolve entrega e envolve a relação de algo que os dois têm em comum. É algo que precisamos renovar; assim como ocorre nos nossos relacionamentos. Nós temos que, constantemente, renovar nossa aliança de amor (com nosso esposo, esposa, namorado, namorado...), através de atitudes, palavras, trabalho, doação... É dessa forma que nós mantemos uma aliança!

Sabe, sem fé, é impossível agradar a Deus. A fé nos liga ao Senhor. A fé envolve atitudes. Muitas vezes, precisamos passar por cima do nosso ego, dos nossos achismos, dos nossos traumas... Mas vale a pena!

A fé nos transforma! A partir do momento que você crê, suas reações mudam! É muito fácil distinguir quem tem fé e quem não tem! É só você reparar nas atitudes dos incrédulos!

As pessoas incrédulas são críticas, amargas, invejosas... não podem ver ninguém de bem com a vida... Se você fala que vai mandar um currículo, ela já vem com aquele discurso derrotista de que o mundo está em crise, de que você não tem capacidade ou a formação necessária! Elas não sabem que a última palavra é do Senhor!

Quando alguém vem com aquele papo de que eu sou trouxa por acreditar, eu, simplesmente respondo: É melhor ser assim do que ser como você, um incrédulo! Uma pessoa que está morta por dentro!

O incrédulo só serve para tirar sua alegria e zombar das coisas de Deus! Mas sabe de uma coisa? Quem não respeita sua fé não te respeita!

Os grandes filósofos incrédulos, mesmo com seu conhecimento e grandes descobertas, não eram pessoas completas! Muitos, inclusive, tiram suas próprias vidas!

Por outro lado, grandes homens e mulheres, que acreditaram e foram até as ultimas consequências, viveram o impossível! A prova disso está na Bíblia! Gigantes foram derrubados, mulheres estéreis deram à luz, o cego começou a enxergar, relacionamentos foram restaurados, pessoas ressuscitaram... A fé em Deus nos faz vencer o mundo! A fé é a nossa linha direta com Deus!

Cuidado com quem você tem depositado sua fé! Fé em coisas erradas é altamente destrutivo. Tem gente que acredita, piamente, que pode ganhar algo mentindo! Talvez, até ganhe, mas será um ganho de morte.

Existem mulheres que acreditam, piamente, que só podem ser realizadas emocionalmente se estiverem com o marido da outra! Acha que, ao destruir o casamento, entrarão na rota do “felizes para sempre!”.

Elas até podem conseguir roubar o marido da outra, mas será uma relação de desgraça para a vida de todos!

Por outro lado, a fé em Deus nos faz vencer o mundo. Isso só acontece, quando decidimos viver na maneira que Ele terminou, quando decidimos enfrentar as situações da maneira que Ele nos ensinou...

Como eu enfrento uma enfermidade? Chamando uma autoridade espiritual para orar,  buscando a cura! Fazer o que for possível. Se você prestar atenção nos milagres que Jesus realizou, certamente, perceberá que as pessoas iam ao encontro Seu encontro! Jesus não ia atrás delas!  O cego ia atrás de Jesus, o coxo ia atrás de Jesus, os leprosos faziam de tudo para se aproximarem de Jesus. Quem foi atrás de Jesus foi curado! Quem procura acha!

Como nós devemos procurar? Através da oração, através do jejum, através do clamor, através do louvor... Dessa forma, nós quebramos as resistências e as portas se abrem.

O que nos faz viver um milagre não é nossa necessidade, nosso choro ou nossa loucura, mas a nossa fé!


Pense nisso!

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Deus não nos deixou órfãs

Hoje, eu quero falar com vocês sobre “filiação”. Vamos começar nosso estudo meditando em Ester 2: 5 a 7 “Ora, na cidadela de Susã havia certo homem judeu, benjamita, chamado Mordecai, filho de Jair, filho de Simei, filho de Quis, que fora transportado de Jerusalém com os exilados que foram deportados com Jeconias, rei de Judá, a quem Nabucodonosor, rei da Babilônia, havia transportado. 

Ele criara a Hadassa, que é Ester, filha de seu tio, a qual não tinha pai nem mãe; e era jovem bela, de boa aparência e formosura. Tendo-lhe morrido o pai e a mãe, Mordecai a tomara por filha.”.

Nós mulheres, muitas vezes, achamos que só um grande amor poderá resolver os nossos problemas.

Muitas acham que só serão completas se tiverem um namorado ou um marido e, consequentemente, acabam colocando grandes expectativas em um relacionamento.

Ester era órfã de pai e de mãe, nasceu escrava... Meu Deus! Eu fico imaginando como uma pessoa suporta tudo isso? Como alguém, nestas condições, pode ter alguma perspectiva de futuro? Mas a provisão divina estava sobre ela e trouxe, em primeiro lugar, um pai! Um pai para dar-lhe uma identidade! Um pai para firmá-la nos ensinamentos da Palavra de Deus! Um pai para instruí-la e, principalmente, dar conselhos para que ela conseguisse escrever uma linda história de amor.

Quem era esse pai? Mordecai, tio de Ester!

Naquela época, houve um concurso de beleza para eleger a futura rainha, pois a primeira havia enlouquecido! Para aquela disputa, foram convocadas mulheres bonitas e virgens, assim como Ester!

Mordecai a levou para esse concurso, ou seja, colocou Ester na rota do reinado. Ele a ensinou princípios básicos de comportamento e deixou um conselho: Não diga a ninguém que você é judia! Guarde isto como um segredo.

Qual era o propósito de Mordecai? Mostrar para Ester um caminho, e este caminho a levou para a posição de rainha! Da mesma forma, Deus, nosso Pai Celestial, faz conosco! Ele nos deu um caminho, e esse caminho é Jesus Cristo! Quem faz da palavra de Deus o seu caminho não se perde!

Talvez você não entenda por que é importante orar, ir à igreja, jejuar... mas a fé no Pai das luzes faz com que você veja, no futuro, o quanto foi bom assumi-lo como pai!

O Deus Todo-Poderoso, o Pai Celestial, o Deus vivo... também provê “pais espirituais”, como proveu para Ester!

Então, de repente, seu pai carnal não está ao seu lado ou, simplesmente, não é um exemplo de conduta e de caráter... De repente, sua mãe carnal é uma pessoa limitada... Mas o nosso Pai Celestial é ilimitado e invencível! Ele coloca pessoas no nosso caminho para nos direcionar! É o caso dos nossos líderes espirituais! Nós, por exemplo, temos o Apóstolo Estevam!

A filiação espiritual nos dá uma identidade e capacidade para superarmos qualquer desafio. Imagine a situação de Ester!?Entre todas as mulheres que foram recolhidas em todo o reino, somente uma seria a escolhida! Sabe o que acontecia com as outras? Elas nunca mais poderiam casar com outro homem! Era praticamente uma sentença de morte! Elas pertenciam ao rei, mas jamais poderiam reinar ao seu lado!

Mas, por que Ester assumiu Mordecai como seu “pai espiritual”, ela conquistou, de forma limpa e honesta, o reinado. Depois que Ester assumiu essa filiação, ela encontrou favor diante de todos. 

Os propósitos de Deus são maiores

Depois de um tempo, o povo de Ester recebeu uma sentença de morte. O primeiro ministro, que era amicíssimo do rei, criou uma lei para aniquilar os judeus, sem ao menos ter conhecimento da origem de Ester.

Ao saber da notícia, Mordecai a procurou e disse que havia chegado o momento dela se revelar e lutar pelo seu povo. Antes de seguir com o plano, Ester se valeu das armas espirituais. Só buscou o rei depois que jejuou!

Ao ser submissa à direção de seu pai espiritual, Ester não só se livrou da sentença de morte como também salvou seu casamento, que estava a ponto de desabar, já que fazia um mês que o rei não a procurava!

Quando você tem a palavra do seu “pai espiritual”, você tem direção, exortação, conselho, consolo, amor e segurança! Talvez, você não tenha recebido nada disso dos seus pais carnais, assim como Ester, mas sabe de uma coisa? Ester nunca se sentiu descompensada e nunca se sentiu inferior a ninguém... Antes mesmo de assumir o reinado, ela já reinava! Era soberana e se alegrava com aquilo que o Senhor tinha para oferecer! Ester sabia que era o suficiente para ela ser uma mulher feliz, realizada e abençoadora!

Se você está se sentindo abandonada, sozinha, desprotegida, não se esqueça que o nosso Pai Celestial enviou Jesus Cristo, Seu único filho, para ser o nosso caminho e levantou, aqui na terra, homens e mulheres para trazerem uma palavra profética e nos enviar para um tempo de vitórias.

Quero terminar o recadinho de hoje com Salmo 27: 10 a sua oração: “Ainda que meu pai e minha mãe me abandonem, o SENHOR me acolherá.”.



Pense nisso!

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Tudo novo de novo!


O Pensamento do Dia de hoje está em Mateus 9:10 a 17:  " E sucedeu que, estando ele em casa, à mesa, muitos publicanos e pecadores vieram e tomaram lugares com Jesus e seus discípulos.Ora, vendo isto, os fariseus perguntavam aos discípulos:

Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores? Mas Jesus, ouvindo, disse: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes. Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero e não holocaustos; pois não vim chamar justos, e sim pecadores [ao arrependimento]. Vieram, depois, os discípulos de João e lhe perguntaram: Por que jejuamos nós, e os fariseus [muitas vezes], e teus discípulos não jejua. Respondeu-lhes Jesus: Podem, acaso, estar tristes os convidados para o casamento, enquanto o noivo está com eles?

Dias virão, contudo, em que lhes será tirado o noivo, e nesses dias hão de jejuar. Ninguém põe remendo de pano novo em veste velha; porque o remendo tira parte da veste, e fica maior a rotura. Nem se põe vinho novo em odres velhos; do contrário, rompem-se os odres, derrama-se o vinho, e os odres se perdem. Mas põe-se vinho novo em odres novos, e ambos se conservam."

Se você realmente quer viver uma mudança, tenha consciência de que não existe meia mudança. O que é uma meia mudança? Meia mudança é uma casa dividida, e casa dividida não prospera. 'Ah, eu vou fazer meio regime, to mudando meu hábito alimentar, então, vou fazer regime de manhã e, de tarde, como o que eu quero'. Funciona? Além de não funcionar, ainda engorda, sabia disso? Piora mais ainda sua situação! Porque não existe meio regime! Mudança é algo completo!

Por que muitas pessoas não conseguem mudar? Porque estabeleceram ligações. Suas ligações antigas não permitem que elas mudem. O que acontece? Elas, simplesmente, acham que por um remendo novo em amizades antigas, em ambientes antigos e em prazeres antigos resolve! Sabe qual é a resultante disso? Um rombo enorme.

O que é ter amigo? Ter amigo é ter afinidades. Em quais lugares essas amizades estão estabelecidas? Vou citar alguns exemplos: 

Você mudou pra um prédio. Um local onde muitas pessoas também escolheram morar. Isso já é uma grande afinidade! Ali, você vai fazer amigos, porque dividem o mesmo ambiente.

Se você vai ao bar de sempre, é sinal de que você escolheu aquele lugar para frequentar. De repente, naquele momento de "diversão", você encontra pessoas que também gostam daquele bar e de outras coisas que você gosta. O que acontece? Surgem novas amizades. Você, de repente, gosta de falar de pornografia, gosta de falar dessas coisas sujas nesse ambiente, você faz o que? Amigos. 

Tudo é questão de afinidade! O meu conselho é: Mude suas afinidades! Comece a gostar de coisas que edificam! Saia do clube da depressão, saia do clube da murmuração, saia do entorno das críticas!

Você critica, critica, critica... adora julgar os outros. Será que a sua vida melhorou por causa disso?

Acabe com esses relacionamentos que te levam para longe do Senhor! Busque frequentar lugares onda as pessoas louvam a Deus e andam pela fé! Isso, com certeza, trará uma transformação para sua vida! 

Quando entramos em concordância com pessoas que buscam o poder de Deus e não a destruição do próximo, Deus começa a operar na sua vida!

Venha renascer em Cristo e receber força,palavra, o envio pra viver uma mudança! Não adianta parar de fumar e viver entre os fumantes! Com certeza, você voltará para o vício. 

As mudanças começam nas atitudes, não nas palavras! Não adianta você falar: Eu nunca mais vou me envolver com aquela pessoa! Eu não quero mais ser a 'outra' e continuar manter o whatsapp dela! 

Se você quer um vinho novo, assim como Jesus te ensinou, procure um recipiente novo! 

Mudança é algo radical! Quando você muda de casa, mas deixa alguns objetos na antiga casa, sabe o que acontece? O novo dono joga fora! Se determinadas coisas não cabem na sua vida nova, é sinal de que você precisa se livrar delas!

Se determinados hábitos não cabem no seu casamento, livre-se deles!

Um emprego novo requer novas atitudes! Seja disciplinado, pontual, seja uma pessoa agradável! 

Ano novo, vida nova! Faça desta afirmação uma verdade! Não aceite mais cair nos mesmos erros! Não aceite mais ter uma vida de altos e baixos! 

Se você não consegue, busque forças em Deus! O único que pode mudar sua história é Jesus Cristo! Ele é poderoso pra te dar autoridade sobre o vício, sobre a depressão, sobre a incredulidade, sobre as enfermidades! 

Rompa as amizades que te levam pro mau caminho! Não seja mais amigo da mágoa, da angustia, do medo...! Seja amigo de Deus e venha renascer em Cristo!

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Os diferenciais das mulheres +QV

A mulher +QV é especialista em agradecer, a imatura vive reclamdo;

A mulher +QV perdoa e vive a restituição de Deus, a imatura guarda mágoas e rancores;

A Mulher +QV se submete à vontade de Deus e sabe ouvir, a imatura não consegue conviver com limites;

A Mulher +QV se compromete com a solução e luta pelo sucesso, a imatura amarga seus desafios e quer tudo pronto;

A Mulher +QV busca excelência em todas as áreas de sua vida enchendo-se do Espírito Santo, a imatura se perde em seu perfeccionismo, deixando-se abater e paralisar até por pequenas coisas;

A Mulher +QV, quando cai, se levanta na força de seu Deus e, em meio a dor não desiste. Em meio a perda, busca o novo tempo de Deus. Em meio às crises, ordena o seu caminho segundo a verdade da Palavra. Em meio a fraqueza, se fortalece no Corpo de Cristo, a Igreja, contra a qual as portas do inferno não prevalecem e, em todo tempo, tem um louvor em seus lábios;

A Mulher +QV não abre mão de seus sonhos, mas usa seus fracassos para atingir o sucesso e usa seus erros como armas para acertar;

A Mulher +QV não come o pão da preguiça, mas, de sua fraqueza, tira forças, pois busca, na comunhão com Deus, sua fortaleza;

A Mulher +QV tem sempre para repartir. Seu olhar de amor atende ao clamor do pobre e necessitado, por isso, é respondida quando clama;

A Mulher +QV é uma mulher de oração, uma adoradora, que medita na Palavra todo dia e tem seu prazer nela. É uma mulher que tem votos no altar, que faz parte do Corpo de Cristo e anda em harmonia consigo mesma, com sua família, com sua casa, com seu trabalho, com o próximo e com os projetos de Deus na Terra;

A Mulher +QV não tem medo do amanhã e nem de más notícias, porque, quando o medo vem, ela tem a quem buscar em oração;

A Mulheres +QV não deixa que sua vida seja dirigida pelo que "os outros falam", porque é dirigida pelo Espirito Santo, acredita em Deus e em seus profetas.

A Mulher +QV não chora em meio à guerra, não se sente punida, mas busca a vitória lutando com as armas da fé;

A Mulher +QV sabe que suas lágrimas farão florescer seu sorriso. Suas dores trarão a cura. Sua aliança com Deus manifestará milagres!

A Mulher +QV tem um espírito diferente que a faz querida, amada, desejada, pois, por onde vai, exala o bom perfume de Cristo!