Páginas

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Entendendo os propósitos de Deus!

Atos 21 :  7 a 15 “Quanto a nós, concluindo a viagem de Tiro, chegamos a Ptolemaida, onde saudamos os irmãos, passando um dia com eles. No dia seguinte, partimos e fomos para Cesaréia; e, entrando na casa de Filipe, o evangelista, que era um dos sete, ficamos com ele. 

Tinha este quatro filhas donzelas, que profetizavam. Demorando-nos ali alguns dias, desceu da Judéia um profeta chamado Ágabo; e, vindo ter conosco, tomando o cinto de Paulo, ligando com ele os próprios pés e mãos, declarou: Isto diz o Espírito Santo: Assim os judeus, em Jerusalém, farão ao dono deste cinto e o entregarão nas mãos dos gentios.

Quando ouvimos estas palavras, tanto nós como os daquele lugar, rogamos a Paulo que não subisse a Jerusalém. Então, ele respondeu: Que fazeis chorando e quebrantando-me o coração? Pois estou pronto não só para ser preso, mas até para morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus. Como, porém, não o persuadimos, conformados, dissemos: Faça-se a vontade do Senhor! Passados aqueles dias, tendo feito os preparativos, subimos para Jerusalém.”

A situação era muito complicada. Se Paulo continuasse livre, certamente, ele seria morto. Em cada cidade que ele visitava, havia um levante do inferno contra a vida dele.

Em uma delas, Paulo expulsou o espírito de adivinhação de uma moça, causando muita indignação, porque muitos homens lucravam com aquela malignidade.

Ali, Paulo foi exposto em praça pública, chicoteado e preso no fundo de um cárcere, sem direito a um julgamento.

Aqueles homens que fizeram essa crueldade eram amantes do dinheiro. Os amantes do dinheiro detestam que os outros sejam livres. Para eles, só existe vida debaixo da escravidão.

Eles enxergam o dinheiro em tudo. Não importa se a pessoa está atormentada, endemoninhada, aflita, em prostituição, em corrupção...

Pessoas assim se levantam encima de um poder para castigar os que pregam o evangelho, para castigar aqueles que levam a liberdade que está em Jesus Cristo. Foi isso o que fizeram com Paulo.

Em outra cidade que ele visitou, o adultério e a prostituição imperavam. Ele denunciou aquelas malignidades. Sabe o que aconteceu? Paulo foi apedrejado com tanta força, que foi dado como morto.

Voltando para Atos 21...

Qual era o plano de Deus? Dar a Paulo uma segurança. Como? Uma prisão domiciliar. Um local onde ele pudesse escrever suas cartas e fosse preservado.

E como isso foi revelado? Um profeta do Senhor desceu até Paulo, pegou o seu cinto, ligando com ele os próprios pés e mãos, e disse: “Você será preso!”.

Aquela notícia causou comoção geral: “Paulo, não vá!”. Mas Paulo afirmou: “Foi isso o que Deus falou que aconteceria comigo. Eu estou pronto!”.

Paulo sabia que aquela situação era a melhor para aquele momento! Ele decidiu cumprir o plano de Deus.

Sabe, às vezes, você fica reclamando muito e não está percebendo que Deus está te livrando de situações piores. Você não percebe que Deus está te protegendo e te guardando.

Em vez de se afastar de Deus, una-se a Ele. Desta forma, você vai conseguir entender os propósitos do Senhor para a sua vida! Desta forma, você ficará seguro!

Murmuração traz a destruição, mas ser um adorador traz a glória de Deus!

Faça como Paulo: esteja pronto para os planos do Senhor. Ele tem o melhor para nossas vidas!


Pense nisso!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Das luz ou das trevas?

1 Tessalonicenses 5: 8 “Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, revestindo-nos da couraça da fé e do amor e tomando como capacete a esperança da salvação”.

Existem pessoas que são das trevas. Existem pessoas que, literalmente, são do mal. Existem pessoas que acham que vão resolver seus problemas, prejudicando os outros.

Eu vou dar alguns exemplos. Existem mulheres que miram em quem está casado e acham que vão resolver sua vida, tirando o marido da outra.

Existem pessoas que acham que vão resolver suas vidas, dando um golpe em outras.

Existem pessoas que acham que vão resolver suas vidas, se valendo da fraqueza dos outros.

Agora, você que é do dia, seja sóbrio! É o que a Palavra de Deus nos ensina.

Sabe o que é ser sóbrio? É ser uma pessoa que não se deixa levar pelo desespero.

Você realmente acha que essa síndrome do pânico solucionar a sua vida? Você acha mesmo que se enxergar dentro do mal vai te ajudar?

Você ainda não percebeu que o desespero, o medo e a loucura fazem com que você jogue o que você tem de melhor no lixo?

Quantas vezes nós já ouvimos pessoas dizerem: “No desespero, eu joguei fora!”,  “No desespero, coloquei tudo a perder!”, No desespero, fiz uma loucura!”.

Seja sóbrio! Como? Chegando com um coração sincero na presença de Deus! Ore: “Senhor, tenha misericórdia de mim! Eu estou passando por essa situação! Eu estou me sentindo dessa forma!”.

Ore com sinceridade! “Ah, Bispa. A senhora quer que eu fale com o vento?”. Você vai falar, de repente, com que você nunca falou! “Ah, então, eu vou virar crente!”

Desde quando, religião muda a pessoa? O que munda é quem mudou a história. E quem mudou a história tem um nome: Jesus Cristo!

Ele não dividiu a história, porque era rico, porque Ele tinha poder humano, mas porque Ele tinha o poder de Deus. Jesus se entregou como uma oferta, mas ressuscitou.

É Ele quem vai mudar a sua história!

Fale com Jesus. Ele é o mesmo ontem, hoje e sempre será! Ele não está na cruz! Ele está vivo. E todo aquele que O buscar O encontrará.

Nós conquistamos a sobriedade quando estamos conectados com Deus. Quando estamos sóbrios, os comentários já não nos perturbam mais, as pressões já não nos desesperam mais!

Hoje, eu quero te fazer um convite!

Venha renascer em Cristo! Venha para a igreja. Você vai receber uma oração. Você vai sair revestido com a couraça da fé. Esta fé te fará ter a atitude de buscar mais a Deus.

Você vai vestir o capacete da esperança da salvação. Blinde sua cabeça com os pensamentos que vêm do alto.

Se você fizer deste versículo a tua verdade, você terá o melhor final de ano da sua vida e vai ter um 2016 abençoadíssimo.


Pense nisso!

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Faça do Salmo 23 a sua verdade!


Hoje eu quero te convidar a meditar comigo no Salmo 23: 1 “O Senhor é o meu pastor, e nada me faltará!”.

Faça desta palavra o seu caminho!

Entre na presença do Senhor e ore: “Senhor, guia-me! Eu não quero mais que os problemas me guiem. Eu não quero que os meus traumas me guiem. Eu não quero que as dificuldades me guiem. Eu não quero que a opinião dos outros me guiem. Eu não quero que o meu cansaço me guie. Eu não quero que o meu entusiasmo me guie. Deus, conduza os meus caminhos!”

Depois de orar, espere um pouco, para que Deus te responda e te agasalhe. Eu tenho certeza de que você vai sentir a presença do Espírito Santo. Você terá paz, terá refrigério. Haverá um renovo para a tua vida.

Faça o que está na Palavra de Deus, sem olhar as circunstâncias, e nada te faltará!


Pense nisso! 

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Você realmente conhece Jesus?


Lucas 8: 22 a 25 “Aconteceu que, num daqueles dias, entrou ele num barco em companhia dos seus discípulos e disse-lhes: Passemos para a outra margem do lago; e partiram. Enquanto navegavam, ele adormeceu. E sobreveio uma tempestade de vento no lago, correndo eles o perigo de soçobrar. Chegando-se a ele, despertaram-no dizendo: Mestre, Mestre, estamos perecendo! Despertando-se Jesus, repreendeu o vento e a fúria da água. Tudo cessou, e veio a bonança. Então, lhes disse: Onde está a vossa fé? Eles, possuídos de temor e admiração, diziam uns aos outros: Quem é este que até aos ventos e às ondas repreende, e lhe obedecem?”

Hoje, eu quero te perguntar: Você realmente conhece Jesus Cristo?

Aqueles discípulos estavam no mesmo barco que Jesus estava, se alimentaram do mesmo pão, foram ministrados, presenciaram milagres, mas não sabiam quem era Ele. Isso é muito comum nesta época do ano.

Muitas pessoas não comemoram o Natal, pois não há nada que comprove que Jesus tenha nascido no dia 25 de dezembro.

Pelo amor de Deus! Vamos parar de complicar as coisas?! Sabe, em algum dia do ano, nós temos que celebrar o nascimento daquele que nos salvou. Chega de religiosidade!

Sabe, existem pessoas que possuem um lindo discurso. Podem até escrever um livro para falar sobre Jesus Cristo, mas não perdoam o próprio filho que está dentro de casa, não aceitam pessoas diferentes, não são capazes de ter um gesto de carinho. Pessoas assim se esquecem de que a base do evangelho é o amor.

Você, que fala tanto do Messias no Natal, conhece aquele que acalma o vento e repreende a tempestade? Você conhece o Príncipe da Paz? Você conhece aquele que é o grande presente de Deus para nós? Conhece aquele que é a alegria do nosso coração?

Conhece aquele que nos traz a esperança verdadeira e transformadora? Sabe aquela esperança que é assinada pela fé? É uma convicção tão grande.

Diante desta fé, que nos faz ter autoridade, os dias ruins se acalmam, e nós descansamos na certeza de que aquele que vem vira, e não tardará.

Essa fé nos torna inabaláveis, porque nós sabemos quem foi aquele que tocou em nossas vidas! Nós sabemos quem foi aquele que disse: “Eu sou o seu pastor, e nada te faltará!”.

“Mas, Bispa, está faltando tantas coisas para nossa ceia de Natal. Nem peru nós temos!”. Nossa! Como se alimentar de um prato natalino pudesse transformar sua família. Somente Jesus nos completa.

Sabe, queridos,  passar a ceia na casa de Deus é nos alimenta do pão da vida! É uma alegria que se renova em forças.

Eu sei do que estou falando. Não estou falando sobre religião, estou falando sobre vida, sobre a minha vida, sobre a paz que está no meu coração.  Jesus é o meu refúgio e minha fortaleza.

Faça d’Ele o seu abrigo. Deixe Jesus Cristo entrar no barco da sua vida! Desta forma, não importa a tempestade, você chegará ao seu destino e passará por lugares que ninguém passaria.

Quem é este que até aos ventos e às ondas repreende, e lhe obedecem? Este é o Filho de Deus! Este é aquele que foi enviado para nos salvar.

Ainda que sua vida esteja em uma miséria de sentimentos, Jesus vem e traz os tesouros dos reis da terra para dentro de você, traz o canto dos anjos e o agasalho do pastor, que não dorme nem de noite e nem de dia.

Jesus te fala hoje: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo!”.

Jesus é o verdadeiro Natal!

Pense nisso!

Ore e jejue

Ester 8: 11 a 17

“Nestas cartas o rei concedia aos judeus que havia em cada cidade que se reunissem e se dispusessem para defenderem as suas vidas, e para destruírem, matarem e exterminassem todas as forças do povo e da província que os quisessem assaltar, juntamente com os seus pequeninos e as suas mulheres, e que saqueassem os seus bens, num mesmo dia, em todas as províncias do rei Assuero, do dia treze do duodécimo mês, que é o mês de adar. E uma cópia da carta, que seria divulgada como decreto em todas as províncias, foi publicada entre todos os povos, para que os judeus estivessem preparados para aquele dia, a fim de se vingarem de seus inimigos. Partiram, pois, os correios montados em ginetes que se usavam no serviço real, apressados e impelidos pela ordem do rei; e foi proclamado o decreto em Susã, a capital. Então Mardoqueu saiu da presença do rei, vestido de um traje real azul celeste e branco, trazendo uma grande coroa de ouro, e um manto de linho fino e de púrpura, e a cidade de Susã exultou e se alegrou. E para os judeus houve luz e alegria, gozo e honra. Também em toda a província, e em toda cidade, aonde chegava a ordem do rei ao seu decreto, havia entre os judeus alegria e gozo, banquetes e festas; e muitos, dentre os povos da terra, se fizeram judeus, pois o medo dos judeus tinha caído sobre eles”.

O Mês de dezembro e chamado de mês de adar no calendário hebraico, e o que caracteriza esse mês de adar? Esse mês caracteriza pela condição que você ganha, o direito de lutar, pela sua vida, pela sua casa, e pela sua família.

Quando o povo de Israel foi levado cativo para a Babilônia, se levantou um homem mal chamado Hamã, para fazer uma lei onde no mês de adar, mais especifico no décimo terceiro dia do mês de adar, todos se levantassem, que fosse inimigos dos Judeus, e os matassem, mas o que ele não sabia, é que a rainha Ester era judia, e ele convenceu o rei assinar essa lei. O tio de Ester chamado Mardoqueu, orientou que Ester entrasse em jejum, e ela foi e se colocou em um pátio, onde se o Rei estivesse bêbado ou não a reconhecesse e não estendesse o cetro de ouro para ela, Ester poderia morrer. Só que pela força da igreja ela deu a vida dela e Deus deu a vida dela de volta, já começou ali o primeiro milagre.

Ester foi lutar, pois ela sabia que aquela lei não podia ser revogada, tinha que se cumprir, então ela foi lá e se colocou, e Deus deu estratégias para ela, como: dar banquetes para seu marido e para Hamã. Logo quando terminou o primeiro banquete, o rei perguntou o que Ester queria, e ela disse que queria dar outro banquete. No segundo banquete Ester pediu a sua vida, o Rei sem entender pediu para que Ester esclarecesse, pois o mesmo não entendia, e Ester disse que Hamã havia feito uma lei para matar os judeus, e ela era uma judia. 

O rei ficou revoltado, e foi para a varanda, enquanto isso Hamã foi pedir misericórdia a Ester, e nesse momento ele tropeça e caiu em cima de Ester, o Rei que já estava revoltado, ficou extremamente nervoso e mandou matar Hamã. 

Mas e a lei? O Rei mandou chamar o tio de Ester e mandou que escrevesse uma nova lei, onde o Rei concedia aos Judeus de cada cidade, que se reunisse e se dispusessem para defender e aniquilar de vez toda e qualquer força armada que viesse contra eles. 

Jesus veio ao mundo para nos salvar das leis, contra essas leis existe oração e jejum, você vai se levantar e vai lutar, e o Senhor vai te dar a multiplicação, o Senhor vai liberar promessas e benções que você ainda não recebeu mais que estava lutando por elas. Não murmure, ore por tudo que esta ruim, que Deus vai te honrar no teu posicionamento. Se você for cheio do espírito Santo, aquela lei que veio para te derrubar, vai te dar uma liberação e uma grande vitória para sua vida.

Receba essa palavra e pense nisso! 

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Encontre primeiro a paz

Lucas 8: 22 a 24

Ora, aconteceu certo dia que entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos à outra margem do lago. E partiram. Enquanto navegavam, ele adormeceu; e desceu uma tempestade de vento sobre o lago; e o barco se enchia de água, de sorte que perigavam. Chegando-se a ele, o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, estamos perecendo. E ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se bonança. Então lhes perguntou: Onde está a vossa fé? Eles, atemorizados, admiraram-se, dizendo uns aos outros: Quem, pois, é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?  

Quem é esse? Esse é aquele que entregou a vida por você.

Nós estamos entrando em um mês, que nos faz passar por margens e tempestade assim como Jesus passou, e cada mês que Jesus passava por uma tempestade, Ele passava com louvor. Você precisa passar pelo problemas com sabedoria.

Você precisa entender que uma tempestade emocional esta passando esse mês, e como você acalma essa tempestade? Com autoridade, com nosso Senhor. Quando você passa por uma tempestade com autoridade, uma paz habita em você e na sua vida.

Se você ficar em desespero, com medo de enfrentar as situações, que aparecem na vida, isso será um problema, e pode ter certeza que dará tudo errado, porque o medo faz isso com a nossa mente. Então encontre primeiro a paz, sem ela você não vive bem, mas com ela você viverá milagres para a passagem do próximo ano.

Pense nisso!

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

O que você tem escutado?

João 10.27 e 28:
O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.

O que você tem escutado? O que você tem absorvido? Já perdi a conta, de quantas vezes escutei o inimigo tentando fazer a cabeça de pessoas que precisavam de ajuda, mais ao invés disso, fazia a pessoa se virar contra a família, o casamento, o trabalho. Essas vozes vem para te atormentar, entra na sua cabeça para semear o desespero, a loucura.

O que você tem escutado? Em Apocalipse diz “Aquele que tem ouvidos para ouvir, que ouça!”. Se você tem ouvido para ouvir a palavra de Deus, não desista da sua, família, de você, não escute a voz do medo, não seda as vozes que te transformam em um canal de destruição, entregue hoje seu caminho para Deus, porque aquele que busca a Deus vai achar. Não abra mão do plano de Deus para sua vida, que é de te fazer uma pessoa realizada, com você mesmo e com a sua vida, porque esse é o plano de Deus para sua vida, para que você possa viver com autoridade.    

Pense nisso!   

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Tenha um aliança com Deus

Mateus 25: 1 a 13

“Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do noivo. Cinco delas eram insensatas, e cinco prudentes. Ora, as insensatas, tomando as lâmpadas, não levaram azeite consigo. As prudentes, porém, levaram azeite em suas vasilhas, juntamente com as lâmpadas. E tardando o noivo, cochilaram todas, e dormiram. Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro! Então todas aquelas virgens se levantaram, e prepararam as suas lâmpadas. E as insensatas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão se apagando. Mas as prudentes responderam: não; pois de certo não chegaria para nós e para vós; ide antes aos que o vendem, e comprai-o para vós. E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o noivo; e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta. Depois vieram também as outras virgens, e disseram: Senhor, Senhor, abre-nos a porta. Ele, porém, respondeu: Em verdade vos digo, não vos conheço. Vigiai pois, porque não sabeis nem o dia nem a hora”.

Qual a diferença das portas as abertas de quem ora e procura a Deus, e de quem só o procura quando quer algo? Você tem tido tempo para Deus? Se você escutasse suas próprias orações, se você estivesse no lugar de Deus você entenderia o que é buscar a Deus? Sua oração te convence?

Busque, ore, agradeça, entre no altar de Deus para ser ouvido, entre no altar de Deus para abrir seu coração.

Tem pessoas que possuem uma aliança com o problema, não crie problemas, tenha uma aliança com Deus, se comprometa para receber os milagres, seja perseverante, pois isso vai abrir as portas do céu, por que o dia que você clamar Deus vai ouvir. E Deus te atenderá. Faça sua parte, ande pela fé que Deus irá te suprir.

Recebe essa palavra e Pense nisso!

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

A vitória é garantida

Jó 33: 23 a 30

“Se com ele, pois, houver um anjo, um intérprete, um entre mil, para declarar ao homem o que lhe é justo, então terá compaixão dele, e lhe dirá: Livra-o, para que não desça à cova; já achei resgate. Sua carne se reverdecerá mais do que na sua infância; e ele tornará aos dias da sua juventude. Deveras orará a Deus, que lhe será propício, e o fará ver a sua face com júbilo, e restituirá ao homem a sua justiça. Cantará diante dos homens, e dirá: Pequei, e perverti o direito, o que de nada me aproveitou. Mas Deus livrou a minha alma de ir para a cova, e a minha vida verá a luz. Eis que tudo isto Deus faz duas e três vezes para com o homem, para reconduzir a sua alma da cova, a fim de que seja iluminado com a luz dos viventes”.

Eu quero dedicar essa palavra para você que acha que é ou possui um caso perdido em sua casa, na família, no seu trabalho e que não tem esperança de conseguir resolver com ou sem ajuda.  

Hoje, você pode ser o anjo intercessor de alguém, que clama diante de Deus, ou pode ser o seu próprio anjo intercessor, o importante é que você não desista do seu milagre, ore, jejum, faça um voto no altar, é de grande valor espiritual e feito, quando você clama ao Senhor através das orações e votos, que essa palavra entre na sua vida, e te tire desse problema que você está passando e caso você conheça alguém que está passando por um problema seja espiritual ou financeiro, na família, no trabalho, não importa onde ative um anjo intercessor, através de um voto, com isso você começa a ver uma movimentação no mundo espiritual e passa a ajudar você e outras pessoas.

A vitória é garantida, com oração, jejum e voto no altar, Deus vai te restaurar, te restituir e você encontrará paz e tranquilidade para agradecer ao nosso Senhor.

Recebe essa palavra e Pense nisso!

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Não deixe de clamar

Êxodo 5:1 a 23

"Depois foram Moisés e Arão e disseram a Faraó: Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: Deixa ir o meu povo, para que me celebre uma festa no deserto. Mas Faraó respondeu: Quem é o Senhor, para que eu ouça a sua voz para deixar ir Israel? Não conheço o Senhor, nem tampouco deixarei ir Israel. Então eles ainda falaram: O Deus dos hebreus nos encontrou; portanto deixa-nos, pedimos-te, ir caminho de três dias ao deserto, e oferecer sacrifícios ao Senhor nosso Deus, para que ele não venha sobre nós com pestilência ou com espada. Respondeu-lhes de novo o rei do Egito: Moisés e Arão, por que fazeis o povo cessar das suas obras? Ide às vossas cargas. Disse mais Faraó: Eis que o povo da terra já é muito, e vós os fazeis abandonar as suas cargas. Naquele mesmo dia Faraó deu ordem aos exatores do povo e aos seus oficiais, dizendo: Não tornareis a dar, como dantes, palha ao povo, para fazer tijolos; vão eles mesmos, e colham palha para si.Também lhes imporeis a conta dos tijolos que dantes faziam; nada diminuireis dela; porque eles estão ociosos; por isso clamam, dizendo: Vamos, sacrifiquemos ao nosso Deus. Agrave-se o serviço sobre esses homens, para que se ocupem nele e não deem ouvidos a palavras mentirosas. Então saíram os exatores do povo e seus oficiais, e disseram ao povo: Assim diz Faraó: Eu não vos darei palha; ide vós mesmos, e tomai palha de onde puderdes achá-la; porque nada se diminuirá de vosso serviço. Então o povo se espalhou por toda parte do Egito a colher restolho em lugar de palha. E os exatores os apertavam, dizendo: Acabai a vossa obra, a tarefa do dia no seu dia, como quando havia palha. E foram açoitados os oficiais dos filhos de Israel, postos sobre eles pelos exatores de Faraó, que reclamavam: Por que não acabastes nem ontem nem hoje a vossa tarefa, fazendo tijolos como dantes? Pelo que os oficiais dos filhos de Israel foram e clamaram a Faraó, dizendo: Porque tratas assim a teus servos? Palha não se dá a teus servos, e nos dizem: Fazei tijolos; e eis que teus servos são açoitados; porém o teu povo é que tem a culpa. Mas ele respondeu: Estais ociosos, estais ociosos; por isso dizeis: vamos, sacrifiquemos ao Senhor. Portanto, ide, trabalhai; palha, porém, não se vos dará; todavia, dareis a conta dos tijolos. Então os oficiais dos filhos de Israel viram-se em aperto, porquanto se lhes dizia: Nada diminuireis dos vossos tijolos, da tarefa do dia no seu dia. Ao saírem da presença de Faraó depararam com Moisés e Arão que vinham ao encontro deles, e disseram-lhes: Olhe o Senhor para vós, e julgue isso, porquanto fizestes o nosso caso repelente diante de Faraó e diante de seus servos, metendo-lhes nas mãos uma espada para nos matar. Então, tornando-se Moisés ao Senhor, disse: Senhor! por que trataste mal a este povo? por que me enviaste? Pois desde que me apresentei a Faraó para falar em teu nome, ele tem maltratado a este povo; e de nenhum modo tens livrado o teu povo".  

Essa passagem fala da difícil missão de Moisés diante de faraó.

Quando Deus começa a emancipar o homem do pecado, o efeito imediato, é o aumento de dificuldades, e hoje eu quero compartilhar com vocês essa leitura, porque muitas vezes há tempos em nossas vidas em que a situação fica mais difícil, seja por questões emocionais ou por questões financeira, brigas na família, doença ou seja uma situação que não está trazendo algo positivo, esta trazendo apenas coisas negativas e te deixando desanimado. Porque infelizmente o inimigo vem para tirar sua paz, sua tranquilidade, nos momento em que você mais precisa de Deus, por isso não deixe de procurar o Pai, porque quando você se afasta do Pai, o inimigo  faz você desanimar, para que você fracasse.

Não deixe de clamar pois os que clamam vivem na presença do Senhor

Pense nisso e que essa palavra faça o bem para você. 

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Uma pergunta feita a Jesus

Lucas 10:25

“E eis que certo homem, intérprete da Lei, se levantou com o intuito de pôr Jesus à prova e disse-lhe: Mestre, que farei para herdar a vida eterna?”

Hoje quero compartilhar com você uma palavra Lucas,10:25 "Mestre, o que devo fazer para receber em herança a vida eterna?". Uma pergunta feita a Jesus com o intuito de pô-lo a prova. Porém, em sua sabedoria, Jesus lhe indaga: "O que está escrito na lei? Como lês?". Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração e com toda a tua alma, com toda a tua força e com toda a tua inteligência; e ao teu próximo como a ti mesmo! "A lei, deixada por Deus se revela através de coisas simples, porém, nós, com a dureza de nossos corações, implicamos em não obedecê-la e a não praticá-la, fazendo com que nos distanciemos dessa herança eterna.
Esse amar ao Senhor de todo o nosso coração, deve fazer com que nos esvaziemos de nós mesmos, e nos preenchamos do Espírito Santo, para que, através dele, tenhamos essa força e inteligência, a fim de superar nossos medos, e assim, confiar cegamente nas coisas do alto.
Devemos fazer com que esse amar seja capaz de nos fazer renunciar aos nossos próprios interesses, e nos elevar a um estado de graças, onde possamos a tudo perdoar, tudo crer, tudo esperar e tudo suportar. Amar com todo o nosso coração, e com toda a alma, quer dizer que devemos nos deixar ser esvaziados de nossas invejas, orgulhos, vaidades, preguiças, comodismo, afim de que nos preenchamos de fé, paciência, humildade, mansidão, simplicidade, e doação. Assim, poderemos reconhecer nossos irmãos como o nosso próximo, e acolhê-los sem distinção, sem descriminação. Enfim, reconheceremos que estamos amando verdadeiramente a Deus e ao nosso próximo, quando tivermos a capacidade de exercer gratuitamente o perdão a compaixão e a misericórdia para com todos. Que todos possamos ser como crianças! 

terça-feira, 17 de novembro de 2015

A multiplicação na sua vida

Marcos 8:14 a 21

“Ora, eles se esqueceram de levar pão, e no barco não tinham consigo senão um pão. E Jesus ordenou-lhes, dizendo: Olhai, guardai-vos do fermento dos fariseus e do fermento de Herodes. Pelo que eles arrazoavam entre si porque não tinham pão. E Jesus, percebendo isso, disse-lhes: Por que arrazoais por não terdes pão? não compreendeis ainda, nem entendeis? tendes o vosso coração endurecido? Tendo olhos, não vedes? e tendo ouvidos, não ouvis? e não vos lembrais? Quando parti os cinco pães para os cinco mil, quantos cestos cheios de pedaços levantastes? Responderam-lhe: Doze. E quando parti os sete para os quatro mil, quantas alcofas cheias de pedaços levantastes? Responderam-lhe: Sete. E ele lhes disse: Não entendeis ainda?”.

 Jesus disse “não é possível que vocês não estejam enxergando que eu sou o pão da vida, e onde eu estiver não vai ter fome, não vai ter necessidade, onde eu estiver sempre vai haverá pão, sempre haverá multiplicação”.

Jesus o pão da vida, se Ele realmente estiver fazendo parte da sua vida, ainda que você tenha falhado, errado, ou não estava prevenido para as consequências de seu pecado, Ele sempre estará lá, se Jesus estiver no barco da sua vida, você vai clamar  Ele, como diz o Salmo 50:15 “e invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás”. Quando você se arrepende, quando você pede ajuda, por não querer mais viver no pecado.

Peça para Deus te livrar, peça para não errar mais, não viver no pecado, e clame ao Senhor. A muitas formas de clamar, através da oração, de um voto de fé, com louvor, adoração, independente de como você vai clamar ao Senhor, busque que Ele vai responder, o Senhor vai dar ordem aos seus anjos par te dar ordem ao seu respeito.

Pense nisso!

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

A suficiência vem do Senhor

2 Reis 18:1 a 7

"Ora, sucedeu que, no terceiro ano de Oséias, filho de Elá, rei de Israel, começou a reinar Ezequias, filho de Acaz, rei de Judá. Tinha vinte e cinco anos quando começou a reinar, e reinou vinte e nove anos em Jerusalém. O nome de sua mãe era Abi, filha de Zacarias. Ele fez o que era reto aos olhos do Senhor, conforme tudo o que fizera Davi, seu pai. Tirou os altos, quebrou as colunas, e deitou abaixo a Asera; e despedaçou a serpente de bronze que Moisés fizera (porquanto até aquele dia os filhos de Israel lhe queimavam incenso), e chamou-lhe Neüstã. Confiou no Senhor Deus de Israel, de modo que depois dele não houve seu semelhante entre todos os reis de Judá, nem entre os que foram antes dele. Porque se apegou ao Senhor; não se apartou de o seguir, e guardou os mandamentos que o Senhor ordenara a Moisés. Assim o Senhor era com ele; para onde quer que saísse prosperava. Rebelou-se contra o rei da Assíria, e recusou servi-lo".


Esse texto fala de um rei, que pegou um reino destruído, abalado, com poucas condições. Mas ele fez da palavra que está em 2 Coríntios 3:4, onde a sua suficiência vem do Senhor. 

De onde você tira a sua força? Muitas vezes você está no meio de um lar em crise, no meio de uma situação financeira em crise, está naqueles dias que você não conta com sua força na carne. E da onde vem a sua suficiência? De Deus. Deus é, e sempre será suficiente para nós. 

Ezequias, não tinha força de um reino, não tinha força de um guarda, não tinha armamento e nem conselheiros necessários, mas, ele tinha Deus. E ele fez de Deus a tua força e se apegou a isso de tal maneira, que nada abalava seu reino.

Muitas vezes as pessoas não conseguem ver o ponto em que parou, mas só de você não está perdendo, é porque já está acontecendo alguma coisa, só de você conseguir se segurar, se manter, isso, é Deus impedindo que o mal que venha para sua vida, progrida dentro de você. 

Não se deixe levar pela ansiedade, por aquela situação de querer um resultado imediato. Comece a impedir que o mal progrida, deixe apenas o bem entrar na sua vida, preserve sua vida no Senhor. 

Pense nisso!

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Jesus te mostra o caminho

Marcos 2:1 a 12

“Alguns dias depois entrou Jesus outra vez em Cafarnaum, e soube-se que ele estava em casa. Ajuntaram-se, pois, muitos, a ponta de não caberem nem mesmo diante da porta; e ele lhes anunciava a palavra. Nisso vieram alguns a trazer-lhe um paralítico, carregado por quatro; e não podendo aproximar-se dele, por causa da multidão, descobriram o telhado onde estava e, fazendo uma abertura, baixaram o leito em que jazia o paralítico. E Jesus, vendo-lhes a fé, disse ao paralítico: Filho, perdoados são os teus pecados. Ora, estavam ali sentados alguns dos escribas, que arrazoavam em seus corações, dizendo: Por que fala assim este homem? Ele blasfema. Quem pode perdoar pecados senão um só, que é Deus? Mas Jesus logo percebeu em seu espírito que eles assim arrazoavam dentro de si, e perguntou-lhes: Por que arrazoais desse modo em vossos corações? Qual é mais fácil? dizer ao paralítico: Perdoados são os teus pecados; ou dizer: Levanta-te, toma o teu leito, e anda? Ora, para que saibais que o Filho do homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados ( disse ao paralítico ), a ti te digo, levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa. Então ele se levantou e, tomando logo o leito, saiu à vista de todos; de modo que todos pasmavam e glorificavam a Deus, dizendo: Nunca vimos coisa semelhante.

Neste dia eu quero passar para vocês, uma mensagem de Deus presente neste texto que chama bastante atenção.
A primeira delas e que eles foram até Jesus mais não tinha como chegar ou entrar, mas quando você determina e enxerga que em Deus, em Jesus está sua resposta, Deus te mostra um caminho. 

Em segundo lugar, aquele homem estava paralítico porque tinha pecado, e não adiantava curar porque o acusador, aquele pecado ia voltar, o deixado travado, paralisado de novo. E o que ele precisava? Ele precisava se sentir livre do que ele tinha feito de errado, ele precisava não pensar mais naquilo como forma de merecimento, de ter que passar por algo ruim. Mais Jesus viu que a maior necessidade daquele homem, era se ver livre, daquele pecado de achar que era merecido ser paralitico. 

Em terceiro lugar, aquele homem recebeu a cura, recebeu a palavra e fez exatamente de acordo com a palavra que Jesus enviou.

Quantas vezes você recebe um palavra e faz com ela o que acha que é melhor. Mas com Jesus você vai saber exatamente o que tem que fazer, por isso venha renascer em Cristo, receber poder e autoridade para mostrar que você agora é de Jesus. 

Pense nisso!

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Vencendo as ameaças do desespero

Mateus 10: 28 a 33
“E não temais os que matam o corpo, e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo. Não se vendem dois passarinhos por um asse? e nenhum deles cairá em terra sem a vontade de vosso Pai. E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais, pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos. Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus. Mas qualquer que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus”.

Davi disse, “Senhor, traz de volta a alegria da salvação, porque eu a perdi. Eu ia para as guerras, eu não tinha medo, eu sabia que estava a salvo. Agora eu estou desesperado porque perdi a alegria da experiência.

Às vezes você está passando por uma situação complicada na vida, e de repente ouve a voz de Deus, você enxerga Deus, e aquela experiência foi tão maravilhosa, que todo aquele trauma que você tinha, foi abafado pela alegria da experiência com Ele.

Deus tem essa experiência para você, e isso é mais do que milagre, mais do que livramento, pois é essa experiência que te mostra uma certeza, uma garra, uma convicção, e uma fé, e a fé, é certeza das coisas que não se vêem.

Não fique com medo daquilo que pode afetar o teu corpo, fique com medo daquilo que pode afetar o teu espírito, te deixando desesperado.

Entrega os teu desafios para Jesus, peça a alegria da salvação para Ele. 

Pense nisso!

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Na cova dos leões

Daniel 6: 11 a 28Então, aqueles homens foram juntos, e, tendo achado a Daniel a orar e a suplicar, diante do seu Deus, se apresentaram ao rei, e, a respeito do interdito real, lhe disseram: Não assinaste um interdito que, por espaço de trinta dias, todo homem que fizesse petição a qualquer deus ou a qualquer homem e não a ti, ó rei, fosse lançado na cova dos leões? Respondeu o rei e disse: Esta palavra é certa, segundo a lei dos medos e dos persas, que se não pode revogar. Então, responderam e disseram ao rei: Esse Daniel, que é dos exilados de Judá, não faz caso de ti, ó rei, nem do interdito que assinaste; antes, três vezes por dia, faz a sua oração.

Tendo o rei ouvido estas coisas, ficou muito penalizado e determinou consigo mesmo livrar a Daniel; e, até ao pôr-do-sol, se empenhou por salvá-lo. Então, aqueles homens foram juntos ao rei e lhe disseram: Sabe, ó rei, que é lei dos medos e dos persas que nenhum interdito ou decreto que o rei sancione se pode mudar. Então, o rei ordenou que trouxessem a Daniel e o lançassem na cova dos leões. Disse o rei a Daniel: O teu Deus, a quem tu continuamente serves, que ele te livre. Foi trazida uma pedra e posta sobre a boca da cova; selou-a o rei com o seu próprio anel e com o dos seus grandes, para que nada se mudasse a respeito de Daniel.

Então, o rei se dirigiu para o seu palácio, passou a noite em jejum e não deixou trazer à sua presença instrumentos de música; e fugiu dele o sono. Pela manhã, ao romper do dia, levantou-se o rei e foi com pressa à cova dos leões. Chegando-se ele à cova, chamou por Daniel com voz triste; disse o rei a Daniel: Daniel, servo do Deus vivo! Dar-se-ia o caso que o teu Deus, a quem tu continuamente serves, tenha podido livrar-te dos leões? Então, Daniel falou ao rei: Ó rei, vive eternamente! O meu Deus enviou o seu anjo e fechou a boca aos leões, para que não me fizessem dano, porque foi achada em mim inocência diante dele; também contra ti, ó rei, não cometi delito algum.

Então, o rei se alegrou sobremaneira e mandou tirar a Daniel da cova; assim, foi tirado Daniel da cova, e nenhum dano se achou nele, porque crera no seu Deus.  Ordenou o rei, e foram trazidos aqueles homens que tinham acusado a Daniel, e foram lançados na cova dos leões, eles, seus filhos e suas mulheres; e ainda não tinham chegado ao fundo da cova, e já os leões se apoderaram deles, e lhes esmigalharam todos os ossos. Então, o rei Dario escreveu aos povos, nações e homens de todas as línguas que habitam em toda a terra: Paz vos seja multiplicada! Faço um decreto pelo qual, em todo o domínio do meu reino, os homens tremam e temam perante o Deus de Daniel, porque ele é o Deus vivo e que permanece para sempre; o seu reino não será destruído, e o seu domínio não terá fim. Ele livra, e salva, e faz sinais e maravilhas no céu e na terra; foi ele quem livrou a Daniel do poder dos leões. Daniel, pois, prosperou no reinado de Dario e no reinado de Ciro, o persa.”

Hoje, eu tenho uma palavra de Deus para a sua vida. Quem sabe você foi jogado em lugar de humilhação. Quem sabe você foi jogado em uma cova de enfermidade. Quem sabe seus sonhos tenham sido dilacerados na cova dos impossíveis. Colocaram uma pedra nesta cova, e você tem sido devorado pelos seus problemas.

Se você se levantar para clamar a Deus, ir à igreja e, decididamente, dizer: “Eu não vou ser devorado! Eu não vou servir de alimento para esta situação!”, você sairá desta situação ileso como Daniel, ainda que os grandes da terra tenham colocado uma pedra encima desta cova!

O teu testemunho ainda há de mostrar para eles que você tem um Deus!

Levante-se e busque ao Senhor, ore, clame: “Deus de Daniel, me tire desta cova. Envie o Seu anjo para me salvar!”.

Não murmure, não reclame, clame! Clame por salvação

Em nome de Jesus, o anjo do Senhor vai ouvir sua oração!

Aquilo que foi preparado para te matar será um instrumento que o Senhor vai usar para te honrar e para te prosperar.

Você não vai viver mais com um traumatizado, mas como aquele que é honrado pela sua fé, como aquele que tem experiências, no dia da angustia, com o Deus fiel!

Pense nisso!



quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Lutas ou oportunidades?

1 Samuel 18: 17 a 30 “Disse Saul a Davi: Eis aqui Merabe, minha filha mais velha, que te darei por mulher; sê-me somente filho valente e guerreia as guerras do SENHOR; porque Saul dizia consigo: Não seja contra ele a minha mão, e sim a dos filisteus. Respondeu Davi a Saul: Quem sou eu, e qual é a minha vida e a família de meu pai em Israel, para vir a ser eu genro do rei?

Sucedeu, porém, que, ao tempo em que Merabe, filha de Saul, devia ser dada a Davi, foi dada por mulher a Adriel, meolatita. Mas Mical, a outra filha de Saul, amava a Davi. Contaram-no a Saul, e isso lhe agradou. Disse Saul: Eu lha darei, para que ela lhe sirva de laço e para que a mão dos filisteus venha a ser contra ele. Pelo que Saul disse a Davi: Com esta segunda serás, hoje, meu genro. Ordenou Saul aos seus servos: Falai confidencialmente a Davi, dizendo: Eis que o rei tem afeição por ti, e todos os seus servos te amam; consente, pois, em ser genro do rei.

Os servos de Saul falaram estas palavras a Davi, o qual respondeu: Parece-vos coisa de somenos ser genro do rei, sendo eu homem pobre e de humilde condição? Os servos de Saul lhe referiram isto, dizendo: Tais foram as palavras que falou Davi. Então, disse Saul: Assim direis a Davi: O rei não deseja dote algum, mas cem prepúcios de filisteus, para tomar vingança dos inimigos do rei. Porquanto Saul tentava fazer cair a Davi pelas mãos dos filisteus.

Tendo os servos de Saul referido estas palavras a Davi, agradou-se este de que viesse a ser genro do rei. Antes de vencido o prazo, dispôs-se Davi e partiu com os seus homens, e feriram dentre os filisteus duzentos homens; trouxe os seus prepúcios e os entregou todos ao rei, para que lhe fosse genro. Então, Saul lhe deu por mulher a sua filha Mical. Viu Saul e reconheceu que o SENHOR era com Davi; e Mical, filha de Saul, o amava. Então, Saul temeu ainda mais a Davi e continuamente foi seu inimigo. Cada vez que os príncipes dos filisteus saíam à batalha, Davi lograva mais êxito do que todos os servos de Saul; portanto, o seu nome se tornou muito estimado.”


Saul havia prometido que daria sua filha, Merabe, como recompensa a Davi. Só que, na hora de receber aquela mulher como sua esposa, Saul já havia concedido a mão dela para outro rapaz.

Por conta disso, Davi acabou perdendo todas as esperanças de fazer parte da família do rei, mas Deus tinha uma promessa de que, além de compor a família real, Davi também seria rei.

Para que este propósito se manifestasse, o Senhor preparou outro caminho para o seu eleito. Ele colocou amor na outra filha de Saul por Davi. Mical, que já estava completamente apaixonada por ele, procurou o pai e abriu o seu coração.

Saul, por sua vez, percebeu que poderia tirar vantagem da situação e armou um plano para matar Davi.

Por meio de seus conselheiros, ele enviou o seguinte recado: “Saul não deseja dote algum, mas cem prepúcios de filisteus, para tomar vingança dos inimigos do rei!”.

Ao ficar sabendo da “proposta assassina”, Davi teve uma reação surpreendente! Em vez de se acovardar e desistir, ele foi à luta!

Antes do prazo estipulado, ele voltou com o dobro do que foi solicitado, ou seja, com 200 prepúcios.

Davi era um homem segundo o coração de Deus. Ele enxergou, nesta proposta, um caminho do Senhor para ele ter aquilo que nunca poderia ter.

Talvez, a sua realidade seja tão desesperadora e amedrontadora como a de Davi.

Talvez, você esteja no hospital com uma sentença. De acordo com os médicos, você só tenha mais um mês de vida, mais três meses, mais quatro dias, mais duas horas... não sei!

O que você vai fazer com este tempo? Entregá-lo para a morte ou entregá-lo para a vida?

Você tem a oportunidade, nem que seja por algumas horas, de lutar, de se colocar e de viver um grande milagre, como aconteceu com muitas pessoas que eu conheci, ou se entregar e se arrebentar.

Talvez, o seu problema seja na área sentimental. Você está casada com um viciado em drogas.

Talvez, o seu problema seja os seus filhos, que estão no caminho das trevas.

Você pode entregar os pontos ou se levantar, em jejum, em oração, em votos no altar, resistir e ver o milagre de Deus na sua família.

A guerra é oportunidade que Deus te dá para ter o que você nunca poderia ter com suas próprias forças. É a porta que Deus abriu onde não existia saída. É a brecha que você tem para viver a vitória sobrenatural que quem vai ter não é você, mas a tua fé no Senhor, que traz as hostes celestiais para lutar, para batalhar e para te dar livramentos e conquistas sobrenaturais.


Pense nisso! 

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Um novo coração!

Ezequiel 36: 26 e 27 “Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis.”

Este é o milagre da graça de Deus. Não dá para ninguém ser salvo, sentindo do mesmo jeito, andando do mesmo jeito, pensando do mesmo jeito... Assim como não dá para emagrecer, comendo o mesmo tanto e não fazendo ginástica. A mudança só ocorre quando você muda também.

Ao ler isso, você deve estar se perguntando: “Mas o que eu faço para deixar de sentir o que eu sinto? O que eu faço para deixar de desejar o que tanto me prejudica? Como faço para mudar meus pensamentos?”.

É pela graça! É por esse motivo que Deus enviou Jesus ao mundo. Ele entregou seu único filho para que nós tivéssemos um novo coração. Nós somos transformados através do amor de Deus!

Quer que eu explique melhor?

Eu vou repartir uma história com vocês...

Havia família. E, nesta família, havia uma menina de 13 anos. Eles foram para uma estação de ski. Lá, todos se divertiram. De repente, aquela jovem sofre um acidente e morre. Foi um choque terrível para todos. Foi assustador. Mas o pai e a mãe dela, em oração, resolveram fazer desta tragédia um refrigério para outras pessoas. Eles decidiram doar todos os órgãos da filha, inclusive o coração, que ainda estava batendo.

Paralelamente, existia outra família que estava chorando a morte lenta de sua filha. Fazia cinco anos que ela estava na cama do hospital, porque seu coração estava enfraquecido. Eles mal sabia que, naquele momento, a ressurreição estava a caminho.

O transplante aconteceu, e aquela menina que estava quase morrendo no hospital, já enfraquecida, recebeu uma nova chance.

As famílias se encontraram. A mãe da menina que recebeu o novo coração pegou o estetoscópio, o colocou no ouvido da mãe que havia perdido a filha e no coração da jovem ressurreta.

Qual coração ela estava ouvindo? O coração da menina viva ou daquela que morreu? Ela estava ouvindo o coração vivo, pulsante, da filha que Deus já havia recolhido.

Assim também é quando você entrega sua vida para Jesus. Deus, na Sua graça, tira o coração, que já não sentia mais a presença do Senhor, que já não sentia mais amor pelo próximo, que está carregado de mágoa, que está descrente de tudo... Tira este coração de pedra e, no lugar, coloca um coração com o sentimento de Cristo.

Depois que entregamos nossas vidas para Jesus, ao olhar para nós, o Senhor enxerga o coração batendo dos filhos de Deus.

Os filhos de Deus têm o sentimento do Criador! Amam ao próximo, desejam estar mais próximos do Pai, têm um sentimento de paz, têm um desejo de ver a obra de Deus crescendo.

Se você quiser, você pode viver hoje mesmo esta experiência.
Venha renascer em Cristo! Venha receber este transplante do céu! Venha receber um coração que sinta a presença de Deus, que te mova a ter atitudes abençoadoras e que vão mudar a tua história!


Pense nisso! 

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Vencendo o medo

Salmo 56 3, 4 e 9 “Em me vindo o temor, hei de confiar em Ti. Em Deus, cuja palavra eu exalto, neste Deus ponho a minha confiança e nada temerei. Que me pode fazer um mortal? No dia em que eu te invocar, baterão em retirada os meus inimigos; bem sei isto: que Deus é por mim.”

Sabe, muitas vezes, você já começa o dia apavorado. Realmente, estamos vivendo tempos difíceis. O medo se faz presente, não só da violência, mas das loucuras que pairam na sociedade. Pode ser o medo de perder o emprego, medo de ser mal compreendido, medo de ficar sozinho...

O medo foi o primeiro sentimento que veio do inferno para atacar o homem. É isso mesmo! O medo tem origem espiritual. Em 2 Timóteo, está escrito que Deus não nos dá espírito de medo, mas de amor, moderação e poder.

Se o medo é um espírito maligno, temos que lidar com ele espiritualmente.

Quando vier aquela angustia, aquela insegurança, aquela incerteza, dobre o seus joelhos e pratique o que está escrito no Salmo que acabamos de ler: “E, vindo o temor, eu ei de confiar em Ti!”.

Invoque ao Senhor, abra o seu coração e fale do que você tem medo. Coloque esta situação diante daquele que está acima de tudo: “Senhor, eu sei que Tu és maior do que esta situação. Eu sei que Tu és poderoso para mudar isso. Tire este medo do meu coração! Ensina-me a enfrentar esta luta”.

Não se entregue mais ao medo. Não deixe que ele seja seu deus. O medo é um sentimento que veio para escravizar o homem, e não para protegê-lo.

Quando nos deixamos tomar pelo medo, ficamos cada dia mais enfermos do corpo, alma e espírito.

No Renascer Praise 19, que é o CD que nós vamos gravar no dia 2 de novembro, no Citibank Hall, há um louvor que o Espírito Santo me deu. O coro é assim: “Espírito, me toma e não devolva. Tua vontade eu quero ser!”.

Peça para que Espírito Santo te tome e não te devolva mais para o medo. Clame: “Senhor Jesus, eu quero sentir a Tua presença. Eu quero sentir o Teu amor!”.

É assim que a gente enfrenta o dia mau, o dia da ameaça. Quando você clama a Deus, vem uma segurança no seu coração e uma ousadia, que só Deus pode te dar. 

A certeza de que o Senhor está com você está acima de tudo. Só vai acontecer o que Ele permitir. E Ele sempre tem o melhor.

Deus é por você!


Pense nisso!

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Lute com as armas certas!

2 Coríntios 10: 4 “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas”.

Quando falamos sobre guerra espiritual, muitas pessoas me perguntam o que são sofismas. Sofisma é aquilo que parece, mas não é.

Vou citar um exemplo. Você olha para o seu casamento e afirma: “Acabou!”. Mas será que acabou mesmo? Acabou ou existe uma arma espiritual que vai anular este sofisma?

Na verdade, não acabou! É você que não está lutando pelo seu casamento com as armas certas. Não adianta chorar, não adianta berrar, não adianta tentar achar um culpado! Ajuda, sim, usar armas espirituais que transformem seu marido o tirem desta vida. Armas espirituais que tragam luz para os caminhos dele, para que ele enxergue as escolhas erradas que ele tem feito. Armas espirituais que transformem os desejos dele, a ponto de o seu marido não querer mais se associar com malignidades.

É isso que o jejum, a oração e o louvor fazem! As armas espirituais são libertadoras. Existem pessoas que estão presas em fortalezas. Fortalezas da prostituição, fortalezas das drogas, fortalezas do ódio, fortalezas da baixa autoestima...

Sem a guerra espiritual, não tem acordo. Sabe quem Deus ouve? Não é aquela pessoa que está se lamentando, mas é aquela que clama com fé!

Não se conforme com esta situação que você está vivendo. Conformar-se é tomar forma!

Levante-se, erga a cabeça e venha renascer em Cristo! Vá para a Igreja. Lute com as armas que o Senhor te deu. Em vez de se ter uma vida de lamentações, tenha uma vida de oração.

Você vai ver o seu casamento ser transformado, você será renovado em forças! Você vai resistir o dia mau e vai ter vitórias no Senhor.

Sabe, existem pessoas que não conseguem se controlar, não querem errar, mas erram. Não tem forças. Não gostariam de agir como agem, não gostariam de falar o que falam. Do que elas estão precisando? De uma libertação! A pessoa só é liberta quando a luz de Deus raia no seu interior. De repente, ela começa a enxergar com uma nova perspectiva e não consegue mais ser como era. Ela passa a conhecer a verdade, e, através dela, é liberta!

Hoje eu quero te falar que, em Cristo, há libertação. Em Cristo, há uma nova vida.

Se você tem uma situação na sua vida pendente, você precisa de revelação, de luz! Esta luz é Jesus Cristo. Você também precisa aprender a usar as armas espirituais, que passam também pelo perdão, pela nossa humilhação diante de Deus. A primeira mudança não começa nos outros, mas em nós. Começa quando a gente resolve não sofrer mais e decide buscar solução.

Em vez de se relacionar com o problema, você vai se relacionar com a solução. E esta solução está ao seu alcance!


Pense nisso!

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Quando nossa vida está desgovernada!

Atos 16: 16 a 26 “Aconteceu que, indo nós para o lugar de oração, nos saiu ao encontro uma jovem possessa de espírito adivinhador, a qual, adivinhando, dava grande lucro aos seus senhores. Seguindo a Paulo e a nós, clamava, dizendo: Estes homens são servos do Deus Altíssimo e vos anunciam o caminho da salvação. Isto se repetia por muitos dias. Então, Paulo, já indignado, voltando-se, disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo, eu te mando: retira-te dela. E ele, na mesma hora, saiu.

Vendo os seus senhores que se lhes desfizera a esperança do lucro, agarrando em Paulo e Silas, os arrastaram para a praça, à presença das autoridades; e, levando-os aos pretores, disseram: Estes homens, sendo judeus, perturbam a nossa cidade, propagando costumes que não podemos receber, nem praticar, porque somos romanos.

Levantou-se a multidão, unida contra eles, e os pretores, rasgando-lhes as vestes, mandaram açoitá-los com varas. E, depois de lhes darem muitos açoites, os lançaram no cárcere, ordenando ao carcereiro que os guardasse com toda a segurança. Este, recebendo tal ordem, levou-os para o cárcere interior e lhes prendeu os pés no tronco. Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam. De repente, sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias de todos.”

Há momentos em que parece que a gente perdeu o controle da vida. Parece que tudo está ladeira abaixo. E a gente vai se arrastando junto. Parece que está tudo indo de mal a pior.

Aqueles homens simplesmente estavam indo orar, e aquela mulher possessa por um espírito de adivinhação começou a atormentá-los. Paulo, então, expulsou aquele demônio, deixando aqueles homens, que lucravam com aquela malignidade, furiosos.

Por causa disso, Paulo e Silas foram açoitados e lançados em um cárcere. Parecia que a vida deles estava desgovernada.

Se sua vida está desgovernada e as dores, as aflições, as loucuras fazem de você gato e sapato, te machucam e te colocam em uma condição de humilhação, de indignidade, há um caminho para você.

Através de Paulo e Silas, podemos aprender como recuperar o controle da nossa vida.

O primeiro passo é tirar o inimigo, este problema, esta perda, este cansaço, esta dor e esta enfermidade do controle da sua vida.

O segundo passo é entregar esta situação nas mãos de Jesus Cristo. Como? Use o louvor! Eu costumo dizer que o louvor é a bussola do cristão. O som do louvor devolve sua vida no controle das mãos de Deus.

No cárcere, Paulo e Silas começaram a louvar. Mesmo machucados, sangrando e sofrendo uma injustiça, eles não deixaram de crer que suas vidas estavam no controle do Senhor. Eles resolveram não dar importância para a dor, mas buscaram a cura. Em nenhum momento, eles questionaram ao Senhor, pelo contrário, clamaram por Ele, pela justiça d’Ele.

Sabe o que aconteceu depois? A fé deles não foi envergonhada! Aquele louvor subiu aos céus, e todas as portas se abriram.

Quando você resolve dar um basta nesta loucura e clamar pelo Senhor, o sobrenatural acontece.

Aquela situação foi uma loucura tão grande, que o carcereiro pensou em se matar, mas Paulo o ministrou e explicou que ninguém havia escapado. Aquele homem, então, liberou Paulo e Silas e tratou de suas feridas. Eu imagino que aquele carcereiro deveria ter pensado: “Que som é este que quebra as cadeias?”.

Hoje, eu quero te perguntar: Qual é o som que tem saído da sua boca? É um som que te deixa mais amarrado ainda ao ódio, à inveja, à magoa, ou é o som que liberta e traz o milagre para a terra?

Paulo falou do amor de Cristo para o carcereiro e para a família dele. Todos aceitaram Jesus e foram batizados.

No outro dia, a história mudou, porque descobriram que Paulo era um cidadão romano. Ele jamais poderia ter passado por aquela situação.

Aqueles homens que prenderam Paulo e Silas se humilharam diante deles e pediram perdão.

Deus vai virar o jogo ao teu favor, assim como aconteceu com Paulo e Silas. Quando? Quando você decidir tirar o controle da tua vida das mãos do inimigo, quando este problema deixar de ser o teu deus, quando esta enfermidade não for mais o teu deus, quando a inveja não for mais o teu deus, quando o ódio não for mais o teu deus.

Quando você clamar pela presença de Deus, as portas impossíveis se abrirão, a cura vai brotar na sua vida, e aqueles que te ofenderam vão pedir o teu favor.  



Pense nisso!