Páginas

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Onde está Deus?

Salmos 145: 14 a 19 “O SENHOR sustém os que vacilam e apruma todos os prostrados. Em ti esperam os olhos de todos, e tu, a seu tempo, lhes dás o alimento. Abres a mão e satisfazes de benevolência a todo vivente. Justo é o SENHOR em todos os seus caminhos, benigno em todas as suas obras. Perto está o SENHOR de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade. Ele acode à vontade dos que o temem; atende-lhes o clamor e os salva.”

Uma das frases que eu ouço com muita frequência é: ‘Onde está Deus?’. ‘Onde estava Deus,  quando meu filho ficou doente?’, ‘Onde estava Deus, quando minha filha sofreu aquele acidente?’, Onde estava Deus, quando meu marido morreu? Por que Ele permitiu isso?’.

Quando você deixa esses questionamentos invadirem o seu coração com ódio, revolta e mágoa, você  passa a fazer exatamente a vontade de espíritos malignos, que vieram para te roubar e te destruir. Roubar o que? Você acha mesmo que o diabo precisa do seu relógio, do seu carro ou do seu casamento? Não! Ele quer roubar sua relação com Deus!

Ao não se relacionar com Deus e dar lugar à ira, você abre um grande espaço na sua vida para o inimigo agir! Você acaba se tornando uma pessoa amarga, incrédula e zombadora das coisas de Deus!

Você pode ver que as pessoas incrédulas são as mais duras de coração! Geralmente, são materialistas, egoístas e de difícil convivência! Tudo tem um preço, inclusive, elas!

São pessoas desprovidas de esperança! Porque acham que Deus as frustrou! Ou porque, simplesmente, não têm fé!

E o mais paradoxal é que, em todas as situações difíceis, elas atribuem a culpa a Deus!

É até cômico! Elas não buscam a Deus, gritam aos quatro ventos que não acreditam em Deus e, quando passam por um momento de aflição, são as primeiras a culpá-Lo.

Pessoas assim andam de engano em engano.

Salmo 42: 7 “Um abismo chama outro abismo, ao fragor das tuas catadupas; todas as tuas ondas e vagas passaram sobre mim.”

Pessoas assim podem ter tudo nada vida, mas continuam incompletas!

Nos piores momentos da nossa vida, a tendência é nos afastarmos de Deus! Isso é um grande erro! É nestes momentos que devemos nos apegar mais a Ele.

Cale esses pensamentos destrutivos! Encerre essa agitação que está abalando seus sentimentos! Cesse este choro! Este choro de solidão! Depois de acalmar essa tempestade interior, você vai clamar o nome Jesus!

O nome de Jesus tem poder! Invoque com sinceridade, acreditando! Não invoque como se fosse um teste!

Invoque para sentir Sua presença!

Não importa onde você esteja! Não importa a sua condição! Se você fizer isso, Ele vai encher o seu interior! Ele vai limpar seus sentimentos e invadir o teu ser com a paz que excede todo o entendimento.

No versículo 19 da passagem que lemos no início do nosso estudo, está escrito: “Ele acode à vontade dos que o temem; atende-lhes o clamor e os salva”.

Zele pela sua relação com Deus!

Tem um louvor do Marcelo Aguiar que mostra exatamente o sentimento que devemos ter. Vou postar um trechinho:

Se quiser levar tudo o que eu tenho
Pode levar, veio de tuas mãos
Mas deixe-me apenas com o meu coração
Porque foi aonde você pôs a mão
E me curou, e me curou!

Há salvação para aqueles que acreditam! Há salvação para aqueles que buscam ao Senhor! Há salvação para aqueles que meditam na Palavra de Deus e fazem dela sua verdade!

Na Bíblia, há milhares de promessas, mas não está escrito que não passaríamos por aflições! Pelo contrário, está escrito que, em todas elas, devemos ter bom ânimo!

O Senhor vai nos livrar, nos salvar e nos acudir!

No capítulo 145 do livro de Salmos, tem mais uma promessa: “O SENHOR guarda a todos os que o amam!”.

Chegou o dia do desemprego? Não vai te faltar nada, e o Senhor vai abrir uma porta maior!

Chegou o dia da enfermidade? Você terá forças! O Senhor vai fazer com que tudo coopere para o seu bem!

Chegou o dia da pior perda da sua vida? Será um ‘Até breve!’ Não te faltará consolo! Não te faltará a presença de Deus! Ele vai enxugar todas as suas lágrimas e manifestará um novo dia, com novas alegrias! O Senhor vai te ensinar a viver sem essa pessoa! As lembranças não serão de dor, mas de todos os momentos felizes que você passou com ela!

O Senhor vai fazer raiar no seu coração um novo dia, com novas esperanças, com novas perspectivas... Eu posso falar isso com convicção, porque eu vivo isso! Eu quero repartir com você este consolo!

Haverá bom futuro! Sua esperança no Senhor não será envergonhada!


Pense nisso!

sexta-feira, 19 de junho de 2015

O amor na medida certa!



Mateus 22: 34 a 46 “Ouvindo isto, as multidões se maravilhavam da sua doutrina. Entretanto, os fariseus, sabendo que ele fizera calar os saduceus, reuniram-se em conselho. E um deles, intérprete da Lei, experimentando-o, lhe perguntou: Mestre, qual é o grande mandamento na Lei? Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.”

Nesta passagem, vemos alguns religiosos ‘testando’ os conhecimentos de Jesus! Eles queriam saber se o Messias realmente conhecia as Escrituras Sagradas. Nem preciso dizer que eles tomaram um baile!

Um deles perguntou: “Jesus, qual é o principal mandamento?”. E Jesus respondeu: “Tudo, absolutamente tudo, na sua vida irá bem, se você colocar Deus em primeiro lugar!”.

Esse é um grande segredo espiritual! Amar a Deus sobre todas as coisas é deixar a vida mais leve. De repente, tudo faz sentido! Nas mais terríveis tempestades, ficamos tranquilos!

“E o segundo mandamento, Jesus?”, voltou a questionar o religioso. Jesus, então, disse: “Para você dar certo no seu relacionamento, na sua casa, na sua família, ame ao próximo como a ti mesmo!”.

Essa é a medita: nem mais, nem menos!

Hoje, eu quero falar sobre amar mais!  Há pessoas que, na sua carência, amam os filhos além da medida! Acabam se despersonalizando, deixando de ser pai, de ser mãe, de corrigir, de educar, de instruir... e acabam criando uma pessoa desrespeitosa!

Você achou que não corrigindo seu filho, ele te amaria mais? Você achou que não ensinando seu filho, ele te amaria mais? Você achou que deixar seu filho fazer tudo o que ele quis, realmente te tornaria mais amado por ele? Não, não e não!

Você está cometendo um grande erro! “Sufocar” os filhos é grave! Ser omisso, é gravíssimo! Você está abrindo uma porta para a internet, para os amigos e para programas de TV educarem seu filho! O risco de ele trilhar um mau caminho é muito grande!

Você achou que não levando seu filho para a Casa do Senhor foi a melhor escolha? “Mas Bispa, quando ele for grande, ele decide!”.

Em Provérbios 22:6, está escrito: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.”.

Quando você é omisso, acaba criando uma pessoa aberta para forças demoníacas, aberta para toda a sorte de espíritos malignos! Entenda, de uma vez por todas, que a formação do caráter dos seus filhos também é uma responsabilidade sua! Não se anule mais!

Para você amar alguém da forma correta, ame-a da mesma forma que você se ama! Não ame menos, sendo uma pessoa egoísta, arrogante, intratável e a dona da verdade! E não a ame além da medida.

Cuidado! Se você não for equilibrada, vai acabar perdendo seu marido! Uma mulher sem personalidade constrói sua própria ruína. Um marido que faz tudo o que a mulher quer coloca seu lar em desiquilíbrio!

Isso vale também para os namorados!  Ela dá chilique, briga, te humilha, e o que você faz? Se rasteja diante dela! Sabe o que vai acontecer? Você nunca será valorizado! “Bispa, a senhora não entende. Eu amo muito minha namorada! Tenho medo de perdê-la!”. Se você continuar neste caminho, vai perder mesmo!  Você corre um grande risco de ser trocado por outro! Relacionamento envolve amor, respeito, cumplicidade e reciprocidade!

“Bispa, essa palavra nem é pra mim! Nem faço parte do time dos casados e dos namorados!”.  Essa palavra é para todos! Todos nós cometemos excessos! Existem pessoas, por exemplo, que são engraçadinhas além da conta! Sabe como elas são conhecidas? Como inconvenientes! E quem é bonzinho demais? Meu Deus! Dá uma aflição! A pessoa vive em função dos outros. É humilhado, explorado... e acha que está tudo bem!? Não está! Isso é falta de amor próprio!

Queridos, tudo o que passa da medida está errado! Acaba sendo desprezado. Por exemplo, quando a fruta está verde, ela causa um mal estar, mas, se ela está passada, pode nos deixar doentes! O “a amais” é extremamente prejudicial.

Aproveite este início de semana para você rever seus conceitos! Para você refletir nas suas atitudes! Busque equilíbrio no Senhor!

De repente, o problema está em sua baixa-autoestima, que tem te colocando em situações que você não merece! Sabe, queridos, só é respeitado quem se respeita!

Jesus deixou bem claro: “Desses dois mandamentos, depende tudo, inclusive, a lei e os profetas!”.

Quando você não se ama, você também não ama a Deus, porque foi Ele quem te criou! Sua vida tem valor! O Senhor não entregaria seu único filho para morrer por um "nada"!

Não se compare aos outros. Todas as pessoas nasceram com dons e com uma missão na terra!

Volte para a Casa do Senhor! Venha se posicionar, porque você vai ver como tudo vai melhorar!

As leis do Senhor não são proibitivas, elas nos habilitam a viver o melhor aqui na terra!


Pense nisso!

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Será que existe amor verdadeiro?

Cantares 8: 6 e 7 “Põe-me como selo sobre teu coração, como selo sobre teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura, o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, são veementes labaredas.

As muitas águas não poderiam apagar o amor, nem os rios afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens da sua casa pelo amor, seria de todo desprezado”.

Existem algumas palavras e promessas na Bíblia que, às vezes, você lê e questiona: Será que isso existe mesmo? Será que alguém pode colocar outra pessoa como um selo em seu coração? Será que é possível ter o nosso coração totalmente protegido? Será que é possível preservar o amor, a disposição, a doação e o cuidado?

Será que realmente as muitas águas não poderiam apagar o amor? Uma enfermidade, uma morte, uma dificuldade financeira, um levante, uma perseguição, calunias, difamações, dias de guerra, dias de luta, dias de ganhar, dias de perder, dias de muito choro, dias de muita alegria...? Será que realmente, em meio a tantos impedimentos, o amor pode prevalecer?

Sabe, certo dia, eu resolvi assistir um filme que me recomendaram... Para ser bem sincera, não consegui assistir até o final, pois era ruim demais. Dizem que ele ganhou um Oscar. Te garanto que foi na categoria “Chatice”.

Mas não vou negar que teve um trecho que me chamou a atenção, de tão absurdo que era! O ator estava conversando com a atriz sobre uma carta que ele escreveu aos 20 anos de idade. Essa carta só poderia ser lida quando ele chegasse aos 40. Quando completou essa idade, ele decidiu abri-la. Nela, estava escrito: “Eu sou você com 20 nos de idade. Eu espero que, ao ler esta carta, você já esteja divorciado!”.

Como pode? Que sonho é esse? Ele não estava nem casado e já pensou em se divorciar? Olha, vou ser bem honesta! Uma pessoa que casa pensando no divórcio não pode ser normal! Eu, que sou normal, não posso compactuar com isso! Depois daquela cena, o filme acabou pra mim!

É absurdo? É! Mas, infelizmente, muitas pessoas vivem essa realidade. Assumem, como verdade, costumes e determinados conceitos que divergem com a realidade que Deus tem para nós.

Eu quero dizer que todas as palavras que estão na Bíblia são verdadeiras. Quem escreveu viveu e presenciou! Eu também sou testemunha dessa veracidade! Eu tenho um selo no meu coração! O selo do meu coração chama-se Estevam, uma pessoa integra, séria, limpa, um homem que me faz sonhar todos os dias, que faz meus olhos brilharem, que me protege, que me guarda, que me honra, que é fiel em todas as suas atitudes, amoroso e um verdadeiro poeta.

São tantas as qualidades que ele possui, que as pessoas até duvidam. Mas é a verdade da minha vida! Ele escreveu uma história de amor no meu coração e me ensinou a andar pelo caminho do amor.

Sua fidelidade, sua integridade, sua limpeza, seu caráter, sua firmeza de convicções me fazem acreditar na humanidade. Estar com ele é tão bom, ele é o meu melhor amigo, o amor da minha vida! Ele me fez sonhar desde os 13 anos de idade, quando me pediu em namoro; e é assim até hoje! O que falar da voz que sempre está ao meu lado para me incentivar, pra me ensinar, me motivar e me mostrar o caminho? Meu desejo é ser cada dia melhor pra ele e honrá-lo em todos os seus caminhos!

As muitas águas, com certeza, não podem apagar um grande amor! E ainda que alguém viesse e desse todos os reinos da face da terra, certamente, seria desprezado por este grande amor! São mais 37 anos que eu vivo essa verdade, em nosso casamento! De namoro, nós temos 43 anos!

Que o meu testemunho sirva para você entender que a Bíblia não é um livro de utopias e promessas vazias! São verdades que podem se manifestar! Abra-se para vivê-las! O que me uniu ao Apóstolo foi o nosso amor pelo evangelho e pelo Senhor! Nossa prioridade sempre foi o altar! Este é o segredo para viver um grande e verdadeiro amor! Busque, em primeiro lugar, o Reino de Deus!


Pense nisso!

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Deus não é o problema, é a solução

Provérbios 3: 5 a 8 “Confia no SENHOR de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas. Não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao SENHOR e aparta-te do mal; será isto saúde para o teu corpo e refrigério, para os teus ossos.”

Em um de nossos cultos, nós lemos este texto e falamos sobre Daniel. Daniel era um homem que tinha todos os motivos para não caminhar mais com Deus! Ele era um príncipe e, de repente, foi colocado como escravo. Foi tirado de sua casa e, durante dois meses, foi arrastado até a Babilônia.

Chegando lá, para servir no palácio do rei, foi mutilado em seu corpo! Todos seus sonhos e projetos de vida desmoronaram diante dos seus olhos. Que futuro teria um homem escravo? Que futuro teria um homem cujo órgão reprodutor foi decapitado?

Mas Daniel, em nenhum momento, considerou Deus o causador do seu mal! Pelo contrário, ele viu no Senhor a solução de todos os problemas.

Sabe, meu pai é advogado, e ele me ensinou que cada um interpreta a lei de uma forma diferente, ou seja, uma lei pode, ao mesmo tempo, absolver e condenar alguém!

Na passagem que nós acabamos de ler, está escrito: Confia no SENHOR de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento!. O que isso quer dizer? Que, muitas vezes, somos enganados por nossas próprias deduções. Às vezes, caminhar de acordo com o que você interpreta pode ser um péssimo negócio, porque você pode estar entendendo tudo errado!

Você acaba interpretando as situações da maneira que o inferno quer que você interprete! Por isso, existem tantas pessoas machucadas, assoladas, fora da igreja e culpando a Deus! Chegou a hora de dar um basta nesta situação!

Chega de fazer de Deus o culpado! Comece a fazer d’Ele sua solução! Foi isso que Daniel fez! Ele não culpou Deus, porque teve que deixar sua casa, porque sua família foi destruída, porque seu povo foi assolado...

Ele não culpou Deus por ter sido arrastado até a Babilônia! Ou você acha que ele foi a cavalo? Não! Foi acorrentado como um prisioneiro!

No versículo 6, do terceiro capítulo de Provérbios, está escrito: Reconheça a Deus em todos os seus caminhos.

Esse, justamente, foi o segredo de Daniel!

Hoje, você vai começar a se posicionar como ele. Comece orando: “Deus, eu acho que o Senhor não está comigo, mas, se o Senhor estiver, ajude-me a enxergá-Lo!”.

Você vai ver que, apesar das dificuldades da vida, Deus tem te acompanhado! Se você não enxerga nada, pelo menos, enxergue Deus! Ele está, através deste texto, falando: “Você pode estar machucado, abandonado, com a saúde comprometida, mas Eu estou contigo! Se você Me invocar, Eu te responderei!”.

Daniel pensou dessa forma e ainda jejuou! Entregou uma oferta! O que ele tinha para entregar? Os banquetes do rei! Deus deu graça a ele. Em dez dias, ele já estava melhor que os outros príncipes.

Faça o mesmo! Não se conforme em estar nessa situação que você está! Não se conforme em ser essa pessoa assolada, magoada, aflita, invejosa e cheia de ódio! Mas levante-se e busque ao Senhor! Volte! Deus é a solução! Ele enviou Jesus para nos salvar! Salvar de quê? Dos nossos sentimentos, pensamentos e deduções!

No versículo 7, das passagem que eu citei acima, está escrito: Não seja sábio aos seus próprios olhos!.  Você está distante de Deus e ainda acha que está certo? Para onde este caminho está te levando? Volte!

Deus te dará o mesmo que deu para Daniel: luz, inteligência e excelente sabedoria!

Seja o tempo bom ou ruim, favorável ou desfavorável, Deus vai te honrar, porque Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente!

Os grandes caem, mas aqueles que buscam a Deus permanecem! 

Pense nisso!