Páginas

terça-feira, 22 de setembro de 2015

A virada de Rute e Noemi

Rute 4: 13 a 22 “Assim, tomou Boaz a Rute, e ela passou a ser sua mulher; coabitou com ela, e o SENHOR lhe concedeu que concebesse, e teve um filho.  Então, as mulheres disseram a Noemi: Seja o SENHOR bendito, que não deixou, hoje, de te dar um neto que será teu resgatador, e seja afamado em Israel o nome deste. Ele será restaurador da tua vida e consolador da tua velhice, pois tua nora, que te ama, o deu à luz, e ela te é melhor do que sete filhos.

Noemi tomou o menino, e o pôs no regaço, e entrou a cuidar dele. As vizinhas lhe deram nome, dizendo: A Noemi nasceu um filho. E lhe chamaram Obede. Este é o pai de Jessé, pai de Davi.  São estas, pois, as gerações de Perez: Perez gerou a Esrom,  Esrom gerou a Rão, Rão gerou a Aminadabe, Aminadabe gerou a Naassom, Naassom gerou a Salmom, Salmom gerou a Boaz, Boaz gerou a Obede,  Obede gerou a Jessé, e Jessé gerou a Davi.

Qual é a história de Rute e Noemi?

Veio uma crise terrível sobre Israel. O marido de Noemi achou que a melhor alternativa era fugir dali, assim como existem muitas pessoas que saem do Brasil em busca de novas perspectivas.

Ele se mudou com a família para outra região, mas o mal que ele tanto temia o alcançou. Aquele homem perdeu tudo o que tinha e morreu. Seus filhos também morreram, deixando duas mulheres – Rute e Orfa – viúvas.

Noemi achou melhor pedir que cada nora seguisse seu rumo.

Naquela época existia uma lei que, quando a mulher ficasse viúva, ela poderia se casar com o irmão do marido que morreu. Desta forma, as gerações se perpetuavam, mas Noemi não tinha mais filhos.

O que aconteceu depois? Realmente uma das noras, Orfa, seguiu o conselho da sogra e foi embora, mas Rute decidiu permanecer e disse: “Onde você for, eu vou. O teu Deus é o meu Deus. O teu povo é o meu povo!”.  

As duas, então, decidiram voltar para Belém. A condição de ambas era deplorável. Era como se fossem mendigas, estavam completamente na miséria.

Rute, literalmente, pegava esmolas. Aquela época era de colheita. E foi no campo de um homem muito rico que sua sorte começou a mudar. Ao saber de sua história, aquele homem a deixou colher mais frutos.

Chegando em casa, Rute contou as boas novas para Noemi, que teve uma excelente ideia: “Aquele homem pode ser o nosso resgatador, porque ele é o nosso parente próximo. Eu não tenho mais filhos, mas ele pode resgatar. E o seu filho pode, inclusive ser meu neto!”. Rute disse: “Então, me ensina, porque eu quero viver isso!”.

Rute conquistou o coração daquele homem. Ele se casou com ela, pagou o direito de ser seu resgatador. Depois de se casar, eles tiveram o primeiro filho, e aquele filho ela entregou para Noemi.

Olha que deseixo esta história teve: A sogra sem filhos teve neto através da nora!

Que maneira incrível que Deus escolheu para dar o sonho de Noemi. Depois de conhecer esta história, não tem como duvidar das promessas de Deus.

Foi algo tão forte o que aconteceu com aquela família que fizeram uma música para Noemi e disseram: “Muitas têm um filho, mas a tua nora é melhor do que sete filhos!”.

Sabe, aquele neto veio para restaurar tudo o que estava perdido.

Quantas vezes, ao passar por situações difíceis, a gente pensa: “Ah! Meu sonho acabou! Nunca mais eu vou ser feliz!”?

Eu quero te dar uma palavra de Deus hoje! Entregue seu caminho ao Senhor. Não entre nessas paranoias. Não considere o teu futuro a partir do teu momento, mas busque a Deus com todas as suas forças. Certamente, Ele te entregará além do que você sonhou.

O fim da sua história não é a calamidade, não é esta perda, não é a solidão...

Noemi viveu muito além do que sonhou!

Aquela que Noemi não gerou lhe deu neto. Aquele neto foi avô do rei Davi e entrou para a genealogia de Jesus.


Pense nisso!

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Não ignore o seu adversário

2 Coríntios 2: 11 “para que Satanás não alcance vantagem sobre nós, pois não lhe ignoramos os desígnios.”

Sabe, existem muitas pessoas que não gostam quando a gente fala de demônios. Sabe de uma coisa? O fato de você gostar ou não gostar não impede a existência de Satanás.

Ignorando, fingindo que não existe ou se escondendo como um avestruz só vai piorar a situação. Sabe como o avestruz se defende? Quando ele vê alguém vindo em sua direção, ele cava um buraco e enfia a cabeça nele. O avestruz acredita que, se ele deixar de ver, o inimigo deixará de atacá-lo. Pura ilusão.

Neste trecho que acabamos de ler, o apóstolo Paulo deixa bem claro: “Não permita que Satanás, que os demônios e que forças do mal tenham vantagem sobre você!”.

Como fazemos isso? Não ignorando quais são os desejos deles para nossas vidas!

Qual é o desejo do inferno? Vou citar alguns exemplos! Ele quer que, de repente, você receba um diagnóstico e já se entregue à enfermidade. Ele quer que você enlouqueça e se afaste de Deus, porque você é uma pessoa boa, que fez tudo sempre muito certo, e que tem tanta gente ruim mais saudável do que você.

Este ambiente de revolta, mágoa e incredulidade é um campo fértil para que o mal na sua vida progrida.

Agindo desta forma, você está ignorando o mundo espiritual. O mundo espiritual existe! Entenda, de uma vez por todas, que o mal existe e quer te destruir! Se você se afastar do Senhor, ele te atingirá com mais facilidade.

Sabe o que o inferno quer? Criar loucura dentro de sua casa para destruir o seu casamento, a sua família. Ele quer que você fique descompensado, que você amaldiçoe, que você seja implicante. O inimigo quer instaurar o inferno na sua casa! Não se entregue mais a atitudes que podem te destruir.

Vou dar mais um exemplo de como a gente faz com que Satanás alcance vantagem sobre nós. Você orou tanto para que Deus te dar uma porta de emprego. Ele dá, mas depois, com o passar do tempo, aparece uma oportunidade melhor. O que você faz? Chuta o pau da barraca, fala mal e faz baixaria no lugar que tanto de abençoou. Pessoas assim esquecem que o mundo é cíclico. Em vez de sair deixando uma porta aberta, anulam todas as possibilidades.

O que mais o inimigo quer? Que você fique olhando para trás, que você fique fazendo viagens de culpa, e não se preocupe com o dia de hoje!

O diabo quer te colocar em relacionamentos infrutíferos. Relacionamentos que te deixam atormentado, sem paz! Quando você trai o seu marido, quem alcança vantagem? Satanás!

Em vez de desfrutar da família que Deus deu, você vai se perdendo nesta ilusão.

Assim como Paulo orientou, você precisa saber qual é o desejo do inferno para sua vida e trabalhar para que ele não se concretize.

Nosso inimigo não desiste. Ele sempre vai tentar uma abordagem diferente para te destruir. Tome cuidado para você não fazer a vontade daquilo que só quer te matar, te roubar e te destruir. Matar sua família, matar seu ministério, matar seu amor próprio, matar suas esperanças... Roubar tua paz, roubar tua consciência, roubar teu dia, roubar a porta que Deus te abriu, roubar a alegria de estar com a família... Destruir seus sonhos, destruir suas motivações...

Hoje, de uma vez por todas, você vai tomar uma decisão: “A partir de hoje, eu vou fazer bem para mim, eu vou parar de me auto-sabotar. Eu só vou buscar coisas que não me destruam. Eu vou buscar forças para viver bem comigo, com os outros e com Deus.”.

Eu quero finalizar o Pensamento do Dia de hoje com um convite: Venha renascer em Cristo! Na igreja, você vai viver a Palavra Deus, vai aprender a viver e a não cair nos enganos da tua carne.


Pense nisso!

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Em quem você confia?

Salmos 1: 1 a 3 “Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. 

Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. 

Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem-sucedido.”

Nesta passagem, está um segredo espiritual. Nós estamos vivendo dias de loucura, dias de crise, dias em que as pessoas mentem, traem e agem de forma leviana.

Por isso, tome cuidado para você não caminhar de acordo com o conselho daqueles que não são amigos de Deus, daqueles que não têm Deus como seu grande valor. Estes são os ímpios! São pessoas que colocam tudo acima do Senhor, inclusive elas mesmas!

Existem pessoas que colocam, por exemplo, o dinheiro acima de tudo. Você realmente vai procurar conselhos de pessoas assim? De pessoas que estão aparentemente bem? Isso pode te levar para um abismo.

Existem pessoas que seguem os modismos impostos pela mídia, em vez de buscar um caminho em Deus. Sabe o que aconteceu depois? Muitas perderam seus casamentos, muitas perderam sua saúde – por causa de cirurgias inconsequentes –, muitas perderam seus empregos... Por quê? Porque seguiram conselhos de quem não tem Deus em primeiro lugar!

Bem-aventurado é aquele que busca conselho em Deus. Este, sim, será bem-sucedido.

Bem-aventurado é aquele que tem sua vida alicerçada na Palavra de Deus! Este será como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha.

Feche os ouvidos para aquilo que traz destruição, medo e para aquilo que te afaste de Deus.

Faça do senhor seu abrigo, seu refugio e sua verdade.


Pense nisso!

terça-feira, 8 de setembro de 2015

A entrega de Ana

1 Samuel 1: 1 a 5, 9 e 10 “Houve um homem de Ramataim-Zofim, da região montanhosa de Efraim, cujo nome era Elcana, filho de Jeroão, filho de Eliú, filho de Toú, filho de Zufe, efraimita. Tinha ele duas mulheres: uma se chamava Ana, e a outra, Penina; Penina tinha filhos; Ana, porém, não os tinha. Este homem subia da sua cidade de ano em ano a adorar e a sacrificar ao Senhor dos Exércitos, em Siló. Estavam ali os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias, como sacerdotes do Senhor.

No dia em que Elcana oferecia o seu sacrifício, dava ele porções deste a Penina, sua mulher, e a todos os seus filhos e filhas. A Ana, porém, dava porção dupla, porque ele a amava, ainda mesmo que o Senhor a houvesse deixado estéril.

Após terem comido e bebido em Siló, estando Eli, o sacerdote, assentado numa cadeira, junto a um pilar do templo do Senhor, levantou-se Ana, e, com amargura de alma, orou ao Senhor, e chorou abundantemente.”

Apesar de ser muito amada pelo esposo, Ana chorou o choro de uma vida inteira de humilhações por ser estéril  e fez um voto: “Senhor dos Exércitos, se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva te não esqueceres, e lhe deres um filho varão, ao Senhor o darei por todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha.”.

Naquele desespero e naquela angustia, o sacerdote perguntou se Ana estava embriagada, mas ela explicou que estava angustiada. Ao ouvi-la, o sacerdote disse: “Vá para casa, porque o Senhor ouviu sua oração!”.

A esterilidade de Ana foi quebrada, porque ela deixou de olhar para si! Este é o segredo!

Para nossa esterilidade ser quebrada, precisamos colocar a vontade do Senhor acima da nossa! Ana sabia que Deus precisava de um sacerdote, já que os filhos de Eli eram profanos.

Ana mudou seus pensamentos: “Eu quis muito este filho para mim. Agora, eu quero para o Senhor!”.

Dê um voto de confiança para Deus! Confie n’Ele e nos seus propósitos.

Ana optou em seguir este caminho e viveu um grande milagre! Ela não teve só um filho, mas teve sete!


 Pense nisso!

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Do sofrimento, uma nova vida!

Romanos 8: 17 “Ora, se somos filhos, somos também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo; se com ele sofremos, também com ele seremos glorificados.”

Como ser co-herdeiro com Cristo? Como desfrutar da herança que Jesus nos deixou de poder sobre a tempestade, de autoridade sobre todas as enfermidades, de autoridade sobre crises financeiras, de autoridade contra as forças do mal?

A resposta está neste versículo que acabamos de ler: “Se com Ele sofremos, também com Ele seremos glorificados.”.

Nós estamos vivendo uma época em que as pessoas não querem pagar um preço! Se você fala: “Olha, não tem jeito! Você precisa estudar!”. O outro retruca: “Estudar, não! Eu só quero o diploma!”.

Ou então: “Você vai ganhar tal salário!”. E a pessoa já vem com impedimentos: “O que eu tenho que fazer? Ah, não! Eu não quero trabalhar, só quero o salário!”.

Ou até mesmo: “Ah, você vai casar, né? Olha, tem tantas responsabilidades. Tem conta de luz, água, telefone...”. Aí, a pessoa já vem e fala: “Ah!!! Responsabilidades? Não! Eu quero ter os mesmos privilégios de quando eu era solteira, mas com as coisas boas do casamento!”.

Precisamos entender que só surge uma nova vida através da dor! Por mais que tentem inventar anestesia, cesariana, inevitavelmente, haverá dor!

Uma nova vida só surge quando você vence todo o sofrimento! Isso é tão verdade, que a pessoa esquece todo aquele sofrimento e pensa logo em ter outro filho. Por quê? Compensa tanto ter um filho que a pessoa quer outro! É tanta alegria, que a pessoa quer outro!

Da mesma forma, se você quiser ter vitória sobre uma situação, você precisa entender que o seu sofrimento vai te levar a ter autoridade. Se você segurar firme, se você não entrar em loucura, se você descartar tudo o que não te ajuda, você sairá desta luta ileso!

Em vez de correr atrás do culpado para os seus problemas, busque solução! A tua solução está no Senhor!

Não abra mão do seu casamento, dos seus sonhos, de ser uma pessoa bem sucedida nesta empresa que você está.

Assim como está na Palavra, quando você sofre com Cristo, você vive com Ele a vitória!

Então, quando você passa seu sofrimento com Jesus Cristo, você tem o entendimento de que aquilo está gerando uma nova vida em você. Normalmente, quando as pessoas passam pelo sofrimento, elas se tornam melhores.

Uma pessoa que nunca sofreu nada, que nunca passou por nada, é uma mimada e deformada! Desculpem-me o termo, mas é verdade! Ela se torna uma pessoa insensível, egoísta e “dona da verdade”.

É uma pessoa que não sabe o que é ter fome, não sabe o que é precisar trabalhar, não sabe o que é não ter dinheiro pra pagar uma conta, não sabe o que é passar por uma humilhação, não sabe o que é ter vontade de comer algo que o outro está jogando fora, não sabe o que é não poder chorar depois que perdeu alguém que amava muito, não sabe o que é ter que seguir em frente a pesar do sofrimento, não sabe o que é ser injustiçado, não sabe o que é ter dor no corpo e, mesmo assim, ter que trabalhar...

Mas quem passou pelo dia da dificuldade, pelo dia do sofrimento, valoriza a vida, valoriza o que tem, é mais humano, é mais próximo de Deus.

O sofrimento vem para nos deixar muito melhores. O sofrimento vem também para nos libertar do medo, porque, às vezes, você acha que não vai suportar, mas suporta e sai mais forte! Às vezes, você acha que não vai conseguir, mais consegue! Às vezes, você acha que é o fim da linha, mas Deus tem muito mais para você.

Quando você passa pelo sofrimento com Jesus, Ele te mostra que aquilo realmente é necessário para te deixar uma pessoa melhor, para te fazer conhecer sua verdadeira força, para te libertar dos medos, das tuas fraquezas, das tuas debilidades e te colocar em força, em vitória e autoridade.

Quando você sofre junto com Jesus, você também vence aquele mal que veio para te destruir.

Você recebe autoridade e é reconhecido, porque venceu!


Pense nisso!