Páginas

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Na cova dos leões

Daniel 6: 11 a 28Então, aqueles homens foram juntos, e, tendo achado a Daniel a orar e a suplicar, diante do seu Deus, se apresentaram ao rei, e, a respeito do interdito real, lhe disseram: Não assinaste um interdito que, por espaço de trinta dias, todo homem que fizesse petição a qualquer deus ou a qualquer homem e não a ti, ó rei, fosse lançado na cova dos leões? Respondeu o rei e disse: Esta palavra é certa, segundo a lei dos medos e dos persas, que se não pode revogar. Então, responderam e disseram ao rei: Esse Daniel, que é dos exilados de Judá, não faz caso de ti, ó rei, nem do interdito que assinaste; antes, três vezes por dia, faz a sua oração.

Tendo o rei ouvido estas coisas, ficou muito penalizado e determinou consigo mesmo livrar a Daniel; e, até ao pôr-do-sol, se empenhou por salvá-lo. Então, aqueles homens foram juntos ao rei e lhe disseram: Sabe, ó rei, que é lei dos medos e dos persas que nenhum interdito ou decreto que o rei sancione se pode mudar. Então, o rei ordenou que trouxessem a Daniel e o lançassem na cova dos leões. Disse o rei a Daniel: O teu Deus, a quem tu continuamente serves, que ele te livre. Foi trazida uma pedra e posta sobre a boca da cova; selou-a o rei com o seu próprio anel e com o dos seus grandes, para que nada se mudasse a respeito de Daniel.

Então, o rei se dirigiu para o seu palácio, passou a noite em jejum e não deixou trazer à sua presença instrumentos de música; e fugiu dele o sono. Pela manhã, ao romper do dia, levantou-se o rei e foi com pressa à cova dos leões. Chegando-se ele à cova, chamou por Daniel com voz triste; disse o rei a Daniel: Daniel, servo do Deus vivo! Dar-se-ia o caso que o teu Deus, a quem tu continuamente serves, tenha podido livrar-te dos leões? Então, Daniel falou ao rei: Ó rei, vive eternamente! O meu Deus enviou o seu anjo e fechou a boca aos leões, para que não me fizessem dano, porque foi achada em mim inocência diante dele; também contra ti, ó rei, não cometi delito algum.

Então, o rei se alegrou sobremaneira e mandou tirar a Daniel da cova; assim, foi tirado Daniel da cova, e nenhum dano se achou nele, porque crera no seu Deus.  Ordenou o rei, e foram trazidos aqueles homens que tinham acusado a Daniel, e foram lançados na cova dos leões, eles, seus filhos e suas mulheres; e ainda não tinham chegado ao fundo da cova, e já os leões se apoderaram deles, e lhes esmigalharam todos os ossos. Então, o rei Dario escreveu aos povos, nações e homens de todas as línguas que habitam em toda a terra: Paz vos seja multiplicada! Faço um decreto pelo qual, em todo o domínio do meu reino, os homens tremam e temam perante o Deus de Daniel, porque ele é o Deus vivo e que permanece para sempre; o seu reino não será destruído, e o seu domínio não terá fim. Ele livra, e salva, e faz sinais e maravilhas no céu e na terra; foi ele quem livrou a Daniel do poder dos leões. Daniel, pois, prosperou no reinado de Dario e no reinado de Ciro, o persa.”

Hoje, eu tenho uma palavra de Deus para a sua vida. Quem sabe você foi jogado em lugar de humilhação. Quem sabe você foi jogado em uma cova de enfermidade. Quem sabe seus sonhos tenham sido dilacerados na cova dos impossíveis. Colocaram uma pedra nesta cova, e você tem sido devorado pelos seus problemas.

Se você se levantar para clamar a Deus, ir à igreja e, decididamente, dizer: “Eu não vou ser devorado! Eu não vou servir de alimento para esta situação!”, você sairá desta situação ileso como Daniel, ainda que os grandes da terra tenham colocado uma pedra encima desta cova!

O teu testemunho ainda há de mostrar para eles que você tem um Deus!

Levante-se e busque ao Senhor, ore, clame: “Deus de Daniel, me tire desta cova. Envie o Seu anjo para me salvar!”.

Não murmure, não reclame, clame! Clame por salvação

Em nome de Jesus, o anjo do Senhor vai ouvir sua oração!

Aquilo que foi preparado para te matar será um instrumento que o Senhor vai usar para te honrar e para te prosperar.

Você não vai viver mais com um traumatizado, mas como aquele que é honrado pela sua fé, como aquele que tem experiências, no dia da angustia, com o Deus fiel!

Pense nisso!



quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Lutas ou oportunidades?

1 Samuel 18: 17 a 30 “Disse Saul a Davi: Eis aqui Merabe, minha filha mais velha, que te darei por mulher; sê-me somente filho valente e guerreia as guerras do SENHOR; porque Saul dizia consigo: Não seja contra ele a minha mão, e sim a dos filisteus. Respondeu Davi a Saul: Quem sou eu, e qual é a minha vida e a família de meu pai em Israel, para vir a ser eu genro do rei?

Sucedeu, porém, que, ao tempo em que Merabe, filha de Saul, devia ser dada a Davi, foi dada por mulher a Adriel, meolatita. Mas Mical, a outra filha de Saul, amava a Davi. Contaram-no a Saul, e isso lhe agradou. Disse Saul: Eu lha darei, para que ela lhe sirva de laço e para que a mão dos filisteus venha a ser contra ele. Pelo que Saul disse a Davi: Com esta segunda serás, hoje, meu genro. Ordenou Saul aos seus servos: Falai confidencialmente a Davi, dizendo: Eis que o rei tem afeição por ti, e todos os seus servos te amam; consente, pois, em ser genro do rei.

Os servos de Saul falaram estas palavras a Davi, o qual respondeu: Parece-vos coisa de somenos ser genro do rei, sendo eu homem pobre e de humilde condição? Os servos de Saul lhe referiram isto, dizendo: Tais foram as palavras que falou Davi. Então, disse Saul: Assim direis a Davi: O rei não deseja dote algum, mas cem prepúcios de filisteus, para tomar vingança dos inimigos do rei. Porquanto Saul tentava fazer cair a Davi pelas mãos dos filisteus.

Tendo os servos de Saul referido estas palavras a Davi, agradou-se este de que viesse a ser genro do rei. Antes de vencido o prazo, dispôs-se Davi e partiu com os seus homens, e feriram dentre os filisteus duzentos homens; trouxe os seus prepúcios e os entregou todos ao rei, para que lhe fosse genro. Então, Saul lhe deu por mulher a sua filha Mical. Viu Saul e reconheceu que o SENHOR era com Davi; e Mical, filha de Saul, o amava. Então, Saul temeu ainda mais a Davi e continuamente foi seu inimigo. Cada vez que os príncipes dos filisteus saíam à batalha, Davi lograva mais êxito do que todos os servos de Saul; portanto, o seu nome se tornou muito estimado.”


Saul havia prometido que daria sua filha, Merabe, como recompensa a Davi. Só que, na hora de receber aquela mulher como sua esposa, Saul já havia concedido a mão dela para outro rapaz.

Por conta disso, Davi acabou perdendo todas as esperanças de fazer parte da família do rei, mas Deus tinha uma promessa de que, além de compor a família real, Davi também seria rei.

Para que este propósito se manifestasse, o Senhor preparou outro caminho para o seu eleito. Ele colocou amor na outra filha de Saul por Davi. Mical, que já estava completamente apaixonada por ele, procurou o pai e abriu o seu coração.

Saul, por sua vez, percebeu que poderia tirar vantagem da situação e armou um plano para matar Davi.

Por meio de seus conselheiros, ele enviou o seguinte recado: “Saul não deseja dote algum, mas cem prepúcios de filisteus, para tomar vingança dos inimigos do rei!”.

Ao ficar sabendo da “proposta assassina”, Davi teve uma reação surpreendente! Em vez de se acovardar e desistir, ele foi à luta!

Antes do prazo estipulado, ele voltou com o dobro do que foi solicitado, ou seja, com 200 prepúcios.

Davi era um homem segundo o coração de Deus. Ele enxergou, nesta proposta, um caminho do Senhor para ele ter aquilo que nunca poderia ter.

Talvez, a sua realidade seja tão desesperadora e amedrontadora como a de Davi.

Talvez, você esteja no hospital com uma sentença. De acordo com os médicos, você só tenha mais um mês de vida, mais três meses, mais quatro dias, mais duas horas... não sei!

O que você vai fazer com este tempo? Entregá-lo para a morte ou entregá-lo para a vida?

Você tem a oportunidade, nem que seja por algumas horas, de lutar, de se colocar e de viver um grande milagre, como aconteceu com muitas pessoas que eu conheci, ou se entregar e se arrebentar.

Talvez, o seu problema seja na área sentimental. Você está casada com um viciado em drogas.

Talvez, o seu problema seja os seus filhos, que estão no caminho das trevas.

Você pode entregar os pontos ou se levantar, em jejum, em oração, em votos no altar, resistir e ver o milagre de Deus na sua família.

A guerra é oportunidade que Deus te dá para ter o que você nunca poderia ter com suas próprias forças. É a porta que Deus abriu onde não existia saída. É a brecha que você tem para viver a vitória sobrenatural que quem vai ter não é você, mas a tua fé no Senhor, que traz as hostes celestiais para lutar, para batalhar e para te dar livramentos e conquistas sobrenaturais.


Pense nisso! 

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Um novo coração!

Ezequiel 36: 26 e 27 “Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis.”

Este é o milagre da graça de Deus. Não dá para ninguém ser salvo, sentindo do mesmo jeito, andando do mesmo jeito, pensando do mesmo jeito... Assim como não dá para emagrecer, comendo o mesmo tanto e não fazendo ginástica. A mudança só ocorre quando você muda também.

Ao ler isso, você deve estar se perguntando: “Mas o que eu faço para deixar de sentir o que eu sinto? O que eu faço para deixar de desejar o que tanto me prejudica? Como faço para mudar meus pensamentos?”.

É pela graça! É por esse motivo que Deus enviou Jesus ao mundo. Ele entregou seu único filho para que nós tivéssemos um novo coração. Nós somos transformados através do amor de Deus!

Quer que eu explique melhor?

Eu vou repartir uma história com vocês...

Havia família. E, nesta família, havia uma menina de 13 anos. Eles foram para uma estação de ski. Lá, todos se divertiram. De repente, aquela jovem sofre um acidente e morre. Foi um choque terrível para todos. Foi assustador. Mas o pai e a mãe dela, em oração, resolveram fazer desta tragédia um refrigério para outras pessoas. Eles decidiram doar todos os órgãos da filha, inclusive o coração, que ainda estava batendo.

Paralelamente, existia outra família que estava chorando a morte lenta de sua filha. Fazia cinco anos que ela estava na cama do hospital, porque seu coração estava enfraquecido. Eles mal sabia que, naquele momento, a ressurreição estava a caminho.

O transplante aconteceu, e aquela menina que estava quase morrendo no hospital, já enfraquecida, recebeu uma nova chance.

As famílias se encontraram. A mãe da menina que recebeu o novo coração pegou o estetoscópio, o colocou no ouvido da mãe que havia perdido a filha e no coração da jovem ressurreta.

Qual coração ela estava ouvindo? O coração da menina viva ou daquela que morreu? Ela estava ouvindo o coração vivo, pulsante, da filha que Deus já havia recolhido.

Assim também é quando você entrega sua vida para Jesus. Deus, na Sua graça, tira o coração, que já não sentia mais a presença do Senhor, que já não sentia mais amor pelo próximo, que está carregado de mágoa, que está descrente de tudo... Tira este coração de pedra e, no lugar, coloca um coração com o sentimento de Cristo.

Depois que entregamos nossas vidas para Jesus, ao olhar para nós, o Senhor enxerga o coração batendo dos filhos de Deus.

Os filhos de Deus têm o sentimento do Criador! Amam ao próximo, desejam estar mais próximos do Pai, têm um sentimento de paz, têm um desejo de ver a obra de Deus crescendo.

Se você quiser, você pode viver hoje mesmo esta experiência.
Venha renascer em Cristo! Venha receber este transplante do céu! Venha receber um coração que sinta a presença de Deus, que te mova a ter atitudes abençoadoras e que vão mudar a tua história!


Pense nisso! 

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Vencendo o medo

Salmo 56 3, 4 e 9 “Em me vindo o temor, hei de confiar em Ti. Em Deus, cuja palavra eu exalto, neste Deus ponho a minha confiança e nada temerei. Que me pode fazer um mortal? No dia em que eu te invocar, baterão em retirada os meus inimigos; bem sei isto: que Deus é por mim.”

Sabe, muitas vezes, você já começa o dia apavorado. Realmente, estamos vivendo tempos difíceis. O medo se faz presente, não só da violência, mas das loucuras que pairam na sociedade. Pode ser o medo de perder o emprego, medo de ser mal compreendido, medo de ficar sozinho...

O medo foi o primeiro sentimento que veio do inferno para atacar o homem. É isso mesmo! O medo tem origem espiritual. Em 2 Timóteo, está escrito que Deus não nos dá espírito de medo, mas de amor, moderação e poder.

Se o medo é um espírito maligno, temos que lidar com ele espiritualmente.

Quando vier aquela angustia, aquela insegurança, aquela incerteza, dobre o seus joelhos e pratique o que está escrito no Salmo que acabamos de ler: “E, vindo o temor, eu ei de confiar em Ti!”.

Invoque ao Senhor, abra o seu coração e fale do que você tem medo. Coloque esta situação diante daquele que está acima de tudo: “Senhor, eu sei que Tu és maior do que esta situação. Eu sei que Tu és poderoso para mudar isso. Tire este medo do meu coração! Ensina-me a enfrentar esta luta”.

Não se entregue mais ao medo. Não deixe que ele seja seu deus. O medo é um sentimento que veio para escravizar o homem, e não para protegê-lo.

Quando nos deixamos tomar pelo medo, ficamos cada dia mais enfermos do corpo, alma e espírito.

No Renascer Praise 19, que é o CD que nós vamos gravar no dia 2 de novembro, no Citibank Hall, há um louvor que o Espírito Santo me deu. O coro é assim: “Espírito, me toma e não devolva. Tua vontade eu quero ser!”.

Peça para que Espírito Santo te tome e não te devolva mais para o medo. Clame: “Senhor Jesus, eu quero sentir a Tua presença. Eu quero sentir o Teu amor!”.

É assim que a gente enfrenta o dia mau, o dia da ameaça. Quando você clama a Deus, vem uma segurança no seu coração e uma ousadia, que só Deus pode te dar. 

A certeza de que o Senhor está com você está acima de tudo. Só vai acontecer o que Ele permitir. E Ele sempre tem o melhor.

Deus é por você!


Pense nisso!

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Lute com as armas certas!

2 Coríntios 10: 4 “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas”.

Quando falamos sobre guerra espiritual, muitas pessoas me perguntam o que são sofismas. Sofisma é aquilo que parece, mas não é.

Vou citar um exemplo. Você olha para o seu casamento e afirma: “Acabou!”. Mas será que acabou mesmo? Acabou ou existe uma arma espiritual que vai anular este sofisma?

Na verdade, não acabou! É você que não está lutando pelo seu casamento com as armas certas. Não adianta chorar, não adianta berrar, não adianta tentar achar um culpado! Ajuda, sim, usar armas espirituais que transformem seu marido o tirem desta vida. Armas espirituais que tragam luz para os caminhos dele, para que ele enxergue as escolhas erradas que ele tem feito. Armas espirituais que transformem os desejos dele, a ponto de o seu marido não querer mais se associar com malignidades.

É isso que o jejum, a oração e o louvor fazem! As armas espirituais são libertadoras. Existem pessoas que estão presas em fortalezas. Fortalezas da prostituição, fortalezas das drogas, fortalezas do ódio, fortalezas da baixa autoestima...

Sem a guerra espiritual, não tem acordo. Sabe quem Deus ouve? Não é aquela pessoa que está se lamentando, mas é aquela que clama com fé!

Não se conforme com esta situação que você está vivendo. Conformar-se é tomar forma!

Levante-se, erga a cabeça e venha renascer em Cristo! Vá para a Igreja. Lute com as armas que o Senhor te deu. Em vez de se ter uma vida de lamentações, tenha uma vida de oração.

Você vai ver o seu casamento ser transformado, você será renovado em forças! Você vai resistir o dia mau e vai ter vitórias no Senhor.

Sabe, existem pessoas que não conseguem se controlar, não querem errar, mas erram. Não tem forças. Não gostariam de agir como agem, não gostariam de falar o que falam. Do que elas estão precisando? De uma libertação! A pessoa só é liberta quando a luz de Deus raia no seu interior. De repente, ela começa a enxergar com uma nova perspectiva e não consegue mais ser como era. Ela passa a conhecer a verdade, e, através dela, é liberta!

Hoje eu quero te falar que, em Cristo, há libertação. Em Cristo, há uma nova vida.

Se você tem uma situação na sua vida pendente, você precisa de revelação, de luz! Esta luz é Jesus Cristo. Você também precisa aprender a usar as armas espirituais, que passam também pelo perdão, pela nossa humilhação diante de Deus. A primeira mudança não começa nos outros, mas em nós. Começa quando a gente resolve não sofrer mais e decide buscar solução.

Em vez de se relacionar com o problema, você vai se relacionar com a solução. E esta solução está ao seu alcance!


Pense nisso!

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Quando nossa vida está desgovernada!

Atos 16: 16 a 26 “Aconteceu que, indo nós para o lugar de oração, nos saiu ao encontro uma jovem possessa de espírito adivinhador, a qual, adivinhando, dava grande lucro aos seus senhores. Seguindo a Paulo e a nós, clamava, dizendo: Estes homens são servos do Deus Altíssimo e vos anunciam o caminho da salvação. Isto se repetia por muitos dias. Então, Paulo, já indignado, voltando-se, disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo, eu te mando: retira-te dela. E ele, na mesma hora, saiu.

Vendo os seus senhores que se lhes desfizera a esperança do lucro, agarrando em Paulo e Silas, os arrastaram para a praça, à presença das autoridades; e, levando-os aos pretores, disseram: Estes homens, sendo judeus, perturbam a nossa cidade, propagando costumes que não podemos receber, nem praticar, porque somos romanos.

Levantou-se a multidão, unida contra eles, e os pretores, rasgando-lhes as vestes, mandaram açoitá-los com varas. E, depois de lhes darem muitos açoites, os lançaram no cárcere, ordenando ao carcereiro que os guardasse com toda a segurança. Este, recebendo tal ordem, levou-os para o cárcere interior e lhes prendeu os pés no tronco. Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam. De repente, sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias de todos.”

Há momentos em que parece que a gente perdeu o controle da vida. Parece que tudo está ladeira abaixo. E a gente vai se arrastando junto. Parece que está tudo indo de mal a pior.

Aqueles homens simplesmente estavam indo orar, e aquela mulher possessa por um espírito de adivinhação começou a atormentá-los. Paulo, então, expulsou aquele demônio, deixando aqueles homens, que lucravam com aquela malignidade, furiosos.

Por causa disso, Paulo e Silas foram açoitados e lançados em um cárcere. Parecia que a vida deles estava desgovernada.

Se sua vida está desgovernada e as dores, as aflições, as loucuras fazem de você gato e sapato, te machucam e te colocam em uma condição de humilhação, de indignidade, há um caminho para você.

Através de Paulo e Silas, podemos aprender como recuperar o controle da nossa vida.

O primeiro passo é tirar o inimigo, este problema, esta perda, este cansaço, esta dor e esta enfermidade do controle da sua vida.

O segundo passo é entregar esta situação nas mãos de Jesus Cristo. Como? Use o louvor! Eu costumo dizer que o louvor é a bussola do cristão. O som do louvor devolve sua vida no controle das mãos de Deus.

No cárcere, Paulo e Silas começaram a louvar. Mesmo machucados, sangrando e sofrendo uma injustiça, eles não deixaram de crer que suas vidas estavam no controle do Senhor. Eles resolveram não dar importância para a dor, mas buscaram a cura. Em nenhum momento, eles questionaram ao Senhor, pelo contrário, clamaram por Ele, pela justiça d’Ele.

Sabe o que aconteceu depois? A fé deles não foi envergonhada! Aquele louvor subiu aos céus, e todas as portas se abriram.

Quando você resolve dar um basta nesta loucura e clamar pelo Senhor, o sobrenatural acontece.

Aquela situação foi uma loucura tão grande, que o carcereiro pensou em se matar, mas Paulo o ministrou e explicou que ninguém havia escapado. Aquele homem, então, liberou Paulo e Silas e tratou de suas feridas. Eu imagino que aquele carcereiro deveria ter pensado: “Que som é este que quebra as cadeias?”.

Hoje, eu quero te perguntar: Qual é o som que tem saído da sua boca? É um som que te deixa mais amarrado ainda ao ódio, à inveja, à magoa, ou é o som que liberta e traz o milagre para a terra?

Paulo falou do amor de Cristo para o carcereiro e para a família dele. Todos aceitaram Jesus e foram batizados.

No outro dia, a história mudou, porque descobriram que Paulo era um cidadão romano. Ele jamais poderia ter passado por aquela situação.

Aqueles homens que prenderam Paulo e Silas se humilharam diante deles e pediram perdão.

Deus vai virar o jogo ao teu favor, assim como aconteceu com Paulo e Silas. Quando? Quando você decidir tirar o controle da tua vida das mãos do inimigo, quando este problema deixar de ser o teu deus, quando esta enfermidade não for mais o teu deus, quando a inveja não for mais o teu deus, quando o ódio não for mais o teu deus.

Quando você clamar pela presença de Deus, as portas impossíveis se abrirão, a cura vai brotar na sua vida, e aqueles que te ofenderam vão pedir o teu favor.  



Pense nisso!

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Quem vive o melhor da terra: quem tem ou quem desfruta?

Na vida de quem Deus faz milagres? Quem realmente desfruta dos bens desta terra? Quem realmente é abençoado e pode se alegrar com as coisas?

Eu conheço uma pessoa que trabalha na área de fotografia. Ela tem muitos clientes. E, por conta disso, ela já conheceu o mundo inteiro. Com aquilo que ela ganha, ela jamais poderia viajar de classe executiva como tem viajado, não poderia se hospedar nos hotéis que tem se hospedado e, muito menos, frequentar os restaurantes que tem frequentado. Mas ela é uma serva do Senhor e comprometida com o altar. E Deus dá para ela comer o melhor da terra.

Nas viagens que ela faz, os próprios clientes não conseguem sair do hotel de tanto trabalho, mas ela, além de trabalhar, consegue desfrutar de cada lugar que ela visita.

Eu conheço pessoas que moram em casas maravilhosas, que tem iates, mas que ficam parados, porque os donos nunca têm tempo para usá-los. Muitas vezes, os próprios funcionaram usam, ainda que seja para testar e garantir a manutenção, mas, no final das contas, quem curte são eles. Ou seja,  existem pessoas riquíssimas que têm acesso ao “melhor da terra”, mas que não conseguem usufruir de nada.

Quem vive o melhor da terra? Quem tem ou quem desfruta?

Eu conheço mulheres que são casadas com homens milionários e vivem um inferno. São pobres de amor, carinho e atenção. Tem os sapatos e as bolsas mais caras, mas passam a noite em claro sem saber com quem os maridos estão

Conheço homens que são casados com mulheres lindas, com o corpo “perfeito”, mas que sofrem, porque o que elas têm de beleza tem de loucura!

Existem pessoas que são cheias de saúde, mas acabam ficando doentes, porque não se cuidam.

Eu gostaria de saber quem realmente vive o melhor da terra.

Quem tem o melhor da terra? A que tem saúde ou aquela que desfruta da saúde que tem?

Conheço pessoas que têm problemas de visão e que mal conseguem enxergar direito, mas que se alegram com os mínimos detalhes da vida. Viajam, brincam, se divertem e até tiram fotos.

Quem vive o melhor da terra?

A resposta em Isaías 1: 19 “Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra.”.

Para viver o melhor da terra, em primeiro lugar, você precisa querer!

Hoje, você vai tomar uma decisão: “Senhor, eu quero viver o melhor da terra. Quero viver o melhor que o Senhor tem pra mim.”.

De repente, o que é melhor para outro não é o melhor para você.

Em segundo lugar, você precisa ouvir a Palavra de Deus e praticá-la.

Você não vai mais fazer as coisas do seu jeito. Você já não parou para pensar que, do seu jeito, não está dando certo? Você vai fazer do jeito de Deus, porque quem acredita em Deus e nos seus profetas prosperará.

Você vai prosperar e viver o melhor da terra, com condição humana ou sem condição, tendo saúde ou não tendo, tendo a beleza ou não tendo. A bênção do Senhor está sobre a sua vida!

Entregue sua vida nas mãos de Deus, busque-o em primeiro lugar, e todas as coisas te serão acrescentadas.


Pense nisso!

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Descanso para a alma

Mateus 11: 28 “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.”

Na Bíblia Apostólica, há um comentário que eu gostaria de compartilhar com vocês:

O pecado e o diabo fazem com que os homens carreguem pesados fardos, que os impedem de avançar e os fazem sentir-se cansados e oprimidos.

Jesus substitui a dor e a opressão por sua paz e alegria ( Jó 5: 19). Ele destrói as obras do diabo (1 João 3: 8) e nos faz andar em ressurreição e em novidade de vida (Romanos 8: 9), quebrando toda a esterilidade (1 Samuel 2).

Sobre os ombros de Jesus, está o governo e o poder (Isaías 9: 6), e Ele removeu o peso e o fardo malignos que estavam sobre nós, os substituindo pela Sua paz e poder.

Sabe, todo mundo quer andar com o mais bonito, com o mais rico, com o mais famoso, com o mais alegre, com o mais divertido. Mas Jesus chamou aqueles que estão cansados, sobrecarregados, aqueles que não aguentam mais...

Quem sabe hoje, enquanto você está trabalhando a duras penas, tem alguém na sua casa dormindo, sugando todas as suas forças?

Quem sabe hoje você saiu de casa chorando, deixando seus filhos para trás, para poder batalhar pelo pão de cada dia?

Quem sabe hoje você está desempregado?

Quem sabe hoje você está cansado de tanta decepção?

Venha até Jesus. É você quem Ele está chamando!

Às vezes, a gente acha que só porque estamos cansados, sobrecarregados, o Senhor se esqueceu de nós.

Nesta passagem, o Senhor está dizendo: “Eu me lembrei de você! Venha até Mim, fale comigo! Coloque tudo isso diante de Mim, porque Eu vou te aliviar!”.

Você não vai mais ficar sem paz, sem forças. Talvez, você não possa mudar esta situação, esta pessoa que tem te prejudicado. Mas você pode mudar a si mesmo. Você pode ficar melhor, melhor ainda com Jesus!

Deus pode te dar mais forças, Deus pode te dar mais graça, Deus pode te dar mais fé, Deus pode te dar autoridade para você vencer essa situação!

Pense nisso!

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Onde está o teu tesouro?

Mateus 6: 21 “porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.”.

Preste bem atenção, porque esta escolha determinará se você será uma pessoa livre ou uma pessoa escrava. Esta escolha determinará se você será uma pessoa feliz ou infeliz nos seus relacionamentos. Esta escolha determinará se você terá paz ou se você será uma pessoa atormentada. Esta escolha determinará se você será amado ou dispensável.

Onde está o teu tesourou?

Existem pessoas que tem como o seu tesouro os bens materiais. Existem mulheres que ficam desesperadas, porque a cunhada tem uma bolsa da moda, e elas não. Porque a amiga tem o carro do ano, e elas andam de ônibus. Porque a vizinha viajou, e elas passaram as férias em casa. O tesouro delas está nas coisas que elas podem ter. Sabe qual é a consequência desta escolha? Um inferno nos relacionamentos, principalmente familiares.

O marido, de repente, já não presta. Não importa se ele é trabalhador, se ele é fiel, se ele é uma pessoa honesta... O que importa é o que ele pode dar!

A esposa briga todo o dia, fica de cara feia, porque o tesouro dela está naquilo que ela pode mostrar para os outros. Ela quer mostrar para todo mundo o quanto está bem! De repente, o status ficou mais importante que a realidade.

Sabe de uma coisa? Eu nunca vi alguém ser curado por causa de um bem material. Eu nunca vi alguém, por exemplo, ganhar um carro e depois ser curado de um câncer. Eu nunca vi alguém comprar uma bolsa e, com ela, ganhar um marido.

Onde está o teu tesouro?

Existem pessoas que fazem do trabalho o seu tesouro. A pessoa trabalha tanto que nem tem tempo de usufruir de suas conquistas. Trabalha tanto que não tem nem tempo para a família. É uma escrava.

Existem pessoas que fazem da família o seu tesouro. Quantas mulheres eu vejo que, após os filhos casaram, simplesmente perdem o sentido da vida! Ter filho é maravilhoso, mas não pode ser nossa única razão de viver.

Quando Jesus fala para colocarmos o Reino de Deus em primeiro lugar, Ele quis dizer: “Se você me colocar em primeiro ligar, todas as outras coisas vão para o lugar certo.”.

Restabeleça suas prioridades

Quando eu coloco Deus em primeiro lugar, eu organizo a minha vida! Antes de começar qualquer atividade pergunte-se: “O que o Senhor espera de mim? O que é melhor para Ele?”.

Quando você prioriza o seu relacionamento com o Senhor, você recebe paz na família, sabedoria para lidar com as questões financeiras, luz para aproveitar cada fase da minha vida e força para conquistar.

Veja bem onde você está colando a sua prioridade, para você não jogar sua vida fora e não ficar sozinho.

Veja bem o que você está fazendo com cada dia de vida que o Senhor te deu.


Coloque o Senhor em primeiro lugar, e as outras coisas serão acrescentadas. 

Pense nisso!