Páginas

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Escrevendo uma nova história...


Hoje, eu quero te convidar a meditar comigo no livro de Josué 2.

Sabe, estive pensando... Quantas vezes, nós já não desejamos uma mudança radical? Simplesmente, pegar tudo o que já vivemos, amassarmos, como se faz com uma folha de papel, e jogar fora... Assim, quem sabe, ele levaria todas as dores, perdas, lembranças ruins, e só permaneceria o que é bom! Aí, então, escolher um belo papel de carta para escrever uma nova história, para fazer escolhas novas e acertar desta vez!

Foi isso o que aconteceu com Raabe, a prostituta que morava sobre os muros de Jericó e onde os dois espiões enviados por Josué ficaram escondidos e libertos da morte!

Raabe ouviu, como nós temos ouvido, os milagres que Deus estava fazendo com o povo de Israel. De como o Senhor os livrou da escravidão do Egito e ainda venceram o que ninguém tinha coragem de desafiar. Ela ouviu e se enxergou liberta da escravidão, da prostituição, vencendo preconceitos, barreiras sociais, culturais, religiosas e até de autoridades que a oprimiam, já que ela era obrigada a ser uma prostituta cultual. Ou seja, seu “deus” fez dela uma prostituta.

Quantas mulheres, por amar e cultuar o dinheiro, tornaram-se prostitutas? Quantas não conseguem vencer as barreiras sociais, culturais e até mesmo de uma religiosidade que prega um evangelho superficial, porque a igreja é mais parecida com um clube social, do que com o local em que adoramos a Deus? Pois é! Quantas não foram vencidas por “reis e reinos” deste tempo: traumas, abusos, violência, humilhações... e foram morar “em cima do muro”, já descaracterizadas, sem personalidade, levadas por qualquer um que entrasse em sua casas, sendo moedas de troca, vendendo seu corpo, por carência ou por necessidade?

Sabe, vivemos em um mundo de muitas “Raabes”, em que o “príncipe deste século”, ao saber que acolhemos alguém ou algo que possa nos trazer o Reino de Deus, não pensa duas vezes em entrar em nossas vidas, a fim de matar tudo que possa nos transportar para um Novo Reino, que nos tornar participantes do povo de Deus.

Se você realmente quer ou precisa de uma nova página, para escrever uma nova história, é preciso, a exemplo de Raabe:

1)Acolher os enviados de Deus e as Palavras que eles trouxerem, defendendo-os de tudo e de todos que os querem matar.

Não se conforme em só ouvir milagres! Lute para vivê-los (Tiago 1: 22 a 25).

2)Tenha a Palavra de Deus como verdade absoluta e pratique-a, sem se importar com a opinião dos outros!

Só vive transformação quem muda de atitude e encara o que o escraviza, agindo pela fé em Deus e em seus profetas (2 Crônicas 20: 20 e 2 Crônicas 24: 1 a 25)

3)Abra-se para que o Senhor escreva uma nova história em sua vida!

Raabe foi completamente transformada, constituiu uma família e entrou na genealogia de Jesus!


Pense nisso!

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Para nunca mais esquecer!


Salmos 103: “Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga ao seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios.

Ele é quem perdoa todas as tuas iniquidades; quem sara todas as tuas enfermidades; quem da cova redime a tua vida e te coroa de graça e misericórdia; quem farta de bens a tua velhice, de sorte que a tua mocidade se renova como a da águia.

O SENHOR faz justiça e julga a todos os oprimidos. Manifestou os seus caminhos a Moisés e os seus feitos aos filhos de Israel. O SENHOR é misericordioso e compassivo; longânimo e assaz benigno.”

Hoje, eu quero deixar uma mensagem para você, que acha que foi abandonado e esquecido por Deus. Para você, que tem gritado aos quatro ventos: “Onde está Deus? Por que Ele permitiu que eu passasse por tudo isso?”. 

O meu recado é o seguinte: Deus não habita no meio da incredulidade. Deus não habita no meio de murmurações. Deus não habita no meio de xingamentos. Deus não habita no meio do ódio. Deus não habita no meio da mágoa. Deus não habita no meio da mentira. Deus não habita no meio da prostituição. Deus habita em louvores!

Na passagem que eu citei no início deste post, vemos que o salmista se levanta para adorar ao Senhor, para enaltecê-lo, para exaltá-lo, para construir um ambiente onde ele pudesse sentir a presença de Deus.

Ele também nos mostra que as acusações do inimigo não podem nos abalar e nos perturbar, porque somos perdoados e remidos!

O nosso passado só nos afasta do Senhor quando não há arrependimento, quando não mudamos de atitudes, ou seja, quando nós insistimos em remontá-lo. 

Talvez, a sua situação seja diferente! Talvez, você esteja passando pelo dia da enfermidade, pelo dia do desemprego, pelo dia do abandono, pelo dia da depressão. Essa palavra também é para você!

Não tenha medo dos ventos contrários. Creia no Senhor, porque é Ele quem nos tira da cova, sara nossas feridas e nos coroa com Sua graça e misericórdia.

Você não está sozinho. Este sentimento de abandono e de opressão é uma seta do inimigo para te enfraquecer. Não deixe que ele cumpra sua missão, que é roubar, matar e destruir.

Uma boa estratégia para ter sua fé fortalecida é fazer da sua casa, do seu trabalho, do seu carro... um ambiente favorável para a manifestação do Senhor. Crie um ambiente de paz e louvor.

Separe um tempo para Deus. Um tempo só seu e d’Ele, e clame: “Senhor, tire da minha vida este sentimento de impotência e de morte. Tire este sentimento de abandono, de solidão. Eu quero ser livre. Eu não quero mais depender de quem não me ama, de quem não quer o meu bem. Ajuda-me, Senhor! Eu preciso de forças para resistir!”.

Entenda, de uma vez por todas, que você precisa do poder do Espírito Santo! Que você precisa da unção e da presença de Jesus Cristo, que salva e liberta.

Esse é o recado de Deus para a sua vida!

Para você, existe, sim, uma saída, um caminho, uma solução e uma nova chance!


Receba esta palavra e confie, porque o Senhor é bom, e Sua misericórdia é infinita!

Pense nisso!

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Pra mim, já chega!


Se existe algo que rouba a nossa determinação e faz com que a gente interrompa o ciclo que Deus tem para as nossas vidas é o estresse!

Uma pessoa que não quer completar o ciclo de sua gravidez faz o que? Aborta! Mata o que poderia ser uma vida maravilhosa, uma herança bendita.

Sabe, por causa do nervosismo, do imediatismo, da ansiedade e do estresse, você, muitas vezes, acaba abortando o bem que Deus tinha para sua vida!

Você acaba abortando uma cura, porque não tem paciência para completar o tratamento! Você acaba abortando seu sonho de amor, porque não sabe esperar em Deus! Para você, o que vier é lucro! Você acaba abortando uma porta de emprego, porque é indisciplinado e intolerante com os seus colegas de trabalho.

Resumindo, você não consegue viver momentos de pressão. Você não consegue passar aquele dia que só traz surpresas desagradáveis! Você não consegue passar pelo dia da perda, que, muitas vezes, é temporária. Você não consegue passar pelo dia da falta de recursos! Você não consegue ser confrontado nas suas fraquezas e impossibilidades.

Exemplos práticos

Você estava na corda bamba, tentando se equilibrar a cada passo. Estava resistindo ao medo de altura, aos ventos contrários, às intimidações... Conseguiu chegar perto do seu destino... Estava indo tão bem! Mas, de repente, você se estressou, enlouqueceu  bateu aqueles famosos ‘cinco minutos’  e se jogou. Você sabia que não correria risco de morrer, porque alguém já havia providenciado um colchão, mas você não alcançou seus objetivos. Foi tempo perdido!

É como algumas meninas que decidem fazer dieta! Vão ao nutricionista, se inscrevem na academia, cortam o fast-food e, no final do mês, sobem na balança e bate aquele desespero, porque só perderam 2kg, sendo que precisam perder mais de 30! O que acontece depois? Bate aquela revolta e elas se entopem de chocolate, comem só alimentos gordurosos e, nessa brincadeira toda, ganham mais 10kg!

É como algumas pessoas que não conseguem conter seu ímpeto, ainda mais com um chefe carrasco. Com o passar dos meses, você se dominou, conseguiu conquistá-lo, e ele passou a te confiar novos projetos. Só que em um deles, você escorregou feio! Seu chefe, que é mais impetuoso que você, te expos e te humilhou na frente de todos. 

Em vez de ficar quieto, você partiu pra cima... Nem preciso dizer que a última parada foi a rua, né? Você perdeu uma excelente porta de emprego, porque não consegue controlar seu gênio.

É como algumas pessoas que são extremamente ciumentas e controladoras. Quando a namorada adiciona no Facebook um rapaz, que nem é tão bonito assim, o tempo fecha! Aí, depois das ofensas, você descobre que era apenas um primo que mora em outro país! Cansada de ser humilhada e perseguida, ela decide acabar com tudo.

Resumindo: você perdeu a mulher da sua vida, por causa de um ciúme doentio e sem fundamentos!

Exemplos bíblicos

Eu citei alguns exemplos do dia a dia, mas, na Bíblia, existem muitos personagens que, por causa do estresse, colocaram tudo a perder. Um exemplo disso foi Moisés!

Vamos ler um trecho que relata isso! Está em Números 20.11 a 13 11. “Moisés levantou a mão e feriu a rocha duas vezes com o seu bordão, e saíram muitas águas; e bebeu a congregação e os seus animais. Mas o Senhor disse a Moisés e a Arão: Visto que não crestes em mim, para me santificardes diante dos filhos de Israel, por isso, não fareis entrar este povo na terra que lhe dei. São estas as águas de Meribá, porque os filhos de Israel contenderam com o Senhor; e o Senhor se santificou neles.".

Vamos imaginar a cena! Mais uma vez o povo de Israel reclamou, murmurou, porque não tinha água no deserto. Eu consigo imaginar o quanto é angustiante você passar por isso! Se a gente já sofre debaixo de um sol de 35º C, imagine quem vive no deserto!? Se você quiser água, você pode ir ao mercado ou abrir a geladeira da sua casa e tirar aquela jarra cheia de água gelada... Eles não tinham isso! Mesmo com a crise que estamos vivendo, ainda conseguimos encontrar água para beber.

Passar sede sem ter perspectivas de que ela será saciada é terrível! A garganta seca, dá uma moleza, começamos até a delirar!

Neste momento de escassez, eles começaram a questionar Deus e culparam Moisés pelas dificuldades que estavam passando. Mas, volto a repetir, isso não ocorreu apenas uma vez! Moisés já estava aguentando as reclamações do povo há mais de 40 anos!

Quem aguenta 40 aguenta mais um pouquinho. Eles já estavam pertinho de entrar na Terra Prometida, conforme Deus havia prometido, mas Moisés, do nada, "surtou" e bateu duas vezes na rocha!

Todas as vezes que o povo estava com sede, ele tocava naquela rocha, e saia água. Mais pra frente, no Novo Testamento, está escrito que aquela rocha era Jesus Cristo, a pedra fundamental.

No dia do estresse de Moisés, no dia do “Tô de saco cheio!”, em vez de tocar, ele bateu na rocha, agrediu a fonte de suprimento deles. Eu imagino que ele estava com tanta raiva, que deve ter pensado: "Eu estou cansado de ficar pedindo, por que o Senhor não joga água de uma vez e inunda esse povo?".

Moisés se deixou dominar por aquela situação! Não aguentou a pressão, e as consequências foram terríveis! Com aquela atitude, ele abortou o plano que Deus tinha para a vida dele. Muitos daqueles que beberam a água da rocha entraram na Terra Prometida, mas ele morreu no deserto!

Deus levantou outro homem para cumprir o propósito! Ele levantou Josué!

Os prejuízos do estresse

Sabe, querido leitor, o estresse só prejudica quem sente. Existem muitas mães que se estressam com os filhos e acabam cometendo loucuras. Elas falam e agem de uma forma agressiva e descontrolada. Desde quando, berro é sinal de autoridade? Esse estresse todo não muda seu filho, mas te destrói.

Existem muitas situações que nos fazem colocar o “Eu não aguento mais!” no discurso: “Eu não aguento mais estar sozinha!”, “Eu não aguento mais essa enfermidade!”, “Eu não aguento mais não ter dinheiro para nada!”, “Eu não aguento mais lidar com o vício do meu marido”...

O problema é quando transformamos pensamentos em sentimentos, e os sentimentos, em atitudes.

Existem pessoas que são tão dominadas pelo estresse que acabam blasfemando contra Deus. Algumas só faltam tacar fogo na Bíblia! Misericórdia!

No final, o que restou? Uma frustração! Você voltou para a estaca zero!

Olha o que você fez com você? Olha o que você está fazendo com o seu casamento! Olha o que você está fazendo com o seu emprego! Olha o péssimo exemplo que você está dando para os seus filhos!

Tem gente que fica tão dominada pelo estresse, que caba ficando doente! O estresse se manifesta em alergias, palpitações, gastrite nervosa...

Você ainda não percebeu que você está se deixando provocar pelo inimigo? Ele armou uma armadilha, e você caiu direitinho! Ele quer se aproveitar do seu momento de fraqueza e de impotência para arrebentar com sua vida e com aquilo que você poderia gerar.

“Mas, Bispa, eu estava no meu limite! Coloquei tudo o que estava sentindo para fora! Que se dane mesmo! Pronto falei”.

É mesmo? Que se dane? Quem vai acabar se danando é você! Cada um colhe do fruto de suas ações.

Ainda dá tempo de mudar! Você vai, a partir de hoje, praticar o Salmo 37.5! Você vai entregar seu caminho ao Senhor, vai confiar n´Ele, e o restante Ele fará!

Mesmo que agora você não consiga levantar a mão e orar, clame no seu interior: “Senhor, livra-me desse nervosismo, me ajuda. Eu não consigo lidar com essa situação sozinho. Isso me abala, me perturba, me enlouquece e me deixa com raiva! Jesus, se o Senhor é o caminho, eu invoco: Seja o meu caminho!”.

Em nome de Jesus, todo o estresse, todo o nervosismo e toda essa raiva não encontrarão mais espaço na sua vida!

Não seja um portador de problemas! Busque forças no Senhor! Ore mais, jejue mais, louve mais, ouça mais a Palavra de Deus, faça o propósito de ir mais vezes à igreja!

Este é o segredo para uma caminhada de vitórias! Vença o estresse antes que ele destrua tudo o que você levou anos para construir!

Pense nisso!

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Não fuja, supere!


Lucas 24. 45 a 49: “Então, lhes abriu o entendimento para compreenderem as Escrituras; e lhes disse: Assim está escrito que o Cristo havia de padecer e ressuscitar dentre os mortos no terceiro dia e que em seu nome se pregasse arrependimento para remissão de pecados a todas as nações, começando de Jerusalém.

Vós sois testemunhas destas coisas. Eis que envio sobre vós a promessa de meu Pai; permanecei, pois, na cidade, até que do alto sejais revestidos de poder.”

Jesus estava explicando aos seus discípulos que já estava registrado, nas Escrituras Sagradas, a missão que Deus tinha para Ele na terra: padecer e, ao terceiro dia, ressuscitar dentre os mortos.

Naquele momento, eles foram libertos da dor, das frustrações, do sentimento de abandono e da incompreensão relacionada aos planos superiores do Senhor.

Eles foram consolados e iluminados em seu entendimento. Eles perceberam que Jesus estava cumprindo a revelação dada aos profetas e, acima de tudo, cumprindo a vontade do Pai.

Jesus estava mostrando que eles estavam revestidos de autoridade para cumprir a missão que o Senhor também tinha lhes reservado na terra e que parte desta missão estava Jerusalém.

Sabe o que Jerusalém representava para eles? Um local de confronto, desprezo, zombaria, perseguição e de dor, mas muita dor. Foi o local em que Jesus foi condenado injustamente e crucificado. Meu Deus! Por que eles teriam que permanecer ali? Por que não ficar em Cafarnaum, onde eles tiveram tantas experiências boas? Por que ficar, justamente, no local da falta de reconhecimento?

Porque, querido leitor, Jesus Cristo não chama ninguém para, depois, deixá-lo traumatizado. Pelo contrário, no lugar da nossa vergonha, Ele tem para nós a dupla honra! Ele tem cura e libertação.

Jesus estava mostrando que não podemos fugir daquilo que nós temos que enfrentar! Se for para entrar no local da dor, do desprezo, da vergonha, da falta de amor, entre em oração e crendo que as promessas que o Senhor tem para a sua vida são superiores.

Neste lugar onde você perdeu, sofreu, foi envergonhado, perseguido, anulado, onde te deram como morto, Deus vai derramar sobre você o poder do Espírito Santo, de tal forma, que você superará todos os traumas e, ainda, será reconhecido como aquele a quem Deus que honrar. 

Não é fácil viver na casa onde fomos maltratados. Não é fácil permanecer em um emprego onde fomos humilhados. Não é fácil investir em um relacionamento que só nos trouxe tristeza.

Não é fácil, depois de anos, continuar crendo, mas, hoje, no meio destas incertezas, o Senhor te fala: “Não será fácil, mas será leve, porque eu vou te revestir de poder e autoridade. É aí, neste lugar,  que você vai receber minha promessa! Persevere, ore, jejue, clame... Porque aquele que vem virá e não tardará!”.


Pense nisso e receba esta palavra como resposta de Deus para a sua vida!

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Em quem confiar?


Salmos 1.1 a 3: "Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.

Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem-sucedido."

Nesta passagem, está um segredo espiritual. Nós estamos vivendo dias de loucura, dias de crise, dias em que as pessoas mentem, traem e agem de forma leviana.

Por isso, tome cuidado para você não caminhar de acordo com o conselho daqueles que não são amigos de Deus, daqueles que não têm Deus como seu grande valor. Estes são os ímpios! São pessoas que colocam tudo acima do Senhor, inclusive elas mesmas!

Existem pessoas que colocam, por exemplo, o dinheiro acima de tudo. Você realmente vai procurar conselhos de pessoas assim? De pessoas que estão aparentemente bem, mas, na verdade, estão destruídas por dentro? 

Existem muitas mulheres que seguem os modismos impostos pela mídia, em vez de buscarem um caminho em Deus. Sabe o que acontece depois? Muitas perdem seus casamentos, muitas perdem sua saúde – por causa de cirurgias inconsequentes –, muitas perdem seus empregos… Por quê? Porque seguiram conselhos de quem não tem Deus em primeiro lugar!

Bem-aventurado é aquele que busca conselho em Deus. Este, sim, será bem-sucedido em todos os seus caminhos.

Bem-aventurado é aquele que tem a vida alicerçada na Palavra de Deus! Este será como uma árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha.

Feche os ouvidos para aquilo que traz destruição, medo e para aquilo que te afasta de Deus.

Faça do Senhor seu abrigo, seu refugio e sua verdade. 

Salmos 37.5: "Entregue seu caminho ao Senhor, confia n'Ele, e o mais Ele fará!"


Pense nisso!

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Faça do Salmo 23 a sua verdade!


Salmo 23: O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará. Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso; refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome. 

Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam. 

Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do SENHOR para todo o sempre.

Faça desta palavra a sua verdade!

Entre na presença do Senhor e clame: “Senhor, guia-me! Eu não quero mais ser guiado pelos problemas. Eu não quero mais ser guiado pelos meus traumas. Eu não quero mais ser guiado pelos meus medos. Eu não quero mais ser guiado pelas opiniões dos outros. Eu não quero mais ser guiado pelo vício. Eu não quero mais ser guiado pelas minhas emoções. Eu quero que o Senhor me guie! Mostre-me qual é o melhor caminho a seguir!”.

Eu tenho certeza de que, depois desta oração, o seu dia não será mais o mesmo. O Senhor vai te agasalhar e te conduzir em triunfo.

Eu tenho certeza de que você vai sentir a presença do Espírito Santo. Você terá paz, terá refrigério. Haverá um renovo para a tua vida.

Faça o que está na Palavra de Deus, sem olhar as circunstâncias, e nada te faltará!


Pense nisso!

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Por que eu?


Isaías 55.8: “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR.”

Muitas vezes, você questiona: “Meu Deus! Por que tanto sofrimento?”, “Por que tantas perdas?”, “Por que tanta dor?”, “Por que, mesmo tenho um relacionamento profundo com o Senhor, eu estou passando por esta situação? Eu não mereço passar por isso!”. 

Talvez, de repente, os teus questionamentos estejam relacionados aos desejos que não foram atendidos por Deus: “Por que Ele disse ‘não’”?

Olha, querido internauta, eu vou ser bem honesta com você! Nestes anos todos de ministério, eu posso dizer, com todas as letras: “Ainda bem que o Senhor não atendeu todas as minhas oração. Se Ele tivesse atendido, com certeza, eu estaria bastante encrencada!”.

Já chorei por pessoas, mas, felizmente, Ele me mostrou a tempo quem elas eram de verdade.

Já me desesperei por causa de situações, que, depois, no final de tudo, trouxeram grandes bênçãos para a minha vida! Em muitas situações de dor, eu vivi grandes milagres!  Milagres, inclusive, de ressurreição! Foram experiências que superaram, em todos os sentidos, os sofrimentos que eu vivi.

Então, quando você estiver prestes a jogar tudo para o alto, pense que, se você ficar sem Deus, aí, sim, você estará na mão daquele que rouba, mata e destrói.  Se, com Deus, é tão difícil, imagina sem Ele!

“Mas, Bispa, a senhora não entende! Eu tenho um memorial no altar! Eu oro, eu jejuo, sou dizimista, sou ofertante...”.

Querido, se já está difícil assim, imagine como você estaria agora se não tivesse feito nada disso! Você ia se sentir enfraquecido e perturbado: “Meu Deus! E se eu tivesse jejuado? E se eu tivesse orado, em vez de ter entregado os pontos?”.

Você nunca vai poder dizer que não aproveitou a oportunidade de crer! Se não aconteceu da maneira que você esperava, foi por que Ele não permitiu. É Ele quem vai te levar a andar em caminhos mais altos.

Não se deixe levar pelos seus sentimentos, porque o nosso coração é enganoso! Se for para duvidar, duvide do poder da situação que você está vivendo. Lembre-se de que aquele que faz o deserto florescer é o mesmo que está ao seu lado. É Ele quem traz à existência o que não existe!

Não abra mão do seu relacionamento com o Senhor, porque, certamente, haverá bom futuro, e a tua esperança não vai ser envergonhada!


Não foi do seu jeito, mas isso não que quer dizer que nunca vai ser bom, perfeito e agradável. 

Deus tem caminhos mais altos, e os propósitos d´Ele são superiores! 

Em vez de buscar explicações para as lutas que você tem enfrentado, busque, em Deus a solução. Você não perde por confiar!

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Desejos que levam à destruição


2 Samuel 13.1 a 16: "E aconteceu depois disto que, tendo Absalão, filho de Davi, uma irmã formosa, cujo nome era Tamar, Amnom, filho de Davi, amou-a. E angustiou-se Amnom, até adoecer, por Tamar, sua irmã, porque era virgem; e parecia aos olhos de Amnom dificultoso fazer-lhe coisa alguma.

Tinha, porém, Amnom um amigo, cujo nome era Jonadabe, filho de Siméia, irmão de Davi; e era Jonadabe homem mui sagaz. O qual lhe disse: Por que tu de dia em dia tanto emagreces, sendo filho do rei? Não mo farás saber a mim? Então lhe disse Amnom: Amo a Tamar, irmã de Absalão, meu irmão.

E Jonadabe lhe disse: Deita-te na tua cama, e finge-te doente; e, quando teu pai te vier visitar, dize-lhe: Peço-te que minha irmã Tamar venha, e me dê de comer pão, e prepare a comida diante dos meus olhos, para que eu a veja e coma da sua mão.

Deitou-se, pois, Amnom, e fingiu-se doente; e, vindo o rei visitá-lo, disse Amnom, ao rei: Peço-te que minha irmã Tamar venha, e prepare dois bolos diante dos meus olhos, para que eu coma de sua mão. Mandou então Davi à casa, a Tamar, dizendo: Vai à casa de Amnom, teu irmão, e faze-lhe alguma comida.

E foi Tamar à casa de Amnom, seu irmão (ele porém estava deitado), e tomou massa, e a amassou, e fez bolos diante dos seus olhos, e cozeu os bolos. E tomou a frigideira, e os tirou diante dele; porém ele recusou comer. E disse Amnom: Fazei retirar a todos da minha presença. E todos se retiraram dele.

Então disse Amnom a Tamar: Traze a comida ao quarto, e comerei da tua mão. E tomou Tamar os bolos que fizera, e levou-os a Amnom, seu irmão, no quarto.

E chegando-lhos, para que comesse, pegou dela, e disse-lhe: Vem, deita-te comigo, minha irmã. Porém ela lhe disse: Não, meu irmão, não me forces, porque não se faz assim em Israel; não faças tal loucura. Porque, aonde iria eu com a minha vergonha? E tu serias como um dos loucos de Israel. Agora, pois, peço-te que fales ao rei, porque não me negará a ti.

Porém ele não quis dar ouvidos à sua voz; antes, sendo mais forte do que ela, a forçou, e se deitou com ela. Depois Amnom sentiu grande aversão por ela, pois maior era o ódio que sentiu por ela do que o amor com que a amara. 

E disse-lhe Amnom: Levanta-te, e vai-te. Então ela lhe disse: Não há razão de me despedires assim; maior seria este mal do que o outro que já me tens feito. Porém não lhe quis dar ouvidos."

Olha só isso! Quantas pessoas não vivem o mesmo? São consumidas pelo desejo de trair, de abusar, de se drogar, de comer que nem um descontrolado... Aquilo fica martelando, martelando, martelando em sua cabeça, dia e noite. Você sabe que está totalmente errado, mas você, simplesmente, se entrega, mas sabendo que está trilhando um caminho de morte. 

O que aparece para ajudar?  Um “amigo”, que te dá dicas e estratégias para você realizar o seu desejo, mas sem ser exposto, como se fosse possível!

E o que acontece? Você cede, pratica aquele mal e, depois, não consegue nem mais ver, de tanta aversão.

Só que a consequência é inevitável. Este foi o caso de Amnom! Seu irmão, Absalão, ficou sabendo do estupro e bolou uma estratégia para matá-lo.

Sabe por que Amnonm morreu e quase desgraçou toda a família? Porque não soube dominar os seus desejos. Abusou sexualmente da própria irmã! 

Hoje, eu quero te perguntar: O quanto tem te custado não dominar os teus desejos? Será que realizá-los vai trazer a paz que você tanto busca ou vai gerar uma desgraça sem precedentes?

Talvez, seu caso não seja tão extremo. Podem ser outros. Por exemplo, existem tantas pessoas que, por problemas pessoais, ficam postando um monte de indiretas na internet. E eu pergunto: Valeu a pena perder esse tempo? Por que você tem que ser um portador de más notícias? Se Deus te deu capacidade, use-a para o bem!

De onde vem tanta fofoca? De Deus, com certeza, não! Jesus veio para libertar os cativos, formar discípulos, não para fazer picuinhas. Se somos continuadores de suas obras, para que ficar criando intrigas e perder tempo com discussões improdutivas?

De repente, você é jovem e, do nada, decidiu liberar geral e se arrebentar na balada. O que você ganhou com isso?

Traidores, mentirosos, ladrões... para muitos, estes são os espertos, são aqueles que sempre se dão bem! Só que inteligente e sábio é aquele que sabe se dominar. Um dos frutos do espírito Santo é o domínio próprio.

Eu sei que muitas pessoas não conseguem, não têm forças! Se você está assim, vá para a igreja! Tenha momentos diários de oração! Não se dobre! Não seja mais o seu maior inimigo!

Estes impulsos e estes pensamentos são uma arma do inimigo! Contra ela, só o sangue de Jesus Cristo!

Faça um jejum! O jejum nos purifica, torna-nos disciplinados e nos fortalece.

Alimente-se da Palavra de Deus! Chega de cair na mesma armadilha! Saia deste caminho de morte!

Você pode, sim, dominar todas as coisas, fortalecendo-se no Senhor! Não ignore o seu adversário! Lembre-se do que está escrito em  2 Coríntios 2.11: "Não ignore os desígnios de Satanás, para que ele não alcance vantagem sobre ti.".

O Espírito Santo nos convence do pecado, da justiça e do juízo! Ele não traz loucura, traz paz! Ele traz amor, não uma obsessão. Ilumina nosso caminho, ou seja, não nos deixa padecer nas trevas!

Se você está dominado por desejos malignos e destrutivos, clame: "Senhor, eu quero levar cativo todo pensamento à obediência de Jesus Cristo! Eu não quero mais errar. Eu não quero mais me destruir e prejudicar as pessoas que estão no meu caminho! Ajuda-me, Senhor, e me dê graça para que eu seja uma bênção!”. 

O Senhor vai te fortalecer, te dar graça! Vá para a igreja, porque a Palavra de Deus nos livra daquilo que nos é mortal!

Se Amnom, antes de se render aos seus desejos, tivesse buscado um sacerdote para se aconselhar, ou mostrasse suas dificuldades ao seu pai, o rei Davi, ele teria recebido uma palavra de vida, e esta história não terminaria em tragédia!


Pense nisso!

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Mesmo depois de tudo, continuar de pé!


Salmos 20.7: “Uns confiam em carros, outros, em cavalos; nós, porém, nos gloriaremos em o nome do SENHOR, nosso Deus.”

Em quem você confia? Onde está a sua fé? Quais são suas motivações? Em quem você tem depositado sua esperança?

Sabe, querido leitor, muitas pessoas vivem assoladas e atormentadas por não fazerem deste pequeno versículo a sua verdade.

Muitas têm sofrido de doenças psicológicas por conta disso. A mais comum é a síndrome do pânico. Você sabia que a origem dela também pode ser espiritual? É um espírito maligno! Como eu cheguei à essa conclusão? Bom, vou explicar! Na Bíblia, está escrito que o Senhor não nos deu espírito de medo!

Mas, Bispa, como assim? Eu tenho síndrome do pânico! Isso significa que eu estou endemoninhado? Claro que não!

Na verdade, você está sendo assolado por um espírito maligno. Ele está te imobilizando e roubando sua capacidade de produzir, sua capacidade ir e vir... Sabe qual é o nome disso? Opressão! É diferente de possessão. É claro que uma pessoa opressa também pode ficar endemoninhada. Mas este não é o caso.

Quem tem síndrome do pânico está debaixo de um domínio. Por quê? Porque encara a vida de forma limitada. Não consegue enxergar nada além de suas forças e só prevê o mal, fica sempre esperando o pior de cada situação. Ela, simplesmente, perde a consciência de que Deus dá ordem aos seus anjos ao nosso respeito, para que eles nos guardem em todos os nossos caminhos.

Se você está debaixo deste domínio opressor e limitador, está na hora de colocar, de vez, sua confiança no Senhor! Como? Comece apresentando a Ele o que tem te assolado: “Senhor, eu preciso de ajuda. Por mais que eu me importe e fique nervoso, eu não consigo resolver este problema. Eu preciso de paz! Se é para eu aguentar firme, me dê paz, para que eu não arrume outros problemas!”.

Sabe, existem situações que acabam permanecendo por muito tempo em nossas vidas. É um deserto, um lugar de passagem. Então, nestes casos, o melhor a fazer é resistir para que este mal fuja da sua vida. E, na sua calma, na sua paz e na sua confiança, estará a sua vitória!

Quando estamos em paz, nada nos derruba. Quando estamos em paz, conseguimos raciocinar melhor, com mais clareza, com mais sabedoria e, assim, conseguimos desorganizar tudo o que veio contra nós. De repente, quem esperou te ver falido e desiludido, ficará surpreso: “Como é que fulano tem tanta paz, passando por tudo isso?”.

Filipenses 4. 6 e 7: “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.”

Aquele que te guarda, que é o Deus Todo-Poderoso, não cochila e nem dorme. Busque-O! Use as armas espirituais! Elas, com certeza, vão te fortalecer no dia mau. Ore, jejue, louve, tenha votos no altar, medite na Palavra de Deus...

Hoje, com a tecnologia, é tudo tão mais simples. A Rede Gospel, por exemplo, leva 24 horas por dia a mensagem do evangelho. Nós temos também aplicativos gratuitos, temos um canal só de ministrações no YouTube... Não importa onde você esteja, você pode se fortalecer por meio da Palavra de Deus!

Busque ter um relacionamento profundo com o Senhor, porque é Ele quem nos cura, nos restaura e aperfeiçoar Seu poder nas suas fraquezas.

Eu quero finalizar a mensagem de hoje com Salmos 20.8: “Eles se encurvam e caem; nós, porém, nos levantamos e nos mantemos de pé.”.


Pense nisso! 

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

O que você tem levado na bagagem da sua vida?


1 Samuel 17.49 a 51: “Davi meteu a mão no alforje, e tomou dali uma pedra, e com a funda lha atirou, e feriu o filisteu na testa; a pedra encravou-se-lhe na testa, e ele caiu com o rosto em terra.  

Assim, prevaleceu Davi contra o filisteu, com uma funda e com uma pedra, e o feriu, e o matou; porém não havia espada na mão de Davi.

Pelo que correu Davi, e, lançando-se sobre o filisteu, tomou-lhe a espada, e desembainhou-a, e o matou, cortando-lhe com ela a cabeça. Vendo os filisteus que era morto o seu herói, fugiram.”

Davi levava na mochila cinco pedras que ele havia tirado de um rio. Elas eram lisas, porque foram “lapidadas” pelas águas.

Nós não acreditamos em numerologia, mas, na Bíblia, os números sempre sinalizam algo. É como se fossem as placas de trânsito. Neste contexto, o número simboliza dons e habilidades daqueles que foram enviados por Deus para realizarem Sua obra aqui na terra. Por exemplo, a Bíblia cita cinco ministérios apostólicos.

Efésios 4.11: “E ele deu uns como apóstolos, e outros como profetas, e outros como evangelistas, e outros como pastores e mestres…”

Golias amedrontava o povo de Israel com suas ameaças. Ninguém tinha coragem para enfrentá-lo, exceto Davi.

Davi sabia que ele carregava dentro de si capacitações divinas. Mas, para os outros soldados, ele era um lunático. Eu imagino que foi, inclusive, motivo de gozação: “Davi, se enxerga! Você nem guerreiro é. Você acha mesmo que vai vencer o gigante com apenas cinco pedrinhas? Com apenas um supro, ele te derruba!”.

Davi era apenas um jovem pastor de ovelhas. A única arma que ele tinha era um estilingue. Mas, contrariando todas as expectativas e a afronta de Golias, manteve-se inabalável e convicto de sua vitória.

Ele enfrentou Golias cheio de fé e coragem: “As armas que eu trago comigo são poderosas em Deus. É o Senhor quem me capacita e me protege!”.

É por isso que, quando vem o gigante da afronta, o gigante da crise, o gigante da vergonha, eu não me abalo, porque eu carrego em minha bagagem armas poderosas.

E você? O que tem levado na sua bagagem? O desânimo? A tristeza? A incredulidade?

O que você tem levado na sua bagagem antes de sair para o trabalho? A preguiça? O relaxo? A indisposição?

O que você tem levado na bagagem quando se reúne com sua família? A indiferença? A inveja? O ódio? As mágoas? Uma memória de dor? 

O que você leva na sua bagagem quando se depara com um desafio? A insegurança? O medo?

Deus não permite guerras que não possamos enfrentar! Só apareceram gigantes na Bíblia, quando o povo de Deus podia derrubá-los.

Se você se deparou com o gigante dos problemas financeiros, com o gigante da enfermidade, com o gigante dos conflitos emocionais..., não se abale, porque o Senhor te dará recursos – aqueles que, muitas vezes, o mundo despreza –, que serão o suficiente para você ter uma vitória histórica!

Então, querido internauta, tire da sua bagagem tudo o que tem tornado a sua vida pesada... Em vez disso, leve o discernimento, a sabedoria, a oração, o jejum, os louvores, as ministrações... Assim, tudo aquilo que te afronta e te envergonha vai cair diante de você!

Davi tinha cinco pedras, mas venceu aquele gigante com apenas uma!


Pense nisso! 

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Uma fé inabalável!


O Pensamento do Dia está em 1 Coríntios 11.

Paulo diz: “Sejam meus imitadores, como sou de Cristo”. Isso não significa que seremos como aqueles humoristas que imitam as expressões, as vozes de pessoas famosas e até nos divertem com isso.

Na verdade, ele quis dizer: “Seja meu imitador nas minhas atitudes, na minha postura, nas minhas reações, nas minhas decisões, na minha maneira de viver, assim como eu sou de Jesus Cristo.”.

Vou pegar um fato isolado, para usar como exemplo. Quando Paulo estava no seu local de oração, apareceu uma moça possuída por um espírito de adivinhação. Ela começou a perturbá-lo todos os dias, atrapalhando aquele momento de consagração.

Essa situação durou por muito tempo; até que Paulo e Silas decidem tomar uma atitude e expulsam aquele demônio. Só que aquele espírito maligno era uma espécie de fonte de renda para aquela mulher. Ela era muito procurada para fazer adivinhações, e, por consequência, seus donos enriqueciam.

Por conta disso, Paulo e Silas foram acusados de forma injusta. O que eles fizeram de errado? Nada! Eles só estavam fazendo uma oração e libertando aquela mulher daquele espírito opressor.

Depois de serem açoitados, Paulo e Silas foram jogados em um cárcere. Qual seria a reação natural? Eles tinham todos os motivos para ficarem revoltados contra aquelas pessoas e, até mesmo, contra Deus. Mas, mesmo acorrentados, no fundo do calabouço, começaram a louvar.

A adoração deles foi algo tão forte, que tomou conta de todo o ambiente. Por volta da meia-noite, todos os grilhões foram rompidos sobrenaturalmente, e as portas do calabouço se abriram. O carcereiro ficou transtornado ao ver todos os prisioneiros livres e, por desespero, quis tirar sua própria vida. Mas Paulo o ministrou.

Que poder e autoridade são esses? Eles louvaram com todas as suas forças e trouxeram o milagre à existência! Eles foram injustiçados, humilhados, agredidos, mas guardaram a fé e fizeram dela o seu escudo!

É sobre isso que eu quero falar com você, querido internauta. Nos momentos de extrema pressão, nós revelamos nossas verdadeiras motivações e convicções. Esta história serve para fortalecer a igreja e aqueles que, por qualquer crítica, negam sua fé!

Por que algumas pessoas que falam que amam Jesus se perdem tão facilmente? Isso acontece, porque elas não têm autoridade! Sabe, em vez de só falarmos dos nossos problemas, precisamos falar mais sobre Deus!

Hoje é dia de você restaurar sua relação com o Senhor e zelar por ela. Jesus veio para nos salvar, nos dar poder e autoridade!

Se hoje você está vivendo “um dia daqueles”, está com um parente no hospital, cheio de contas para pagar, com uma sentença de morte, tenha a certeza de que Deus te dá poder e autoridade para você enfrentar qualquer situação.

O seu clamor, o seu louvor, o seu jejum, os seus votos no altar e a tua comunhão com a igreja fazem com que as portas do inferno não prevalecem contra a sua vida!

Foi assim que aconteceu com Paulo e Silas. Para sermos seus imitadores, precisamos resistir até as últimas consequências! Precisamos ser incorruptíveis e inabaláveis.

Sabe, a gente busca dinheiro, casamento, descanso, mas não buscamos ter autoridade em Jesus Cristo. Sabe por que precisamos dela?

Porque no Salmo 34.19 está escrito: “Muitas são as aflições do justo, mas o SENHOR o livra de todas!”. Isso quer dizer que Deus não nos livra da luta, mas no livra na luta! 

Não entregue os pontos! Aquele que te enviou é o mesmo que vai te direcionar, te proteger e trazer o livramento!

Se você está passando por uma adversidade, faça como Paulo e Silas: louve e clame ao Senhor. Não desista e, muito menos, se precipite. Porque Ele fez, Ele faz, e Ele fará!

Pense nisso!

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Quando nos sentimos perdidos, sem chão!


Daniel 1. 6 a 8: “Entre eles, se achavam, dos filhos de Judá, Daniel, Hananias, Misael e Azarias. O chefe dos eunucos lhes pôs outros nomes, a saber: a Daniel, o de Beltessazar; a Hananias, o de Sadraque; a Misael, o de Mesaque; e a Azarias, o de Abede-Nego.

Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se.”

Veio o grande cativeiro, e os príncipes foram arrastados até a Babilônia.  Sabe, queridos, as lutas vêm para desorganizar nossa vida, para nos tirar do eixo, para no deixar sem chão.

Vou citar um exemplo bem simples. O que acontece quando você vai ao mercado sem saber o que tem na dispensa da sua casa? Você acaba comprando o que está sobrando e deixa de levar o que você realmente precisa.

Por causa da desorganização, gastamos nossos recursos e nossa energia desnecessariamente. E, ainda por cima, ficamos com um grande prejuízo.

As lutas vêm para que você também deixe de enxergar o Senhor. Do que você mais precisa no meio da luta? De Deus, é claro! A última coisa que você precisa é ficar confuso. A última coisa que você precisa é ficar com medo, porque o que vence o mundo é a nossa fé. Só se aproxima de Deus quem tem fé!

Mantenha sua fé, porque as lutas vêm para mudar o seu nome, assim como mudaram o nome de Daniel (para Beltessazar), Hananias (para Sadraque), Misael (para Mesaque) e de Azarias (para Abednego), na Babilônia. 

O inimigo quer mudar o seu nome. Quer que você seja conhecido como endividado, abandonado, azarado, estéril, doente, incapaz, rejeitado...

Em nome de Jesus, você não é nada isso. Você vai se levantar e buscar ao Senhor. Você não vai deixar que esta luta te deixe sem rumo.

O que vai prevalecer é o nome que Deus te deu. Você é amado! Tão amado, que Ele entregou seu único filho para te salvar, te livrar e te fazer viver a diferença!

Sabe, querido leitor, quiseram mudar o nome de Daniel, mas não conseguiram. Ele se manteve firme no propósito de ser aquilo que Deus determinou. Sabe o que quer dizer Daniel? "O Senhor é o meu juiz".

Todos os reis da Babilônia caíram. Da mesma forma, esta enfermidade não vai permanecer, esta perseguição não vai permanecer, essa crise financeira não vai permanecer, essa loucura não vai permanecer...

Deus é o seu juiz. Ele vai julgar a seu favor!

Salmo 46.1: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações.”


Pense nisso!

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Como não perecer no deserto?


Ageu 1.3 a 8 e Ageu 2. 9: “Veio, pois, a palavra do Senhor, por intermédio do profeta Ageu, dizendo: Acaso, é tempo de habitardes vós em casas apaineladas, enquanto esta casa permanece em ruínas?

Ora, pois, assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai o vosso passado. Tendes semeado muito e recolhido pouco; comeis, mas não chega para fartar-vos; bebeis, mas não dá para saciar-vos; vestis-vos, mas ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o para pô-lo num saquitel furado.

Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Considerai o vosso passado. Subi ao monte, trazei madeira e edificai a casa; dela me agradarei e serei glorificado, diz o Senhor.

A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o Senhor dos Exércitos, e neste lugar darei a paz, diz o Senhor dos Exércitos.”

Nós vemos, nesta passagem, que o povo estava passando por uma situação de assolação. Eles trabalhavam muito, mas não desfrutavam de nada. Além de não colherem os frutos, ficavam no negativo. Era uma situação desesperadora na qual não havia saídas humanas.

O Senhor, então, por meio do profeta Ageu, mostra que existe, sim, um caminho: “Construam um templo para o Senhor! Edifiquem para Ele! Façam uma obra! Com o que vocês têm, em vez de investir nos próprios interesses, invistam na obra de Deus. Edifiquem um lugar no qual vocês possam falar com Ele, onde Ele possa estar junto com vocês nesta situação de calamidade!”. Foi desta forma que o povo hebreu venceu o deserto, quando saiu do Egito.

Antes de seguir este conselho, eles estavam destruídos. Sabe, quando você está no negativo e, por mais que você trabalhe, nunca é o suficiente para cobrir a conta porque os juros são exorbitantes?  Sabe quando você está doente e, por mais que você se cuide, a enfermidade te corrói? Sabe quando, por mais que você se esforce, seu casamento continua em crise?

Como superar situações como estas? Como passar por este deserto e sair mais que vencedor? O segredo é: edificar para Deus! Tenha um lugar onde Ele possa falar com você. Tenha um tempo só para você e para Ele. Desta forma, o Senhor trará à existência o que não existe.

O tempo que você fica na Casa de Deus e o tempo que você se dedica à oração e à meditação da Palavra constroem uma vida de intimidade com o Senhor. Ele, então, vai te direcionando, te dando paz e trazendo o sobrenatural. De repente, vem o suprimento de onde você não esperava. De repente, a cura brota sem detença. Isso ocorre por quê? Porque você edificou uma vida com Deus, um templo!

O jejum, por exemplo, é uma das armas espirituais mais poderosas que existem. Em Isaías 58, o profeta descreve todas as bênçãos que esta consagração traz.

Quando você edifica para Deus, passa a existir, na sua vida, um espaço para os milagres do Senhor.

É tempo de você orar mais, de louvar mais, de guerrear em jejum, de ter votos no altar... É tempo de você se abrir para ouvir a voz de Deus! Assim, você receberá estratégias e sabedoria para passar por essa crise.

Todos os meses, nas igrejas Renascer em Cristo, nós realizamos uma campanha de jejum. Venha guerrear conosco. Você verá que aquilo que é impossível para os homens é possível para Deus.

Lembre-se de que, quando Ele age, ninguém pode impedir! Pense nisso!

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Quando confiamos nas pessoas erradas!


2 Crônicas 25.5 a 13: “Amazias congregou a Judá e o pôs, segundo as suas famílias, sob chefes de mil e chefes de cem, por todo o Judá e Benjamim; contou-os de vinte anos para cima e achou trezentos mil escolhidos capazes de sair à guerra e manejar lança e escudo. 

Também tomou de Israel a soldo cem mil homens valentes por cem talentos de prata. Porém certo homem de Deus veio a ele, dizendo: Ó rei, não deixes ir contigo o exército de Israel; porque o SENHOR não é com Israel, isto é, com os filhos de Efraim.

Porém vai só, age e sê forte; do contrário, Deus te faria cair diante do inimigo, porque Deus tem força para ajudar e para fazer cair. Disse Amazias ao homem de Deus: Que se fará, pois, dos cem talentos de prata que dei às tropas de Israel? Respondeu-lhe o homem de Deus: Muito mais do que isso pode dar-te o SENHOR. 

Então, separou Amazias as tropas que lhe tinham vindo de Efraim para que voltassem para casa; pelo que muito se acendeu a ira deles contra Judá, e voltaram para casa ardendo em ira.

Animou-se Amazias e, conduzindo o seu povo, foi-se ao vale do Sal, onde feriu dez mil dos filhos de Seir. Também os filhos de Judá prenderam vivos dez mil e os trouxeram ao cimo de um penhasco, de onde os precipitaram, de modo que todos foram esmigalhados. 

Porém os homens das tropas que Amazias despedira, para que não fossem com ele à peleja, deram sobre as cidades de Judá, desde Samaria até Bete-Horom; feriram deles três mil e fizeram grande despojo.”

O rei Amazias tinha uma grande guerra para enfrentar contra os valentes de Seir, que formavam um grande e poderoso exército.

Apesar de ter a bênção de Deus, Amazias se deixou dominar pelo desespero e pela insegurança. Ele achava que precisava, humanamente, garantir-se. Então, em vez de se apoiar no Senhor e em Suas promessas, ele se apoiou nas riquezas que havia conquistado e depositou toda sua confiança nas pessoas erradas.

Em seu exército, ele possuía 300 mil homens habilitados. Por que tanta insegurança? Porque, querido internauta, o que ele enfrentaria era muito maior. Qual alternativa ele tinha? Contratar mais soldados. Ele investiu parte da prata que possuía recrutando mais 100 mil homens.

Depois que a negociação foi feita, um profeta o procurou e o alertou: “A bênção de Deus não está na grandiosidade do seu exército. Se eles forem ao campo de batalha, você perderá a guerra. Será uma grande desgraça!”. Ele, então, pensou no prejuízo que teve: “O que vou fazer com a prata que já investi?”.

Mas o profeta foi enfático: “Olha, mais Deus tem para te dar do que o inimigo tem para tirar! Confie no Senhor. Não leve para a batalha aqueles que o Senhor não abençoou. O teu prejuízo e a tua derrota serão maiores do que toda a prata que você investiu!”.

Sabe o que acontece quando você faz uma sociedade com quem não tem a bênção de Deus? Um grande prejuízo!

“Mas, Bispa, o que eu faço? Agora, a sociedade já está feita. Eu assinei o contrato sem consultar ao Senhor, sem buscar a bênção d’Ele!”.

Olha, sinceramente, é melhor perder agora do que, depois, ser completamente destruído! Foi essa a decisão que Amazias tomou. Obviamente, aqueles soldados contratados ficaram com muito ódio dele. Isso é a consequência da quebra de aliança. Mas ele entendeu que é melhor ter Deus como aliado!

O Senhor o ajudou e deu a ele uma vitória tremenda. Claro que Amazias sofreu retaliações. Aqueles soldados, além de levarem a prata de Amazias mataram três mil homens do exército dele.

Sabe, isso nos deixa uma grande lição. Todas as alianças que nós fazemos precipitadamente, ou por insegurança, por carência, por ganância, ou em nome de uma “amizade” podem nós levar para uma completa destruição.

Então, antes de se comprometer, busque uma direção do Senhor. Sabe qual foi a palavra do profeta para Amazias? Foi a seguinte: “Não se apoie em homens! Vá sozinho, porque a bênção de Deus está sobre você!”.

Às vezes, você acha que está se aliançando com seu melhor amigo, ou melhor amiga, mas, na verdade, está abrindo espaço para um grande roubo! Você está levando alguém que pode te levar à completa destruição. 

Se precisar ir sozinho, vá! Mas vá na força do Senhor! Vá debaixo de uma palavra! Vá debaixo de uma cobertura espiritual! Vá em jejum!

Deus tinha vitórias para Amazias, mas a insegurança dele o traiu. Aquele roubo não permitiu que ele pudesse desfrutar, na plenitude, a vitória que Senhor tinha preparado par ele.

Salmo 78.7 e 8: “... para que pusessem em Deus a sua confiança e não se esquecessem dos feitos de Deus, mas lhe observassem os mandamentos; e que não fossem, como seus pais, geração obstinada e rebelde, geração de coração inconstante, e cujo espírito não foi fiel a Deus.”

O que aconteceu com Amazias? Ele não tinha consciência de quem ele era para Deus. As nossas inseguranças, nossa baixa autoestima e nosso medo da solidão nos fazem pagar muito caro!

Por causa da baixa autoestima, muitas pessoas têm se associado, por exemplo, com os rebeldes do trabalho. Sabe o que acontece? Os rebeldes ficam, e seus seguidores são mandados embora. Tome cuidado, porque sua baixa autoestima pode fazer com que você se associe com aqueles que não valem nada, com aqueles que não fariam nada por você.

De repente, aquela pessoa que Deus tinha preparado para se associar com você, ao olhar as pessoas com quem você tem feito aliança, desista de investir em você.

Não faça mais escolhas precipitadas. Não faça mais escolhas motivas por promessas vazias. Não aborte mais as bênçãos que o Senhor tem para você!

Às vezes, para evitar pequenos prejuízos, comprometemos nossa vida inteira. Amazias teve prejuízos? Teve? Mas, se ele tivesse levado aqueles homens para a guerra, certamente, ele teria morrido, e todo o seu exército também. Seria um grande massacre!

Assuma sua posição de filho de Deus!

A sua baixa autoestima faz com que você se enxergue escravo, refém e derrotado! Peça para que o Senhor te mostre como Ele te enxerga! Sabe como Ele te enxerga? Como filho, amado e conquistador!

Desta forma, você só vai levar para o campo de batalha quem realmente pode te ajudar, e vai deixar de se aliançar com pessoas desleais, mentirosas e interesseiras! 

Busque, sempre, sempre e sempre, andar debaixo da direção do Senhor.


Pense nisso!