Páginas

terça-feira, 25 de julho de 2017

Muita calma nessa hora!


Hoje, eu quero sobre um dos males do século 21: o estresse!

Se tem alguma coisa que rouba a nossa determinação e faz com que a gente interrompa o ciclo que Deus tem para as nossas vidas é o estresse!

Uma pessoa que não quer completar o ciclo de sua gravidez faz o que? Aborta! Mata o que poderia ser uma vida maravilhosa, uma herança bendita.

Sabe, por causa do nervosismo, do imediatismo, da ansiedade e do estresse, você, muitas vezes, acaba abortando o bem que Deus tinha para sua vida!

Você acaba abortando uma cura, porque não tem paciência para completar o tratamento! Você acaba abortando seu sonho de amor, porque não sabe esperar em Deus! Para você, o que vier é lucro! Você acaba abortando uma porta de emprego, porque é indisciplinado e intolerante com os seus colegas de trabalho.

Resumindo, você não consegue viver momentos de pressão. Você não consegue passar aquele dia que só traz surpresas desagradáveis! Você não consegue passar pelo dia da perda, que, muitas vezes, é temporária. Você não consegue passar pelo dia da falta de recursos! Você não consegue ser confrontado nas suas fraquezas e impossibilidades.

Exemplos práticos

Você estava na corda bamba, tentando se equilibrar a cada passo. Estava resistindo ao medo de altura, aos ventos contrários, às intimidações... Conseguiu chegar perto do seu destino... Estava indo tão bem! Mas, de repente, você se estressou, enlouqueceu – bateu aqueles famosos ‘cinco minutos’ – e se jogou. Você sabia que não correria risco de morrer, porque alguém já havia providenciado um colchão, mas você não alcançou seus objetivos.

É como algumas meninas que decidem fazer dieta! Vão ao nutricionista, se inscrevem na academia, cortam o fast-food e, no final do mês, sobem na balança e bate aquele desespero, porque só perderam 2 kg, sendo que precisam perder mais de 30! O que acontece depois? Bate aquela revolta, e elas se entopem de chocolate, comem só alimentos gordurosos e, nessa brincadeira toda, ganham mais 10kg!

É como algumas pessoas que não conseguem conter seu ímpeto, ainda mais com um chefe carrasco. Com o passar dos meses, você se dominou, conseguiu conquistá-lo, e ele passou a te confiar novos projetos. Só que em um deles, você escorregou feio! Seu chefe, que é mais impetuoso que você, te expos e te humilhou na frente de todos.

Em vez de ficar quieto, você partiu pra cima... Nem preciso dizer que a última parada foi a rua, né? Você perdeu uma excelente porta de emprego, porque não consegue controlar seu gênio.

É como algumas pessoas que são extremamente ciumentas e controladoras. Quando a namorada adiciona no Facebook um rapaz, que nem é tão bonito assim, o tempo fecha! Aí, depois das ofensas, você descobre que era apenas um primo que mora em outro país! Cansada de ser humilhada e perseguida, ela decide acabar com tudo.

Resumindo: você perdeu a mulher da sua vida, por causa de um ciúme doentio e sem fundamento!

Exemplos bíblicos

Eu citei alguns exemplos do dia a dia, mas, na Bíblia, existem muitos personagens que, por causa do estresse, colocaram tudo a perder. Um exemplo disso foi Moisés!

Vamos ler um trecho que relata isso! Está em Números 20: 11 a 13 11. “Moisés levantou a mão e feriu a rocha duas vezes com o seu bordão, e saíram muitas águas; e bebeu a congregação e os seus animais. Mas o Senhor disse a Moisés e a Arão: Visto que não crestes em mim, para me santificardes diante dos filhos de Israel, por isso, não fareis entrar este povo na terra que lhe dei. São estas as águas de Meribá, porque os filhos de Israel contenderam com o Senhor; e o Senhor se santificou neles.".

Vamos imaginar a cena! Mais uma vez o povo de Israel reclamou, murmurou, porque não tinha água no deserto. Eu consigo imaginar o quanto é angustiante você passar por isso! Se a gente já sofre debaixo de um sol de 35º C, imagine quem vive no deserto!? Se você quiser água, você pode ir ao mercado ou abrir a geladeira da sua casa e tirar aquela jarra cheia de água gelada... Eles não tinham isso! Mesmo com a crise que estamos vivendo, ainda conseguimos encontrar para água para beber.

Passar sede sem ter perspectivas de que ela será saciada é terrível! A garganta seca, dá uma moleza, começamos até a delirar!

Neste momento de escassez, eles começaram a questionar Deus e culparam Moisés pelas dificuldades que estavam passando. Mas, volto a repetir, isso não ocorreu apenas uma vez! Moisés já estava aguentando as reclamações do povo há mais de 40 anos!

Quem aguenta 40 aguenta mais um pouquinho. Eles já estavam pertinho de entrar na Terra Prometida, conforme Deus havia prometido, mas Moisés, do nada, pirou e bateu duas vezes na rocha!

Todas as vezes que o povo estava com sede, ele tocava naquela rocha, e saia água. Mais pra frente, no Novo Testamento, está escrito que aquela rocha era Jesus Cristo, era a pedra fundamental.

No dia do estresse de Moisés, no dia do “Tô de saco cheio!”, em vez de tocar, ele bateu na rocha, agrediu a fonte de suprimento deles. Eu imagino que ele estava com tanta raiva, que deve ter pensado: Eu estou cansado de ficar pedindo, por que o Senhor não joga água de uma vez e inunda esse povo?

Moisés se deixou dominar por aquela situação! Não aguentou a pressão, e as consequências foram terríveis! Com aquela atitude, ele abortou o plano que Deus tinha na vida dele. Muitos daqueles que beberam a água da rocha entraram na Terra Prometida, mas ele morreu no deserto!

Deus levantou outro homem para cumprir o propósito! Ele levantou Josué!

Os prejuízos do estresse

Sabe, o estresse só prejudica quem sente. Existem muitas mães que se estressam com os filhos e acabam cometendo loucuras, falam e agem de uma forma agressiva e descontrolada. Desde quando berro é sinal de autoridade? Esse estresse todo não muda seu filho, mas te destrói.

Existem muitas situações que nos faz colocar o “Eu não aguento mais!” no discurso: “Eu não aguento mais estar sozinha!”, “Eu não aguento mais essa enfermidade!”, “Eu não aguento mais não ter dinheiro para nada!”, “Eu não aguento mais lidar com o vício do meu marido”...

O problema é quando transformamos pensamentos em sentimentos, e os sentimentos em atitudes.

Existem pessoas que são tão dominadas pelo estresse, que acabam blasfemando contra Deus. Algumas só faltam tacar fogo na Bíblia! Misericórdia!

No final, o que restou? Uma frustração! Você voltou para a estaca zero!

Olha o que você fez com você? Olha o que você está fazendo com o seu casamento! Olha o que você está fazendo com o seu emprego! Olha o péssimo exemplo que você está dando para os seus filhos!

Tem gente que fica tão dominada pelo estresse que caba ficando doente! O estresse se manifesta em alergias, palpitações, gastrite nervosa...

Você ainda não percebeu que você está se deixando provocar pelo inimigo? Ele armou uma armadilha, e você caiu direitinho! Ele quer se aproveitar do seu momento de fraqueza e de impotência para arrebentar com sua vida e com aquilo que você poderia gerar.

“Mas, Bispa, eu estava no meu limite! Coloquei tudo o que estava sentindo para fora! Que se dane mesmo! Pronto, falei”.

É mesmo? Que se dane? Quem vai acabar se danando é você! Cada um colhe do fruto de suas ações.

Ainda dá tempo de mudar! Você vai, a partir de hoje, praticar o Salmo 37:5! Você vai entregar seu caminho ao Senhor, vai confiar n´Ele, e o restante Ele fará!

Mesmo que agora você não consiga levantar a mão e orar, clame no seu interior: “Senhor, me livra desse nervosismo, me ajuda. Eu não consigo lidar com essa situação sozinho. Isso me abala, me perturba, me enlouquece e me deixa com raiva! Jesus, se o Senhor é o caminho, eu invoco: Seja o meu caminho!”.

Em nome de Jesus, todo o estresse, todo o nervosismo e toda essa raiva não encontrarão mais espaço na sua vida!

Não seja um portador de problemas! Busque forças no Senhor! Ore mais, jejue mais, louve mais, ouça mais a Palavra de Deus, faça o propósito de ir mais vezes à igreja!

Este é o segredo para ser alguém de bem com a vida!


Pense nisso!

quinta-feira, 20 de julho de 2017

O que nossas mãos não alcançam, a oração conquista


Mateus 21.22: “...e tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis.”

1 Tessalonicenses 5.17: “Orai sem cessar.”

Hoje, eu quero falar com vocês sobre o poder da oração!

A oração renova forças, acalma a alma, alimenta a fé e nos aproxima de Deus. Não há nada que a oração não possa fazer.

Quem dela se alimenta sabe que os joelhos no chão podem derrubar gigantes, abrir o mar, derrubar muralhas e transformar situações, humanamente, irreversíveis.

Quem apresenta a Deus todas as coisas, em oração, é sábio, pois sabe que, desta forma, alcançará o melhor do Senhor.

Hebreus 10.35 a 9: “Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande garladão. Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa.

Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará; todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. Nós, porem, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma”.
Pense nisso!

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Desejos que levam à morte


2 Samuel 13.1 a 16: "E aconteceu depois disto que, tendo Absalão, filho de Davi, uma irmã formosa, cujo nome era Tamar, Amnom, filho de Davi, amou-a. E angustiou-se Amnom, até adoecer, por Tamar, sua irmã, porque era virgem; e parecia aos olhos de Amnom dificultoso fazer-lhe coisa alguma.

Tinha, porém, Amnom um amigo, cujo nome era Jonadabe, filho de Siméia, irmão de Davi; e era Jonadabe homem mui sagaz. O qual lhe disse: Por que tu de dia em dia tanto emagreces, sendo filho do rei? Não mo farás saber a mim? Então lhe disse Amnom: Amo a Tamar, irmã de Absalão, meu irmão.

E Jonadabe lhe disse: Deita-te na tua cama, e finge-te doente; e, quando teu pai te vier visitar, dize-lhe: Peço-te que minha irmã Tamar venha, e me dê de comer pão, e prepare a comida diante dos meus olhos, para que eu a veja e coma da sua mão.

Deitou-se, pois, Amnom, e fingiu-se doente; e, vindo o rei visitá-lo, disse Amnom, ao rei: Peço-te que minha irmã Tamar venha, e prepare dois bolos diante dos meus olhos, para que eu coma de sua mão. Mandou então Davi à casa, a Tamar, dizendo: Vai à casa de Amnom, teu irmão, e faze-lhe alguma comida.

E foi Tamar à casa de Amnom, seu irmão (ele porém estava deitado), e tomou massa, e a amassou, e fez bolos diante dos seus olhos, e cozeu os bolos. E tomou a frigideira, e os tirou diante dele; porém ele recusou comer. E disse Amnom: Fazei retirar a todos da minha presença. E todos se retiraram dele.

Então disse Amnom a Tamar: Traze a comida ao quarto, e comerei da tua mão. E tomou Tamar os bolos que fizera, e levou-os a Amnom, seu irmão, no quarto.

E chegando-lhos, para que comesse, pegou dela, e disse-lhe: Vem, deita-te comigo, minha irmã. Porém ela lhe disse: Não, meu irmão, não me forces, porque não se faz assim em Israel; não faças tal loucura. Porque, aonde iria eu com a minha vergonha? E tu serias como um dos loucos de Israel. Agora, pois, peço-te que fales ao rei, porque não me negará a ti.

Porém ele não quis dar ouvidos à sua voz; antes, sendo mais forte do que ela, a forçou, e se deitou com ela. Depois Amnom sentiu grande aversão por ela, pois maior era o ódio que sentiu por ela do que o amor com que a amara. E disse-lhe Amnom: Levanta-te, e vai-te. Então ela lhe disse: Não há razão de me despedires assim; maior seria este mal do que o outro que já me tens feito. Porém não lhe quis dar ouvidos."

Olha só isso! Quantas pessoas não vivem o mesmo? São consumidas por desejos de trair, de abusar, de se drogar, de comer que nem um descontrolado... Aquilo fica martelando, martelando, martelando em sua cabeça, dia e noite. Você sabe que está totalmente errado, mas você se deixa dominar.

O que aparece para ajudar?  Um “amigo”, que te dá dicas e estratégias para você realizar o seu desejo, sem ser exposto, como se fosse possível!

E o que acontece? Você cede, pratica aquele mal e, depois, não consegue nem mais ver, de tanta aversão.

Só que a consequência é inevitável. Este foi o caso de Amnom! Seu irmão, Absalão, ficou sabendo do estupro e bolou uma estratégia para matá-lo.

Sabe por que Amnonm morreu e quase desgraçou toda a família? Porque não soube dominar os seus desejos. Abusou sexualmente da própria irmã! 

Hoje, eu quero te perguntar: O quanto tem te custado não dominar os teus desejos? Será que realizá-los vai trazer a paz que você tanto busca, ou vai te deixar arrasado e destruído?

Talvez, seu caso não seja tão extremo. Podem ser outros. Por exemplo, existem tantas pessoas que, por problemas pessoais, ficam postando um monte de indiretas na internet. E eu pergunto: Valeu a pena perder esse tempo? Por que você tem que ser um portador de más notícias? Se Deus te deu capacidade, use-a para o bem!

De onde vem tanta fofoca? De Deus, com certeza, não! Jesus veio para libertar os cativos, formar discípulos, não para fazer picuinhas. Se somos continuadores de suas obras, para que ficar criando intrigas e perder tempo com discussões improdutivas?

De repente, você é jovem e, do nada, decidiu liberar geral e se arrebentar na balada. O que você ganhou com isso?

Traidores, mentirosos, ladrões... para muitos, estes são os espertos, são aqueles que sempre se dão bem! Só que inteligente e sábio é aquele que sabe se dominar. Um dos frutos do espírito Santo é o domínio próprio.

Eu sei que muitas pessoas não conseguem, não têm forças! Se você está assim, vá para a igreja! Tenha momentos diários de oração! Não se dobre! Não seja o seu maior inimigo!

Estes impulsos e estes pensamentos são uma arma do inimigo! Contra ela, só o sangue de Jesus Cristo!

Faça um jejum! O jejum nos purifica, torna-nos disciplinados e nos fortalece.

Alimente-se da Palavra de Deus! Chega de cair na mesma armadilha! Saia deste caminho de morte!

Você pode, sim, dominar todas as coisas, fortalecendo-se no Senhor! Não ignore o seu adversário! Lembre-se do que está escrito em  2 Coríntios 2.11: "Não ignore os desígnios de Satanás, para que ele não alcance vantagem sobre ti.".

O Espírito Santo nos convence do pecado, da justiça e do juízo! Ele não traz loucura, traz paz! Ele traz amor, não uma obsessão. Ilumina nosso caminho, ou seja, não nos deixa padecer nas trevas!

Se você está dominado por desejos malignos de destrutivos, clame: "Senhor, eu quero levar cativo todo pensamento à obediência de Jesus Cristo! Eu não quero mais errar. Eu não quero mais me destruir e prejudicar as pessoas que estão no meu caminho! Ajuda-me, Senhor, e me dê graça para que eu seja uma bênção!”. 

O Senhor vai te fortalecer, te dar graça! Vá para a igreja, porque a Palavra de Deus nos livra daquilo que nos é mortal!

Se Amnom, antes de se render aos seus desejos, tivesse buscado um sacerdote para se aconselhar, ou mostrasse suas dificuldades ao seu pai, o rei Davi, ele teria recebido uma palavra de vida, e esta história não terminaria em tragédia!


Pense nisso!

terça-feira, 18 de julho de 2017

Liberte-se dessa necessidade de aprovação!


2 Samuel 6.12 a 23: “Então, avisaram a Davi, dizendo: O SENHOR abençoou a casa de Obede-Edom e tudo quanto tem, por amor da arca de Deus; foi, pois, Davi e, com alegria, fez subir a arca de Deus da casa de Obede-Edom, à Cidade de Davi. 

Sucedeu que, quando os que levavam a arca do SENHOR tinham dado seis passos, sacrificava ele bois e carneiros cevados. Davi dançava com todas as suas forças diante do SENHOR; e estava cingido de uma estola sacerdotal de linho.

Assim, Davi, com todo o Israel, fez subir a arca do SENHOR, com júbilo e ao som de trombetas. Ao entrar a arca do SENHOR na Cidade de Davi, Mical, filha de Saul, estava olhando pela janela e, vendo ao rei Davi, que ia saltando e dançando diante do SENHOR, o desprezou no seu coração. 

Introduziram a arca do SENHOR e puseram-na no seu lugar, na tenda que lhe armara Davi; e este trouxe holocaustos e ofertas pacíficas perante o SENHOR.

Tendo Davi trazido holocaustos e ofertas pacíficas, abençoou o povo em nome do SENHOR dos Exércitos. E repartiu a todo o povo e a toda a multidão de Israel, tanto homens como mulheres, a cada um, um bolo de pão, um bom pedaço de carne e passas. Então, se retirou todo o povo, cada um para sua casa. 

Voltando Davi para abençoar a sua casa, Mical, filha de Saul, saiu a encontrar-se com ele e lhe disse: Que bela figura fez o rei de Israel, descobrindo-se, hoje, aos olhos das servas de seus servos, como, sem pejo, se descobre um vadio qualquer!

Disse, porém, Davi a Mical: Perante o SENHOR, que me escolheu a mim antes do que a teu pai e a toda a sua casa, mandando-me que fosse chefe sobre o povo do SENHOR, sobre Israel, perante o SENHOR me tenho alegrado. Ainda mais desprezível me farei e me humilharei aos meus olhos; quanto às servas, de quem falaste, delas serei honrado. Mical, filha de Saul, não teve filhos, até ao dia da sua morte.”

Sabe, eu acredito que grande maioria de nós cresceu ouvindo: “Menina (o), que vergonha! O que vão falar de você?”... “Faça isso e você vai ver o que todo mundo vai falar” ... “Olha o que você está fazendo! Todo mundo está olhando”...

Estas e tantas outras frases que expressam a mesmíssima preocupação acabam por se tornar, muitas vezes, um grande problema em nossa vida. A necessidade de aprovação por parte de outras pessoas nos impede de termos censo crítico próprio, de discernimos qual opinião é realmente importante e a quem desejamos, por fim, agradar.

Mical, apesar de ser filha de um rei e de ser a esposa do maior rei que Israel já teve (Davi), por se preocupar tanto com as aparências e com o que os outros iriam falar, acabou tendo um fim terrível: perdeu o amor, a atenção e admiração do próprio marido. Davi, ao entrar com a Arca de Deus em Jerusalém, a procurou para trazer aquela bênção ao lar deles, mas Mical o desprezou, porque ele estava dançando e, por dar mais valor à opinião dos outros do que a de Deus, morreu estéril.

Aquilo que fez com que Mical desprezasse o rei Davi era tudo o que ela precisava para se a mulher mais feliz da Terra: a bênção de se alegrar por ter de volta a Arca da Aliança, mas não! Ela estava mais preocupada em dar satisfações aos servos, servas e aos nobres da época!

É um absurdo o que a nossa baixa autoestima faz conosco! Simplesmente, é ela quem dita as regras! Ela decide se você vai ou não à festa, se você vai ou não à praia, se você tem bom  desempenho no trabalho ou não... Ela até define como serão seus relacionamentos: se serão prazerosos, cheios de insegurança ou infrutíferos, como acabamos de ler!

Quando buscamos, em primeiro lugar, agradar a Deus, ter as reações e atitudes que Ele espera que tenhamos em cada situação, seja esta boa ou ruim, acabamos por ser honrados sempre, ainda que tenhamos por um tempo que enfrentar críticas e comentários.

Se você tem sido assolado por essa necessidade absurda de aprovação dos outros, e isso tem te consumido, o caminho da sua libertação está em Jesus! Busque n´Ele razão para viver! Busque fazer o que agrada ao Senhor, a despeito de comentários e olhares maldosos!

Evite saber ou procurar saber o que estão falando de você. Se, em seu interior, você tem paz em Deus e a sua consciência está tranquila, ainda que por um tempo você venha a sofrer danos com comentários, cheios de inveja, o reconhecimento de Deus virá, e Ele mesmo vai te honrar, diante dos homens, assim como está em Salmo 91!

Pense nisso e lembre-se: opiniões alheias não são verdades absolutas!

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Está na hora de assumir a sua posição!


Jó 33.4: “O Espírito Santo me fez, e o sopro do Todo-Poderoso me dá vida”.

1 Coríntios 3.16: “Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito Santo habita em vós?”.

Romanos 8.14: “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus”.

Para ser filho de Deus, ter autoridade sobre as situações, passar pelo dia mau com paz no coração, passar pelo deserto sem ficar traumatizado, é necessário ser dirigido pelo Espírito Santo. Quem não é dirigido pelo Espírito Santo não está na condição de filho, mas de criatura.

Para ser dirigido pelo Espírito Santo, você precisa buscar ter comunhão com Deus e ter uma vida de oração. O que eu mais tenho visto são pessoas que têm uma vida de murmuração, que são guiadas por fofocas e pensamentos que não as levam para lugar algum!

Como alguém que trai, que vive na prostituição, que vive fazendo falcatruas e que abandona os filhos pode falar da sua família ou, até mesmo, te aconselhar? E, ainda, vem com aquele papo, “Se eu fosse você...”. Parece até piada, não é mesmo?

Como que alguém que não tem domínio sobre os próprios sentimentos e que, na primeira dificuldade, já se apavora pode dizer o que é melhor para você?

Como alguém que, ao passar por uma enfermidade, entrega os pontos, pode trazer uma palavra de vida?

Alcançamos autoridade, quando nos fortalecemos no Senhor e resistimos às investidas do nosso inimigo!

Hoje, eu quero te perguntar: O que tem dirigido sua vida? São os problemas, os traumas, as frustrações ou os diagnósticos? Quem é o senhor da sua vida?

Sabe, eu conheço pessoas que passaram por tratamentos médicos e foram evoluindo com o tempo. Com o bom resultado, a motivação aumenta! Depois de algumas semanas, vem aquela bagatela de exames. Ao perceberem que apenas um deles apresenta uma complicação, o desespero já começa a consumi-las, de tal forma, que elas acabam voltando para a estaca zero.

Existem pessoas que se desesperam por causa de problemas financeiros. Quantos casamentos não acabam por causa de dinheiro? Isso é um absurdo! Casamento é aliança, em que um fortalece o outro, um apoia o outro e, desta forma, todos os problemas são superados!

Muitas até deixam de cumprir seus votos com Deus!

Quando o teu Senhor é o Todo Poderoso, aquele que nos amou, de tal forma, que enviou o seu único filho, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna, não tem como você se perder nas loucuras deste mundo.

Para superar esta situação difícil, você deve ser cheio do Espírito Santo. Como fazer isso? É muito simples. Ao acordar, busque ao Senhor. Tenha um tempo de oração, faça da sua casa um ambiente de adoração, leia a Bíblia, nem que seja um capítulo por dia, vá para a igreja! Não se esqueça de que você é templo do Espírito Santo.

Não se deixe vencer pelo mal, mas vença o mal com o bem!


Pense nisso!

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Faça do Samo 23 a sua verdade!


Salmo 23: O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará. Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso; refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome. 

Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam. 

Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do SENHOR para todo o sempre.

Faça desta palavra a sua verdade!

Entre na presença do Senhor e clame: “Senhor, guia-me! Eu não quero mais que os problemas me guiem. Eu não quero que os meus traumas me guiem. Eu não quero que as dificuldades me guiem. Eu não quero que a opinião dos outros me guiem. Eu não quero que o meu cansaço me guie. Eu não quero que o meu entusiasmo me guie. Eu quero que o Senhor me guie! Mostre-me qual é o melhor caminho a seguir!”.

Eu tenho certeza que, depois desta oração, o seu dia não será mais o mesmo. O Senhor vai te agasalhar e te conduzir em triunfo.

Eu tenho certeza de que você vai sentir a presença do Espírito Santo. Você terá paz, terá refrigério. Haverá um renovo para a tua vida.

Faça o que está na Palavra de Deus, sem olhar as circunstâncias, e nada te faltará!


Pense nisso!

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Escolha ser livre!


Josué 1.5: “Ninguém te poderá resistir todos os dias da sua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei.”.

Se tinha alguém que sabia a dimensão da comunhão que Moisés tinha com Deus, esse alguém era Josué. Além disso, Josué sabia o que Moisés enfrentou de oposições. Oposições que não vieram de fora; ocorreram no ambiente de convívio dele. De um povo que era escravo do Egito, cativo, que não tinha vontade, desejos e muito menos direitos sobre os próprios filhos. Era um povo que não poderia nem existir. Um povo que era exatamente como os egípcios queriam. Assim como tem muita gente que é aquilo que o vício da bebida fala que ele vai ser, ou que é aquilo que a carência quer que ele seja.

Muitas vezes, você sai de um relacionamento ruim e entra em um pior, sabe por quê? Porque a sua carência faz com que você fique associado a pessoas que vêm somente para te explorar, arrebentar, ferir ou te usar. Assim como existem pessoas que, por causa da baixa autoestima não conseguem ser aquilo que Deus projetou. Você tem a capacidade de ser, tem dons de Deus, mas como você não se enxerga capaz, é tímido, é escravo da imagem deformada que tem sobre si mesmo, você acaba se submetendo a uma série de loucuras e perde grandes oportunidades do Senhor.

Da mesma forma, existem pessoas que são escravas da opinião alheia. Muitas vezes, é mais importante o que os outros falam, do que ser feliz, buscar o milagre do Senhor, crescer e ser uma pessoa realizada. No final, você está sempre preocupado, colocando-se para baixo, por causa da opinião dos outros e porque é escrava da última moda. Você acaba não tendo desejos, porque você deixa as situações desejarem por você.

Sabe de uma coisa? O Senhor usou Moisés com sinais e milagres tremendos para tirar o povo do Egito. Josué sabia de tudo isso e era servo de Moisés. Você deve estar pensando “Mas Josué não era servo de Deus?”. Claro que era, mas ele servia a Moisés também. Josué se fortaleceu ao ver como Deus agia na vida de Moisés e sabia que a palavra que havia sido entregue se cumpriu.  Da mesma forma, Deus também tinha comunhão com Josué a tal ponto de falar: "Ninguém poderá te resistir, todos os dias da sua vida”.

Hoje, Deus quer te falar o mesmo que falou a Josué. As situações só vão te vencer e te resistir, se você realmente permitir que o espírito de escravidão venha sobre a tua vida. Só vai ter poder e autoridade sobre a sua vida, aquilo que você determinar como invencível! Enquanto Deus for o teu Senhor e aquele que dirige a tua vida, pode se levantar o que for, você não será envergonhado.

Podem surgir enfermidades, carências, tristezas, choros, dores, levantes e traições de pessoas que você ama, mas Deus é com você, te colocará de pé e fará sua luz brilhar! Neste dia, deixe que o Senhor seja o teu pastor e dirija sua vida, em vez de ficar prostrado. Você vai se reerguer porque, assim como está em Salmo 121, Deus vai te mostrar que ninguém poderá te resistir, porque Ele comanda a sua vida. Entregue seus caminhos nas mãos do Senhor. Maior é aquele que está em você do que aquele que está no mundo. Entre conceitos e opiniões, a verdade prevalece e ela está em Jesus! Escolha ser livre!


Pense nisso!

quarta-feira, 12 de julho de 2017

A fé abre caminhos


Tiago 1: 5 a 8 “Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida.

Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa; homem de ânimo dobre, inconstante em todos os seus caminhos.”

Querido leitor, para que a sua oração seja atendida, a primeira coisa que você precisa ter é fé! Você precisa acreditar que Deus está escutando! A segunda coisa que você precisa é não duvidar que Ele prestou atenção, porque quem duvida perde a bênção e o mover.

Muitas vezes, você vai à igreja, recebe poder e oração, mas o que ocorre depois? Você não vê nada acontecendo, aí você pensa: “Será que vai acontecer mesmo?”. A sua dúvida dá ocasião para o inimigo te roubar.

Nós todos temos a necessidade de chegar primeiro a Deus para alcançar algum milagre, mas precisamos crer que nossa vida está no controle d´Ele e confiar.

“Ah, mas eu não consigo crer!”. Então, peça para Deus reavivar a sua fé. A fé vem pelo ouvir, e ouvir a Palavra de Deus. Se você tem pouca fé, é sinal de que você está ouvindo pouco a Palavra de Deus.

Ouvir tudo, sabendo absorver somente o que vai te ajudar!

Você precisa estar mais conectado com o Senhor, porque você está ouvindo muito a voz do inimigo! Por isso, você fica duvidando daquilo que Deus pode fazer na tua vida. Será que essas pessoas que você tem escutado podem mesmo resolver seus problemas?

“Mas o que adianta tudo isso, se eu não vi nenhum sinal do meu milagre?”. Querido, já foi encomendado, está a caminho, porque aquele que começou a boa obra é fiel para completá-la. Tem o dia certo para acontecer!

Deus não te livra da luta, mas te livra na luta!

É necessário que você peça para Deus sabedoria para que você tenha noção das atitudes que deve tomar, em cada uma das situações. Sabe, a diferença daquele que serve e o que não serve não está nos problemas que cada um enfrenta, mas na maneira como os problemas são superados.

O fato de você servir a Deus não significa que você não vai passar por um desemprego, uma injustiça, uma enfermidade, um dia de abandono, uma traição ou por um dia necessidade.

Quer dizer que você pode passar por tudo isso de forma vitoriosa. Quer dizer que você tem autoridade para viver o impossível, alcançar aquilo que ninguém imaginou.

Olhar no espelho e encontrar o seu maior inimigo!

Querido, você precisa pedir sabedoria para o Senhor e organizar seus pensamentos, para que você não seja o seu maior inimigo! Em Provérbios 23.7, está escrito que assim como você se imagina na tua alma, assim você será!

Então, se você está se enxergando sem saída, sem escapatória, ou a pior pessoa do mundo, assim você será. Isso é fruto da sua fé. Entendeu como é que é?

Peça para Deus te dar discernimento. Será que seus pensamentos são pensamentos de paz? Qual sentimento esses pensamentos estão gerando? Isso tem te ajudado?

Olha, tem muita gente que se arrepende, pede perdão e depois de ter confessado o pecado e tudo mais, fica se autoflagelando: “Senhor, por que eu fiz aquilo? Por que não fiz do jeito certo? Agora, já era!”. Isso vai te ajudar em que?

Se você já pediu perdão e já se arrependeu, levante e busque a solução no altar! Não adianta ficar se martirizando, ou como dizia a minha avó “chorar pelo leite derramado”. Vamos trazer o leite novo, em nome de Jesus!

Vivendo dias de luta, em paz!

Peça para Deus te ajudar a entender a fase pela qual você está passando, peça para Ele te dar pensamentos vitoriosos! Pare de ter medo. Parece que sempre alguma coisa ruim vai acontecer. Liberte-se disso! Medo é um espirito que vem do inferno para roubar seus sonhos e sugar as suas forças. O fato de você sentir não quer dizer que isso tenha que dirigir a tua vida!

A gente precisa sentir aquilo que realmente vai cooperar para que o plano de Deus seja uma realidade em nossa vida! Sabe o que Deus espera de você? Que você se levante dessa cama, ou deste sofá e dê um rumo para a sua vida. No amor, querido! Deus não criou pessoas inúteis. Deus criou o homem e a mulher para que eles possam produzir. Levante e tome a sua posição.

“Mas eu nem sei por onde começar!”. Então, hoje, você vai para a igreja, as portas estão abertas. Reclame menos e ore mais. Quem tem sabedoria não fica reclamando. Pelo contrário, reconhece o que Deus tem feito e busca novas estratégias para buscar o que está faltando.

Sabe de uma coisa? Você precisa aprender a viver. Às vezes, a gente aprende a dirigir, a cozinhar, lavar, passar, mas esquece de pedir a Deus nos ensinar a viver cada dia de nossas vidas na presença d´Ele.

Essa é a palavra que Deus tem para você hoje. Quando pedimos sabedoria, Ele nos dá gratuitamente, ou seja, sem cobrar nada! Eu tenho certeza de que se você orar e buscar ao Senhor, Ele vai te ensinar a viver cada dia de bem com a vida!


Pense nisso!

terça-feira, 11 de julho de 2017

Quando fazemos tudo certo, e dá tudo errado!


Hoje, eu quero falar sobre motivações. O que são motivações? São impulsos internos que nos levam a tomar uma determinada atitude. Elas estão intimamente ligadas aos nossos interesses e intenções.

Ou seja, por melhores que sejam suas atitudes, isso nem sempre significa que suas intenções são boas e, mais cedo ou mais tarde, elas virão à tona, ou serão o seu destino! Por isso, tome muito cuidado!
 
Sabia que, muitas vezes, tornamo-nos reféns das motivações dos outros? A resultante disso pode ser uma decepção, principalmente quando depositamos nossas esperanças em pessoas ou em grandes instituições. Mas o que determina o fim dessa história é a nossa atitude diante de provocações e perdas.

Vou citar um exemplo clássico deste tipo de relação: Saul e Davi. No “Pensamento do Dia” de hoje, vamos falar sobre isso.

1 Samuel 18.17 a 19: “Disse Saul a Davi: Eis aqui Merabe, minha filha mais velha, que te darei por mulher; sê-me somente filho valente e guerreia as guerras do SENHOR; porque Saul dizia consigo: Não seja contra ele a minha mão, e sim a dos filisteus.  Respondeu Davi a Saul: Quem sou eu, e qual é a minha vida e a família de meu pai em Israel, para vir a ser eu genro do rei? Sucedeu, porém, que, ao tempo em que Merabe, filha de Saul, devia ser dada a Davi, foi dada por mulher a Adriel, meolatita.”

Queridos, Saul era uma pessoa totalmente perturbada. Ele armou uma cilada para Davi, porque se sentia ameaçado por ele. Saul não estava preocupado em vencer a guerra, ele queria  mesmo era matar Davi. As intenções dele não tinham nada a ver com o seu discurso!

Davi foi para a guerra, deu o melhor de si, arriscou sua vida e o que aconteceu? Em vez de receber a filha de Saul, que era a recompensa por sua fidelidade ao rei, viu Saul entregando-a para outro!

Quantas vezes, Satanás já preparou armadilhas semelhantes para você? No trabalho, na família ou no casamento?

10, 20, 30 anos de casado, ou até mais... Você orou, preparou-se, conquistou, sonhou, desejou, construiu... para vê-lo com outra... Ou tantos anos de dedicação e fidelidade, para você simplesmente ouvir da sua esposa: "Eu não te amo mais!". 

Ou, então, você se dedicou ao trabalho, mas do que se dedicou à própria saúde.... Fez horas extras, deu o seu melhor, investiu seu tempo, investiu dinheiro em formação, para ser, simplesmente, mandado embora.

Essa frustração que sentimos é o terreno fértil para o inimigo agir e abalar a nossa fé, despertando o pior de nós! Ele quer te mostrar que ser errado vale a pena, e ser honesto é perda de tempo!

Você vai à igreja, mas deixou de ter sonhos, de ter fé. É algo tão sutil que você nem percebe. Primeiro, você deixa de se relacionar com as pessoas que te levam mais perto de Deus. Depois, deixa de ir à igreja, deixa de ouvir louvores, deixa de orar...  e corta, literalmente, sua relação com o Senhor.

Saul era inimigo de Davi. Imagine o homem “mais poderoso” da terra estar contra você. Mas ele não quer somente te deixar humilhado, quer te matar! Sabe qual era o problema de Davi? Ser bom demais. Isso incomodava Saul.

Davi, no meio de tanta injustiça, em vez de abandonar tudo, ficou mais confiante e mais motivado: "Isso aconteceu, porque Deus permitiu, e Ele tem o melhor mim! No tempo certo, eu vou colher os meus frutos!". 

E foi assim mesmo... Saul armou outra armadilha para envergonhar Davi: "Se você trouxer 100 prepúcios dos filisteus, te darei minha outra filha.". 

Que desafio necessário! Para isso, Davi tinha que matar 100 filisteus! Com certeza, na cabeça de Saul, Davi morreria ou não conseguiria nem a metade...

Mas sabe o que Davi fez? Foi à luta e conseguiu 200, ou seja, o dobro! Davi não era um cara cheio de crises e melindres. Ele não deixou nada abalar suas motivações! Pelo contrário, mostrou quem ele realmente era: um guerreiro! Ele foi honrado e o melhor de tudo, a outra filha de Saul o amava verdadeiramente!

Quando tirarem tudo o que você tem, faça o dobro! Deus é contigo e Ele te justifica!

Quero finalizar o Pensamento de hoje, com 1 Coríntios 15.58 “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão.”.

Que a sua motivação seja agradar ao Senhor! Dessa forma, você nunca será frustrado ou envergonhado.


Pensem nisso!

segunda-feira, 10 de julho de 2017

A solução está mais próxima do que você imagina...


Salmo 46.1 a 3: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações. Portanto, não temeremos ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares; ainda que as águas tumultuem e espumejem e na sua fúria os montes se estremeçam”.

Querido, onde você tem se escondido? Existem muitas pessoas que começam a ficar ansiosas e acabam extrapolando! Olha, 90% dos casos de obesidade ocorrem por causa da ansiedade.

Sabe por que isso acontece?  Porque essas pessoas não têm para onde fugir! Não têm um refúgio, então, começam a comer, comer, comer… Sem ao menos sentir o sabor. É um ciclo vicioso, porque esquecem que comeram e voltam a comer de novo!  Como se aquilo fosse resolver seus problemas.

Em alguns casos, o sofrimento é tanto, que há uma busca por algum tipo de compensação, ou algum tipo de prazer imediato. Algo que acalme a tribulação de seu coração, o nervosismo, a falta de segurança e a incapacidade de enxergar o futuro!

Quando você tem um refúgio, em vez de se jogar na depressão, ou comer desenfreadamente, você vive o domínio próprio, que faz parte do fruto do Espírito Santo.

Tem gente que tranca a boca e vai secando… secando… secando, porque não sabe encarar mudanças. Às vezes, nem é algo ruim, é, simplesmente, algo novo em sua rotina. Pode ser um emprego novo, uma casa nova, ou sua empresa se fundiu com outra, testes, auditorias, ou o feriado está chegando e você não sabe o que fazer com os filhos… Algo novo ou diferente aparece e você fica se torturando de tanta ansiedade.

Hoje, você vai parar de se destruir e vai buscar, em Deus, o seu refúgio! Você sabia que o Senhor ordena sobre nós a Sua bênção todos os dias? Sabia que o Espírito do Santo é conselheiro? Nos Sete Espíritos de Deus, há o Espírito de Conselho!

Hoje, quero te ensinar alguns passos para você vencer essa inquietação:

1) Lance sobre o Senhor toda a sua ansiedade
         
1 Pedro 5.7: “lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.”.

Sabe como você vai fazer isso? Orando: “Senhor, estou nervoso, estou agitado, porque estou em uma fase de mudança. Porque eu estou vendo todas as coisas irem embora! Porque eu estou sentindo que eu estou envelhecendo ,e eu não tenho forças para realizar! Eu não tenho mais a mesma vitalidade! Eu não tenho mais a mesma força! Eu não tenho mais o mesmo pique, mas eu quero lançar estas situações que têm me amedrontado e deposito, em Ti, a minha confiança!”.

2) Humilhe-se na presença do Senhor

Continue orando: “Eu não sei, me ajuda! Eu não estou sabendo viver! Eu estou me descontrolando! Estou prejudicando o meu próprio corpo! Eu não sei viver esta situação!”.

Pode ser ridículo para todo mundo! Mas isso vai trazer libertação!

3) Coloque diante de Deus também o que te dá medo, porque Deus é amor, e o amor lança fora todo o medo

Clame: “Senhor, eu tenho medo… Eu tenho medo de falhar!….Eu tenho medo de machucar as pessoas!… Eu tenho medo de decepcionar quem depende de mim!…. Eu tenho medo de perder a minha família!… De perder o meu marido!… Eu tenho medo de não casar!… Eu tenho medo de não conseguir pagar as contas!… Eu tenho medo de ser despejado!… Eu tenho medo de ser mandado embora!… Eu tenho que aquela benção que estou esperando tanto não aconteça!”.

Coloque diante de Deus! Ele é o Deus que atende a oração! Quando você busca esse refúgio no Senhor, através da oração, as portas se abrem!

A Palavra talvez não apareça instantaneamente na sua cabeça. Mas, daqui a pouquinho, o Senhor te revelará. De repente, a resposta de Deus pode estar em algo que não tem nada a ver com a situação que você está passando. Ou, então, por meio dessa oração, você sentirá o óleo caindo sobre você te tranquilizando. Busque o teu refugio em uma vida de oração!


Refugie-se no Senhor e Ele, vai te dar uma estratégia, uma direção, vai iluminar os teus olhos. Você vai enxergar a verdade e não vai ficar atormentado! O Senhor tem o melhor para você! 

Pense nisso!

sexta-feira, 7 de julho de 2017

O poder da oração!


Mateus 7.7: “Pedi, e darse-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á”.

Qual oração funciona? Não foi exatamente esta pergunta que me atormentava, mas sim o inconformismo diante de uma enfermidade. A pessoa, que por um lado tinha vitórias, pois teve melhoras e reações que surpreendem até os próprios médicos, em contrapartida, se mantinha cativa, afastada, impotente!

Realmente, eu precisava que Deus falasse comigo. E, em meio ao clamor e à oração, buscando a Deus para que me ensinasse qual oração, como orar para alcançar esta cura – porque era um caso irreversível, incurável – o Espírito Santo vem e me ensina, começando com uma pergunta: “Qual oração se deve orar para que o enfermo seja sarado?”.

Tiago 5.14 a 16: “Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo, em nome do Senhor. E a oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica dos justo”.

Eu, de pronto, respondi: “A oração da fé, Senhor!”, citando logo o trecho da Palavra de Deus que eu tenho não só decorado, mas também praticado. Então, o Espírito Santo, com a unção que vem d´Ele e que nos ensina todas as coisas (1 João 2.27), continua a me falar: “Então, ore mais esta oração, a oração da fé! Não deixe o seu coração se abater ou entrar em dúvidas por causa da demora, da piora do quadro, ou mesmo da falta de recursos, de estímulos e esperanças vindas dos homens.”.

E aí o Espírito Santo me ministrou, através de uma parábola, como Jesus fazia com os seus discípulos, usando fatos do cotidiano...

Veja bem... Se você quiser se comunicar visualmente e oralmente, através da internet, com alguém que está do outro lado do Mundo, seu computador precisa ter pelo menos um megabyte de conexão, ou seja, cerca de 1.000.000 bytes.

Ok, Bispa, mas o que isso tem a ver com a oração e a cura que eu preciso? Tem tudo a ver! Sabe por quê? Porque a oração do justo é eficaz e tem poder!

Então, não é que sua oração não foi respondida ou que você não orou com fé... É que, apesar de poderosa, sua oração tinha apenas um byte, precisava de mais 999.999... Se você perseverar na oração e não abrir mão do seu milagre, vai encher o incensário, como está escrito em Apocalipse, e a resposta virá.

Apocalipse 5.8: “E, quando tomou o livro, os quatro seres viventes e os 24 anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma harpa e taças de ouro, cheias de incenso, que são as orações dos santos”.

Apocalipse 8.3 a 5: “Veio outro anjo e fiou de pé junto ao altar, com um incensário de ouro, e foi-lhe dado muito incenso para oferecê-lo com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro, que se acha diante do trono; e da mão do anjo, subiu à presença de Deus a fumaça do incenso, com as orações dos santos. E o anjo tomou o incensário, encheu-o do fogo do altar e o tirou da terra. E houve trovões, vozes, relâmpagos e terremoto”.

Pode ser que faltem 999.999 bytes. Mas pode ser que faltem apenas dois ou três!

Hebreus 10.35 a 9: “Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande garladão. Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará; todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. Nós, porem, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma”.

Persevere! Clame! Ore! Creia! Não abra mão do seu milagre! Esta cura pode não ter aqui, na esfera humana, mas tem no Reino dos Céus e só os que se esforçam se apoderarão dela.

Não sei se o seu desafio é uma doença incurável, uma situação emocional, que parece não ter solução.... Não importa, creia até o fim!

Você foi chamado para ser aquele, que pela perseverança, alcança a promessa.


Pense nisso!

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Está na hora de mudar...


Olá querido internauta que sempre está conectado no meu blog! Não há nada melhor do que começar o dia meditando na Palavra de Deus! Ela é o nosso alimento diário!

Hoje, eu quero falar sobre Ana, mãe do profeta Samuel! Ana era uma mulher estéril, que, apesar de muito amada e honrada pelo seu marido, sofria constantes humilhações.

Para vocês entenderem a dimensão das dificuldades que ela enfrentava, vou explicar como funcionava naquela época. Quando o homem se casava com uma mulher estéril, para poder dar continuidade à família, ele poderia ter outra mulher... Nem preciso dizer que foi assim com Ana, não é mesmo?

Ana ia para a Casa do Senhor e sempre chorava, por causa das humilhações que sofria... De ver a outra oferecer a seu marido tudo o que ela não podia... Em vez de se alegrar com o carinho que tinha, ela só olhava para o que faltava...

Sabe, querido leitor, eu aprendi que ficar se comparando aos outros não resolve os nossos problemas! Cada um tem uma missão na terra. Mesmo a outra podendo ter filhos, Ana era a favorita! Era mais honrada e amada! 

Posso falar uma coisa? Talvez, vocês fiquem chocados, mas Ana sofria, porque não tinha fé. Essa era a verdadeira fonte dos problemas dela!

Na verdade, ela nunca enxergou que, na Casa de Deus, poderia encontrar o caminho da transformação. Ela achava que não adiantava orar. Sabe quando você só frequenta, mas não ouve a palavra? Entra e sai do culto, do mesmo jeito? Só bate cartão na igreja?

Quantas vezes, Ana não orou para que Deus desse a ela um filho? Quantas vezes ela não orou para que seu marido não precisasse casar com outra? Quantas vezes ela não orou para engravidar primeiro?

Mas sabe o que aconteceu? A outra teve mais de um filho e Ana não teve nenhum. 

O maior erro dela foi não enxergar o lugar da bênção! Apesar de ir à igreja, ela não enxergava que, por meio da boca do profeta, ou por meio de uma comunhão profunda com Deus, ela poderia achar o caminho da vitória.

Quantas vezes você vai à igreja, tem uma religião, mas carrega dor, mágoa e frustração, porque Deus não te atende? Parece que Deus ouve a oração de todos, mas não presta atenção na sua. Isso é mentira!!!

Posso ser sincera? Você se chateou, porque Deus não te atendeu na hora que você achou que Ele tinha que atender! Por causa disso, você deixou de orar, perdeu a fé. Você deixou o inimigo roubar uma arma poderosa de vitória para a sua vida. Quem desiste no meio do caminho é perdedor!

Você parou de louvar, de fazer votos no altar, porque Deus não atendeu as suas expectativas. Mas sabe de uma coisa? Nós somos aqueles que, pela perseverança, alcançamos a promessa!

Em Hebreus 10, está escrito que Deus não se agrada daqueles que retrocedem. O inimigo quer que nada seja completo na sua vida. Ele quer você vá à igreja, mas sem fé. Ele quer que você vá para a igreja, mas não se abra para receber a palavra profética.

Quer entender melhor? Leia comigo Hebreus 10.35 a 39: “Não lanceis fora, pois, a vossa confiança, que tem uma grande recompensa. Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. 

Pois ainda em bem pouco tempo aquele que há de vir virá, e não tardará. Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que recuam para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma.”.

Em nome de Jesus, você vai ficar firme! Você vai voltar para a Casa do Senhor, mas vai para sair, verdadeiramente, transformado. Termine esta semana de uma forma diferente! Assuma novos comportamentos.

Creia no Senhor e estará seguro, creia nos profetas e prosperareis! Não dá mais para ficar do jeito que você está! Em vez de se lamentar, louve. Em vez de reclamar, clame ao Senhor. A oração do justo muito pode em seus efeitos. Uma palavra pode mudar o rumo da tua vida.


Ana viveu um grande milagre, quando entendeu isso. Ela não teve somente um filho, teve um grande profeta de Deus, Samuel e teve outros filhos também! Pense nisso!