Páginas

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Está na hora de assumir a sua posição!


Jó 33.4: “O Espírito Santo me fez, e o sopro do Todo-Poderoso me dá vida”.

1 Coríntios 3.16: “Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito Santo habita em vós?”.

Romanos 8.14: “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus”.

Para ser filho de Deus, ter autoridade sobre as situações, passar pelo dia mau com paz no coração, passar pelo deserto sem ficar traumatizado, é necessário ser dirigido pelo Espírito Santo. Quem não é dirigido pelo Espírito Santo não está na condição de filho, mas de criatura.

Para ser dirigido pelo Espírito Santo, você precisa buscar ter comunhão com Deus e ter uma vida de oração. O que eu mais tenho visto são pessoas que têm uma vida de murmuração, que são guiadas por fofocas e pensamentos que não as levam para lugar algum!

Como alguém que trai, que vive na prostituição, que vive fazendo falcatruas e que abandona os filhos pode falar da sua família ou, até mesmo, te aconselhar? E, ainda, vem com aquele papo, “Se eu fosse você...”. Parece até piada, não é mesmo?

Como que alguém que não tem domínio sobre os próprios sentimentos e que, na primeira dificuldade, já se apavora pode dizer o que é melhor para você?

Como alguém que, ao passar por uma enfermidade, entrega os pontos, pode trazer uma palavra de vida?

Alcançamos autoridade, quando nos fortalecemos no Senhor e resistimos às investidas do nosso inimigo!

Hoje, eu quero te perguntar: O que tem dirigido sua vida? São os problemas, os traumas, as frustrações ou os diagnósticos? Quem é o senhor da sua vida?

Sabe, eu conheço pessoas que passaram por tratamentos médicos e foram evoluindo com o tempo. Com o bom resultado, a motivação aumenta! Depois de algumas semanas, vem aquela bagatela de exames. Ao perceberem que apenas um deles apresenta uma complicação, o desespero já começa a consumi-las, de tal forma, que elas acabam voltando para a estaca zero.

Existem pessoas que se desesperam por causa de problemas financeiros. Quantos casamentos não acabam por causa de dinheiro? Isso é um absurdo! Casamento é aliança, em que um fortalece o outro, um apoia o outro e, desta forma, todos os problemas são superados!

Muitas até deixam de cumprir seus votos com Deus!

Quando o teu Senhor é o Todo Poderoso, aquele que nos amou, de tal forma, que enviou o seu único filho, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna, não tem como você se perder nas loucuras deste mundo.

Para superar esta situação difícil, você deve ser cheio do Espírito Santo. Como fazer isso? É muito simples. Ao acordar, busque ao Senhor. Tenha um tempo de oração, faça da sua casa um ambiente de adoração, leia a Bíblia, nem que seja um capítulo por dia, vá para a igreja! Não se esqueça de que você é templo do Espírito Santo.

Não se deixe vencer pelo mal, mas vença o mal com o bem!


Pense nisso!

terça-feira, 11 de julho de 2017

Quando fazemos tudo certo, e dá tudo errado!


Hoje, eu quero falar sobre motivações. O que são motivações? São impulsos internos que nos levam a tomar uma determinada atitude. Elas estão intimamente ligadas aos nossos interesses e intenções.

Ou seja, por melhores que sejam suas atitudes, isso nem sempre significa que suas intenções são boas e, mais cedo ou mais tarde, elas virão à tona, ou serão o seu destino! Por isso, tome muito cuidado!
 
Sabia que, muitas vezes, tornamo-nos reféns das motivações dos outros? A resultante disso pode ser uma decepção, principalmente quando depositamos nossas esperanças em pessoas ou em grandes instituições. Mas o que determina o fim dessa história é a nossa atitude diante de provocações e perdas.

Vou citar um exemplo clássico deste tipo de relação: Saul e Davi. No “Pensamento do Dia” de hoje, vamos falar sobre isso.

1 Samuel 18.17 a 19: “Disse Saul a Davi: Eis aqui Merabe, minha filha mais velha, que te darei por mulher; sê-me somente filho valente e guerreia as guerras do SENHOR; porque Saul dizia consigo: Não seja contra ele a minha mão, e sim a dos filisteus.  Respondeu Davi a Saul: Quem sou eu, e qual é a minha vida e a família de meu pai em Israel, para vir a ser eu genro do rei? Sucedeu, porém, que, ao tempo em que Merabe, filha de Saul, devia ser dada a Davi, foi dada por mulher a Adriel, meolatita.”

Queridos, Saul era uma pessoa totalmente perturbada. Ele armou uma cilada para Davi, porque se sentia ameaçado por ele. Saul não estava preocupado em vencer a guerra, ele queria  mesmo era matar Davi. As intenções dele não tinham nada a ver com o seu discurso!

Davi foi para a guerra, deu o melhor de si, arriscou sua vida e o que aconteceu? Em vez de receber a filha de Saul, que era a recompensa por sua fidelidade ao rei, viu Saul entregando-a para outro!

Quantas vezes, Satanás já preparou armadilhas semelhantes para você? No trabalho, na família ou no casamento?

10, 20, 30 anos de casado, ou até mais... Você orou, preparou-se, conquistou, sonhou, desejou, construiu... para vê-lo com outra... Ou tantos anos de dedicação e fidelidade, para você simplesmente ouvir da sua esposa: "Eu não te amo mais!". 

Ou, então, você se dedicou ao trabalho, mas do que se dedicou à própria saúde.... Fez horas extras, deu o seu melhor, investiu seu tempo, investiu dinheiro em formação, para ser, simplesmente, mandado embora.

Essa frustração que sentimos é o terreno fértil para o inimigo agir e abalar a nossa fé, despertando o pior de nós! Ele quer te mostrar que ser errado vale a pena, e ser honesto é perda de tempo!

Você vai à igreja, mas deixou de ter sonhos, de ter fé. É algo tão sutil que você nem percebe. Primeiro, você deixa de se relacionar com as pessoas que te levam mais perto de Deus. Depois, deixa de ir à igreja, deixa de ouvir louvores, deixa de orar...  e corta, literalmente, sua relação com o Senhor.

Saul era inimigo de Davi. Imagine o homem “mais poderoso” da terra estar contra você. Mas ele não quer somente te deixar humilhado, quer te matar! Sabe qual era o problema de Davi? Ser bom demais. Isso incomodava Saul.

Davi, no meio de tanta injustiça, em vez de abandonar tudo, ficou mais confiante e mais motivado: "Isso aconteceu, porque Deus permitiu, e Ele tem o melhor mim! No tempo certo, eu vou colher os meus frutos!". 

E foi assim mesmo... Saul armou outra armadilha para envergonhar Davi: "Se você trouxer 100 prepúcios dos filisteus, te darei minha outra filha.". 

Que desafio necessário! Para isso, Davi tinha que matar 100 filisteus! Com certeza, na cabeça de Saul, Davi morreria ou não conseguiria nem a metade...

Mas sabe o que Davi fez? Foi à luta e conseguiu 200, ou seja, o dobro! Davi não era um cara cheio de crises e melindres. Ele não deixou nada abalar suas motivações! Pelo contrário, mostrou quem ele realmente era: um guerreiro! Ele foi honrado e o melhor de tudo, a outra filha de Saul o amava verdadeiramente!

Quando tirarem tudo o que você tem, faça o dobro! Deus é contigo e Ele te justifica!

Quero finalizar o Pensamento de hoje, com 1 Coríntios 15.58 “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão.”.

Que a sua motivação seja agradar ao Senhor! Dessa forma, você nunca será frustrado ou envergonhado.


Pensem nisso!

sexta-feira, 7 de julho de 2017

O poder da oração!


Mateus 7.7: “Pedi, e darse-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á”.

Qual oração funciona? Não foi exatamente esta pergunta que me atormentava, mas sim o inconformismo diante de uma enfermidade. A pessoa, que por um lado tinha vitórias, pois teve melhoras e reações que surpreendem até os próprios médicos, em contrapartida, se mantinha cativa, afastada, impotente!

Realmente, eu precisava que Deus falasse comigo. E, em meio ao clamor e à oração, buscando a Deus para que me ensinasse qual oração, como orar para alcançar esta cura – porque era um caso irreversível, incurável – o Espírito Santo vem e me ensina, começando com uma pergunta: “Qual oração se deve orar para que o enfermo seja sarado?”.

Tiago 5.14 a 16: “Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo, em nome do Senhor. E a oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica dos justo”.

Eu, de pronto, respondi: “A oração da fé, Senhor!”, citando logo o trecho da Palavra de Deus que eu tenho não só decorado, mas também praticado. Então, o Espírito Santo, com a unção que vem d´Ele e que nos ensina todas as coisas (1 João 2.27), continua a me falar: “Então, ore mais esta oração, a oração da fé! Não deixe o seu coração se abater ou entrar em dúvidas por causa da demora, da piora do quadro, ou mesmo da falta de recursos, de estímulos e esperanças vindas dos homens.”.

E aí o Espírito Santo me ministrou, através de uma parábola, como Jesus fazia com os seus discípulos, usando fatos do cotidiano...

Veja bem... Se você quiser se comunicar visualmente e oralmente, através da internet, com alguém que está do outro lado do Mundo, seu computador precisa ter pelo menos um megabyte de conexão, ou seja, cerca de 1.000.000 bytes.

Ok, Bispa, mas o que isso tem a ver com a oração e a cura que eu preciso? Tem tudo a ver! Sabe por quê? Porque a oração do justo é eficaz e tem poder!

Então, não é que sua oração não foi respondida ou que você não orou com fé... É que, apesar de poderosa, sua oração tinha apenas um byte, precisava de mais 999.999... Se você perseverar na oração e não abrir mão do seu milagre, vai encher o incensário, como está escrito em Apocalipse, e a resposta virá.

Apocalipse 5.8: “E, quando tomou o livro, os quatro seres viventes e os 24 anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma harpa e taças de ouro, cheias de incenso, que são as orações dos santos”.

Apocalipse 8.3 a 5: “Veio outro anjo e fiou de pé junto ao altar, com um incensário de ouro, e foi-lhe dado muito incenso para oferecê-lo com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro, que se acha diante do trono; e da mão do anjo, subiu à presença de Deus a fumaça do incenso, com as orações dos santos. E o anjo tomou o incensário, encheu-o do fogo do altar e o tirou da terra. E houve trovões, vozes, relâmpagos e terremoto”.

Pode ser que faltem 999.999 bytes. Mas pode ser que faltem apenas dois ou três!

Hebreus 10.35 a 9: “Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande garladão. Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará; todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. Nós, porem, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma”.

Persevere! Clame! Ore! Creia! Não abra mão do seu milagre! Esta cura pode não ter aqui, na esfera humana, mas tem no Reino dos Céus e só os que se esforçam se apoderarão dela.

Não sei se o seu desafio é uma doença incurável, uma situação emocional, que parece não ter solução.... Não importa, creia até o fim!

Você foi chamado para ser aquele, que pela perseverança, alcança a promessa.


Pense nisso!

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Está na hora de mudar...


Olá querido internauta que sempre está conectado no meu blog! Não há nada melhor do que começar o dia meditando na Palavra de Deus! Ela é o nosso alimento diário!

Hoje, eu quero falar sobre Ana, mãe do profeta Samuel! Ana era uma mulher estéril, que, apesar de muito amada e honrada pelo seu marido, sofria constantes humilhações.

Para vocês entenderem a dimensão das dificuldades que ela enfrentava, vou explicar como funcionava naquela época. Quando o homem se casava com uma mulher estéril, para poder dar continuidade à família, ele poderia ter outra mulher... Nem preciso dizer que foi assim com Ana, não é mesmo?

Ana ia para a Casa do Senhor e sempre chorava, por causa das humilhações que sofria... De ver a outra oferecer a seu marido tudo o que ela não podia... Em vez de se alegrar com o carinho que tinha, ela só olhava para o que faltava...

Sabe, querido leitor, eu aprendi que ficar se comparando aos outros não resolve os nossos problemas! Cada um tem uma missão na terra. Mesmo a outra podendo ter filhos, Ana era a favorita! Era mais honrada e amada! 

Posso falar uma coisa? Talvez, vocês fiquem chocados, mas Ana sofria, porque não tinha fé. Essa era a verdadeira fonte dos problemas dela!

Na verdade, ela nunca enxergou que, na Casa de Deus, poderia encontrar o caminho da transformação. Ela achava que não adiantava orar. Sabe quando você só frequenta, mas não ouve a palavra? Entra e sai do culto, do mesmo jeito? Só bate cartão na igreja?

Quantas vezes, Ana não orou para que Deus desse a ela um filho? Quantas vezes ela não orou para que seu marido não precisasse casar com outra? Quantas vezes ela não orou para engravidar primeiro?

Mas sabe o que aconteceu? A outra teve mais de um filho e Ana não teve nenhum. 

O maior erro dela foi não enxergar o lugar da bênção! Apesar de ir à igreja, ela não enxergava que, por meio da boca do profeta, ou por meio de uma comunhão profunda com Deus, ela poderia achar o caminho da vitória.

Quantas vezes você vai à igreja, tem uma religião, mas carrega dor, mágoa e frustração, porque Deus não te atende? Parece que Deus ouve a oração de todos, mas não presta atenção na sua. Isso é mentira!!!

Posso ser sincera? Você se chateou, porque Deus não te atendeu na hora que você achou que Ele tinha que atender! Por causa disso, você deixou de orar, perdeu a fé. Você deixou o inimigo roubar uma arma poderosa de vitória para a sua vida. Quem desiste no meio do caminho é perdedor!

Você parou de louvar, de fazer votos no altar, porque Deus não atendeu as suas expectativas. Mas sabe de uma coisa? Nós somos aqueles que, pela perseverança, alcançamos a promessa!

Em Hebreus 10, está escrito que Deus não se agrada daqueles que retrocedem. O inimigo quer que nada seja completo na sua vida. Ele quer você vá à igreja, mas sem fé. Ele quer que você vá para a igreja, mas não se abra para receber a palavra profética.

Quer entender melhor? Leia comigo Hebreus 10.35 a 39: “Não lanceis fora, pois, a vossa confiança, que tem uma grande recompensa. Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. 

Pois ainda em bem pouco tempo aquele que há de vir virá, e não tardará. Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que recuam para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma.”.

Em nome de Jesus, você vai ficar firme! Você vai voltar para a Casa do Senhor, mas vai para sair, verdadeiramente, transformado. Termine esta semana de uma forma diferente! Assuma novos comportamentos.

Creia no Senhor e estará seguro, creia nos profetas e prosperareis! Não dá mais para ficar do jeito que você está! Em vez de se lamentar, louve. Em vez de reclamar, clame ao Senhor. A oração do justo muito pode em seus efeitos. Uma palavra pode mudar o rumo da tua vida.


Ana viveu um grande milagre, quando entendeu isso. Ela não teve somente um filho, teve um grande profeta de Deus, Samuel e teve outros filhos também! Pense nisso!