Páginas

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Por que eu?


Isaías 55.8: “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR.”

Muitas vezes, você questiona: “Meu Deus! Por que tanto sofrimento?”, “Por que tantas perdas?”, “Por que tanta dor?”, “Por que, mesmo tenho um relacionamento profundo com o Senhor, eu estou passando por esta situação? Eu não mereço passar por isso!”. 

Talvez, de repente, os teus questionamentos estejam relacionados aos desejos que não foram atendidos por Deus: “Por que Ele disse ‘não’”?

Olha, querido internauta, eu vou ser bem honesta com você! Nestes anos todos de ministério, eu posso dizer, com todas as letras: “Ainda bem que o Senhor não atendeu todas as minhas oração. Se Ele tivesse atendido, com certeza, eu estaria bastante encrencada!”.

Já chorei por pessoas, mas, felizmente, Ele me mostrou a tempo quem elas eram de verdade.

Já me desesperei por causa de situações, que, depois, no final de tudo, trouxeram grandes bênçãos para a minha vida! Em muitas situações de dor, eu vivi grandes milagres!  Milagres, inclusive, de ressurreição! Foram experiências que superaram, em todos os sentidos, os sofrimentos que eu vivi.

Então, quando você estiver prestes a jogar tudo para o alto, pense que, se você ficar sem Deus, aí, sim, você estará na mão daquele que rouba, mata e destrói.  Se, com Deus, é tão difícil, imagina sem Ele!

“Mas, Bispa, a senhora não entende! Eu tenho um memorial no altar! Eu oro, eu jejuo, sou dizimista, sou ofertante...”.

Querido, se já está difícil assim, imagine como você estaria agora se não tivesse feito nada disso! Você ia se sentir enfraquecido e perturbado: “Meu Deus! E se eu tivesse jejuado? E se eu tivesse orado, em vez de ter entregado os pontos?”.

Você nunca vai poder dizer que não aproveitou a oportunidade de crer! Se não aconteceu da maneira que você esperava, foi por que Ele não permitiu. É Ele quem vai te levar a andar em caminhos mais altos.

Não se deixe levar pelos seus sentimentos, porque o nosso coração é enganoso! Se for para duvidar, duvide do poder da situação que você está vivendo. Lembre-se de que aquele que faz o deserto florescer é o mesmo que está ao seu lado. É Ele quem traz à existência o que não existe!

Não abra mão do seu relacionamento com o Senhor, porque, certamente, haverá bom futuro, e a tua esperança não vai ser envergonhada!


Não foi do seu jeito, mas isso não que quer dizer que nunca vai ser bom, perfeito e agradável. 

Deus tem caminhos mais altos, e os propósitos d´Ele são superiores! 

Em vez de buscar explicações para as lutas que você tem enfrentado, busque, em Deus a solução. Você não perde por confiar!

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Como você quer ser lembrado?


Querido internauta, hoje, eu tenho uma palavra muito especial para você! Não sei se você está no trabalho ou em casa, mas separe este tempo para refletir na Palavra de Deus!

O Pensamento do Dia de hoje está no livro de Salmo 90.12 “Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos um coração sábio.”.

Sabe, eu tenho uma história com essa passagem. Ela está na música “Ensina-me” do Renascer Praise 6. Eu já falei sobre isso em outros Pensamentos, mas, hoje, vou colocar um trecho da letra para vocês. É uma linda oração:

Ensina-me a entregar os meus caminhos,
em tuas fortes mãos e simplesmente nelas descansar.
Ensina-me que o teu amor, teu amor Senhor
nunca falhará, insistirá em me fazer feliz.

E se eu cair, não resistir
e até desanimado me prostrar.
Sentirei teu braço forte, ouvirei tua voz de amor.
Teu Espírito me faz ressuscitar.

Ensina-me que tudo coopera para o meu bem,

Ensina-me, ensina-me,
ensina-me a viver. 

Certo dia, eu disse para uma pessoa: “Eu não sei o que você está fazendo da tua vida, mas eu sei o que eu fiz da minha! Eu sei para onde eu a dirigi e a quem eu busquei! Por isso, nós temos forças para ficar em pé!”.

Existem pessoas que estão enterrando suas vidas em uma torre de depressão. Como também existem pessoas que usam suas vidas como um instrumento de destruição, e fazem isso tanto pelo prazer, quanto pelo dinheiro.

Sabe quem fez isso? Judas! Judas fez da vida dele a cruz de Jesus Cristo! Ganhou dinheiro, apareceu, ficou famoso e é conhecido até hoje como o traidor, como um suicida! O que você está fazendo com a vida que Deus te deu? Como você quer ser reconhecido?

As justificativas não anulam os erros...

Muitas pessoas vêm com um milhão de justificativas para continuar errando.  "Estou vendo que está errado, mas eu não abro mão!”, “Não, eu prefiro viver uma mentira, ser uma amante, ser a pessoa que está destruindo uma família, do que aguardar em Deus e buscar um casamento!”, “Ah, eu faço isso, porque isso me dá uma boa condição financeira!”.

Você está bastante enganado! Olha o que você está fazendo! É isso que vai ser o teu futuro! O teu futuro começa aqui, hoje, porque de Deus ninguém zomba. Aquilo que o homem semear, ele vai colher!

O que você está fazendo com o teu filho? Isso é jeito de falar? O que você está fazendo no dia da luta? Está procurando um culpado? Olha, têm duas coisas que te fazem superar a luta. A primeira é lutar! Luta, a gente só vence lutando! A gente não vence luta reclamando! A gente não vence luta chorando! A gente não vence luta, sofrendo! A gente não vence luta, blasfemando! Agente não vence, achando culpado! Pense nos propósitos que o Senhor tem.

Em vez de se entregar à amargura, ao ódio, sair atrás de culpado, corra atrás da solução! Sabe qual é o segundo posicionamento que você deve tomar? Apague-se ao Senhor. Peça para Deus te ensinar a viver o dia de hoje!

Sabe quem é Jesus? Jesus é aquele que está descrito em Isaías:  Ele é conselheiro, maravilhoso, pai da eternidade e o príncipe da paz! Ore! Peça para Ele te aconselhar hoje!

Clame: “Jesus, eu não vou me conformar com isso. Ainda que eu tenha tentado dez vezes, eu vou persistir, porque na Tua Palavra fala que Espírito Santo está sobre nós para nos ensinar!”.

Em Tiago 1: 5 está escrito: “Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida.”.

A origem do erro... 

Sabe por que está dando errado? Porque você não quer aprender com a situação! Quer sair achando culpado para tudo quanto é lado! Deus não nos prova além do que podemos suportar, mas, antes com a provação, vem o escape! Seja conhecido por ser uma bênção para as outras pessoas e não por ser um peso, um fardo, uma loucura, uma acusação! Você pode ser melhor que isso!

Você pode se perguntar hoje: “Mas como serei uma bênção, se estou desempregado?”. Ah! Querido! O teu posicionamento e a tua fé no Senhor vão te dar graça! Você é mais do que o dinheiro! Deus vai te honrar e vai te abrir uma porta! A tua disposição de levantar, de ir atrás, de acreditar... vai trazer milagres para a tua vida. No dia da tua dor, seja uma bênção! Tem gente que quando sente dor perde até a educação. Peça para Deus te ensinar a passar pela dor da melhor maneira possível! 

Bons aliados, em dias de guerra...

Tem gente que só porque está sendo caluniado e perseguido, desconta tudo na família. Quer abrir mão de tudo. Faça da tua vida, um hino de louvor a Deus! Peça para Deus te ensinar a viver! Na Palavra de Deus, está escrito que aqueles que se humilham diante de Deus serão exaltados. Peça para Deus te ensinar a organizar seus sentimentos e pensamentos.

Deus vai abrir uma porta para você e vai te mostrar o caminho na tempestade, vai te dar inteligência e você vai ser conhecido como um servo d´Ele. Os filhos de Deus nós reconhecemos no dia da luta. Nos momentos de adversidade, nossos valores são reconhecidos. Cuidado com aquilo que você está manifestando no dia da guerra. Chiliques e loucuras não vão resolver seus problemas, pelo contrário, só vão afastar as pessoas que podem te ajudar.

Desta situação, não ficará nenhum trauma, nenhuma sequela. Deus está permitindo que você passe por isso, para você ser um grande testemunho aqui na terra e ser reconhecido pelas vitórias que o Senhor te dará.

 Deus vai te ensinar a contar todos os dias para que você tenha um coração sábio! 

Pense nisso!

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Como não perecer no deserto?


Ageu 1.3 a 8 e Ageu 2. 9: “Veio, pois, a palavra do Senhor, por intermédio do profeta Ageu, dizendo: Acaso, é tempo de habitardes vós em casas apaineladas, enquanto esta casa permanece em ruínas?

Ora, pois, assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai o vosso passado. Tendes semeado muito e recolhido pouco; comeis, mas não chega para fartar-vos; bebeis, mas não dá para saciar-vos; vestis-vos, mas ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o para pô-lo num saquitel furado.

Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Considerai o vosso passado. Subi ao monte, trazei madeira e edificai a casa; dela me agradarei e serei glorificado, diz o Senhor.

A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o Senhor dos Exércitos, e neste lugar darei a paz, diz o Senhor dos Exércitos.”

Nós vemos, nesta passagem, que o povo estava passando por uma situação de assolação. Eles trabalhavam muito, mas não desfrutavam de nada. Além de não colherem os frutos, ficavam no negativo. Era uma situação desesperadora na qual não havia saídas humanas.

O Senhor, então, por meio do profeta Ageu, mostra que existe, sim, um caminho: “Construam um templo para o Senhor! Edifiquem para Ele! Façam uma obra! Com o que vocês têm, em vez de investir nos próprios interesses, invistam na obra de Deus. Edifiquem um lugar no qual vocês possam falar com Ele, onde Ele possa estar junto com vocês nesta situação de calamidade!”. Foi desta forma que o povo hebreu venceu o deserto, quando saiu do Egito.

Antes de seguir este conselho, eles estavam destruídos. Sabe, quando você está no negativo e, por mais que você trabalhe, nunca é o suficiente para cobrir a conta porque os juros são exorbitantes?  Sabe quando você está doente e, por mais que você se cuide, a enfermidade te corrói? Sabe quando, por mais que você se esforce, seu casamento continua em crise?

Como superar situações como estas? Como passar por este deserto e sair mais que vencedor? O segredo é: edificar para Deus! Tenha um lugar onde Ele possa falar com você. Tenha um tempo só para você e para Ele. Desta forma, o Senhor trará à existência o que não existe.

O tempo que você fica na Casa de Deus e o tempo que você se dedica à oração e à meditação da Palavra constroem uma vida de intimidade com o Senhor. Ele, então, vai te direcionando, te dando paz e trazendo o sobrenatural. De repente, vem o suprimento de onde você não esperava. De repente, a cura brota sem detença. Isso ocorre por quê? Porque você edificou uma vida com Deus, um templo!

O jejum, por exemplo, é uma das armas espirituais mais poderosas que existem. Em Isaías 58, o profeta descreve todas as bênçãos que esta consagração traz.

Quando você edifica para Deus, passa a existir, na sua vida, um espaço para os milagres do Senhor.

É tempo de você orar mais, de louvar mais, de guerrear em jejum, de ter votos no altar... É tempo de você se abrir para ouvir a voz de Deus! Assim, você receberá estratégias e sabedoria para passar por essa crise.

Todos os meses, nas igrejas Renascer em Cristo, nós realizamos uma campanha de jejum. Venha guerrear conosco. Você verá que aquilo que é impossível para os homens é possível para Deus.

Lembre-se de que, quando Ele age, ninguém pode impedir! Pense nisso!

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Sem limites para Deus!


Hoje, eu quero te convidar a meditar comigo em 1 Coríntios 11.

Paulo diz: “Sejam meus imitadores, como sou de Cristo”. Isso não significa que seremos como aqueles humoristas que imitam as expressões, as vozes de pessoas famosas e até nos divertem com isso.

Na verdade, ele quis dizer: “Seja meu imitador, nas minhas atitudes, na minha postura, nas minhas reações, nas minhas decisões, na minha maneira de viver, assim como eu sou de Jesus Cristo.”.

Vou pegar um fato isolado, para usar como exemplo: Quando Paulo estava no seu local de oração, apareceu uma moça possuída por um espírito de adivinhão. Ela começou a perturbá-lo todos os dias, atrapalhando aquele momento de consagração.

Essa situação durou muito tempo. Até que Paulo e Silas expulsaram aquele demônio. Só que aquele espirito maligno era uma espécie de fonte de renda para aquela mulher. Ela era muito procurada para fazer adivinhações e, por consequência, seus donos enriqueciam.

Por conta disso, Paulo e Silas foram acusados de forma injusta. O que eles fizeram de errado? Nada! Eles só estavam sendo um instrumento de libertação.

Depois de serem açoitados, foram jogados em um cárcere. Qual seria a reação natural? Eles tinham todos os motivos para ficarem revoltados contra aquelas pessoas e, até mesmo, contra Deus. Mas Paulo e Silas, mesmo acorrentados no fundo do calabouço, começaram a louvar.

A adoração deles foi algo tão forte, que tomou conta de todo o ambiente. Por volta da meia-noite, todos os grilhões foram rompidos sobrenaturalmente, e as portas do calabouço se abriram. O carcereiro ficou transtornado ao ver todos os prisioneiros livres e, por desespero, quis tirar sua própria vida. Mas Paulo o ministrou.

Que poder e autoridade são esses? Eles louvaram com todas as suas forças e trouxeram milagre à existência! Eles foram injustiçados, humilhados, agredidos, mas guardaram a fé, e fizeram dela o seu escudo!

É sobre isso que eu quero falar com você hoje, querido leitor. Nos momentos de extrema pressão, nós revelamos nossas verdadeiras motivações e nossas verdadeiras convicções. Esta história serve para fortalecer a igreja e aqueles que, por qualquer crítica, negam sua fé!

Por que algumas pessoas que falam que amam a Jesus se perdem tão fácil? Isso acontece, porque elas não têm autoridade! Sabe, em vez de só falarmos dos nossos problemas, precisamos falar mais sobre Deus!

Hoje é dia de você restaurar sua relação com o Senhor e zelar por ela. Jesus veio para nos salvar, nos dar poder e autoridade!

Se hoje você está vivendo “um dia daqueles”, está com um parente no hospital, cheio de contas para pagar, com uma sentença de morte.... tenha a certeza de que Deus te dá poder e autoridade para você enfrentar qualquer situação.

O seu clamor, o seu louvor, o seu jejum, os seus votos no altar e a tua comunhão com a igreja fazem com que as portas do inferno não prevalecem contra a sua vida!

Foi assim que aconteceu com Paulo e Silas. Para sermos seus imitadores, precisamos resistir até as últimas consequências! Precisamos ser incorruptíveis e inabaláveis.

Sabe, a gente busca dinheiro, casamento, descanso, mas não clamamos por autoridade. E sabe por que precisamos dela?

Porque está escrito em Salmo 34.19: “Muitas são as aflições do justo, mas o SENHOR o livra de todas!”. Isso quer dizer que Deus não nos livra da luta, mas no livra na luta!

Não entregue os pontos! Aquele que te enviou é o mesmo que vai te direcionar, te proteger e trazer o livramento!


Pense nisso!

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Foi bom esperar!


Gênesis 15. 1 a 6: “Depois destes acontecimentos, veio a palavra do SENHOR a Abrão, numa visão, e disse: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, e teu galardão será sobremodo grande. Respondeu Abrão: SENHOR Deus, que me haverás de dar, se continuo sem filhos e o herdeiro da minha casa é o damasceno Eliézer? 

Disse mais Abrão: A mim não me concedeste descendência, e um servo nascido na minha casa será o meu herdeiro.

A isto respondeu logo o SENHOR, dizendo: Não será esse o teu herdeiro; mas aquele que será gerado de ti será o teu herdeiro. Então, conduziu-o até fora e disse: Olha para os céus e conta as estrelas, se é que o podes. E lhe disse: Será assim a tua posteridade. Ele creu no SENHOR, e isso lhe foi imputado para justiça.”

Eu sempre tenho o costume de falar sobre o poder da ressurreição, mas, desta vez, eu quero destacar a história de Abraão, também conhecido com “pai da fé”.

A sepultura de Abraão era sua própria casa. Ali, até então, estava enterrado o maior sonho dele: ter um filho com Sara, seu grande amor.

Por que Abraão pode ser considerado um exemplo de fé? Porque ele deu ouvidos a um Deus que ele não conhecia. Ele deu ouvidos ao Deus que os pais dele não serviam.

Para todos, poderia ser uma loucura, mas Abraão tinha convicção de que, mesmo estéril, Sara poderia dar a ele um filho.

Os anos passaram, e Deus continua reafirmando sua promessa... E Sara? Continuava estéril. Cada dia, humanamente falando, eles estavam mais distantes de realizar seu maior sonho. Eles já estavam avançados de idade. 

O desespero, então, bateu à porta: “E se Deus não me der um filho de Sara? A cada dia, vou ficando sem forças. Estou envelhecendo. Daqui a pouco, eu posso ficar infértil. E se Deus não realizar a promessa?”.

O Senhor disse a ele: “Não temas”. Abraão creu, e isso lhe foi imputado por justiça.

O Senhor é o nosso escudo. A recompensa pela sua perseverança virá!

Não conte mais seus problemas, conte as estrelas do céu. Saia desta sepultura e olhe para o alto. Olhe para a grandiosidade do teu Deus!

Assim como Abraão, creia! Tire os "e se" do seu vocabulário! Abraão, querido internauta, não só teve um filho, como foi pai de nações!

Eu não sei qual obra o Senhor realizará na sua vida. Mas eu tenho certeza de que será no tempo certo e do jeito certo! As promessas d´Ele não podem falhar. 

Vale a pena, sim, esperar no Senhor.


Pense nisso!

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

No pain, no gain!


Colossenses 1.9 e 10: “Por esta razão, também nós, desde o dia que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir que transborde de pleno conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual; a fim de viverdes de modo digno do Senhor, para o seu inteiro agrado, frutificando em toda boa obra e crescendo no pleno conhecimento de Deus.”

Quando você conhece qual é a vontade de Deus para sua vida, o medo desaparece. Quando você sabe qual é a vontade de Deus para sua vida, nenhum sacrifício é pesado, principalmente, porque Ele faz parte do que você quer alcançar.

É ilusão acharmos que, sem o mínimo esforço, conquistaremos algo. Por exemplo, se você quer ter conhecimento, não tem segredo, você precisa estudar, se matricular em uma escola, ou em uma faculdade e separar um tempo para esse investimento valer a pena.

Se você quer emagrecer, tem de ter disciplina, procurar um nutricionista, fazer uma dieta adequada, praticar um esporte...

Qualquer meta que você queira atingir requer um investimento. O próprio Deus investiu em nós quando entregou seu próprio filho, Jesus.

A vontade do Senhor envolve crescimento e desenvolvimento, para que nós possamos alcançar Sua imagem e semelhança.

Quando você tem consciência de que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável, mesmo que ela envolva um determinado sacrifício, as lutas, as guerras e as adversidades se tornam leves e momentâneas.

O propósito de Deus é nos tornar maduros e livres de todo o mal.

Essa enfermidade veio para que você conheça o poder de cura que há no sangue de Jesus e, principalmente, para que você desenvolva a sua fé!

Essa guerra que você está enfrentando tem um propósito!

Davi enfrentou guerras, porque as riquezas que Israel precisava estavam nas mãos do inimigo. Davi passou por situações desgastantes, passou por dificuldades, precisou ter disciplina, treinar, lidar com as afrontas dos seus adversários e correu risco de morte.

Essa guerra que você está enfrentando na sua casa é para que você conquiste os tesouros que você precisa para ter um lar feliz!

No caso das mulheres, para que elas adquiram sabedoria e equilíbrio para lidar com as situações de crise, e não enlouqueçam a todos com os seus chiliques.

Em relação aos homens, as guerras acontecem para que eles aprendam a assumir a posição de sacerdote do lar, aquele que transmite confiança e segurança para o restante da família.

Mude suas prioridades. Em vez de ficar se comparando aos outros, busque saber qual é o propósito de Deus para sua vida! Busque viver, em cada situação, a vontade d´Ele.


Pense nisso!

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

O seu socorro virá!


Salmos 31.1 a 5 e 14. “Em Ti, Senhor, me refugio; não seja eu jamais envergonhado; livra-me por tua justiça. Inclina-me os ouvidos, livra-me depressa; sê o meu castelo forte, cidadela fortíssima que me salve.

Porque Tu és a minha rocha e a minha fortaleza; por causa do Teu nome, Tu me conduzirás e me guiarás. Tirar-me-ás do laço que, às ocultas, me amarram, pois Tu és minha fortaleza. Quanto a mim, confio em Ti, Senhor. Eu disse: Tu és meu Deus.”

Davi estava passando por uma situação desesperadora quando escreveu este Salmo. Talvez, hoje, você esteja passando por lutas, dificuldades e esteja, literalmente, encurralado. Parece que a única solução é desistir! Desistir da reconciliação do casamento, desistir dessa porta de emprego, desistir da salvação dos seus filhos, desistir da cura desta enfermidade...

Mas você não vai fazer isso! Deus não te deu espirito de covardia, mas de ousadia e de moderação. Você vai passar por isso de cabeça erguida e com os ânimos equilibrados.

Não se sinta impotente diante de uma notícia ruim ou por que as coisas não aconteceram da forma que você idealizou! Deus te fez livre!

Você é livre para entregar os seus dias nas mãos do Senhor e de descansar na sombra do Onipotente! Ele está no controle de tudo! Deixe que Ele dirija sua vida, ainda que o caminho esteja cheio de pedras e obstáculos.

Peça sabedoria, graça e alegria. Sabe, não existe alegria maior do que estar na presença do Senhor.

Anime o seu coração! Não murmure, louve, porque Deus habita no meio dos louvores. Em vez de criar um ambiente de briga, confusão e insatisfação, crie um ambiente onde o Senhor possa agir. Quem faz o clima somos nós! Mesmo que você esteja no deserto, creia no Senhor, porque haverá água! Haverá provisão!

O que você está passando é só uma fase, para que amanhã você viva o melhor! Você vai olhar para traz e pensar: "O que eu vivi não passou de uma leve tribulação, perto da glória que tem se manifestado!".

Tempo de guerra não é tempo de chorar! Na guerra, buscamos forças para lutar, resistir e vencer!


Pense nisso!

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Quem tem fé sempre encontrará uma alternativa


2 Reis 4.38 a 44: “Voltou Eliseu para Gilgal. Havia fome naquela terra, e, estando os discípulos dos profetas assentados diante dele, disse ao seu moço: Põe a panela grande ao lume e faze um cozinhado para os discípulos dos profetas.

Então, saiu um ao campo a apanhar ervas e achou uma trepadeira silvestre; e, colhendo dela, encheu a sua capa de colocíntidas; voltou e cortou-as em pedaços, pondo-os na panela, visto que não as conheciam.

Depois, deram de comer aos homens. Enquanto comiam do cozinhado, exclamaram: Morte na panela, ó homem de Deus! E não puderam comer. Porém ele disse: Trazei farinha. Ele a deitou na panela e disse: Tira de comer para o povo.

E já não havia mal nenhum na panela.
Veio um homem de Baal-Salisa e trouxe ao homem de Deus pães das primícias, vinte pães de cevada, e espigas verdes no seu alforje. Disse Eliseu: Dá ao povo para que coma.

Porém seu servo lhe disse: Como hei de eu pôr isto diante de cem homens? Ele tornou a dizer: Dá-o ao povo, para que coma; porque assim diz o SENHOR: Comerão, e sobejará.
Então, lhos pôs diante; comeram, e ainda sobrou, conforme a palavra do SENHOR.”

Qual palavra você tem escutado? Qual é o som que tem dirigido sua vida?

A passagem que acabamos de ler mostra uma situação de crise. O profeta Eliseu, chegando ao acampamento de 100 homens, viu que eles não tinham nada para comer. A situação era de muita miséria.

Então, Eliseu disse: “Coloque a panela no fogo e faça um cozinhado!”.  Em vez de pegar aquilo que eles já tinham – porque achavam que, no futuro, faria falta –, eles saíram procurando e trouxeram qualquer coisa para o profeta.

Sabe, é como algumas pessoas que dizem: “Olha, eu acredito em Deus!”, mas não oram, não têm tempo nem tempo para ler um Salmo por dia, não vão à igreja...

São pessoas relaxadas e que não têm compromisso nenhum com aquilo que acreditam.

Ao colocar os ingredientes na panela, aqueles homens começaram a gritar: “Morte na panela!”.

Sabe, queridos, desta história, podemos tirar grandes lições.

1ª lição: Quando você entrega qualquer coisa para o Senhor, a morte entra na tua panela, porque o que repreende a morte são os dízimos e as ofertas

É o que está escrito em Malaquias 3.10 e 11: “Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida. Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.”.

Entregue um tempo do seu dia a Deus, vá à igreja, experimente orar nem que seja cinco minutos por dia! Você vai ver a diferença que isso pode trazer para sua vida.

Nos seus momentos de oração, ajoelhe-se, desligue-se de tudo a sua volta e abra o seu coração. Como você quer que o Senhor fale com você, se você não O busca?

Experimente ler um Salmo por dia, isso vai iluminar o seu dia, vai te motivar, te edificar e te curar!

Depois que gritaram “Morte na panela!”, Eliseu disse: “Trazei farinha”. Depois de recebê-la, ele a colocou na panela.

Sabe, queridos, depois que aquele oferta foi entregue já não havia nenhum mal naquela panela!

Faça esta experiência, e, na sua casa, vai começar a jorrar bênçãos de Deus. No lugar das brigas, das loucuras, virá um tempo de paz e harmonia. Em vez de cooperar para a destruição, você fará da sua casa um ambiente de louvor.

2ª lição: Quando andamos embaixo da direção de Deus, vem a multiplicação!

Foi o que aconteceu em 2 Reis. Eles estavam precisando de suprimento. Veio, então, um homem de Baal-Salisa e trouxe ao profeta pães das primícias.

Aqueles pães não eram suficientes para alimentar aqueles cem homens, mas, debaixo de uma palavra profética, sobejaram.

É assim que a gente vive multiplicação nos dias de crise: com jejum, oração e buscando a Deus!

Deus tem um plano para sua vida, e Ele vai começar tirando a morte da tua panela. Para Ele, não existem situações irreversíveis.


 Pense nisso!

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

O perdão é o caminho para a liberdade!


Mateus 18: 23 a 35 “Por isso, o reino dos céus é semelhante a um rei que resolveu ajustar contas com os seus servos. E, passando a fazê-lo, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos. Não tendo ele, porém, com que pagar, ordenou o senhor que fosse vendido ele, a mulher, os filhos e tudo quanto possuía e que a dívida fosse paga.

Então, o servo, prostrando-se reverente, rogou: Sê paciente comigo, e tudo te pagarei. E o senhor daquele servo, compadecendo-se, mandou-o embora e perdoou-lhe a dívida. Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem denários; e, agarrando-o, o sufocava, dizendo: Paga-me o que me deves.

Então, o seu conservo, caindo-lhe aos pés, lhe implorava: Sê paciente comigo, e te pagarei. Ele, entretanto, não quis; antes, indo-se, o lançou na prisão, até que saldasse a dívida. Vendo os seus companheiros o que se havia passado, entristeceram-se muito e foram relatar ao seu senhor tudo que acontecera.

Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse: Servo malvado, perdoei-te aquela dívida toda porque me suplicaste; não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu conservo, como também eu me compadeci de ti? 

E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse toda a dívida. Assim também meu Pai celeste vos fará, se do íntimo não perdoardes cada um a seu irmão.”

Saber por que muitas coisas na sua vida não vão para frente? Porque o lugar da bênção está sendo ocupado pelo ódio, pela mágoa e pela falta de perdão.

É muito difícil perdoar quem nos fez mal ou quem prejudicou alguém que amamos. É triste ser vítima de atos de ingratidão e de injustiça.

É triste ver aquele relacionamento que você tanto investiu acabar porque, para aquela pessoa, não é mais conveniente estar ao seu lado.

Eu não sei o que aconteceu com você.  O que eu sei que é que você pode até ter razão para não querer perdoar, mas você precisa ter um motivo maior para sair de tudo isso! Um deles é a sua liberdade!

Talvez, a pessoa que te prejudicou não mereça perdão, mas você merece ficar livre deste tormento. 

Você sabia que a falta de perdão nos deixa nas mãos dos atormentadores?

Na Bíblia, há um exemplo clássico deste tormento. Em Hebreus 12, nós vemos a história de Jacó e Esaú. Eles eram irmãos gêmeos. Esaú nasceu primeiro e teria que, teoricamente, receber o direito de primogenitura, mas Deus havia escolhido Jacó.

Esaú ficou tão descompensado, que não conseguiu usufruir das bênçãos que já havia recebido de Deus, e eram muitas! Ele ficou enlouquecido e tomado pelo ódio!

Ele buscou o lugar do arrependimento, mas não encontrou, porque, no fundo, nunca conseguiu perdoar o irmão.

Sabe, não podemos esquecer de que o trabalho do nosso verdadeiro adversário é matar, roubar, destruir e te amarrar em sentimentos e situações que te impedem de viver o grande do Senhor, são verdadeiras cordas infernais.

Sabe, além da falta de perdão, existem outras situações que nos mantém acorrentados:

1ª) Procurar um culpado em vez de buscar solução!

2ª) Acusações!

Isso ocorre quando não nos sentimos dignos de progredir, por causa dos erros do passado!

Hoje, você vai quebrar estas cordas infernais! Chegou a hora de dar um basta e ser verdadeiramente livre!

Saia desta situação e venha renascer em Cristo. Entregue sua vida a Ele. Ele vai te salvar deste ódio, desta amargura, desta acusação, deste tormento... e te dará um novo caminho.


Pense nisso!

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Onde está Deus?


Salmos 145.14 a 19: “O SENHOR sustém os que vacilam e apruma todos os prostrados. Em ti esperam os olhos de todos, e tu, a seu tempo, lhes dás o alimento. 

Abres a mão e satisfazes de benevolência a todo vivente. Justo é o SENHOR em todos os seus caminhos, benigno em todas as suas obras. 

Perto está o SENHOR de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade. Ele acode à vontade dos que o temem; atende-lhes o clamor e os salva.”

Uma das frases que eu ouço com muita frequência é: ‘Onde está Deus?’. ‘Onde estava Deus,  quando meu filho ficou doente?’, ‘Onde estava Deus, quando minha filha sofreu aquele acidente?’, Onde estava Deus, quando meu marido morreu? Por que Ele permitiu isso?’.

Quando você deixa esses questionamentos invadirem o seu coração com ódio, revolta e mágoa, você  passa a fazer exatamente a vontade de espíritos malignos, que vieram para te roubar e te destruir. Roubar o que? Você acha mesmo que o diabo precisa do seu relógio, do seu carro ou do seu casamento? Não! Ele quer roubar sua relação com Deus!

Ao não se relacionar com Deus e dar lugar à ira, você abre um grande espaço na sua vida para o inimigo agir! Você acaba se tornando uma pessoa amarga, incrédula e zombadora das coisas de Deus!

Você pode ver que as pessoas incrédulas são as mais duras de coração! Geralmente, são materialistas, egoístas e de difícil convivência! Tudo tem um preço, inclusive, elas!

São pessoas desprovidas de esperança! Porque acham que Deus as frustrou! Ou porque, simplesmente, não têm fé!

E o mais paradoxal é que, em todas as situações difíceis, elas atribuem a culpa a Deus!

É até cômico! Elas não buscam a Deus, gritam aos quatro ventos que não acreditam em Deus e, quando passam por um momento de aflição, são as primeiras a culpá-Lo.

Pessoas assim andam de engano em engano.

Salmo 42.7: “Um abismo chama outro abismo, ao fragor das tuas catadupas; todas as tuas ondas e vagas passaram sobre mim.”

Pessoas assim podem ter tudo nada vida, mas continuam incompletas!

Nos piores momentos da nossa vida, a tendência é nos afastarmos de Deus! Isso é um grande erro! É nestes momentos que devemos nos apegar mais a Ele.

Cale esses pensamentos destrutivos! Encerre essa agitação que está abalando seus sentimentos! Cesse este choro!  Depois de acalmar essa tempestade interior, você vai clamar o nome Jesus!

O nome de Jesus tem poder! Invoque com sinceridade, acreditando! Não invoque como se fosse um teste! Invoque para sentir Sua presença!

Não importa onde você esteja! Não importa a sua condição! Se você fizer isso, Ele vai encher o seu interior! Ele vai limpar seus sentimentos e invadir o teu ser com a paz que excede todo o entendimento.

No versículo 19 da passagem que lemos no início do nosso estudo, está escrito: “Ele acode à vontade dos que o temem; atende-lhes o clamor e os salva.”.

Zele pela sua relação com Deus!

Tem um louvor do Marcelo Aguiar que mostra exatamente o sentimento que devemos ter. Vou postar um trechinho:

Se quiser levar tudo o que eu tenho
Pode levar, veio de tuas mãos
Mas deixe-me apenas com o meu coração
Porque foi aonde você pôs a mão
E me curou, e me curou!

Há salvação para aqueles que acreditam! Há salvação para aqueles que buscam ao Senhor! Há salvação para aqueles que meditam na Palavra de Deus e fazem dela sua verdade!

Na Bíblia, há milhares de promessas, mas não está escrito que não passaríamos por aflições! Pelo contrário, está escrito que, em todas elas, devemos ter bom ânimo!

O Senhor vai nos livrar, nos salvar e nos acudir!

No capítulo 145 do livro de Salmos, tem mais uma promessa: “O SENHOR guarda a todos os que o amam!”.

Chegou o dia do desemprego? Não vai te faltar nada, e o Senhor vai abrir uma porta maior!

Chegou o dia da enfermidade? Você terá forças! O Senhor vai fazer com que tudo coopere para o seu bem!

Chegou o dia da pior perda da sua vida? Será um ‘Até breve!’ Não te faltará consolo! Não te faltará a presença de Deus! Ele vai enxugar todas as suas lágrimas e manifestará um novo dia, com novas alegrias!

O Senhor vai te ensinar a viver sem essa pessoa! As lembranças não serão de dor, mas de todos os momentos felizes que você passou com ela!

O Senhor vai fazer raiar no seu coração um novo dia, com novas esperanças, com novas perspectivas... Eu posso falar isso com convicção, porque eu vivo isso! Eu quero repartir com você este consolo!

Haverá bom futuro! Sua esperança no Senhor não será envergonhada!


Pense nisso!

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

#ProntoFalei


Jó 42.7 a 9: “Tendo o SENHOR falado estas palavras a Jó, o SENHOR disse também a Elifaz, o temanita: A minha ira se acendeu contra ti e contra os teus dois amigos; porque não dissestes de mim o que era reto, como o meu servo Jó.

Tomai, pois, sete novilhos e sete carneiros, e ide ao meu servo Jó, e oferecei holocaustos por vós. O meu servo Jó orará por vós; porque dele aceitarei a intercessão, para que eu não vos trate segundo a vossa loucura; porque vós não dissestes de mim o que era reto, como o meu servo Jó.

Então, foram Elifaz, o temanita, e Bildade, o suíta, e Zofar, o naamatita, e fizeram como o SENHOR lhes ordenara; e o SENHOR aceitou a oração de Jó.”

Muitas vezes, você não entende por que o Senhor não atende suas orações, seu choro e o seu clamor. Parece que os ouvidos d´Ele estão atentos para todos, menos para você. Por que isso acontece?

Eu vou responder este questionamento com duas perguntas: Quais palavras você tem escolhido para se comunicar com Deus? Quais palavras você tem usado para definir o seu relacionamento com Ele?

Sabe, querido leitor, na Bíblia, está escrito que de uma mesma fonte não podem jorrar águas doces e águas amargas.

A história de Jó e de seus amigos mostram o quanto o nosso comportamento pode influenciar no nosso relacionamento com Deus. Muitas vezes, os seus comportamentos têm criado um verdadeiro abismo entre você e o Senhor!

Por que as orações dos “amigos” de Jó não eram atendidas? Porque eles eram maledicentes... Achavam-se no direito de julgar o Senhor. Eles só tinham palavras duras e pesadas.

Existem muitas pessoas que são doces, gentis uns amores, mas, em seus momentos de descontrole, colocam tudo a perder. Suas bocas, de uma hora para outra, tornam-se instrumentos letais de destruição.

“Mas, Bispa, eu só falei a verdade!”. Este argumento não justifica tanta agressividade. Não temos o direito de destruir ninguém.

Muitas mulheres me procuram para justificarem seus momentos de loucura: “Bispa, a senhora não entende. Meu marido, simplesmente, não trabalha! Por isso eu falo dessa maneira com ele!”.

Sabe, o que eu respondo: “Veja bem, querida, se você não cooperou com suas palavras. Você o incentivou? Não! Você sempre o julgou, o condenou, o acusou e o humilhou. Você sempre fez questão de mostrar que você é melhor do que ele! Você sabia que nossas palavras têm poder? E que nós nos alimentamos daquilo que nós falamos?”.

Provérbios 18.20 e 21: “Do fruto da boca o coração se farta, do que produzem os lábios se satisfaz. A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto.”

Para que os amigos de Jó não sofressem as consequências das palavras que eles haviam proferido, foi necessário que eles entregassem um sacrifício a Deus.

Na verdade, aquela oferta teria que ser consagrada a Jó, porque ele era digno.

Eu quero, por meio deste texto, mostrar que suas atitudes podem, sim, quebrar o poder daquelas palavras e comportamentos destrutivos.

A atitude de louvar a Deus e de se submeter à Sua vontade vai te libertar deste peso de acusação.

Se você perdeu tudo e acha não há mais motivos para viver, levante-se e entregue sua vida a Jesus Cristo. Levante-se e reassuma sua posição de filho amado, porque é isso que você é!

Deixe o passado definitivamente para trás. Querido leitor, não adianta mais ficar com aquela história: “Deus, o que eu fiz para que tudo isso acontecesse comigo?”.

Mude de oração: “Deus, mostra-me o caminho para que eu possa viver a restituição que o Senhor tem para mim. Deus, mostre-me o caminho para que tudo isso o que aconteceu comigo se transforme em um grande testemunho, para que a minha vida, em vez de mostrar assolações e desgraças, mostre o Deus de amor a quem eu sirvo e a misericórdia que restitui e abençoa!”.

O Senhor, hoje, te fala: “Existe, sim, um caminho! Existe, sim, uma vida além dessa dor!”.  O caminho é Jesus Cristo, que nos torna adoradores de coração limpo e puro. Ele nos leva a ter atitudes que fecham a boca do devorador e que trazem uma verdadeira mudança de sorte para nossas vidas.

Receba esta palavra e levante-se para quebrar esse ciclo de céus fechados, onde as orações não são respondidas. Levante-se para viver um tempo de bênçãos, libertação e restituição, a exemplo do que aconteceu com Jó.

Jó 42.10 a 13: “Mudou o SENHOR a sorte de Jó, quando este orava pelos seus amigos; e o SENHOR deu-lhe o dobro de tudo o que antes possuíra.

Então, vieram a ele todos os seus irmãos, e todas as suas irmãs, e todos quantos dantes o conheceram, e comeram com ele em sua casa, e se condoeram dele, e o consolaram de todo o mal que o SENHOR lhe havia enviado; cada um lhe deu dinheiro e um anel de ouro.

Assim, abençoou o SENHOR o último estado de Jó mais do que o primeiro; porque veio a ter catorze mil ovelhas, seis mil camelos, mil juntas de bois e mil jumentas. Também teve outros sete filhos e três filhas.”


Pense nisso!

12 dicas para uma vida melhor


Hoje, eu gostaria de compartilhar com vocês alguns ensinamentos que eu recebi do Espírito Santo. Tenho certeza de que eles vão edificar sua vida:

1- Seja sempre verdadeiro com Deus, mesmo que suas verdades sejam horrorosas. Faça d’Ele, o seu melhor amigo e a sua solução.



2- Seja uma bênção para você. Não seja seu pior inimigo! Cante o louvor que te faz bem. Ame-se mais. Assim, você será uma bênção também para outras pessoas.



3- Tenha sempre um louvor nos seus lábios, mesmo que seja com gemido de dor, porque Deus habita no meio dos louvores.



4- Confie que o jeito de Deus é o melhor, ainda que você não o entenda! Medite todos os dias em Sua palavra e coloque-a em prática, porque vai dar certo!



5- Nunca compare sua luta com a de ninguém. Cada pessoa tem uma missão aqui na terra.



6- Na guerra, não chore! Ninguém respeita fraqueza!



7- Não seja nem precipitado, nem ansioso, para deixar cair ou recair. Viva intensamente cada dia, mas viva um dia de cada vez.



8- Mantenha sempre seu coração limpo. Desta forma, suas palavras e atitudes sempre vão edificar e abençoar aqueles que estão em sua volta.



9- Seja membro do corpo de Cristo, não seja um assessório. Tua resposta e tua cura estão no altar. Contra a igreja, as portas do inferno não prevalecem.



10- Encha-se do Espírito Santo, porque, n’Ele, há liberdade!



11- Sempre coloque uma pitada de humor em cada coisa. O Espírito Santo nos torna leves.



12- Persevere! Nunca desista das promessas de Deus, mesmo que elas contrariem seus planos.


Pense nisso!