Páginas

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Faça do Salmo 23 a sua verdade!


Salmo 23: O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará. Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso; refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome. 

Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam. 

Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do SENHOR para todo o sempre.

Faça desta palavra a sua verdade!

Entre na presença do Senhor e clame: “Senhor, guia-me! Eu não quero mais ser guiado pelos problemas. Eu não quero mais ser guiado pelos meus traumas. Eu não quero mais ser guiado pelos meus medos. Eu não quero mais ser guiado pelas opiniões dos outros. Eu não quero mais ser guiado pelo vício. Eu não quero mais ser guiado pelas minhas emoções. Eu quero que o Senhor me guie! Mostre-me qual é o melhor caminho a seguir!”.

Eu tenho certeza de que, depois desta oração, o seu dia não será mais o mesmo. O Senhor vai te agasalhar e te conduzir em triunfo.

Eu tenho certeza de que você vai sentir a presença do Espírito Santo. Você terá paz, terá refrigério. Haverá um renovo para a tua vida.

Faça o que está na Palavra de Deus, sem olhar as circunstâncias, e nada te faltará!


Pense nisso!

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Sem fé, é impossível...


Hebreus 11.6: “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam.”

O que Deus me ensinou, ao longo de todos esses anos dedicados ao ministério, é que quem vive milagres não é aquele que precisa, mas aquele crê!

Muitas vezes, nós questionamos: “Fulana recebeu tantos milagres, mas aquele que está em uma condição muito pior não recebe nada! Isso é injusto! Por que isso acontece?”.

Isso acontece, porque o outro não quer depender de Deus ou, simplesmente, rejeita as oportunidades que o Senhor entrega! Quer viver milagres, mas não quer ter relacionamento com o Deus do milagre! Isso não existe! Um depende do outro! Alias, eu não sirvo a Deus pelo que Ele pode me dar, mas pelo o que Ele é! Não é uma relação de troca, é uma relação de amor!

Voltando ao assunto... Eu aprendi que o milagre vem através da transformação que a fé já produziu em nossas vidas.

Tem gente que faz tanta loucura por causa das drogas ou por causa de um relacionamento, e, no final, acabam destruídos.

Assim como tantas escolhas, a fé também traz consequências! A diferença é que ela só traz coisas boas: livramento, paz, domínio próprio, milagre, além do conselho e consolo do Espírito Santo.

Quando fazemos um voto, jejuamos, louvamos, oramos e nos consagramos, estabelecemos uma aliança com Deus! Aliança envolve reciprocidade, envolve entrega e envolve a relação de algo que os dois têm em comum. É algo que precisamos renovar – assim como ocorre nos nossos relacionamentos. Nós temos que, constantemente, renovar nossa aliança de amor (com nosso esposo, esposa, namorado, namorado...), através de atitudes, palavras, trabalho, doação... É dessa forma que nós mantemos uma aliança!

Sabe, sem fé, é impossível agradar a Deus. A fé nos liga ao Senhor. A fé envolve atitudes. Muitas vezes, precisamos passar por cima do nosso ego, dos nossos achismos, dos nossos traumas... Mas vale a pena!

A fé nos transforma! A partir do momento em que você crê, suas reações mudam! É muito fácil distinguir quem tem fé e quem não tem! É só você reparar nas atitudes dos incrédulos!

As pessoas incrédulas são críticas, amargas, invejosas... não podem ver ninguém de bem com a vida... Se você fala que vai mandar um currículo, ela já vem com aquele discurso derrotista de que o mundo está em crise, de que você não tem capacidade ou a formação necessária! Elas não sabem que a última palavra é do Senhor!

Quando alguém vem com aquele papo de que eu sou trouxa por acreditar, eu, simplesmente respondo: “É melhor ser assim do que ser um incrédulo! Do que ser alguém que está morto por dentro!”.

O incrédulo só serve para tirar sua alegria e zombar das coisas de Deus! Mas sabe de uma coisa? Quem não respeita sua fé não te respeita!

Os grandes filósofos incrédulos, mesmo com seu conhecimento e grandes descobertas, não eram pessoas completas! Muitos, inclusive, tiraram suas próprias vidas!

Por outro lado, grandes homens e mulheres, que acreditaram e foram até as últimas consequências, viveram o impossível! A prova disso está na Bíblia! Gigantes foram derrubados, mulheres estéreis deram à luz, o cego começou a enxergar, relacionamentos foram restaurados, pessoas ressuscitaram... A fé em Deus nos faz vencer o mundo! A fé é a nossa linha direta com Deus!

Cuidado com quem você tem depositado sua fé! Fé em coisas erradas é altamente destrutivo. Tem gente que acredita, piamente, que pode ganhar algo mentindo! Talvez, até ganhe, mas será um ganho de morte.

Existem mulheres que acreditam, piamente, que só podem ser realizadas emocionalmente se estiverem com o marido da outra! Acha que, ao destruir o casamento, entrarão na rota do “felizes para sempre!”.

Elas até podem conseguir roubar o marido da outra, mas será uma relação de desgraça para a vida de todos!

Por outro lado, a fé em Deus nos faz vencer o mundo. Isso só acontece, quando decidimos viver na maneira que Ele terminou, quando decidimos enfrentar as situações da maneira que Ele nos ensinou...

Como eu enfrento uma enfermidade? Chamando uma autoridade espiritual para orar,  buscando a cura! Fazer o que for possível. Se você prestar atenção nos milagres que Jesus realizou, certamente, perceberá que a maioria das pessoas ia ao encontro d’Ele. O cego foi atrás de Jesus, o coxo foi atrás de Jesus, os leprosos faziam de tudo para se aproximarem de Jesus. Quem foi atrás de Jesus foi curado! Quem procura acha!

Como nós devemos procurar? Através da oração, através do jejum, através do clamor, através do louvor... Dessa forma, nós quebramos as resistências, e as portas se abrem.

O que nos faz viver um milagre não é nossa necessidade, nosso choro ou nossa loucura, mas a nossa fé!


Pense nisso!

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Foi bom esperar!


Gênesis 15. 1 a 6: “Depois destes acontecimentos, veio a palavra do SENHOR a Abrão, numa visão, e disse: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, e teu galardão será sobremodo grande. Respondeu Abrão: SENHOR Deus, que me haverás de dar, se continuo sem filhos e o herdeiro da minha casa é o damasceno Eliézer? 

Disse mais Abrão: A mim não me concedeste descendência, e um servo nascido na minha casa será o meu herdeiro.

A isto respondeu logo o SENHOR, dizendo: Não será esse o teu herdeiro; mas aquele que será gerado de ti será o teu herdeiro. Então, conduziu-o até fora e disse: Olha para os céus e conta as estrelas, se é que o podes. E lhe disse: Será assim a tua posteridade. Ele creu no SENHOR, e isso lhe foi imputado para justiça.”

Eu sempre tenho o costume de falar sobre o poder da ressurreição, mas, desta vez, eu quero destacar a história de Abraão, também conhecido com “pai da fé”.

A sepultura de Abraão era sua própria casa. Ali, até então, estava enterrado o maior sonho dele: ter um filho com Sara, seu grande amor.

Por que Abraão pode ser considerado um exemplo de fé? Porque ele deu ouvidos a um Deus que ele não conhecia. Ele deu ouvidos ao Deus que os pais dele não serviam.

Para todos, poderia ser uma loucura, mas Abraão tinha convicção de que, mesmo estéril, Sara poderia dar a ele um filho.

Os anos passaram, e Deus continua reafirmando sua promessa... E Sara? Continuava estéril. Cada dia, humanamente falando, eles estavam mais distantes de realizar seu maior sonho. Eles já estavam avançados de idade. 

O desespero, então, bateu à porta: “E se Deus não me der um filho de Sara? A cada dia, vou ficando sem forças. Estou envelhecendo. Daqui a pouco, eu posso ficar infértil. E se Deus não realizar a promessa?”.

O Senhor disse a ele: “Não temas”. Abraão creu, e isso lhe foi imputado por justiça.

O Senhor é o nosso escudo. A recompensa pela sua perseverança virá!

Não conte mais seus problemas, conte as estrelas do céu. Saia desta sepultura e olhe para o alto. Olhe para a grandiosidade do teu Deus!

Assim como Abraão, creia! Tire os "e se" do seu vocabulário! Abraão, querido internauta, não só teve um filho, como foi pai de nações!

Eu não sei qual obra o Senhor realizará na sua vida. Mas eu tenho certeza de que será no tempo certo e do jeito certo! As promessas d´Ele não podem falhar. 

Vale a pena, sim, esperar no Senhor.


Pense nisso!

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

O céu não está em crise


Estamos enfrentando uma fase econômica muito difícil em nosso país! São dias de crise, de falta de esperança e de más notícias. Mas, historicamente, o povo de Deus vive a diferença! O Senhor nos levantou para sermos luz do mundo! O Senhor nos levantou para mostrar que existe diferença entre aqueles que servem e aqueles que não servem a Deus.

Precisamos entender que o mundo pode estar em crise, mas o céu não está. É de lá que vem o nosso socorro!

Hoje, eu quero mostrar o quanto nossas atitudes podem cooperar ou dificultar no cumprimento do plano do Senhor:

Quero te convidar a meditar comigo em 2 Crônicas 16.7 e 8 “Naquele tempo, veio Hanani a Asa, rei de Judá, e lhe disse: Porquanto confiaste no rei da Síria e não confiaste no SENHOR, teu Deus, o exército do rei da Síria escapou das tuas mãos. 

Acaso, não foram os etíopes e os líbios grande exército, com muitíssimos carros e cavaleiros? Porém, tendo tu confiado no SENHOR, ele os entregou nas tuas mãos.”

Asa era filho de um rei que vivia com medo de ser atacado. Seu exército era pequeno e fraco! Para preservar seu povo, ele decidiu, então, fazer aliança com os inimigos! Mas, infelizmente, fez o pior negócio. A Casa de Deus ficou destruída, e o povo não tinha mais ofertas para entregar ao Senhor! Tudo o que eles produziam era saqueado por estrangeiros!

Mesmo que a nossa realidade seja diferente, nós passamos por situações similares! Vou dar um exemplo! Quando você usa o cheque especial, qual é a taxa de juros? Em torno de 10%! Equivale ao dízimo que é do Senhor! Você não tem para entregar o dízimo, mas tem para o banco!

 Voltando à história...

Aquele reino vivia de guerra em guerra! Quando Asa assumiu, decidiu fazer tudo diferente: “Não vamos mais alimentar o inimigo! Vamos restaurar a Casa de Deus! Vamos tirar os outros deuses! Vamos entregar o que é de Deus para Deus!”.

Sabe o que aconteceu? O povo voltou a prestar cultos ao Senhor, começou a ofertar, entregar os dízimos...

Deus os prosperou e lhes concedeu um período de paz! Eles chegaram a vencer exércitos imensos! Tiveram vitória contra os líbios, contra os etíopes...

Sabe, nós precisamos entender que a nossa vitória também está ligada à nossa perseverança e, acima de tudo à nossa fé. 

Existem pessoas que se afastam de Deus em momentos de extrema crise e em momentos de extrema prosperidade! Isso é muito perigoso! Nós não podemos esquecer o que o Senhor já fez por nós! 

A arrogância e a ingratidão nos tornam presa fácil nas mãos do inimigo! Nós não podemos esquecer que a nossa vitória está mais condicionada à nossa postura no mundo espiritual do que pela força do nosso braço! E, acima de tudo, precisamos ter uma relação de amor com Deus, não de troca!

Depois de dez anos, o povo esqueceu os momentos de paz! A fé esfriou! O que aconteceu? Um reino se levantou e montou uma fortaleza ao redor do império de Asa. Ninguém podia entrar, e ninguém podia sair de Judá! Ou seja, eles não podiam importar e exportar nada! A fonte de abastecimento secou! Foi uma das piores crises econômicas que aquele povo já enfrentou!

Em vez de buscarem a Deus e fazerem votos no altar, eles cometeram abominações! Pegaram os tesouros que estavam na Casa do Senhor e fizeram uma aliança com o povo inimigo. Asa preferiu trilhar o mesmo caminho que o pai!

O profeta Hanani o alertou sobre as consequências de suas escolhas: “Essa vitória escapou da sua mão, porque em vez de honrar sua aliança com Deus, você fez aliança com os inimigos! Daqui para frente, você só vai viver guerras!”. E foi exatamente isso o que aconteceu!

Em nome de Jesus, restaure o seu altar com o Senhor! Sabe quando você vai começar a viver vitória em sua vida financeira? Quando você colocar Deus em primeiro lugar!

Quando a gente honra Deus em primeiro lugar, as vitórias não escapam de nossas mãos!  Vem aquela loucura, mas o Senhor vai dando o livramento, vai abrindo portas e vai librando o que estava retido!

Através da sua vida, o Senhor, que é dono de todo o ouro e toda a prata, vai mostrar a diferença! 

Lembres-se: Deus abençoa os retos, os íntegros e os fiéis da terra!

Pense nisso!

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Desde quando isso é amizade?


A palavra que eu quero repartir com vocês hoje está em 2 Samuel 13. Esta mensagem mostra como uma amizade pode terminar em uma grande tragédia.

Amnon era um dos filhos de Davi. Ele se apaixonou perdidamente por Tamar, sua irmã por parte de pai. Os dois também eram irmãos de Absalão, primeiro filho de Davi.

2 Samuel 13.2: “Angustiou-se Amnon por Tamar, sua irmã, a ponto de adoecer, pois, sendo ela virgem, parecia-lhe impossível fazer-lhe coisa alguma”

Amnon tinha um amigo chamado Jonadabe. Este homem, que também era irmão de Davi, o aconselhou a se fingir de doente e pedir para que Tamar lhe fizesse algo para comer. O plano era trazer a moça para o quarto de Amnon, para que este abusasse dela.  

Tamar, sem ao menos desconfiar das intenções do irmão, caiu na armadilha e foi violentada. Depois que Amnon fez tudo o que queria, sentiu nojo dela e a expulsou.  

2 Samuel 13.11 a 15: “Quando lhos oferecia para que comesse, pegou-a e disse-lhe: Vem, deita-te comigo, minha irmã. Porém ela lhe disse: Não, meu irmão, não me forces, porque não se faz assim em Israel; não faças tal loucura. Porque, aonde iria eu com a minha vergonha? E tu serias como um dos loucos de Israel. Agora, pois, peço-te que fales ao rei, porque não me negará a ti. 

Porém ele não quis dar ouvidos ao que ela lhe dizia; antes, sendo mais forte do que ela, forçou-a e se deitou com ela. Depois, Amnon sentiu por ela grande aversão, e maior era a aversão que sentiu por ela que o amor que ele lhe votara. Disse-lhe Amnon: Levanta-te, vai-te embora.”

Depois deste ato de violência tão terrível, que foi fruto do conselho de um “amigo”, uma grande guerra começou na casa de Davi – inclusive, esta foi a única guerra que Davi não venceu.

Tome cuidado com aqueles que você elege como amigos! Tome cuidado com os conselhos que você está seguindo! Amigo de verdade não te leva a destruir sua família, seu trabalho, seu ministério, seus estudos...

Quem é seu amigo tem que ser amigo da sua família também, tem que ser amigo do seu casamento também, tem que ser amigo do seu trabalho também e tem que ser amigo do seu Deus também, porque ele reconhece o bem que o Senhor te faz.

Quem é amigo de verdade não destrói, não mata, não rouba e não desperta de você o pior! Amigo de verdade não te incentiva a praticar o mal, mas te incentiva a fazer o que é certo, independente do fato de você concordar ou não.

Aquela situação desestruturou completamente uma família inteira. Aquele péssimo conselho não terminou só no abuso de Tamar, mas em morte. Amnon foi morto pelo seu próprio irmão, Absalão. 

E eu pergunto: Desde quando isso é amizade? Como você pode chamar de amigo aquele que prejudica sua família, ou que te leva a fazer isso?

Como você chama de amigo aquele que te incentiva a ferir as pessoas que merecem o seu melhor?

Como você pode chamar de amigo aquele que faz de tudo para você sair da igreja, onde sua vida foi restaurada?

Como você pode chamar de amigo aquele que te incentiva a trair sua esposa?

Como você pode chamar de amigo aquele que banca o seu vício?

Como você pode chamar de amigo aquele que te incentiva a mentir para seus pais?

Sabe qual deve ser o seu termômetro? O Salmo 1, que diz: “Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.

Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido. Os ímpios não são assim; são, porém, como a palha que o vento dispersa. Por isso, os perversos não prevalecerão no juízo, nem os pecadores, na congregação dos justos. Pois o SENHOR conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios perecerá.”

Será que o seu coração e as suas carências não estão te enganando? O que essa amizade te traz de bom? Diversão? Mas o preço é muito alto!

Quando semeamos no lugar erro

Outro erro muito comum é separamos o nosso melhor para aqueles que só querem nos ver mal! Este foi o caso de Tamar. Ela estava apenas querendo agradar e servir seu irmão. Existem pessoas que são assim: em nome de uma falsa amizade, tiram tudo de nós, e, depois, desaparecem, nos descartam.

Amizades verdadeiras

Amizade, sem amor, não é amizade! E o amor? O amor constrói, edifica, consola, corrige o que está errado, se entrega, paga um preço, não se alegra com a destruição, promove a reconciliação, ou seja, nos torna melhores e mais felizes!


Pense nisso!

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Pequenas concessões, grandes derrotas!


Provérbios 16.18: “A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda."

Para você se levantar, você precisa, em primeiro lugar, parar de cair. Precisa parar de tomar atitudes que te deixam envergonhado, prostrado e arrebentado. 

Para sair desse abismo, você precisa identificar o que te fez escorregar, o que te atingiu, o que te fez tropeçar, para você não cair mais nessa cilada.

Em qual momento o homem começou a cair? Quando Eva deu ouvidos à serpente, encheu seu coração de soberba e cedeu às suas provocações: “Olha, eu sou Eva, criada à imagem e semelhança de Deus. Se essa serpente pode, eu também posso!”.

Nessa arrogância, nessa soberba e nesse medo de ficar por baixo, Eva colocou tudo a perder.

O erro, muitas vezes, começa quando nos sentimentos pressionados. Quantas vezes, por medo de falar a verdade, por medo da verdade te deixar para baixo, por medo de ser exposto, por medo de perder uma amizade, por medo de perder uma posição no trabalho, por medo de criar um mal estar, você resolveu mentir?

Existem pessoas que defendem esse tipo de atitude e vêm com aquele papo: “Uma vez só não tem problema! Um pouquinho só não faz mal. Ninguém vai perceber!”.

Para mim, um pouquinho só já faz um grande estrago!

Eu vou dar um exemplo da minha vida. Como uma boa filha de mineira, eu amo doces caseiros. Existem doces que eu não consigo só ficar no primeiro pedaço. Só de sentir o gosto, já dá vontade de comer mais, mais, mais e mais... então, é melhor nem provar.

Voltando à ministração...

Deus havia colocado aquela árvore no paraíso como um lembrete: “Se vocês mantiverem a aliança comigo, em obediência e fidelidade, tudo o que eu entreguei para vocês não será roubado. Aqui, no paraíso, vocês estão seguros! Aqui, vocês sempre terão acesso a mim!”.

O homem não foi criado para ser cheio do mal, mas para ser cheio da presença de Deus.  

Alimentar-se do mal é sempre algo destrutivo. Ainda que você arquitete um plano maligno contra alguém, um plano infalível, o maior prejudicado será você. E, no final das contas, você fica atormentado, porque não foi criado para agir assim.

Quando você decide não depender mais de Deus, quando você não busca mais ser fiel a Ele e quando você decide ser o senhor da sua vida, você fica entregue à própria sorte. Mas, quando você crucifica seus desejos, crucifica o que faz bem para sua carne em favor da sua relação com Deus, você fica protegido de todo o mal, a fé passa a te garantir!

Cada vez que eu obedeço Deus, mesmo contra minha vontade, Ele ouve minha oração, me guarda, me abençoa, me levanta e me deixa firme!

Recapitulando...

Se você quer ser liberto do que te faz cair, você precisa identificar a origem deste mal. Talvez, seja um sentimento, uma provocação ou, até mesmo, pequenas concessões que você abre: “Vou comemorar minha promoção com um trago, com um copinho de cerveja! Vai ser só dessa vez! Não preciso ser radical!”. Não se engane! Os vícios sempre começam com um trago ou com um copinho de cerveja, que a pessoa consome socialmente! Não entre nessa roubada!

Na Palavra, está escrito que temos que fugir da aparência do mal. Se Eva tivesse falado para a serpente: “Eu vou continuar fiel a Deus, ainda que eu não entenda! Eu vou obedecer em favor daquele que me criou! Antes, eu era pó! Eu não era nada! Ele me deu vida, me deu casa, me deu uma família... Não posso abrir mão de tudo isso! Não vou me alimentar desse fruto! Eu não preciso disso!”, a nossa realidade seria outra!

Se ela tivesse agido da maneira correta, ela seria conhecida como uma mulher de aliança! Se ela tivesse pensado diferente, o destino da humanidade seria outro!

Às vezes, você sente tanta pena de si, que se acha no direito de errar, de ser uma pessoa revoltada, triste, amargurada... Mas sabe de uma coisa? Você não tem esse direito! A vida é um dom de Deus!

Nós podemos estocar tudo: roupa, sapatos, comida, água... Mas não há estoque de vida! Vida é uma só e ponto! Busque viver da melhor maneira possível! Busque ser cheio do Espírito Santo! Levante-se, não caia mais no papo da serpente!

Tudo o que você precisa vem de Deus e está em Deus. Sujeite-se a Ele para sua vida ser restaurada. 

Pense nisso!

terça-feira, 21 de novembro de 2017

O perdão é o caminho para a liberdade!


Mateus 18: 23 a 35 “Por isso, o reino dos céus é semelhante a um rei que resolveu ajustar contas com os seus servos. E, passando a fazê-lo, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos. Não tendo ele, porém, com que pagar, ordenou o senhor que fosse vendido ele, a mulher, os filhos e tudo quanto possuía e que a dívida fosse paga.

Então, o servo, prostrando-se reverente, rogou: Sê paciente comigo, e tudo te pagarei. E o senhor daquele servo, compadecendo-se, mandou-o embora e perdoou-lhe a dívida. Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem denários; e, agarrando-o, o sufocava, dizendo: Paga-me o que me deves.

Então, o seu conservo, caindo-lhe aos pés, lhe implorava: Sê paciente comigo, e te pagarei. Ele, entretanto, não quis; antes, indo-se, o lançou na prisão, até que saldasse a dívida. Vendo os seus companheiros o que se havia passado, entristeceram-se muito e foram relatar ao seu senhor tudo que acontecera.

Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse: Servo malvado, perdoei-te aquela dívida toda porque me suplicaste; não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu conservo, como também eu me compadeci de ti? 

E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse toda a dívida. Assim também meu Pai celeste vos fará, se do íntimo não perdoardes cada um a seu irmão.”

Saber por que muitas coisas na sua vida não vão para frente? Porque o lugar da bênção está sendo ocupado pelo ódio, pela mágoa e pela falta de perdão.

É muito difícil perdoar quem nos fez mal ou quem prejudicou alguém que amamos. É triste ser vítima de atos de ingratidão e de injustiça.

É triste ver aquele relacionamento que você tanto investiu acabar porque, para aquela pessoa, não é mais conveniente estar ao seu lado.

Eu não sei o que aconteceu com você.  O que eu sei que é que você pode até ter razão para não querer perdoar, mas você precisa ter um motivo maior para sair de tudo isso! Um deles é a sua liberdade!

Talvez, a pessoa que te prejudicou não mereça perdão, mas você merece ficar livre deste tormento. 

Você sabia que a falta de perdão nos deixa nas mãos dos atormentadores?

Na Bíblia, há um exemplo clássico deste tormento. Em Hebreus 12, nós vemos a história de Jacó e Esaú. Eles eram irmãos gêmeos. Esaú nasceu primeiro e teria que, teoricamente, receber o direito de primogenitura, mas Deus havia escolhido Jacó.

Esaú ficou tão descompensado, que não conseguiu usufruir das bênçãos que já havia recebido de Deus, e eram muitas! Ele ficou enlouquecido e tomado pelo ódio!

Ele buscou o lugar do arrependimento, mas não encontrou, porque, no fundo, nunca conseguiu perdoar o irmão.

Sabe, não podemos esquecer de que o trabalho do nosso verdadeiro adversário é matar, roubar, destruir e te amarrar em sentimentos e situações que te impedem de viver o grande do Senhor, são verdadeiras cordas infernais.

Sabe, além da falta de perdão, existem outras situações que nos mantém acorrentados:

1ª) Procurar um culpado em vez de buscar solução!

2ª) Acusações!

Isso ocorre quando não nos sentimos dignos de progredir, por causa dos erros do passado!

Hoje, você vai quebrar estas cordas infernais! Chegou a hora de dar um basta e ser verdadeiramente livre!

Saia desta situação e venha renascer em Cristo. Entregue sua vida a Ele. Ele vai te salvar deste ódio, desta amargura, desta acusação, deste tormento... e te dará um novo caminho.


Pense nisso!

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Como você quer ser lembrado?


Querido internauta, hoje, eu tenho uma palavra muito especial para você! Não sei se você está no trabalho ou em casa, mas separe este tempo para refletir na Palavra de Deus!

O Pensamento do Dia de hoje está no livro de Salmo 90.12 “Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos um coração sábio.”.

Sabe, eu tenho uma história com essa passagem. Ela está na música “Ensina-me” do Renascer Praise 6. Eu já falei sobre isso em outros Pensamentos, mas, hoje, vou colocar um trecho da letra para vocês. É uma linda oração:

Ensina-me a entregar os meus caminhos,
em tuas fortes mãos e simplesmente nelas descansar.
Ensina-me que o teu amor, teu amor Senhor
nunca falhará, insistirá em me fazer feliz.

E se eu cair, não resistir
e até desanimado me prostrar.
Sentirei teu braço forte, ouvirei tua voz de amor.
Teu Espírito me faz ressuscitar.

Ensina-me que tudo coopera para o meu bem,

Ensina-me, ensina-me,
ensina-me a viver. 

Certo dia, eu disse para uma pessoa: “Eu não sei o que você está fazendo da tua vida, mas eu sei o que eu fiz da minha! Eu sei para onde eu a dirigi e a quem eu busquei! Por isso, nós temos forças para ficar em pé!”.

Existem pessoas que estão enterrando suas vidas em uma torre de depressão. Como também existem pessoas que usam suas vidas como um instrumento de destruição, e fazem isso tanto pelo prazer, quanto pelo dinheiro.

Sabe quem fez isso? Judas! Judas fez da vida dele a cruz de Jesus Cristo! Ganhou dinheiro, apareceu, ficou famoso e é conhecido até hoje como o traidor, como um suicida! O que você está fazendo com a vida que Deus te deu? Como você quer ser reconhecido?

As justificativas não anulam os erros...

Muitas pessoas vêm com um milhão de justificativas para continuar errando.  "Estou vendo que está errado, mas eu não abro mão!”, “Não, eu prefiro viver uma mentira, ser uma amante, ser a pessoa que está destruindo uma família, do que aguardar em Deus e buscar um casamento!”, “Ah, eu faço isso, porque isso me dá uma boa condição financeira!”.

Você está bastante enganado! Olha o que você está fazendo! É isso que vai ser o teu futuro! O teu futuro começa aqui, hoje, porque de Deus ninguém zomba. Aquilo que o homem semear, ele vai colher!

O que você está fazendo com o teu filho? Isso é jeito de falar? O que você está fazendo no dia da luta? Está procurando um culpado? Olha, têm duas coisas que te fazem superar a luta. A primeira é lutar! Luta, a gente só vence lutando! A gente não vence luta reclamando! A gente não vence luta chorando! A gente não vence luta, sofrendo! A gente não vence luta, blasfemando! Agente não vence, achando culpado! Pense nos propósitos que o Senhor tem.

Em vez de se entregar à amargura, ao ódio, sair atrás de culpado, corra atrás da solução! Sabe qual é o segundo posicionamento que você deve tomar? Apague-se ao Senhor. Peça para Deus te ensinar a viver o dia de hoje!

Sabe quem é Jesus? Jesus é aquele que está descrito em Isaías:  Ele é conselheiro, maravilhoso, pai da eternidade e o príncipe da paz! Ore! Peça para Ele te aconselhar hoje!

Clame: “Jesus, eu não vou me conformar com isso. Ainda que eu tenha tentado dez vezes, eu vou persistir, porque na Tua Palavra fala que Espírito Santo está sobre nós para nos ensinar!”.

Em Tiago 1: 5 está escrito: “Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida.”.

A origem do erro... 

Sabe por que está dando errado? Porque você não quer aprender com a situação! Quer sair achando culpado para tudo quanto é lado! Deus não nos prova além do que podemos suportar, mas, antes com a provação, vem o escape! Seja conhecido por ser uma bênção para as outras pessoas e não por ser um peso, um fardo, uma loucura, uma acusação! Você pode ser melhor que isso!

Você pode se perguntar hoje: “Mas como serei uma bênção, se estou desempregado?”. Ah! Querido! O teu posicionamento e a tua fé no Senhor vão te dar graça! Você é mais do que o dinheiro! Deus vai te honrar e vai te abrir uma porta! A tua disposição de levantar, de ir atrás, de acreditar... vai trazer milagres para a tua vida. No dia da tua dor, seja uma bênção! Tem gente que quando sente dor perde até a educação. Peça para Deus te ensinar a passar pela dor da melhor maneira possível! 

Bons aliados, em dias de guerra...

Tem gente que só porque está sendo caluniado e perseguido, desconta tudo na família. Quer abrir mão de tudo. Faça da tua vida, um hino de louvor a Deus! Peça para Deus te ensinar a viver! Na Palavra de Deus, está escrito que aqueles que se humilham diante de Deus serão exaltados. Peça para Deus te ensinar a organizar seus sentimentos e pensamentos.

Deus vai abrir uma porta para você e vai te mostrar o caminho na tempestade, vai te dar inteligência e você vai ser conhecido como um servo d´Ele. Os filhos de Deus nós reconhecemos no dia da luta. Nos momentos de adversidade, nossos valores são reconhecidos. Cuidado com aquilo que você está manifestando no dia da guerra. Chiliques e loucuras não vão resolver seus problemas, pelo contrário, só vão afastar as pessoas que podem te ajudar.

Desta situação, não ficará nenhum trauma, nenhuma sequela. Deus está permitindo que você passe por isso, para você ser um grande testemunho aqui na terra e ser reconhecido pelas vitórias que o Senhor te dará.

 Deus vai te ensinar a contar todos os dias para que você tenha um coração sábio! 

Pense nisso!

terça-feira, 14 de novembro de 2017

O que eu faço com toda essa ansiedade?


Mateus 6.25 a 34: “Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes?

Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?

Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida? E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam.

Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé?

Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.”

Não tem como ter uma fé perseverante sendo ansioso! A ansiedade traz inquietação. Quando uma pessoa está inquieta, nada está bom, nada a satisfaz. Ela chega até a ficar agressiva, descontrolada, ou seja, torna-se uma presa fácil, nas mãos do inimigo.

Uma das leis de guerra mais conhecidas entre os leões nos deixa uma verdadeira lição. Vou explicar como funciona! No período da noite, o leão dá um rugido tão forte, que chega a causar ataque do coração nos outros animais. Os animaizinhos menores ficam assustados, com aquele barulho, que chega até a trepidar o chão. Eles saem de suas tocas, mas mal imaginam que as leoas estão à sua espera, em uma posição estratégica para devorá-los.

Aquele desespero, aquele medo e aquela ansiedade os fazem perder a noção do ataque. O desejo de fugir os levou para a morte! Da mesma forma acontece conosco! Em Provérbios 19.2, está escrito: Não é bom proceder sem refletir, e peca quem é precipitado”.

Existem pessoas que preferem se entregar à depressão, em vez de dar um passo de fé. Preferem mergulhar no próprio choro, a mergulhar nas águas curadoras de Jesus Cristo.

Existem pessoas que perdem oportunidades de emprego por causa da ansiedade. Já começam a se desesperar, na entrevista, principalmente, quando ficam sabendo da jornada de trabalho e das exigências. Em vez de ficarem felizes, já estão pensando no estresse e no cansaço que vão sentir! Calma, você nem começou ainda! O mesmo Deus que abriu essa porta vai renovar suas forças.

A ansiedade impede que a gente viva o hoje e não nos ajuda a viver o amanhã.

Quem é ansioso não consegue perseverar, não consegue ter paz e é inconstante em todas as coisas. Dá um passo pra frente e dois para traz!

A ansiedade é um espirito demoníaco que nos impede de crer em Deus. É um espírito aprisionador e paralisador.

Algumas pessoas, por ansiedade, comem tudo o que veem pela frente, e acabam com a aparência e a saúde prejudicadas. E o problema? Continua onde está. Só que, agora, em vez de um, você acumula vários outros problemas: baixa autoestima, hipertensão, problemas de pele, indisposição...

Já outras, por ansiedade, estouram o cartão de crédito, com roupas e sapatos que nunca vão usar.

Existem muitas que, pela ansiedade, não comem nada! Essa obsessão de ficar magra, da noite para o dia, está prejudicando o seu desempenho, o seu humor e sua saúde. O que adianta ser magra, sem saúde?

Se você sofre de ansiedade, eu quero te deixar um conselho: Descanse no Senhor!

Salmo 37: 5 “Entrega o teu caminho ao SENHOR, confia nele, e o mais ele fará.”

Quando a ansiedade vier, como uma onda para te afogar – como aqueles caldos que a gente leva na praia que nos deixa atordoados, sem ar – você vai lançá-la ao Senhor!

Todas as situações que têm te abatido e te preocupado, você vai colocar diante de Deus, em oração, e vai pedir sabedoria, forças e paz, para lidar com todas elas.

Lembre-se: se você quer viver promessas, é necessário perseverar! Cheio de ansiedade, você não chegará a lugar algum!

 Lance sobre Ele toda a ansiedade, peça para o Senhor renovar suas forças e siga em frente, sem medo de ser feliz!



Pense nisso!

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Os olhos são a lâmpada da alma

Mateus 6.22 e 23: “São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. 

Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão!”.

A maneira como você enxerga cada situação pode te trazer vida, luz e alegria ou morte, escuridão e tristeza.

Talvez, você esteja enxergando sua família com as “lentes” do ódio, da raiva, do medo ou, quem sabe, de um trauma. Talvez, você esteja enxergando seu emprego da perspectiva do medo, da insegurança ou da falta de reconhecimento.

Cuidado para não cometer injustiças!

Eu adoro ler. Mas existe um livro, em especial, que, para mim, deixou uma mensagem muito forte. Eu vou tentar repartir um pouco da história com vocês:

O autor estava dentro de um metrô colocando suas leituras em dia quando, de repente, entra um pai com seus dois filhos dentro do vagão que ele estava. Os meninos, simplesmente, começaram a tropeçar nas pessoas e a bagunçar, uma verdadeira loucura! 

O pai, ao ver os filhos se batendo e destruindo tudo, simplesmente, ficou anestesiado, e agiu como se nada estivesse acontecendo.

Como paciência tem limite, o autor desse livro decidiu dar um basta naquela falta de respeito e, em tom de bronca, disse para o pai da crianças: “Que tipo de pai é você? Você não está vendo o que seus filhos estão aprontando? Você, simplesmente, vai ficar aí parado só olhando? Que absurdo!”.

O pai, em um tom sereno, respondeu: “O senhor me desculpe. O senhor está certo!”. Na sequência, ele chamou os filhos para perto e disse: “Sabe o que é? Nós acabamos de sair do enterro da minha esposa. Eles perderam a mãe. E eu, sinceramente, não estou sabendo lidar com esta situação. Eu acho que eles também não!”.

O autor do livro ficou totalmente desconcertado e pensou consigo mesmo: “Nossa! Meu Deus! O que eu fiz? Na minha cabeça, antes mesmo de falar com aquele homem, eu o havia xingado de tudo quanto é nome, achando que era um desqualificado. Que vergonha! Todo mundo viu o quanto eu fui precipitado.”.

Quantas vezes não agimos da mesma forma? Talvez, você esteja julgando seus pais, seus filhos, sua esposa, seu marido de maneira equivocada. Para cada atitude tomada, existe um motivo e uma motivação! Por trás de uma atitude, pode existir um trauma, um complexo ou o reflexo de uma perda.

Por trás de uma atitude, pode existir uma memória de dor. Você sabia que existem situações que ativam as nossas memórias de dor?

Eu conheço uma moça que não pode chegar perto de fósforo porque ela morava perto de um cemitério. Aquele cheiro remetia a ela morte, choro e desespero.

Sabe, aquela colega de trabalho insuportável? Talvez, ela tenha essas atitudes inadequadas porque existe uma área na vida dela que ainda não foi tratada. Talvez, o ambiente ative nela muitas memórias de dor.

Crueldade

Eu estive pensando e cheguei à conclusão de que a gente costuma ser muito mais cruel com aqueles que, se a gente perder, vai doer demais. O problema é acharmos que, por termos afeto garantido, podemos, simplesmente, agir de qualquer jeito.

Ser mais cruel com os de casa, com os da nossa família, é muito comum. Mas é um grande erro! Devemos valorizar mais as pessoas que fazem parte da nossa vida, antes que seja tarde. E, claro, devemos tratar todos ao nosso redor com respeito e como gostaríamos de ser tratados.

Enxergue com as lentes do amor!

Os olhos são a lâmpada do corpo. Em vez de brigar, julgar, despejar as suas frustrações, procure enxergar as pessoas a sua volta como Deus as enxergaria. Enxergue com amor e misericórdia! Peça sabedoria para você ser justo nas suas atitudes, sentimentos e pensamentos.

Antes de falar que não tem mais jeito, peça revelação do Espírito Santo. Peça para que Jesus dirija sua vida, seus relacionamentos. Ele será o caminho para que você encontre uma saída para esta situação. 

Se você tem enxergado através da escuridão, se você tem só enxergado destruição, ódio, medo e incapacidade, entregue sua vida para Jesus Cristo. Ele é a luz, o caminho, a verdade e a vida!


Pense nisso! 

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Deus não habita no meio da incredulidade


2 Timóteo 4: 1 a 5 “Conjuro-te, perante Deus e Cristo Jesus, que há de julgar vivos e mortos, pela sua manifestação e pelo seu reino; prega a palavra insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina. 

Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as próprias cobiças; como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas. 

Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelistas, cumpre cabalmente o teu ministério.”.

Existem leis racionais que aparecem para te tornar um incrédulo, principalmente com relação a seus líderes espirituais. São explicações racionalizadas que fazem bem ao seu ego, impedindo que você aceite correção e direções que contrariem seu comodismo. 

2 Crônicas 20.20: "Crede no Senhor, vosso Deus, e estareis seguros; crede nos seus profetas e prosperareis."

Você, baseando-se em um discurso, para de acreditar que jejum pode trazer transformação. Para de ter fé nas armas espirituais, ou vem com aquele papo: “Isso só servia para o Antigo Testamento!”. 

Querido, Deus não habita no meio da incredulidade! 

A partir do momento que você desacredita na efetividade das armas espirituais, você deixa de usá-las. Imagine só se Abraão deixasse de acreditar que quebrar aquelas rochas iria levá-lo a encontrar água e, por fim, cavar um poço em meio a um deserto rochoso?! Pare pra pensar... 40 metros é muito para quem não tinha acesso à tecnologia do ferro.

Eu creio que eles afiavam alguma pedra para poderem rachar as outras. Fico imaginando o trabalho que eles tinham para cavar aquilo. Era um trabalho lento. Cada dia, eles progrediam um pouco, por mais que tivessem muitos homens trabalhando. Vamos supor que, se excepcionalmente, eles conseguissem escavar um metro por dia, eles podiam ter parado no meio do caminho! Imagine o desânimo!

Eu acho que, em alguns momentos, eles pensavam: “Mais um dia que não conseguimos água, será que vale a pena continuar?”. Às vezes, seu raciocínio está assim. “Será que vale a pena todo esse esforço para avançar tão pouco e não enxergar nada daquilo que eu preciso ver?”.

“Será que debaixo dessa pedra, eu vou encontrar água? Ambas não combinam.”. As pedras impedem o avanço das águas, assim como existem tantas coisas que aparecem para te bloquear, para te afastar da igreja e te deixar incrédulo.

Hoje, nós encontramos pessoas que pregam o evangelho de todos os jeitos. O que você quer ouvir? Que você pode mentir, adulterar, se prostituir, que não precisa ser fiel e que não precisa de desafios para crescer? Que é possível ter um relacionamento com Deus sem estar em santidade?

As únicas pessoas que eu conheço que precisavam de desafio eram Jesus, Davi, Paulo, Pedro, Josué… em fim, praticamente todos os servos de Deus da Bíblia. Mas você, não precisa. Você pode viver qualquer outra coisa! Será mesmo?

Cuidado com o “evangelho humanista”, que só prega o que te convém. Será que isso vai te dar paz? O evangelho que você crê te deixa muito incomodado com outros que o praticam de forma diferente e são mais bem-sucedidos?

Você deveria estar cheio de paz e não cheio de ódio. Você devia estar cheio de amor e não cheio de maledicência. Se você fala tanto, é porque é isso que está enchendo o teu coração. Sabe por que isso te incomoda tanto? Porque não é a verdade, e você sabe disso, porque a verdade liberta, ou seja, não atormenta.


Hoje, você vai converter o teu coração a Deus e vai agir segundo o que está escrito na Bíblia! É um caminho certeiro. Mesmo que sejam 200 metros, 200 jejuns, 200 desafios, 200 páginas você vai encontrar água, você vai viver o seu milagre!

Pense nisso e não desista! A nossa fé vence o impossível!