Páginas

terça-feira, 24 de abril de 2018

Por essa eu não esperava!


Filipenses 3.12 a 14 “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. 

Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.”

No programa “De Bem com a Vida”, somos edificados com muitos testemunhos. Um deles foi a fonte de inspiração para o post de hoje. É de uma moça que viu, do dia para noite, sua vida virar de cabeça pra baixo.

Ela tinha um relacionamento de quatro anos e achava que conhecia o noivo como ninguém. Ela convivia com os pais desse rapaz, conheceu os filhos, os irmãos... Se prepararam para o casamento, viram apartamento, planejaram a festa, fizeram o enxoval... Era uma relação, aparentemente, normal.

Dois meses antes da cerimônia de casamento, veio a bomba. O noivo decidiu fazer uma revelação: “Olha, eu preciso te falar algo! Me desculpe não ter falado antes, eu não tive coragem, porque nosso relacionamento é tão bom, somos tão felizes... Eu te amo demais, mas preciso ser honesto com você. Sou casado há 18 anos com outra pessoa!”.

Meu Deus! O sonho de amor, simplesmente, desmoronou. E, no meio daquela loucura, ela conseguiu tomar uma atitude sábia: desistir daquele relacionamento. Ela fez certo em não querer ser responsável pela destruição de uma família.

A mãe dessa jovem tinha o costume de convidá-la para assistir cultos. Desolada, ela, então, decidiu conhecer a igreja. Ali, encontrou meios para administrar toda aquela mudança. E, no meio desse processo, aquele passado persistiu em bater em  sua porta: “Olha, eu te amo! Fica comigo! Eu não vivo sem você!”...      

Em alguns momentos, ela acabou cedendo. Sabe, nem sempre é fácil se adaptar ao novo!

Ela saiu de um relacionamento, mas a nova realidade era ficar sozinha e sem perspectivas. Ela tinha alguém que a acolhia, que a protegia, que lhe dava carinho... para, depois, não ter nada!

Sabe, mudanças como essas nos fazem ficar lembrando de um passado, desejando voltar para um lugar que, simplesmente, não existe mais... Para aquela jovem, não existia mais o noivo, mas o enganador, o mentiroso, o traidor....

Seguir em frente com esse relacionamento seria o mesmo que assinar uma sentença de enganação perpétua, afinal, ele mentiu para todos e por tanto tempo... Quem garante que ele não mentiria mais?

Aquele relacionamento nunca existiu, alias, só existiu para ela! Imagine a situação! Como deve ter sido difícil para ela colocar uma pedra naquela situação e seguir um novo rumo.

Sabe, querido leitor, você pode, diante de algumas situações, dizer: “Eu não consigo! Eu quero meu casamento de volta!”, mas não pode se entregar!

Existem mulheres que se casam por interesse. Se você está com uma integrante deste time, dê um basta! Você pode ter certeza de que ela não vai hesitar em baixar o nível para arrancar todos os seus bens. Isso não é ex-esposa, é futura inimiga. É uma pessoa que, com certeza, colocará seus filhos contra você.

Existem mães que gritam aos quatro ventos: “Ah que saudades da época em que meus filhos eram pequenos!”. Em vez de sentir saudades, aproveite que agora eles estão grandes. “Mas Bispa, eles não estão mais comigo!”. Então, aproveite este tempo. Quantas coisas você deixou de fazer, porque tinha filhos pequenos? Quantos lugares você deixou de ir?

Antes, não era o tempo, mas agora é!

Sabe, Paulo nos deixou dois conselhos preciosos. E eu quero terminar este post dividindo esses conselhos com vocês:

1- Feche a porta do passado

Foi bom? Foi incrível? Então: “Senhor, muito obrigado, porque eu tive um passado feliz! Ajude-me a construir um futuro mais feliz ainda!”.

2- Prossiga para o alvo: coloque objetivos

Aquela moça colocou um objetivo: “Vou casar e formar uma família!”. A história dela não acabou na decepção, mas na restituição! Deus enviou, literalmente, a pessoa certa para ela! Hoje, ela tem uma família de verdade!

Em nome de Jesus, administre a mudança, mudando também, se deixando transformar e se abrindo para o novo, que pode não ser melhor que o velho, mas pode ficar!


Pense nisso!

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Por que eu?


Isaías 55.8: “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR.”

Muitas vezes, você questiona: “Meu Deus! Por que tanto sofrimento?”, “Por que tantas perdas?”, “Por que tanta dor?”, “Por que, mesmo tenho um relacionamento profundo com o Senhor, eu estou passando por esta situação? Eu não mereço passar por isso!”. 

Talvez, de repente, os teus questionamentos estejam relacionados aos desejos que não foram atendidos por Deus: “Por que Ele disse ‘não’”?

Olha, querido internauta, eu vou ser bem honesta com você! Nestes anos todos de ministério, eu posso dizer, com todas as letras: “Ainda bem que o Senhor não atendeu todas as minhas oração. Se Ele tivesse atendido, com certeza, eu estaria bastante encrencada!”.

Já chorei por pessoas, mas, felizmente, Ele me mostrou a tempo quem elas eram de verdade.

Já me desesperei por causa de situações, que, depois, no final de tudo, trouxeram grandes bênçãos para a minha vida! Em muitas situações de dor, eu vivi grandes milagres!  Milagres, inclusive, de ressurreição! Foram experiências que superaram, em todos os sentidos, os sofrimentos que eu vivi.

Então, quando você estiver prestes a jogar tudo para o alto, pense que, se você ficar sem Deus, aí, sim, você estará na mão daquele que rouba, mata e destrói.  Se, com Deus, é tão difícil, imagina sem Ele!

“Mas, Bispa, a senhora não entende! Eu tenho um memorial no altar! Eu oro, eu jejuo, sou dizimista, sou ofertante...”.

Querido, se já está difícil assim, imagine como você estaria agora se não tivesse feito nada disso! Você ia se sentir enfraquecido e perturbado: “Meu Deus! E se eu tivesse jejuado? E se eu tivesse orado, em vez de ter entregado os pontos?”.

Você nunca vai poder dizer que não aproveitou a oportunidade de crer! Se não aconteceu da maneira que você esperava, foi por que Ele não permitiu. É Ele quem vai te levar a andar em caminhos mais altos.

Não se deixe levar pelos seus sentimentos, porque o nosso coração é enganoso! Se for para duvidar, duvide do poder da situação que você está vivendo. Lembre-se de que aquele que faz o deserto florescer é o mesmo que está ao seu lado. É Ele quem traz à existência o que não existe!

Não abra mão do seu relacionamento com o Senhor, porque, certamente, haverá bom futuro, e a tua esperança não vai ser envergonhada!


Não foi do seu jeito, mas isso não que quer dizer que nunca vai ser bom, perfeito e agradável. 

Deus tem caminhos mais altos, e os propósitos d´Ele são superiores! 

Em vez de buscar explicações para as lutas que você tem enfrentado, busque, em Deus a solução. Você não perde por confiar!

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Deus não mudou!


João 16.33: “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.”

Hebreus 10.37 a 39: “Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará; todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. 

Nós, porém, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma.”

Quando estamos cansados, impotentes, desgastados ou com a “paciência cheia”, para não usar aquele termo chulo, a tendência é misturarmos conflitos, enfermidades, desafios e calamidades com a promessa de Deus.

Tome cuidado para você não cair nessa armadilha, porque é uma das mais eficazes do inimigo.

Por maiores que sejam suas lutas, elas não podem impedir a manifestação das promessas de Deus!

Eu costumo dizer que lutas e promessas são duas paralelas, ou seja, elas não vão se encontrar nunca!

O fato de você estar passando por dificuldades, do seu status de relacionamento ter mudado, da sua situação familiar ter mudado, dos seus amigos terem mudado... não quer dizer que o Senhor mudou!

Malaquias 3.6 “Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.”

Em momentos de desgaste, de loucura, de dor... invoque ao Senhor, porque Ele é contigo!

O Senhor nos preveniu de que no mundo teríamos aflições, mas Ele veio justamente para nos dar essa vitória.

Tudo está no controle do Senhor

Hoje, eu quero usar, como exemplo, a história de Daniel.

Querido leitor, você acha mesmo que foi Deus quem preparou a cova dos leões para ele? Não! Foram homens perversos!

Muitas pessoas questionam: “Como é que Deus permitiu uma coisa dessas?”. Porque Ele tinha poder e autoridade para derramar sobre a vida de Daniel. Ele tinha também um grande livramento!

A cova dos leões não foi o fim da história. Daniel foi jogado por aqueles homens invejosos, mas nada aconteceu com ele. Daniel saiu ileso! Deus interferiu naquela situação e o livrou!

Esse mesmo Deus também está ao seu lado! Se você buscá-lo, se você invocá-lo e se você clamar pelo Seu nome, Ele vai interferir na sua causa!

Jesus é chamado de Salvador, porque Ele veio para isso mesmo! Ele veio para nos salvar dessas injustiças, desse desgaste, desse desânimo, desse engano...

Não importa o que as pessoas dizem, Jesus te ama, Ele se importa, e o melhor: Ele não muda!

Hebreus 13.8: “Jesus Cristo é o mesmo hoje, ontem e eternamente!”

Tanto os bons quanto os ruins passam por momentos de dificuldades. A diferença é que aqueles que se apagam a Deus saem vencedores!

Salmos 34.19: “Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas!”


Pense nisso!

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Cuidado com suas carências!


Hoje, eu quero falar sobre um dos grandes males do século 21, a ansiedade! Ela está intimamente ligada às nossas carências e ao nosso desejo de correspondê-las o mais rápido possível. A resultante disso é a precipitação. 

Quantas vezes, por conta de um desejo momentâneo, perdemos o que nos faria realizados para sempre? Na Bíblia, está escrito que não é bom proceder sem refletir, e peca quem é precipitado! 

Por medo de ficarem sozinhas, quantas mulheres acabam se relacionando com o homem errado? São submetidas à violência, ao jugo desigual, porque esperar no Senhor é muito pesado! Não é pior viver com o seu maior inimigo?

Hoje, eu quero dar um exemplo clássico de como a carência pode comprometer o futuro: Esaú e Jacó. A história destes dois irmãos está em Gênesis. Mas vamos meditar, hoje, no capítulo 25, do versículo 27 a 34:

“Cresceram os meninos. Esaú saiu perito caçador, homem do campo; Jacó, porém, homem pacato, habitava em tendas. Isaque amava a Esaú (pai), porque se saboreava de sua caça; Rebeca (mãe), porém, amava Jacó. Tinha Jacó feito um cozinhado, quando, esmorecido, veio do campo Esaú lhe disso: Peço-te que me deixes comer um pouco desse cozinhado vermelho, pois estou esmorecido.

Disse Jacó: Vende-me primeiro o teu direito de primogenitura. Ele respondeu: Estou a ponto de morrer; de que me aproveitará o direito de primogenitura? Então, disse Jacó: Jura-me, primeiro. Ele jurou e vendeu direito de primogenitura a Jacó. Deu, pois, Jacó a Esaú pão e cozinhado de lentilhas; ele comeu e bebeu, levantou-se e saiu. Assim, desprezou Esaú o seu direito de primogenitura”.

O que é ser primogênito? Na época, o primeiro filho tinha uma série de privilégios: tinha direito a mais terras, confiança dos pais, tinha uma herança maior...

Mas, espiritualmente falando, ser primogênito é ser abençoado em tudo, é ser protegido em todos os lugares, é ter a garantia de que quem o amaldiçoar será amaldiçoado, assim como aquele que o abençoar será abençoado, é ter vitória em todas as guerras, é ser próspero e bem-sucedido.

Tudo isso, Esaú tinha. Mas chegou o dia da carência, da necessidade, da fome... E, em vez de clamar ao Senhor e buscar outras alternativas, ele preferiu se entregar ao pensamento religioso e medíocre: O que adiante ter fé, se ela, agora, não está suprindo minha necessidade?

Este é o pensamento de quem não conhece a Deus e despreza os valores espirituais. A Palavra diz que Esaú se tornou um homem atormentado. Foram cinco minutos que comprometeram o resto de sua vida!

Aquele que não suporta uma provação, não suporta o dia mau e, por conta de um momento de carência, coloca a família, o casamento, o emprego e os amigos a perder e aquele que sempre se coloca em primeiro lugar nunca serão felizes. 

Quando estamos sob pressão, precisamos nos apegar a Deus com todas as forças! Em vez de botar tudo a perder, você vai fazer como Jesus: depois de 40 dias jejuando no deserto, Ele teve fome, mas não cedeu às tentações de Satanás. Foi provado e aprovado. Sabe o que aconteceu depois? Os anjos do Senhor o alimentaram.

Neste momento, quando você está passando pelo dia de provação, ore: "Senhor, ajude-me! Eu não vou me corromper.

Sabe, queridos, um erro não justifica outro.". Só por que o seu marido está te traindo, você vai traí-lo também?

Outro ponto importante: quando o seu irmão passar pelo dia de aflição, seja o seu apoio. Em Mateus 5.7 está escrito: "Bem aventurado os misericordiosos, pois alcançarão misericórdia.". Não podemos esquecer que a base do evangelho é o amor.

Fique firme! Escolha a bênção de Deus. Não seja como Esaú, que, para satisfazer uma carência, para entrar em vantagem, literalmente, vendeu a bênção de Deus.

Quero finalizar o post de hoje, deixando registrado a passagem bíblica de Salmos 91.14 e 15: “Porque a mim se apegou com amor, eu o livrarei; pô-lo-ei a salvo, porque conhece o meu nome. Ele me invocará, e eu lhe responderei; na sua angustia, eu estarei com ele, livrá-lo-ei e o glorificarei.”.


Pense nisso!

quarta-feira, 18 de abril de 2018

O que fazer quando estão falando mal de você?


Neemias 6.3: “E enviei-lhes mensageiros a dizer: Faço uma grande obra, de modo que não poderei descer; por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse, e fosse ter convosco?”.

O Senhor chamou Neemias para reconstruir os muros de Jerusalém, e, quando os opositores da obra souberam que o muro tinha sido edificado e que nele não havia nenhuma brecha, tentaram intimidá-lo, através de uma conspiração. Eles diziam: "Venha ao nosso encontro. Estamos nas aldeias, e temos uma coisa muito importante para te dizer. Você não tem noção do que as pessoas estão falando ao seu respeito!". 

A conspiração era tão grande, que eles contrataram Noadia, uma profetisa, para falar “em nome de Deus”, para que Neemias ficasse preocupado com os comentários e deixasse a obra de lado.

Que crueldade! Sabe qual foi a reação de Neemias?

Através de seus mensageiros, ele deu o seguinte recado: "Estou fazendo uma grande obra, e não posso parar!". 

As pessoas não se limitam em apenas falar mal de você, mas fazem questão de mostrar isso! Sabe por quê? Para te intimidar, te desviar do foco, para te desestruturar, para te fazer perder a linha!

Neemias estava cercado de inveja. Os vizinhos queriam, de qualquer jeito, paralisar a obra. Enquanto Neemias motivava o povo, eles colocavam empecilhos.

 A Palavra de Deus nos adverte em relação a pessoas assim.

2 Timóteo 3.1 a 5: “Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te."

Por isso, nestes casos:

1- Fuja! Se puder, delete de todas as redes sociais

Já percebeu que, quando você está feliz e bem resolvido, sempre aparece alguém no Facebook com indiretas para, literalmente, azedar seu dia? Você não precisa de amigos assim. Alias, quem disse que isso é amizade?

2- Ocupe-se com a obra de Deus, com sua família e com seu trabalho!

Faça o dobro! Sabe, ninguém tem inveja ou fala mal de derrotados! Estes, eles já ignoraram, faz tempo!

Em Neemias 4.8 e 9, está escrito: "E ligaram-se entre si todos, para virem guerrear contra Jerusalém, e para os desviarem do seu intento. Porém nós oramos ao nosso Deus e pusemos uma guarda contra eles, de dia e de noite, por causa deles.".

3- Ore, jejue e coloque esta situação diante do Senhor

A vingança pertence a Deus. Sabe, o fato de você continuar de pé, firme e inabalável já é uma grande vingança e uma prova, incontestável, de que maior é aquele que está em você.
Isso foi exatamente o que Neemias fez.

Neemias 4.3 a 5: “E estava com ele Tobias, o amonita, e disse: Ainda que edifiquem, contudo, vindo uma raposa, derrubará facilmente o seu muro de pedra. Ouve, ó nosso Deus, que somos tão desprezados, e torna o seu opróbrio sobre a sua cabeça, e dá-os por presa, na terra do cativeiro. E não cubras a sua iniquidade, e não se risque de diante de ti o seu pecado, pois que te irritaram na presença dos edificadores.”

4- Lance toda sua ansiedade diante de Deus e clame até que a paz do Senhor invada seu coração.

Isso te protegerá e te ajudará a realizar, sem alteração de ritmo ou de ânimo.

Filipenses 4.5 a 7: “Seja a vossa equidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor.
Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.”

5- Confie na justiça de Deus!

Não permita que isso contamine seu coração. Tenha consciência de que quem quer falar mal de você não vai mudar de opinião com suas explicações ou com os seus revides.

Romanos 8.31 a 33: “Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.”

Pense nisso!

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Você está preparado?


Marcos 25.1 a 13: “Então, o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram a encontrar-se com o noivo. Cinco dentre elas eram néscias, e cinco, prudentes. 

As néscias, ao tomarem as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo; no entanto, as prudentes, além das lâmpadas, levaram azeite nas vasilhas. E, tardando o noivo, foram todas tomadas de sono e adormeceram.

Mas, à meia-noite, ouviu-se um grito: Eis o noivo! Saí ao seu encontro! Então, se levantaram todas aquelas virgens e prepararam as suas lâmpadas. E as néscias disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão-se apagando. 

Mas as prudentes responderam: Não, para que não nos falte a nós e a vós outras! Ide, antes, aos que o vendem e comprai-o. E, saindo elas para comprar, chegou o noivo, e as que estavam apercebidas entraram com ele para as bodas; e fechou-se a porta.

Mais tarde, chegaram as virgens néscias, clamando: Senhor, senhor, abre-nos a porta. Mas ele respondeu: Em verdade vos digo que não vos conheço. Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora.”

Hoje, eu quero trazer uma palavra especial sobre “estar preparado”. Eu aprendi, como mulher mais que vencedora (+QV), que sempre devo estar disposta e pronta para qualquer batalha.

Eu tenho uma nécessaire em casa com tudo o que eu preciso. Como a gente sempre faz viagens curtas por conta das ministrações e simpósios, eu preciso sempre estar preparada.

A minha nécessaire sempre está organizada, com shampoo, sabonete, desodorante... Quando terminamos os eventos, eu chego em casa, faço uma lista do que eu preciso repor e, rapidamente, providencio tudo.

Se você chegar agora e falar: "Bispa, vamos viajar!". Em 10 minutos, eu estou pronta! Eu estou sempre preparada para onde Deus quiser me levar.

Hoje, com base em tudo isso, eu quero fazer uma pergunta para você, querido leitor: O quanto você está preparado para viver as promessas de Deus?

No início do texto, eu publiquei a Parábola das 10 Virgens. Todas queriam muito a festa de casamento. Os preparativos começaram, mas cinco delas acabaram relaxando com o passar do tempo.

Quando o noivo apareceu, elas não estavam prontas. Não tinham azeite para acender suas lâmpadas.

Sabe, além de levar azeite para colocar nas lâmpadas, elas tinham que levar azeite extra. Desta forma, elas tinham uma reserva para poderem enxergar o dia em que o novo as visitaria.

Qual dessas virgens é você? Você está no grupo das sábias ou das néscias? Você tem objetivos? Você desenvolveu alguma estratégia para alcançá-los?

Em 2014, nós vimos o Brasil perder a Copa do Mundo, porque nossos atletas não estavam preparados. Nós, torcedores, amargamos e choramos a derrota. Uma grande oportunidade foi perdida! Imagina que lindo seria se o Brasil levasse o hexa no ano em que nós sediamos a Copa?

Como dizia minha avó: “Não adianta chorar pelo leite derramado, mas adianta ficar atento enquanto o leite esquenta para que ele não se derrame!”. Pior do que perder o leite é ter que limpar a sujeira do fogão!

Como você esta se preparando para viver esse ano? Como você esta se preparando para passar esse mês?

Se você buscar ao Senhor, orar, jejuar e meditar na palavra, serão os melhores da sua vida! Prepare-se espiritualmente!

Josué 3.5: “Santificai-vos, porque amanhã o Senhor fará maravilhas no meio de vós!”.


Pense nisso! 

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Faça do Salmo 23 a sua verdade!


Salmo 23: O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará. Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso; refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome. 

Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam. 

Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do SENHOR para todo o sempre.

Faça desta palavra a sua verdade!

Entre na presença do Senhor e clame: “Senhor, guia-me! Eu não quero mais ser guiado pelos problemas. Eu não quero mais ser guiado pelos meus traumas. Eu não quero mais ser guiado pelos meus medos. Eu não quero mais ser guiado pelas opiniões dos outros. Eu não quero mais ser guiado pelo vício. Eu não quero mais ser guiado pelas minhas emoções. Eu quero que o Senhor me guie! Mostre-me qual é o melhor caminho a seguir!”.

Eu tenho certeza de que, depois desta oração, o seu dia não será mais o mesmo. O Senhor vai te agasalhar e te conduzir em triunfo.

Eu tenho certeza de que você vai sentir a presença do Espírito Santo. Você terá paz, terá refrigério. Haverá um renovo para a tua vida.

Faça o que está na Palavra de Deus, sem olhar as circunstâncias, e nada te faltará!


Pense nisso!

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Ser livre é questão de escolha


Josué 1.5: “Ninguém te poderá resistir todos os dias da sua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei.”.

Se tinha alguém que sabia a dimensão da comunhão que Moisés tinha com Deus, esse alguém era Josué. Além disso, Josué sabia o que Moisés enfrentou de oposições. Oposições que não vieram de fora; ocorreram no ambiente de convívio dele. De um povo que era escravo do Egito, cativo, que não tinha vontade, desejos e muito menos direitos sobre os próprios filhos. Era um povo que não poderia nem existir. Um povo que era exatamente como os egípcios queriam. Assim como tem muita gente que é aquilo que o vício da bebida fala que ele vai ser, ou que é aquilo que a carência quer que ele seja.

Muitas vezes, você sai de um relacionamento ruim e entra em um pior, sabe por quê? Porque a sua carência faz com que você fique associado a pessoas que vêm somente para te explorar, arrebentar, ferir ou te usar. Assim como existem pessoas que, por causa da baixa autoestima não conseguem ser aquilo que Deus projetou. Você tem a capacidade de ser, tem dons de Deus, mas como você não se enxerga capaz, é tímido, é escravo da imagem deformada que tem sobre si mesmo, você acaba se submetendo a uma série de loucuras e perde grandes oportunidades do Senhor.

Da mesma forma, existem pessoas que são escravas da opinião alheia. Muitas vezes, é mais importante o que os outros falam, do que ser feliz, buscar o milagre do Senhor, crescer e ser uma pessoa realizada. No final, você está sempre preocupado, colocando-se para baixo, por causa da opinião dos outros e porque é escrava da última moda. Você acaba não tendo desejos, porque você deixa as situações desejarem por você.

Sabe de uma coisa? O Senhor usou Moisés com sinais e milagres tremendos para tirar o povo do Egito. Josué sabia de tudo isso e era servo de Moisés. Você deve estar pensando “Mas Josué não era servo de Deus?”. Claro que era, mas ele servia a Moisés também. Josué se fortaleceu ao ver como Deus agia na vida de Moisés e sabia que a palavra que havia sido entregue se cumpriu.  Da mesma forma, Deus também tinha comunhão com Josué a tal ponto de falar: "Ninguém poderá te resistir, todos os dias da sua vida”.

Hoje, Deus quer te falar o mesmo que falou a Josué. As situações só vão te vencer e te resistir, se você realmente permitir que o espírito de escravidão venha sobre a tua vida. Só vai ter poder e autoridade sobre a sua vida, aquilo que você determinar como invencível! Enquanto Deus for o teu Senhor e aquele que dirige a tua vida, pode se levantar o que for, você não será envergonhado.

Podem surgir enfermidades, carências, tristezas, choros, dores, levantes e traições de pessoas que você ama, mas Deus é com você, te colocará de pé e fará sua luz brilhar! Neste dia, deixe que o Senhor seja o teu pastor e dirija sua vida, em vez de ficar prostrado. Você vai se reerguer porque, assim como está em Salmo 121, Deus vai te mostrar que ninguém poderá te resistir, porque Ele comanda a sua vida. Entregue seus caminhos nas mãos do Senhor. Maior é aquele que está em você do que aquele que está no mundo. Entre conceitos e opiniões, a verdade prevalece e ela está em Jesus! Escolha ser livre!


Pense nisso!

terça-feira, 10 de abril de 2018

Sofrer ou vencer?


Salmo 73.1 a 5: “Com efeito, Deus é bom para com Israel, para com os de coração limpo. Quanto a mim, porém, quase me revelaram os pés; pouco faltou para que se desviassem os meus passos. Para eles, não há preocupações, o seu corpo é sadio e nédio. Não partilham as canseiras dos mortais, nem são afligidos como os outros homens.”

Hoje, quero deixar a seguinte pergunta para você: Essa luta que você está passando é para sofrer ou para vencer?

Se for para sofrer, uma boa maneira, alias, uma das melhores, é ficar olhando para os lados, se comparando com os outros. Mas não com aqueles que estão piores, mas com aqueles que estão mais felizes e vivem melhor do que você!

Se for para vencer, é melhor ter consciência do seu desafio e buscar ao Senhor. Se os outros estão superando mais ou menos que você, sendo corruptos e indignos... Isso não é seu problema e nem sua solução!  Na verdade, olhar para os lados, só nos torna mais vulneráveis!

O nosso socorro vem do alto, vem do Senhor, que fez os céus e a terra! Ele está te guardando e te protegendo!

Por isso, em vez de ficar procurando culpados ou justificativas, vá atrás da solução. Olhe somente para Jesus e busque-o, em oração! Busque forças e ajuda aonde Ele derrama sua bênção. Sabe de qual lugar estou falando? Da Casa do Senhor.

Quero finalizar o Pensamento de hoje, com Hebreus 4.16 "Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna."

Lembre-se de que, no Senhor, você pode todas as coisas!


Pense nisso!

segunda-feira, 9 de abril de 2018

A solução está mais próxima do que você imagina...


Salmo 46.1 a 3: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações. Portanto, não temeremos ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares; ainda que as águas tumultuem e espumejem e na sua fúria os montes se estremeçam”.

Querido, onde você tem se escondido? Existem muitas pessoas que começam a ficar ansiosas e acabam extrapolando! Olha, 90% dos casos de obesidade ocorrem por causa da ansiedade.

Sabe por que isso acontece?  Porque essas pessoas não têm para onde fugir! Não têm um refúgio, então, começam a comer, comer, comer… Sem ao menos sentir o sabor. É um ciclo vicioso, porque esquecem que comeram e voltam a comer de novo!  Como se aquilo fosse resolver seus problemas.

Em alguns casos, o sofrimento é tanto, que há uma busca por algum tipo de compensação, ou algum tipo de prazer imediato. Algo que acalme a tribulação de seu coração, o nervosismo, a falta de segurança e a incapacidade de enxergar o futuro!

Quando você tem um refúgio, em vez de se jogar na depressão, ou comer desenfreadamente, você vive o domínio próprio, que faz parte do fruto do Espírito Santo.

Tem gente que tranca a boca e vai secando… secando… secando, porque não sabe encarar mudanças. Às vezes, nem é algo ruim, é, simplesmente, algo novo em sua rotina. Pode ser um emprego novo, uma casa nova, ou sua empresa se fundiu com outra, testes, auditorias, ou o feriado está chegando e você não sabe o que fazer com os filhos… Algo novo ou diferente aparece e você fica se torturando de tanta ansiedade.

Hoje, você vai parar de se destruir e vai buscar, em Deus, o seu refúgio! Você sabia que o Senhor ordena sobre nós a Sua bênção todos os dias? Sabia que o Espírito do Santo é conselheiro? Nos Sete Espíritos de Deus, há o Espírito de Conselho!

Hoje, quero te ensinar alguns passos para você vencer essa inquietação:

1) Lance sobre o Senhor toda a sua ansiedade
         
1 Pedro 5.7: “lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.”.

Sabe como você vai fazer isso? Orando: “Senhor, estou nervoso, estou agitado, porque estou em uma fase de mudança. Porque eu estou vendo todas as coisas irem embora! Porque eu estou sentindo que eu estou envelhecendo ,e eu não tenho forças para realizar! Eu não tenho mais a mesma vitalidade! Eu não tenho mais a mesma força! Eu não tenho mais o mesmo pique, mas eu quero lançar estas situações que têm me amedrontado e deposito, em Ti, a minha confiança!”.

2) Humilhe-se na presença do Senhor

Continue orando: “Eu não sei, me ajuda! Eu não estou sabendo viver! Eu estou me descontrolando! Estou prejudicando o meu próprio corpo! Eu não sei viver esta situação!”.

Pode ser ridículo para todo mundo! Mas isso vai trazer libertação!

3) Coloque diante de Deus também o que te dá medo, porque Deus é amor, e o amor lança fora todo o medo

Clame: “Senhor, eu tenho medo… Eu tenho medo de falhar!….Eu tenho medo de machucar as pessoas!… Eu tenho medo de decepcionar quem depende de mim!…. Eu tenho medo de perder a minha família!… De perder o meu marido!… Eu tenho medo de não casar!… Eu tenho medo de não conseguir pagar as contas!… Eu tenho medo de ser despejado!… Eu tenho medo de ser mandado embora!… Eu tenho que aquela benção que estou esperando tanto não aconteça!”.

Coloque diante de Deus! Ele é o Deus que atende a oração! Quando você busca esse refúgio no Senhor, através da oração, as portas se abrem!

A Palavra talvez não apareça instantaneamente na sua cabeça. Mas, daqui a pouquinho, o Senhor te revelará. De repente, a resposta de Deus pode estar em algo que não tem nada a ver com a situação que você está passando. Ou, então, por meio dessa oração, você sentirá o óleo caindo sobre você te tranquilizando. Busque o teu refugio em uma vida de oração!


Refugie-se no Senhor e Ele, vai te dar uma estratégia, uma direção, vai iluminar os teus olhos. Você vai enxergar a verdade e não vai ficar atormentado! O Senhor tem o melhor para você! 

Pense nisso!

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Tudo depende do ponto de vista!


Mateus 6.22 e 23: “São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. 

Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão!”. 

A maneira como você enxerga cada situação pode te trazer vida, luz e alegria ou morte, escuridão e tristeza. 

Talvez, você esteja enxergando sua família com as “lentes” do ódio, da raiva, do medo ou, quem sabe, de um trauma. 

Talvez, você esteja enxergando seu emprego da perspectiva do medo, da insegurança ou da falta de reconhecimento. 

Cuidado para não cometer injustiças!

Eu adoro ler. Mas existe um livro, em especial, que, para mim, deixou uma mensagem muito forte. Eu vou tentar repartir um pouco da história com vocês:

O autor estava dentro de um metrô colocando suas leituras em dia quando, de repente, entra um pai com seus dois filhos dentro do vagão que ele estava. Os meninos, simplesmente, começaram a tropeçar nas pessoas e a bagunçar; foi uma verdadeira loucura!  

O pai, ao ver os filhos se batendo e destruindo tudo, simplesmente ficou anestesiado, e agiu como se nada tivesse acontecendo. 

Como paciência tem limite, o autor desse livro decidiu dar um basta naquela falta de respeito e, em tom de bronca, disse para o pai da crianças: “Que tipo de pai é você? Você não está vendo o que seus filhos estão aprontando? Você, simplesmente, vai ficar aí parado só olhando? Que absurdo!”.

O pai, em um tom sereno, respondeu: “O senhor me desculpe. O senhor está certo!”. Na sequência, ele chamou os filhos para perto e disse: “Sabe o que é? Nós acabamos de sair do enterro da minha esposa. Eles perderam a mãe. E eu, sinceramente, não estou sabendo lidar com esta situação. Eu acho que eles também não!”.

O autor do livro ficou totalmente desconcertado e pensou consigo mesmo: “Nossa! Meu Deus! O que eu fiz? Na minha cabeça, antes mesmo de falar com aquele homem, eu o havia xingado de tudo quanto é nome, achando que era um desqualificado. Que vergonha! Todo mundo viu o quanto eu fui precipitado.”. 

Quantas vezes nós agimos da mesma forma? Talvez, você esteja julgando seus pais, seus filhos, sua esposa, seu marido de uma maneira totalmente equivocada. Para cada atitude tomada, existe um motivo e uma motivação! Por trás de uma atitude, pode existir um trauma, um complexo ou o reflexo de uma perda. 

Por trás de uma atitude, pode existir uma memória de dor. Você sabia que existem situações que ativam as nossas memórias de dor?

Eu conheço uma moça que não pode chegar perto de fósforo porque ela morava perto de um cemitério. Aquele cheiro remetia a ela morte, choro e lamento. 

Sabe, aquela colega de trabalho insuportável? Talvez, ela tenha essas atitudes inadequadas porque existe uma área na vida dela que ainda não foi tratada. Talvez, o ambiente ative nela muitas memórias de dor. 

Crueldade

Eu estive pensando e cheguei à conclusão de que a gente costuma ser muito mais cruel com aqueles que, se a gente perder, vai doer demais. O problema é acharmos que, por termos afeto garantido, podemos, simplesmente, agir de qualquer jeito. 

Ser mais cruel com os de casa, com os da nossa família, é muito comum. Mas é um grande erro! Devemos valorizar mais as pessoas que fazem parte da nossa vida, antes que seja tarde. 

Enxergue com as lentes do amor!

Os olhos são a lâmpada do corpo. Em vez de brigar, julgar, despejar as suas frustrações, procure enxergar as pessoas a sua volta como Deus as enxergaria. Enxergue com amor e misericórdia! Peça sabedoria para você ser justo nas suas atitudes, sentimentos e pensamentos. 

Antes de falar que não tem mais jeito, peça revelação do Espírito Santo. Peça para que Jesus dirija sua vida, seus relacionamentos. Ele será o caminho para que você encontre uma saída para esta situação.

Elimine da sua vida todo o ponto de atrito. Eu sempre costumo dizer que quem foi viciado em álcool não deve nem experimentar um bombom de licor. Para que sentir o gosto daquilo que te aprisionou? Fuja da aparência do mal! 

Se você tem enxergado através da escuridão, se você tem só enxergado destruição, ódio, medo e incapacidade, entregue sua vida para Jesus Cristo. Ele é a luz, o caminho, a verdade e a vida!

Pense nisso! 

quinta-feira, 5 de abril de 2018

O que você tem levado na bagagem da sua vida?


1 Samuel 17.49 a 51: “Davi meteu a mão no alforje, e tomou dali uma pedra, e com a funda lha atirou, e feriu o filisteu na testa; a pedra encravou-se-lhe na testa, e ele caiu com o rosto em terra.  

Assim, prevaleceu Davi contra o filisteu, com uma funda e com uma pedra, e o feriu, e o matou; porém não havia espada na mão de Davi.

Pelo que correu Davi, e, lançando-se sobre o filisteu, tomou-lhe a espada, e desembainhou-a, e o matou, cortando-lhe com ela a cabeça. Vendo os filisteus que era morto o seu herói, fugiram.”

Davi levava na mochila cinco pedras que ele havia tirado de um rio. Elas eram lisas, porque foram “lapidadas” pelas águas.

Nós não acreditamos em numerologia, mas, na Bíblia, os números sempre sinalizam algo. É como se fossem as placas de trânsito. Neste contexto, o número simboliza dons e habilidades daqueles que foram enviados por Deus para realizarem Sua obra aqui na terra. Por exemplo, a Bíblia cita cinco ministérios apostólicos.

Efésios 4.11: “E ele deu uns como apóstolos, e outros como profetas, e outros como evangelistas, e outros como pastores e mestres…”

Golias amedrontava o povo de Israel com suas ameaças. Ninguém tinha coragem para enfrentá-lo, exceto Davi.

Davi sabia que ele carregava dentro de si capacitações divinas. Mas, para os outros soldados, ele era um lunático. Eu imagino que foi, inclusive, motivo de gozação: “Davi, se enxerga! Você nem guerreiro é. Você acha mesmo que vai vencer o gigante com apenas cinco pedrinhas? Com apenas um supro, ele te derruba!”.

Davi era apenas um jovem pastor de ovelhas. A única arma que ele tinha era um estilingue. Mas, contrariando todas as expectativas e a afronta de Golias, manteve-se inabalável e convicto de sua vitória.

Ele enfrentou Golias cheio de fé e coragem: “As armas que eu trago comigo são poderosas em Deus. É o Senhor quem me capacita e me protege!”.

É por isso que, quando vem o gigante da afronta, o gigante da crise, o gigante da vergonha, eu não me abalo, porque eu carrego em minha bagagem armas poderosas.

E você? O que tem levado na sua bagagem? O desânimo? A tristeza? A incredulidade?

O que você tem levado na sua bagagem antes de sair para o trabalho? A preguiça? O relaxo? A indisposição?

O que você tem levado na bagagem quando se reúne com sua família? A indiferença? A inveja? O ódio? As mágoas? Uma memória de dor? 

O que você leva na sua bagagem quando se depara com um desafio? A insegurança? O medo?

Deus não permite guerras que não possamos enfrentar! Só apareceram gigantes na Bíblia, quando o povo de Deus podia derrubá-los.

Se você se deparou com o gigante dos problemas financeiros, com o gigante da enfermidade, com o gigante dos conflitos emocionais..., não se abale, porque o Senhor te dará recursos – aqueles que, muitas vezes, o mundo despreza –, que serão o suficiente para você ter uma vitória histórica!

Então, querido internauta, tire da sua bagagem tudo o que tem tornado a sua vida pesada... Em vez disso, leve o discernimento, a sabedoria, a oração, o jejum, os louvores, as ministrações... Assim, tudo aquilo que te afronta e te envergonha vai cair diante de você!

Davi tinha cinco pedras, mas venceu aquele gigante com apenas uma!


Pense nisso! 

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Mesmo depois de tudo, continuar de pé!


Salmos 20.7: “Uns confiam em carros, outros, em cavalos; nós, porém, nos gloriaremos em o nome do SENHOR, nosso Deus.”

Em quem você confia? Onde está a sua fé? Quais são suas motivações? Em quem você tem depositado sua esperança?

Sabe, querido internauta, muitas pessoas vivem assoladas e atormentadas por não fazerem deste pequeno versículo a sua verdade.

Muitas têm sofrido de doenças psicológicas por conta disso. A mais comum é a síndrome do pânico. Você sabia que a origem dela também pode ser espiritual? É um espírito maligno! Como eu cheguei à essa conclusão? Bom, vou explicar! Na Bíblia, está escrito que o Senhor não nos deu espírito de medo!

Mas, Bispa, como assim? Eu tenho síndrome do pânico! Isso significa que eu estou endemoninhado? Claro que não!

Na verdade, você está sendo assolado por um espírito maligno. Ele está te imobilizando e roubando sua capacidade de produzir, sua capacidade ir e vir... Sabe qual é o nome disso? Opressão! É diferente de possessão. É claro que uma pessoa opressa também pode ficar endemoninhada. Mas este não é o caso.

Quem tem síndrome do pânico está debaixo de um domínio. Por quê? Porque encara a vida de forma limitada. Não consegue enxergar nada além de suas forças e só prevê o mal, fica sempre esperando o pior de cada situação. Ela, simplesmente, perde a consciência de que Deus dá ordem aos seus anjos ao nosso respeito, para que eles nos guardem em todos os nossos caminhos.

Se você está debaixo deste domínio opressor e limitador, está na hora de colocar, de vez, sua confiança no Senhor! Como? Comece apresentando a Ele o que tem te assolado: “Senhor, eu preciso de ajuda. Por mais que eu me importe e fique nervoso, eu não consigo resolver este problema. Eu preciso de paz! Se é para eu aguentar firme, me dê paz, para que eu não arrume outros problemas!”.

Sabe, existem situações que acabam permanecendo por muito tempo em nossas vidas. É um deserto, um lugar de passagem. Então, nestes casos, o melhor a fazer é resistir para que este mal fuja da sua vida. E, na sua calma, na sua paz e na sua confiança, estará a sua vitória!

Quando estamos em paz, nada nos derruba. Quando estamos em paz, conseguimos raciocinar melhor, com mais clareza, com mais sabedoria e, assim, conseguimos desorganizar tudo o que veio contra nós. De repente, quem esperou te ver falido e desiludido, ficará surpreso: “Como é que fulano tem tanta paz, passando por tudo isso?”.

Filipenses 4. 6 e 7: “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.”

Aquele que te guarda, que é o Deus Todo-Poderoso, não cochila e nem dorme. Busque-O! Use as armas espirituais! Elas, com certeza, vão te fortalecer no dia mau. Ore, jejue, louve, tenha votos no altar, medite na Palavra de Deus...

Hoje, com a tecnologia, é tudo tão mais simples. A Rede Gospel, por exemplo, leva 24 horas por dia a mensagem do evangelho. Nós temos também aplicativos gratuitos, temos um canal só de ministrações no YouTube... Não importa onde você esteja, você pode se fortalecer por meio da Palavra de Deus!

Busque ter um relacionamento profundo com o Senhor, porque é Ele quem nos cura, nos restaura e aperfeiçoar Seu poder nas suas fraquezas.

Eu quero finalizar a mensagem de hoje com Salmos 20.8: “Eles se encurvam e caem; nós, porém, nos levantamos e nos mantemos de pé.”.


Pense nisso!